Textos de motivação

4.187 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.187
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
50
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Textos de motivação

  1. 1. CUIDADO COM SUAS ATITUDESANTES QUE SEJA TARDEUm belo dia de sol, Sr. Mário, um velho caminhoneiro chega em casa todo orgulhoso e chama a sua esposapara ver o lindo caminhão que comprara depois de longos e árduos 20 anos de trabalho.Era o primeiro que conseguia comprar depois de tantos anos de sufoco e estrada.A partir daquele dia, finalmente seria seu próprio patrão.Ao chegar à porta de casa, encontra seu filhinho de seis anos, martelando alegremente a lataria do reluzentecaminhão.Irado e aos berros pergunta o que o filho estava fazendo e, sem hesitar, completamente fora de si,martela impiedosamente as mãos do garoto, que se põe a chorar desesperadamente sem entender o queestava acontecendo.A mulher do caminhoneiro corre em socorro do filho, mas pouco pôde fazer.Chorando junto ao filho, consegue trazer o marido à realidade,e juntos levam o garoto ao hospital para cuidar dos ferimentos provocados.Passadas várias horas de cirurgia, o médico desconsolado e bastante abatido, chama os pais e informa queas dilacerações foram de tão grande extensão, que todos os dedos da criança tiveram que ser amputados.Porém, o menino era forte e resistia bem ao ato cirúrgico, devendo os pais aguardá-lo no quarto.Ao acordar, o menino ainda sonolentoesboçou um sorriso e disse ao pai:-Papai, me desculpe. Eu só queria consertar seu caminhão, como você me ensinou outro dia. Não fique bravocomigo.O pai, enternecido e profundamente arrependido,deu um forte abraço no filho e disse que aquilo não tinha mais importância.Não estava bravo e sim arrependido de ter sido tão duro com ele e que a lataria do caminhão não tinhaestragado.Então o garoto com os olhos radiantes perguntou:- Quer dizer que não está mais bravo comigo?- É claro que não! – respondeu o pai.Ao que o menino pergunta:- Se estou perdoado papai, quando meus dedinhos vão nascer de novo?Nos momentos de raiva cega, machucamos as pessoas que mais amamos, e muitas vezes não podemos“sarar” a ferida que deixamos.Nos momentos de raiva, tente parar e pensar em suas atitudes, a fim de evitar que os danos sejairreversíveis.Não há nada pior que o arrependimento e a culpa.Pense nisto! Autor desconhecido Um rouxinol vivia no jardim de uma casa. Todas as manhãs, uma janela se abria e um jovem comia seu pão, enquanto olhava a beleza do jardim. Sempre caiam farelos de pão no parapeito da janela. O rouxinol comia os farelos, acreditando que o jovem os deixava de propósito para ele. Assim, criou um grande afeto por aquele que se preocupava em alimentá-lo ainda que com migalhas. Um dia, o jovem se apaixonou. Mas, ao se declarar, sua amada impôs uma condição para retribuir seu amor: Que na manhã seguinte ele lhe trouxesse a mais linda rosa vermelha. O jovem percorreu todas as floriculturas da cidade, mas sua busca foi em vão. Nenhuma rosa... Muito menos vermelha. Triste, desolado, ele foi pedir ajuda ao jardineiro de sua casa.
