SURFERSGYM.
Prezado amigo, esta é a versão 2.0 do nosso Guia de Pranchas,
uma amostra do nosso material completo. Caso você seja um
su...
tamanho, rabeta, borda e por ai vai. Principalmente para os
iniciantes esse tipo de escolha pode ser bem complicada, mas
m...
Entretanto, a tecnologia não consegue resolver 100% da nossa
decisão como surfistas e justamente é esse o objetivo deste
m...
o isopor (são inclusive materiais da mesma família, entretanto
com algumas propriedades diferentes). No centro do bloco
ex...
A forma ideal de escolher uma prancha é partindo dos pilares
principais e após isso alinhar os detalhes, esses pilares são...
PRANCHINHA - “PERFORMANCE”
FISH E BIQUILHAS - “PURA DIVERSÃO”
ATENÇÃO: SE VOCÊ JÁ É UM SURFISTA EXPERIENTE VÁ DIRETO A
PÁG...
FUNBOARD - “PARA APRENDER E SE DIVERTIR”
LONGBOARD - “MAIS DIVERSÃO”
STAND UP PADDLE - “AINDA + DIVERSÃO”
Além desses modelos também existem as “Gunzeiras” ou
“Guns” que são pranchas usadas n...
escolha
Duas Pranchas, uma Fish e um Longboard,
ousamos dizer que se você estivesse de mudança
para uma ilha deserta e nun...
Então porque não usar sempre pranchas
mais largas e com mais borda?
odas as pranchas de surf são medidas em “pés” e
“poleg...
M SURFISTA QUE TEM MAIS EXPERIÊNCIA E VAI FAZER
uma “queda” em um pico com ondas mais cheias
provavelmente irá escolher um...
OCÊ ESTÁ PERCEBENDO COMO ESCOLHER A PRANCHA
IDEAL É UMA ARTE? Fique tranquilo, existem
realmente muitos fatores envolvidos...
RELAÇÃO DE VOLUME DE PRANCHA X PESO GANHOU
força na fabricação de pranchas após o advento das
máquinas e dos modelos shape...
PESO
(Kg)
experiente
Experiente /
Intermediário
Intermediário
Intermediário
Iniciante
Iniciante
45 18,5 19,4 23,1 27,7 33,...
As bordas da prancha cortam a água e influenciam muito a
forma como ela faz curvas e a quantidade de água que saíra de
sua...
Em conjunto com o tipo de fundo e a posição das quilhas, o
modelo da sua rabeta vai determinar quanto de força,
explosão e...
SQUASH - Levemente arredondada é a
mais usada já que traz um bom
desempenho tanto nas manobras de
borda quanto nas manobra...
WING SWALLOW - A quebra feita pelo
Wing tem por objetivo deixar a rabeta
mais solta, por isso o modelo Wing
Swallow permit...
muito afundo na explicação de como diferentes modelos,
ângulos, sistemas e materiais podem mudar o desempenho de
uma pranc...
TUALMENTE EXISTEM TRÊS SISTEMAS DE QUILHAS
REMOVÍVEIS QUE disputam a liderança do mercado,
cada um deles possui vantagens ...
FUTURE - O sistema de quilhas Future surgiu nos Estados
Unidos incomodando a hegemonia da FCS no mercado de
quilhas. A gra...
A GRANDE DIFERENÇA NO USO DE QUILHAS (QUANDO
NÃO ESTAMOS FALANDO DE ALTA PERFOMANCE) ESTÁ NO
TAMANHO E NÚMERO DE QUILHAS U...
MONOQUILHAS - Muito usadas nos
pranchões (longboards) e pranchas para
iniciantes elas fornecem uma ótima
estabilidade e au...
Quadri quilhas - Atualmente muitos
surfistas estão optando por
pranchas com 5 copinhos (copinho é
o nome dado ao encaixe d...
rápidas e tubulares não é muito bom quando queremos
fazer manobras rápidas e progressivas. Além disso,
quilhas maiores red...
