Comunicabilidade dos Espíritos

3.269 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.269
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
193
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicabilidade dos Espíritos

  1. 1. A MEDIUNIDADE ATRAVÉS DOSTEMPOSÍNDIAEGITOCHINAISRAELGRÉCIA
  2. 2. ÍNDIALivro dos Vedas - 1.500 a.C.,KRISHNABuda - 600 a.C.EGITOCHINALao-Tsé e Confúcio - 600 a 400 a.C
  3. 3. ISRAELMoisés -15 séculos a.CGRÉCIAPitágoras -600 a.CAstófanes, Sófocles, Sócrates - 400 a.CJESUSJesus, o Médium de DeusIDADE MÉDIAJoana D’arc
  4. 4. CLASSIFICAÇÃO DEMEDIUNIDADESEGUNDO KARDECAllan Kardec classifica os fenômenosmediúnicos em dois grandes grupos:De efeitos físicos.De efeitos intelectuais.
  5. 5. Efeitos físicos: ruídos de todaespécie, pancadas, movimentos demesas e outros objetos, que oslevanta, derruba ou transporta.Efeitos inteligentes: Espírito faz comque os médiuns escrevam, falem,desenhem, etc.
  6. 6. EFEITOS FÍSICOS
  7. 7. O papel do Perispírito nas manifestações físicas:FCUMovimentoDeCorposólidoFluídoDo Médium
  8. 8. TIPTOLOGIARuídos, barulhos, pancadas, sinaisOs ruídos espíritas revelam timbre e intensidadevariados que não permitem sejam confundidos comestalidos de madeira, crepitações do fogo, tique-taquedo relógio.São pancadas secas, ora surdas, fracas e leves, oraclaras, distintas, às vezes retumbantes, que mudam delugar e se repetem sem nenhuma regularidademecânica. O que não deixa dúvidas é a obediência desteà vontade de quem o observa.
  9. 9. Do arremesso de objetos ao“Poltergeist”Verdadeiros estardalhaços eperturbações.Móveis e objetos são derrubados.Objetos são atirados de fora paradentro.portas e janelas são abertas efechadas.ladrilhos são quebrados.Podem também não aconteceremde fato, apenas na aparência.
  10. 10. PneumatografiaEscrita direta e voz direta– muito rara –escrita produzida diretamentepelo Espírito, sem intermediário algum. Ex:pranchetas.
  11. 11. Pneumatofoniagritos, sons vocais que imitam a voz humanaOs sons não vêm do médium e sim de fora e asvezes se fazendo ouvir em duas ou três vozessimultâneas.
  12. 12. SematologiaÉ a linguagem através de sinais. Tendo convencionado, porexemplo, que uma pancada significara sim, e duas pancadasnão, ou vice-versa, o experimentador dirigirá ao Espírito asperguntas que quiser.Uma variante dessas formas de comunicação, a chamadasessão do copo, é comumente utilizada por pessoasdistanciadas do conhecimento espírita.
  13. 13. Materialização de EspíritosOs Espíritos tornam-se visíveisas pessoas de uma reunião,independente de elespossuírem mediunidade devidência.Para se tornarem visíveis etangíveis os Espíritos utilizamfluidos específicos, sobretudo oectoplasma, que é liberado pelomédium.As materializações podem serde objetos e de Espíritos.
  14. 14. O ectoplasma é umasubstância fluídica que,em determinadascircunstâncias, emana docorpo de certos médiuns,pelos orifícios naturaiscomo as narinas e a boca.
  15. 15. Essasmaterializaçõespodem causar medo(assombrações) oupodem ser muitobelas como asmaterializaçõesluminosasproduzidas porEspíritos evoluidos.
  16. 16. Efeitos Intelectuais
  17. 17. O papel do Perispírito nas manifestações deefeitos intelectuais:Atua como intermediáriodas ideias e do processode elaboração mentalentre o Espíritocomunicante e omédium.Estado emocional do Espírito, de alegria, tristeza, dor ou paz,desarmonia ou desequilíbrio são manifestados via perispírito.
  18. 18. a) Médiuns audientes – que ouvem Espíritos.b) Médiuns falantes ou psicofônicos.c) Videntes – vêem Espíritos em estado devigília.d) Médiuns Inspirados – recebem idéias dosEspíritos (geralmente são bons oradores ouexpositores).
  19. 19. e) Médiuns de pressentimentos ou prescientes– são pessoas que, em dadas circunstancias,tem uma intuição vaga de coisas vulgares queocorrerão no futuro.f) Médiuns proféticos – variedade dos médiunsinspirados, ou de pressentimentos. Recebem,permitindo-o Deus, com mais precisão do queos médiuns de pressentimentos, a revelação defuturas coisas de interesse geral e sãoincumbidos de dá-las a conhecer aos homens,para instrução destes.
  20. 20. g) Médiuns sonambúlicos – os que, libertos docorpo físico, transmitem orientações deEspíritos.h) Médiuns pintores ou desenhistas.i) Médiuns músicos (executam um instrumentoou escrevem composições musicais).j) Médiuns psicógrafos – os que escrevem sob ainfluencia dos Espíritos.
  21. 21. REFERÊNCIAS:O Livro dos Médiuns, Allan KardecO Livro dos Espíritos, Allan KardecMédiuns e Mediunidade, Divaldo Franco pelo Espírito Vianna deCarvalhoO Consolador, Francisco Xavier pelo Espírito EmmnanuelPensamento e Vida, Pelo Espírito EmmanuelESDE

×