  2. 2. O jardineiro declarou que ele poderia presenteá-la com petúnias,violetas, cravos... Qualquer flor, menos rosas. Elas estavam fora de época; era impossível conseguí-las naquela estação. O rouxinol, que escutara a conversa, ficou penalizado com a desolação do jovem... Teria que fazer algo para ajudar seu amigo a conseguir a flor. A ave então procurou o Deus dos Pássaros, que falou: - Você pode conseguir uma rosa vermelha para o seu amigo...mas o sacrifício é grande e poderá custar-lhe a vida! - Não importa, respondeu a ave. O que devo fazer?- Bem, você terá que se emaranhar em uma roseira, e ali cantar a noite toda, sem parar. O esforço é muito grande; seu peito pode não agüentar...- Assim farei, respondeu a ave. É para a felicidade de um amigo! Quando escureceu, o rouxinol emaranhou-se em meio a uma roseira que ficava em frente a janela do jovem. Ali, pôs-se a cantar seu canto mais alegre, pois precisava caprichar na formação da flor. Um grande espinho começou a entrar no peito do rouxinol, e quanto mais ele cantava, mais o espinho entrava em seu peito. Mas o rouxinol não parou.Continuou seu canto, pela felicidade de um amigo. Um canto que simbolizava gratidão, amizade. Um canto de doação, até mesmo da própria vida!Pela manhã, ao abrir a janela, o jovem se deteve diante da mais linda rosa vermelha, formada pelo sangue do rouxinol. Nem questionou o milagre, apenas colheu a rosa. Ao olhar o corpo inerte da pobre ave, o jovem disse: - Que ave estúpida! Tendo tantas árvores para cantar, foi se enfiar justamente em meio a roseira que tem espinhos. Pelo menos agora dormirei melhor, sem ter que escutar seu canto chato. É muito triste, mas infelizmente cada um dá o que tem no coração... Cada um recebe com o coração que tem. Texto Original: Oscar Wilde
  3. 3. O lenhador e a raposa Ele não pensou duas vezesUm lenhador acordava às 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, só parando tardeda noite. Ele tinha um filho lindo de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bichode estimação e de sua total confiança. Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposacuidando do bebê. Ao anoitecer, a raposa ficava feliz com a sua chegada.Os vizinhos do lenhador alertavam que a raposa era um bicho, um animal selvagem, e portantonão era um animal confiável, e quando sentisse fome comeria a criança. O lenhador dizia que issoera uma grande bobagem, pois a raposa era sua amiga e jamais faria isso. Os vizinhos insistiam:“Lenhador, abra os olhos! A raposa vai comer seu filho. Quando ela sentir fome vai comer seufilho!”Um dia o lenhador, exausto do trabalho e cansado desses comentários, chegou em casa e viu araposa sorrindo como sempre, com sua boca totalmente ensangüentada. O lenhador suou frio e,sem pensar duas vezes, acertou um machado na cabeça da raposa. Desesperado, entroucorrendo no quarto. Encontrou seu filho no berço, dormindo tranqüilamente, e ao lado do berçouma cobra morta. (Autor desconhecido.Automotivação:8 SUGESTÕES1. Aprenda com as frustrações do passado – Faça uma análise construtiva das metas que não foram alcançadas eleve para o futuro um novo aprendizado sentindo que você está sendo responsável pelo seu crescimento pessoal eprofissional;2. Tenha uma missão específica no seu dia – Quem você deseja ser como profissional? Como você pretendeatender os seus clientes? O que você pode fazer para ajudar os seus colegas, amigos, familiares, etc.? 80% daspessoas não tem uma missão específica no dia.3. Irradie otimismo e alegria para os clientes – Procure passar uma ótima impressão para você mesmo. Prepare-sementalmente antes de sair para o trabalho, veja as coisas que deseja para o seu dia, as positivas dos clientes, doseu chefe e dos seus colegas. Sinta dentro do seu coração essa satisfação e transborde otimismo a todas aspessoas do seu relacionamento.4. O orgulho como fonte de motivação – Comprometa-se emocionalmente com suas metas e objetivos sentindoprazer e satisfação nas suas atividades profissionais. Orgulhe-se de atitudes positivas, da gratidão, da felicidade eda paz que está construindo dentro de você.5. Cuide da sua imagem e preserve a sua auto-estima – O tamanho do nosso sucesso está diretamente relacionadocomo a nossa imagem pessoal. Cuide da sua aparência, do seu visual, ande bem alinhado, com um bom perfume,tenha uma caneta que passe credibilidade e passe para o cliente que você vai cuidar do negócio dele como se fosseseu.6. Aprenda a construir sucesso no presente – Não deixe para manhã o que você pode fazer hoje, viva cada instanteda sua vida como se fosse o último, planeje o seu futuro agora, viva um dia de cada vez e, ao despertar pela manhã,prometa para você mesmo que hoje, somente hoje, será feliz.7. Colecione motivos para ser feliz – A felicidade e o sucesso não estão em apenas um item de nossa vida. Épreciso colecionar e preservar a felicidade em vários setores, porque, em algum momento de fraqueza, um podesustentar o outro.