GORA QUE VOCÊ JÁ APRENDEU TANTA COISA SOBRE
uma prancha de surf chegou a hora de ir a prática!
Sabemos que uma prancha ade...
Guia básico de_pranchas - cópia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guia básico de_pranchas - cópia

299 visualizações

Publicada em

Guia de Pranchas de Surfer's Gym

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guia básico de_pranchas - cópia

  1. 1. SURFERSGYM.
  2. 2. Prezado amigo, esta é a versão 2.0 do nosso Guia de Pranchas, uma amostra do nosso material completo. Caso você seja um surfista extremamente experiente que busca detalhes ainda mais específicos e que não encontrou aqui encaminhe um email para contato@surfersgym explicando suas dúvidas para que possamos incluir esses questionamentos na versão completa (caso eles ainda não estejam sendo abordados). Nós somos surfistas como você e queremos criar algo que ajude todos nós!! Boa leitura, aloha!! SURFERSGYM. ATINJA O SEU MELHOR
  3. 3. tamanho, rabeta, borda e por ai vai. Principalmente para os iniciantes esse tipo de escolha pode ser bem complicada, mas mesmo caso você seja um surfista experiente fique conosco, porque falaremos de assuntos que até mesmo você pode desconhecer. Bom voltando a escolha das pranchas, atualmente o Brasil conta com fábricas de prancha de ponta, tão avançadas quanto as Australianas e Norte Americanas o que nos coloca como um mercado altamente competitivo na fabricação dos nossos preciosos foguetes! Além disso, caso você não saiba, a tecnologia e robótica também fazem parte da construção nos nossos amados foguetes e através de softwares como o SHAPE3D e máquinas como a DSD (Digital Shaper Design) os shapers passaram a automatizar a maior parte do seu trabalho. OCÊ FINALMENTE RESOLVEU COMPRAR UMA PRANCHA ou montar seu Quiver, e agora surgiram aquelas dúvidas de qual melhor shaper, modelo,
  4. 4. Entretanto, a tecnologia não consegue resolver 100% da nossa decisão como surfistas e justamente é esse o objetivo deste material, apoia-lo com todo conhecimento necessário para descobrir a prancha que mais se encaixa com seus objetivos! Será um aprendizado incrível, temos certeza que você irá gostar...
  5. 5. o isopor (são inclusive materiais da mesma família, entretanto com algumas propriedades diferentes). No centro do bloco existe uma longarina (essa madeira que você está vendo) que fornece maior sustentação. PRANCHA DE SURFE É FEITA DE UM BLOCO DE poliuretano (ou de poliestireno) que basicamente é o que a ter flutuação. Este bloco é muito parecido com Para os Shapers mais tradicionais que ainda não adotaram a tecnologia em suas fábricas, todo esse processo de corte do bloco é feito manualmente. Após o corte do bloco começa a fase de “gastar a prancha”, ou seja, o Shaper começa a efetivamente moldar a prancha para que ela tenha as características desejadas na água. Após isso, ao final desse processo o Shaper lixa o bloco e começa o processo de laminação, que consiste basicamente em aplicar uma manta de fibra de vidro sobre o bloco e em seguida aplicar uma resina para que o bloco e a manta se tornem um só, dando resistência para a prancha. É claro que não entraremos em todos os detalhes da fabricação de uma prancha neste guia, caso você queira conhecer detalhadamente todo esse processo fale com seu Shaper, ele pode te dar uma aula realmente aprofundada sobre toda a arte de Shapear uma prancha!