  4. 4. 8. Quanto tempo do seu dia você reserva para você? Quantos minutos você se curte? E os elogios com o espelho,você costuma fazer? Para se admirar, se cuidar, promover reflexão, você vai precisar de tempo. Tome uma atitude oquanto antes em reservar um tempo para você. Afinal, você é uma pessoa muito importante para todo o planeta.* André José da Silva é diretor da AJS Consultoria.Curiosidades: Textos para ReflexãoA Lição dos GansosEste interessante texto é baseado no livro "Socorro - Preciso de Motivação", de autoriade Luiz Marins Filho. Leia e veja o que os gansos tem a nos ensinar sobre trabalho emequipe e espírito colaborativo..."Quando um ganso bate as asas, cria um vácuo para o pássaro seguinte. Voando numaformação em V, o bando inteiro tem o seu desempenho 71% melhor do que se a avevoasse sozinha".Lição: Pessoas que compartilham uma direção comum e senso de comunidade, podematingir seus objetivos mais rápida e facilmente."Sempre que um ganso sai da formação, sente subitamente a resistência por tentarvoar sozinho e, rapidamente, volta para a formação, aproveitando a aspiração da aveimediatamente à sua frente".Lição: se tivermos tanta sensibilidade quanto um ganso, permaneceremos emformação com aqueles que se dirigem para onde pretendemos ir e nos disporemos aaceitar a sua ajuda, assim como prestar a nossa ajuda aos outros."Quando o ganso líder se cansa, muda para trás na formação e, imediatamente, umoutro assume o lugar, voando para a posição de ponta".Lição: É preciso acontecer um revezamento das tarefas pesadas e dividir a liderança.As pessoas, assim como os gansos, são dependentes uma das outras."Os gansos de trás, na formação, grasnam para incentivar e encorajar os da frente aaumentar a velocidade"Lição: Precisamos nos assegurar de que o nosso "grasno" seja encorajador para que anossa equipe aumente o nosso desempenho."Quando um ganso fica doente, ferido, ou é abatido, dois gansos saem da formação eseguem-no para ajudá-lo e protegê-lo. Ficam com ele até que esteja apto a voar denovo ou morra. Só assim, eles voltam ao procedimento normal, com outra formação,ou vão atrás de outro bando".Lição: Se nós tivermos bom senso tanto quanto os gansos, também estaremos ao ladodos outros nos momentos difíceis.
  5. 5. O Vôo dos Gansos- 4 lições de Liderança e Trabalho em EquipeVocê Sabia que :Há mais de 40 variedades de gansos?São aves da família Anatidae que inclui também os cisnes?O ganso selvagem habita regiões de clima temperado migrando para locais mais quentes duranteo inverno?·É defensor da propriedade, e apesar de ser uma ave, faz frente a qualquer intruso que apareça?.Sua vida é feita ao ar livre e em bando, comendo tudo o que lhes apareça, sejam caracóis ouminhocas?·A carne desta ave é muito apreciada na Europa, principalmente em França, onde o paté de fígadode ganso ( foie gras )é apreciado há muitos anos ?·A mãe ganso choca cerca de 6 ovos, durante 30 dias?.Pode viver cerca de 20 anos e pesar até 12 kg e que eles voam ? e seu vôo nos ensina 4 grandeslições de Liderança e trabalho em equipe .Os cientistas descobriram sobre por que os gansos voam na típica formação em “V”1.Quando os gansos selvagens voam em formação "V", eles o fazem a uma velocidade 70% maiordo que se estivessem voando sozinhos. É que à medida que cada pássaro bate suas asas, é criadauma "sustentação para o pássaro que o segue.Lição 1: As pessoas que dividem uma direção em comum e têm senso de comunidade chegammais rápido e mais facilmente a seu destino, porque estão viajando baseadas na confiança.2.Quando o ganso que está no ápice do "V" fica cansado, ele (ou ela) passa para trás da formaçãoe outro ganso voa para a posição de liderança.Lição 2: A força, o poder e a segurança também aumentam quando se viaja na mesma direçãoque outros, com os quais dividimos um objetivo em comum.