  6. 6. A forma ideal de escolher uma prancha é partindo dos pilares principais e após isso alinhar os detalhes, esses pilares são: • Modelo (Pranchina, Fish, Funboard...) • Medidas (Altura, Largura chamada também de Meio e Espessura conhecida como Flutuação ou Borda) • Rabeta (Round, Swallow, Squash...) • Quilhas (tamanho, quantidade e modelos) Vamos começar pelo básico entendendo a diferença entre os modelos de prancha. acima da sua cabeça. mas surfistas como John John Florence entre outros já mostraram que no surfe na verdade não existe uma regra fechada. É claro que para surfistas iniciantes e intermediários uma maior flutuação conta muito e qualquer um percebe que quanto maior a prancha ou mais grossa ela for mais ela vai flutuar facilitando o aprendizado. O tamanho das pranchas também muda muito de acordo com seu tipo: Tradicional (Pranchinha), Fish, Funboard, LongBoard e StandUp ARA NÃO CONFUNDI-LO VAMOS COMEÇAR PELO BÁSICO o tamanho da prancha. A quem diga que o tamanho ideal de uma prancha é cerca de um palmo
  7. 7. PRANCHINHA - “PERFORMANCE” FISH E BIQUILHAS - “PURA DIVERSÃO” ATENÇÃO: SE VOCÊ JÁ É UM SURFISTA EXPERIENTE VÁ DIRETO A PÁGINA 14 ONDE FALAMOS DE CÁLCULO DE VOLUME...
  8. 8. FUNBOARD - “PARA APRENDER E SE DIVERTIR” LONGBOARD - “MAIS DIVERSÃO”
  9. 9. STAND UP PADDLE - “AINDA + DIVERSÃO” Além desses modelos também existem as “Gunzeiras” ou “Guns” que são pranchas usadas nos dias de ondas grande e as “híbridas” que juntam a performance das pranchinhas com a remada das fishs. No nosso Guia 3.0 vamos entrar em todos os detalhes sobre os inúmeros tipos de prancha que estão surgindo, além de falar sobre a escolha das Gunzeiras e Híbridas e volumetria ideal para cada surfista/modelo. Agora que você sabe escolher o tamanho ideal de sua prancha vamos entender as próximas etapas do processo de escolha....
  10. 10. escolha Duas Pranchas, uma Fish e um Longboard, ousamos dizer que se você estivesse de mudança para uma ilha deserta e nunca mais fosse voltar essas 4 pranchas formariam o Quiver ideal para fazer sua cabeça em praticamente todos os tipos de mar. OMO ESCOLHER A PRANCHA CERTA? Depois de selecionar cuidadosamente o modelo e seu tamanho você pode partir para mais alguns detalhes da sua Esse pode ser o Quiver ideal, mas como falamos lá no início as medidas de cada prancha influenciam muito na escolha, por isso vamos explicar exatamente como funciona o tamanho, espessura e largura da sua prancha...
  11. 11. Então porque não usar sempre pranchas mais largas e com mais borda? odas as pranchas de surf são medidas em “pés” e “polegadas”. 1PÉ = 30,48 CM = 12 POLEGADAS 1 POLEGADA = 2,54 CM Quanto maior a espessura da borda e quanto maior a largura do meio mais a prancha vai flutuar, tornando mais fácil a entrada do surfista nas ondas! Sendo assim o tamanho da sua prancha (altura se assim você quer dizer) será medido em pés. Já a largura nas extremidades máximas (conhecido em muitos locais como “meio”) e a espessura (também chamada de “borda” ou “flutuação) serão medidos em polegadas. Vamos imaginar um exemplo: Uma prancha 6’0’’ com 20” de meio e 2 de flutuação (borda) é uma prancha com 6 pés de tamanho 20 polegadas de largura na sua extremidade máxima e 2 polegadas e meias de espessura. Porque isso faz toda a diferença? 1/2 Porque quanto mais larga é a prancha menos ágil ela se torna e quanto mais espessa menor é a agressividade que ela proporciona nas manobras. É por isso que conforme o tipo de onda e de acordo com o nosso nível de surf utilizamos pranchas com mais ou menos borda e mais ou menos meio...
  12. 12. M SURFISTA QUE TEM MAIS EXPERIÊNCIA E VAI FAZER uma “queda” em um pico com ondas mais cheias provavelmente irá escolher uma prancha mais larga e com mais flutuação (borda), assim ele poderá entrar mais facilmente na onda, executar manobras de arco sempre mantendo a velocidade. Se por acaso ele escolher uma prancha com menos borda (flutuação) e mais estreita (menos meio) muitas vezes ele pode se sentir atolado já que será mais difícil entrar nas ondas e a velocidade será s menor. Por outro lado em ondas mais rápidas, cavadas e/ou tubulares onde esse mesmo surfista precisa de mais agilidade e provavelmente irá executar manobras mais radicais ele provavelmente se daria melhor a segunda prancha que é mais estreita e com menos borda já que as ondas estão mais cavadas e ele vai precisar de agilidade e a prancha não precisa de tanta flutuação para entrar nesse tipo de onda (ao contrário das ondas mais cheias). Nós sempre dizemos provavelmente porque cada surfista tem seu próprio estilo e desenha a onda à sua própria maneira, isso torna o surfe tão especial. Além disso, no nosso guia 3.0 você vai perceber como outros fatores, por exemplo a volumetria e sua distribuição, influenciam muito na performance de uma prancha.
  13. 13. OCÊ ESTÁ PERCEBENDO COMO ESCOLHER A PRANCHA IDEAL É UMA ARTE? Fique tranquilo, existem realmente muitos fatores envolvidos e aos poucos todos conseguem dominar praticamente todos eles. BÔNUS!!! Sabemos que você pode estar muito curioso sobre como escolher as medidas certas então fizemos mais essas duas tabelas de apoio.. Se você surfa menos de uma vez por semana: PESO (kg) TAMANHO MEIO BORDA 45,- 63 6'2 "- 6'4" 18¾ "- 19¼" ¼ 2 “ - 2 3 / 8 " 63- 72, 6'4 "- 6'8" 19 "- 20" 2 3 / 8 “ - 2½" 72 - 81 6'6 "- 6'10" 19½ "- 20½" 2½ "- 2 5 / 8 " 81 - 90 6'10 "- 7'4" 20 "" - 21½ 2 ¾ "- 3" 90 + 7'4 "+ 21½ "- 22½" 3 "- 3¼" Se você surfa mais de uma vez por semana: PESO (kg) TAMANHO MEIO BORDA 45,- 63 6′0″- 6′4″ 18½″- 19″ 2¼″- 2 3⁄8″ 63- 72, 6′2″- 6′6″ 18¾″- 19¼″ 23⁄8″- 2½″ 72 - 81 6′4″- 6′8″ 19″- 19¾″ 2½″- 25⁄8″ 81 - 90 6′8″- 7′2″ 19½″- 20½″ 25⁄8″- 27⁄8″ 90 + 7′2″ + 20″- 21½″ 3″- 3¼″
  14. 14. RELAÇÃO DE VOLUME DE PRANCHA X PESO GANHOU força na fabricação de pranchas após o advento das máquinas e dos modelos shapeados a partir dos softwares 3D. Com esses equipamentos o cálculo de litragem de cada prancha se tornou possível transformando a escolha da prancha ideal uma tarefa relativamente mais simples e assertiva... Ou seja esse volume é calculado através da relação entre tamanho, largura e espessura da prancha (assim como o volume de qualquer objeto é calculado!). Para se chegar ao volume ideal da prancha de cada surfista existem alguns cálculos que levam em consideração o peso e nível do atleta resultando na litragem de prancha ideal (fique tranquilo a seguir você encontra a tabela de volume ideal para sua prancha!!) Além disso, como as pranchas são shapeadas nas máquinas é possível distribuir o volume de acordo com as necessidades de cada surfista (mas esse assunto é para o Guia 3.0!!!) Mas o que é o volume? Muitos surfistas, até mesmo experientes , não entendem exatamente como funciona o volume da prancha. Imagine que sua prancha fosse oca e você a preenchesse caberiam alguns litros dentro dela certo? Essa quantidade de água é o Volume ou Litragem!