  6. 6. 3.Durante o vôo, os gansos da retaguarda grasnam para encorajar aqueles que vão a frente amanterem suas velocidades.Lição 3: quem exercita a liderança precisa ser encorajado com elogios e apoio.4.Os gansos acompanham os fracos. Quando um deles fica doente ou ferido ou é abatido, nomínimo outro ganso sai da formação e segue-o na descida, para ajudá-lo e protegê-lo. Elepermanece na sua companhia até que ele possa voar novamente ou morra. Então ele vai embusca de uma outra formação ou se integra ao próprio grupo.Lição 4: Devemos apoiar quem trabalha conosco em seus momentos de necessidades.Da próxima vez, ao ver uma formação de gansos voando, lembre-se que é uma recompensa, umdesafio e um privilégio fazer parte de uma equipe. Eu sou importanteUma professora decidiu homenagear seus alunos do último ano colegial, dizendo acada um deles a sua importância.Ela chamou todos os alunos em frente à classe, um de cada vez.Primeiro, disse a eles como eram importantes para ela e para a classe.Então presenteou cada um deles com um laço azul com uma frase impressa emletras douradas:Depois, a professora resolveu desenvolver um trabalho com a classe para ver quetipo de impacto o reconhecimento teria sobre a comunidade.Deu a cada aluno maistrês laços e os instruiu para que saíssem e disseminassem a cerimônia dereconhecimento. Em seguida eles deveriam acompanhar os resultados. Ver quemhomenagearia quem, e relatar à classe dentro de uma semana.Um dos alunos foi até um executivo Júnior de uma empresa próxima e ocondecorou por ajudá-lo no planejamento de sua carreira. Então, deu-lhe doisoutros laços e disse:- Estamos fazendo um trabalho para a escola sobre reconhecimento. Gostaríamosque você procurasse alguém para homenagear, que o presenteasse com um laçoazul, e que lhe desse outro laço para ela homenagear uma terceira pessoa,
  7. 7. disseminando esta cerimônia de reconhecimento. Em seguida, por favor, procure-me novamente e conte-me o que aconteceu.Mais tarde naquele dia, o executivo júnior procurou seu chefe, que, era tido atéentão como um cara rabugento. Pediu ao chefe que sentasse e disse-lhe que oadmirava profundamente por ser um gênio criativo. O chefe pareceu muitosurpreso. O rapaz, perguntou-lhe se aceitaria o laço azul como presente e sepermitia que ele o colocasse.Seu chefe surpreso disse que sim. O executivo Júnior pegou o laço de fita azul ecolocou-o no paletó do chefe bem em cima do coração. Ao dar ao chefe o últimolaço disse:- O senhor me faz um favor? Receberia este outro laço e o passaria adiantehomenageando outra pessoa?O garoto que me deu o laço está fazendo um trabalho para a escola e quer queesta cerimonia de reconhecimento prossiga, para descobrir como ela influência aspessoas.Naquela noite, ao chegar em casa, o chefe procurou seu filho de quatorze anos epediu que se sentasse e disse:- Hoje me aconteceu uma coisa incrível. Estava em meu escritório e um dosexecutivos Juniores entrou, disse que me admirava e me deu este laço azul por meconsiderar um gênio criativo.Então, ele prendeu este laço que diz "Eu sou importante" no meu paletó, bem sobremeu coração... Deu-me um outro laço e pediu-me que homenageasse uma