  15. 15. PESO (Kg) experiente Experiente / Intermediário Intermediário Intermediário Iniciante Iniciante 45 18,5 19,4 23,1 27,7 33,2 50 19,5 20,5 24,4 29,3 35,1 55 20,9 21,9 26,1 31,4 37,6 60 21,6 22,7 27,0 32,4 38,9 65 22,8 23,9 28,4 34,1 41,0 70 24,5 25,7 30,6 36,8 44,1 75 26,3 27,6 32,8 39,4 47,3 80 28,0 29,4 35,0 42,0 50,4 85 29,8 31,2 37,2 44,6 53,6 90 31,5 33,1 39,4 47,3 56,7 95 33,3 34,9 41,6 49,9 59,9 100 36,0 37,8 45,0 54,0 64,8 105 38,9 40,8 48,6 58,3 69,9 110 41,8 43,9 52,3 62,7 75,2 ATENÇÃO: Essa tabela leva em consideração sua experiência. Não subestime ou superestime suas habilidades!
  16. 16. As bordas da prancha cortam a água e influenciam muito a forma como ela faz curvas e a quantidade de água que saíra de suas manobras TIPOS DE BORDA LÉM DO MODELO, TAMANHO E VOLUME DA PRANCHA OUTRO fator que influencia muito o comportamento de uma prancha dentro da água é o tipo de Borda. BORDA ALTA - Bordas mais altas evitam que a água suba na prancha, principalmente na rabeta o que mantém uma superfície maior da prancha fora da água. É o tipo de borda ideal para ondas mais gordas e surfistas que gostam de fazer a linha da onda de forma menos agressiva. BORDA BAIXA - Bordas mais baixas fazem com que a prancha “entre mais na água” o que torna os movimentos mais sensíveis e verticais. São ideias para ondas mais rápidas, grandes e tubulares e muito utilizadas por surfistas que gostam de manobras mais radicais.
  17. 17. Em conjunto com o tipo de fundo e a posição das quilhas, o modelo da sua rabeta vai determinar quanto de força, explosão e precisão será necessário para que você complete um bottom ou uma manobra, ou seja, ela diz muito sobre como sua prancha vai se comportar na onda e nas manobras. OS TIPOS DE RABETA ASO VOCÊ NÃO SAIBA A RABETA É A ONDE FICA O PÉ de trás, que afunda ou alivia com mais ou menos força durante as manobras. PIN - Possui algumas variações como a “Round Pin” e traz muita projeção e velocidade para a prancha porém reduz a agilidade limitando os movimentos rápidos e de quebra de linha , por isso é uma rabeta mais indicada para as Gunzeiras e para o surf em ondas maiores e tubulares. ROUND - Essa rabeta é muito interessante para ondas mais cheias , mas pode ser usada em praticamente em qualquer tipo de onda principalmente por quem busca manobras mais macias e um surf mais de linha
  18. 18. SQUASH - Levemente arredondada é a mais usada já que traz um bom desempenho tanto nas manobras de borda quanto nas manobras de quebra de linha. Se você estiver indeciso na escolha de uma rabeta comece por esta! SQUARE - Uma rabeta bem parecida com a SQUASH mas com quinas e isso faz com que a prancha fique mais ágil (ou solta) na onda. É muito interessante para quem gosta de manobras mais progressivas e movimentos de “quebra de linha” SWALLOW - Muito popular nas décadas de 70 e 80 é uma rabeta muito interessante para busca manobras mais agressivas porque proporciona agilidade e controle. A grande dificuldade é manter as quinas da rabeta intactas e por isso é um modelo que inspira cuidados.
  19. 19. WING SWALLOW - A quebra feita pelo Wing tem por objetivo deixar a rabeta mais solta, por isso o modelo Wing Swallow permite que a prancha fique mais ágil proporcionando manobras agressivas e de quebra de linha. Mais recomendada para ondas menores. Além desses modelos nas últimas décadas o mundo do surf viu a inovação trazer inúmeros novos tipos de rabetas como a HalfMoon, Bat (Morcego), Diamond, StartTail (Estrela) Round Square entre outras. Poderíamos ter um Guia somente para falar sobre cada um desses novos modelos e a evolução que eles trazem (este é inclusive um dos capítulos do nosso Guia 3.0!!) Agora vamos entender um pouco sobre as quilhas...
  20. 20. muito afundo na explicação de como diferentes modelos, ângulos, sistemas e materiais podem mudar o desempenho de uma prancha. Porém como tudo na vida temos que começar do básico e mostrar para você o necessário para que todo o conhecimento sobre quilhas realmente faça a diferença na escolha de suas pranchas. Quilhas Fixas x Removíveis ÓS PODERÍAMOS ESCREVER ALGUMAS PÁGINAS SOBRE QUILHAS, na verdade agora mesmo estamos elaborando o nosso manual 3.0 onde vamos entrar FIXAS - Esse tipo de quilha, acredite, foi a mais usada por décadas. O nome já diz tudo, era uma quilha que estava fixa na prancha e as desvantagens são óbvias já que o surfista não podia alterar em nada esse fator tão importante da prancha. Hoje em dia são raros os casos de pranchinhas shapeadas com quilhas fixas REMOVÍVEIS - Revolucionaram o surf e hoje o surfista pode escolher entre os mais diferentes tamanhos e modelos adequando seu equipamento aos mais diferentes tipos de onda e performance desejada.
  21. 21. TUALMENTE EXISTEM TRÊS SISTEMAS DE QUILHAS REMOVÍVEIS QUE disputam a liderança do mercado, cada um deles possui vantagens e desvantagens... FCS TRADICIONAL | FUSION - O FCS tradicional possui o mesmo sistema de encaixe a mais de 20 anos o que traz uma grande vantagem que é a variedade de modelos de quilhas. A empresa lançou o FCS FUSION que manteve o sistema de mas é mais leve e resistente já que a instalação é feita abaixo da laminação da prancha. FCS II - A grande vantagem é que dispensa parafusos e chaves, com um encaixe por pressão compatível com os novos modelos de quilhas FCS. Segundo a marca será o substituto do sistema com a vantagem que as quilhas são compatíveis com os modelos anteriores
  22. 22. FUTURE - O sistema de quilhas Future surgiu nos Estados Unidos incomodando a hegemonia da FCS no mercado de quilhas. A grande vantagem desse sistema é que a caixa com os copinhos é instalada abaixo da laminação (o que foi seguido pela FCS posteriormente) e que a base da quilha não possui recortes reduzindo as vibrações e trazendo mais direções aos movimentos. A desvantagem é uma menor quantidade de modelos em relação à FCS e o preço que pode ser maior.
  23. 23. A GRANDE DIFERENÇA NO USO DE QUILHAS (QUANDO NÃO ESTAMOS FALANDO DE ALTA PERFOMANCE) ESTÁ NO TAMANHO E NÚMERO DE QUILHAS USADAS! Porque as quilhas fazem tanta diferença? Provavelmente no seu carro você usa um pneu para o dia a dia e na sua prancha você pode fazer algo parecido, usar uma quilha padrão e testar outros modelos para melhorar seu desempenho em diferentes situações! Mas fala a verdade você aprendeu a dirigir em um carro com pneus tradicionais, certo? SSA É UM ÓTIMA PERGUNTA! AS QUILHAS JUNTO COM a rabeta dizem muito sobre como a prancha vai se comportar nas ondas. A quem diga que as quilhas são o motor da prancha, preferimos pensar nelas mais como o pneu do carro. Se o pneu é meio ele dá mais aderência mas provavelmente o carro fique mais lento, existem pneus para chuva, para trilhas e para o dia a dia. Enfim, não somos especialistas em pneus mas sabemos que quando o assunto é alta performance eles fazem toda a diferença (você já deve ter visto isso na Fórmula 1!!!)