outrapessoa. Esta noite, voltando para casa, comecei a pensar a quem homenageariacom este laço e pensei em você. Quero homenagear você.Meus dias são muitos tumultuados e, quando chego em casa, não lhe dou muitaatenção. Algumas vezes grito com você por não tirar boas notas na escola e porseu quarto estar uma bagunça, mas de qualquer forma, esta noite eu gostariaapenas de me sentar aqui e, bem dizer-lhe que você é Muito Importante para mim.Além de sua mãe, você é a pessoa mais importante em minha vida. Você é umgrande filho e eu amo você. O sobressaltado garoto começou a soluçar, e nãoconseguia parar de chorar. Todo o seu corpo tremia. Ele olhou para o pai e disseatravés de lágrimas:
  8. 8. -Papai, eu planejava cometer o suicídio amanhã, porque achava que você não me amava. Agora não preciso mais. (Autor:Jack Canfield & Mark Victor Hansen.) Mal vestidaes preocupações com o vestir, o médico conversava descontraído com o enfermeiro e oa da ambulância, quando uma senhora elegante chega e, de forma ríspida, pergunta: - Vocês sabem onde está o médico do hospital? Com tranqüilidade o médico respondeu: - Boa tarde, senhora! Em que posso ser útil?! Ríspida, redargüiu:- Será que o senhor é surdo? Não ouviu que estou procurando pelo médico? Mantendo-se calmo, contestou: - Boa tarde, senhora! O médico sou eu, em que posso ajudá-la?! - Como?! O senhor?! Com essa roupa?!...hora! Desculpe-me! pensei que a senhora estivesse procurando um médico e não uma vestimenta...sculpe, doutor! Boa tarde! É que... vestido assim, o senhor nem parece um médico...as coisas como são - disse o médico - as vestes parecem não dizer muitas coisas, poischegar, tão bem vestida, pensei que a senhora fosse sorrir educadamente para todos e depois daria um "boa tarde!" Como se vê, as roupas nem sempre dizem muito... Um dos mais belos trajes da alma é a educação.
  9. 9. Você pode... creia nisso!mente surdo, retornou um dia da escola trazendo uma nota dosgem sugeria aos pais que o retirassem da escola porque ele era "muitonder alguma coisa." A mãe, ao ler a nota, disse:ão é estúpido e incapaz de aprender. Eu mesma o ensinarei."Quando Tom morreu, muitos anos mais tarde, todas as pessoas dos reverenciaram, desligando as luzes do país por um minuto. Este Toma elétrica e não apenas isto, mas também o filme cinematográfico e oseu crédito, mais de mil patentes. Assim como Thomas Edison, toda adulta, é capaz de saber mais do que sabe hoje. Todos poderãonho para expressar sua criatividade.tas vezes, abatidos e infelizes quando nos tratam de maneirapalavra de menosprezo, um comentário negativo, um olhar denos sentimos a menor das criaturas. Passamos a acreditar que somos a do que fazemos dá certo, que nascemos para ser derrotados.rdade! Podemos, sim, conquistar nossos ideais e realizar os nossossomente crer que com dedicação e trabalho chegaremos lá. Temos umnada o nosso Deus. Ele estará sempre ao nosso lado, incentivando,o a cada obstáculo encontrado: "Tudo é possível ao que crê."
  10. 10. tentativa e não conseguiu, tente novamente. Se já tropeçou em uma, levante e siga em frente, a vitória é e sempre será sua.poderá mudar não apenas a sua vida, mas todo o mundo ao seu redor.

×