  24. 24. MONOQUILHAS - Muito usadas nos pranchões (longboards) e pranchas para iniciantes elas fornecem uma ótima estabilidade e aumento de controle. Isso por outro lado reduz a capacidade de movimentos e sacrifica drasticamente a performance. TRIQUILHAS - As mais tradicionais usadas em praticamente todos os tipos de prancha. Esse tipo de quilha traz um drive mais consistente para a prancha possibilitando praticamente todos os tipos de manobras em praticamente qualquer condição. Sem dúvida se você está em dúvida é por elas que você deve começar sua escolha! BIQUILHAS - Nas ondas maiores elas são mais difíceis de controlar por outro lado com elas é possível se divertir muito na marola já que elas aumentam a velocidade e deixam a prancha mais solta nas manobras. Muito usadas nas pranchas Fish
  25. 25. Quadri quilhas - Atualmente muitos surfistas estão optando por pranchas com 5 copinhos (copinho é o nome dado ao encaixe da quilha na prancha) porque isso possibilita uma nova variação, usar a prancha com triquilha ou com quadriquilha. O assunto quadriquilha diriamos que é um capítulo a parte (que vai estar no Guia 3.0!!!) já que dependendo do tamanho das quilhas que ficam do lado de fora ou no meio muita coisa pode mudar. O importante é saber que usando as Quadri você vai conseguir andar mais rápido (o que é ótimo principalmente nas marolas), então deve usar esses modelos quando quiser mais velocidade na onda e a possibilidade de executar rápidas trocas de borda. Por outro lado, a falta de uma quilha central faz com que muitas vezes pranchas Quadri desgarrem um pouco (o que também acontece nas biquilhas) o que pode fazer o surfista perder o timming da onda ou da manobra. Mas calma, porque não é tão simples assim, nos últimos anos Kelly Slater, Big Riders além de outros inúmeros surfistas da elite mundial têm usado as Quadri nos mais diferentes tipos de onda (inclusive Pipe e Jaws, acredite se quiser!!!!) o que torna o assunto Quadriquilhas bem extenso e muitas vezes até polêmico no meio do surf.
  26. 26. rápidas e tubulares não é muito bom quando queremos fazer manobras rápidas e progressivas. Além disso, quilhas maiores reduzem a velocidade da prancha na onda (é uma simples questão de física uma quilha grande cria mais resistência na água do que uma quilha menor!) por isso o mais indicado é surfar com quilhas pequenas ou médias nas ondas do dia a dia (a não ser que seu dia a dia seja no North Shore Havaiano, risos!) E o tamanho das quilhas que diferença faz?? O assunto quilhas é muito interessante porque elas realmente podem mudar completamente o desempenho de uma prancha nas ondas. Se um dia você tiver uma prancha e não estiver gostando muito de como ela se comporta na onda sugerimos que você simplesmente teste diferentes jogos de quilhas, de diferentes tamanhos e materiais. Pode ser que essa prancha que parece realmente não funcionar passe a andar muito bem como esta simples mudança (é como tentar andar em Interlagos com pneus de rali, com certeza não é a melhor alternativa!) AMBÉM É UMA ÓTIMA PERGUNTA! BASICAMENTE QUANTO quanto maior a quilha mais estável fica a prancha e se por um lado isso é ótimo nas ondas Para nossa versão 3.0 estamos criando um capítulo bem interessante sobre quilhas explicando como os detalhes desse incrível equipamento podem mudar completamente uma prancha!
  27. 27. GORA QUE VOCÊ JÁ APRENDEU TANTA COISA SOBRE uma prancha de surf chegou a hora de ir a prática! Sabemos que uma prancha adequada é só metade do caminho para surfar melhor. Você como nós sabe que surfar e ter uma ligação com o mar é algo tão forte que acaba determinando praticamente o caminho de nossas vidas. Se você chegou até aqui é porque ama o surf e nós nos sentimos exatamente como você! Amamos o surf, amamos o mar e somos apaixonados por esportes de prancha por tudo isso nos sentimos na obrigação de te mostrar como melhorar seu desempenho aumentando seu condicionamento físico, flexibilidade e capacidade respiratória através de exercícios simples que você pode fazer em casa. Essas dicas vão ser enviadas para seu email e esperamos realmente que você aproveite. Além disso, fique de olho porque em breve lançaremos nosso GUIA COMPLETO que vai te ajudar ainda mais na decisão de como escolher uma prancha ou seu Quiver ideal! Boas ondas e tudo de melhor! Nos vemos na água...

×