3º Encontro ciclos 2 e 3 - A Criação Divina

928 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
928
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3º Encontro ciclos 2 e 3 - A Criação Divina

  1. 1. “Deus há criado sempre, cria incessantemente enunca deixará de criar”
  2. 2. CRIAÇÃO DOS PLANETAS CRIAÇÃO DA TERRACRIAÇÃO DOS SERES ORGÂNICOS E INORGÂNICOS
  3. 3. Tríade Universal Princípio Princípio Espiritual Material DEUS
  4. 4. FORMAÇÃODA MATÉRIA
  5. 5. Formação da matériaOrigem no Fluído Cósmico Universal (FCU)Substância etérea, mais ou menos rarefeita, que se difunde pelos espaços interplanetários;Esse fluido cósmico que enche o mundo, nada mais é do que a substância primitiva onde residem as forças universais, donde a Natureza há tirado todas as coisas.
  6. 6. Elementos fluídicos Elementos FCU vitaisElementos (Princípiomateriais ou Fluído vital) Recebe de volta os princípios reconstituídos dos mundos que se apagam
  7. 7. AÇÃO DE FORÇAS ELETROMAGNÉTICAS ATRAÇÃO AFINIDADE MAGNETISMO COESÃO ELETRICIDADEGRAVIDADE FCU OUTRAS FORA DA NOSSA PERCEPÇÃO
  8. 8. Nossas análises químicas: 250.000 substâncias Originárias de 90 elementos naturais da tabela periódica Tabela periódica: 118 elementos químicos 90 são de ocorrência natural O restante produzidos pelo homem
  9. 9. Emmanuel Necessária essa divisão de elementos para fins de catalogação e estudo. Na sua base estão os átomos na mais vasta expressão de diversidade. Mesmo assim tenderá sempre para a unidade substancial, à sua fonte de origem, ou seja, a matéria cósmica primitiva (FCU).
  10. 10. IMPULSO DE DEUS INTELIGÊNCIAS DIVINAS CO-CRIADORES FLUÍDO CÓSMICO UNIVERSAL
  11. 11. CONGREGAM-SE ÁTOMOS EMCOLMÉIAS IMENSAS MASSA NUCLEAR ADENSADA(Diminuem as áreas espaciais intra- atômicas) PLANETAS
  12. 12. Os sóis e os planetas A matéria cósmica secondensou sob a forma deimensanebulosa, animada estadas leis universais queregem a matéria.Em virtude dessas leis, notadamente da forçamolecular de atração, tomou ela a forma de umesferóide, a única que pode assumir uma massa dematéria insulada no espaço.
  13. 13. O movimento circular produzido pela gravitação, rigorosamente igual, detodas as zonas moleculares em direção ao centro, logo modificou a esferaprimitiva, a fim de a conduzir, de movimento em movimento, à forma lenticular.Novas forças surgiram em consequência desse movimento derotação: a força centrípeta e a força centrífuga, a primeira tendendo a reunirtodas as partes no centro, tendendo a segunda a afastá-las dele.
  14. 14. FORMAÇÃO DOPRINCÍPIOINTELIGENTE
  15. 15. Princípio inteligenteespírito = princípio inteligente do universoEspírito = princípio inteligente individualizado, individualidade humana dotada de razão
  16. 16. Princípio inteligente(Mônodas) Tem a inteligência como atributo essencial. Necessário para intelectualizar a matéria. Imprimir-lhe ajustes e organizações Ligação matéria-princípio inteligente: Conduzida pelos Espíritos Crísticos
  17. 17. Formação dosSeres orgânicos
  18. 18. Elementos fluídicos Elementos FCU vitaisElementos (Princípiomateriais ou Fluído vital) Recebe de volta os princípios reconstituídos dos mundos que se apagam
  19. 19. A matéria cósmica primitiva se acharevestida do universal princípio vitalque forma gerações espontâneas emcada mundo, à medida que seapresentam as condições daexistência sucessiva dos seres equando soa a hora do aparecimentodos filhos da vida, durante o períodocriador.
  20. 20. Princípio Vital: reside no FCU. dá origem à vida dos seres e a perpetua em cada globo, conforme a condição deste. em estado latente, se conserva adormecido. Cada criatura mineral, vegetal, animal ou outra (outros planetas) o possuem.
  21. 21.  As moléculas dos minerais tem sua quantidade dessa vida, do mesmo modo que a semente e o embrião, e se agrupam, como no organismo, em figuras simétricas que constituem os indivíduos.
  22. 22. Formação dos seresorgânicos LE questão 44 De onde vieram os seres vivos da Terra? – A Terra continha os germes que aguardavam o momento favorável para se desenvolverem. Os princípios orgânicos se agregaram desde que cessou a força que os mantinha separados, e eles formaram os germes de todos os seres vivos. Aqueles germes ficaram em estado latente, de inércia, como a crisálida e as sementes das plantas, até chegar o momento propício para o aparecimento de cada espécie. Então os seres de cada espécie se reuniram e se multiplicaram.
  23. 23.  Conservamos durante anos sementes de plantas e de animais que somente se desenvolvem a uma temperatura certa e em ambiente propício; vimos grãos de trigo germinar depois de muitos séculos. Há, portanto, nessas sementes, um princípio latente da vitalidade que apenas espera uma circunstância favorável para se desenvolver. (Kardec, Livro dos Espíritos)
  24. 24. Animais Mesmos princípios materiais constituintes MineraisVegetais
  25. 25. Oxigênio MineraisHidrogênio Vegetais Carbono Animais Azoto
  26. 26. A diferença deproporções na combinação dosreferidos elementos produz todas asvariedades de substânciasorgânicas e suasdiversas propriedades, tais como:
  27. 27. músculo Bili sangue AnimaisGordura nervos Matéria Ossos cerebral
  28. 28. seiva folhas madeira Vegetaisfrutos óleos Resina essências
  29. 29. Há, na matéria orgânica, um princípioespecial: o princípio vital. Ativo no servivente, esse princípio se acha extinto no sermorto.A Química, que decompõe e recompõe amaior parte dos corpos inorgânicos, tambémconseguiu decompor os corpos orgânicos,porém jamais chegou a reconstituir, sequer,uma folha morta, prova evidente de que hánestes últimos o que quer que seja,inexistente nos outros. Pode-se, portanto,logicamente, admitir que, ao se formarem, osseres orgânicos assimilaram o princípio vital.
  30. 30. FORMAÇÃO DOSMUNDOS
  31. 31. Formação dos Mundos Nos diz Kardec no Livro dos Espíritos: O universo abrange a infinidade dos mundos que vemos e aqueles que não vemos, todos os seres animados e inanimados, todos os astros que se movem no espaço e os fluidos que o preenchem. A razão nos diz que o universo não se fez por si só e que, não podendo ser obra do acaso, deve ser obra de Deus. O começo absoluto das coisas remonta pois a Deus. As sucessivas aparições delas constituem a ordem da criação perpétua.
  32. 32. Matéria Cósmica primitivaTurbilhões, aglomerações desse fluído difusoAmontoados de matérias nebulosas
  33. 33. Transportando-nos a alguns milhões deséculos somente, acima da épocaatual, verificamos que a nossa Terraainda não existe, que mesmo o nossosistema solar ainda não começou asevoluções da vida planetária;mas, que, entretanto, já esplêndidos sóisiluminam o éter; já planetas habitadosdão vida e existência a uma multidão deseres, nossos predecessores na carreirahumana.
  34. 34. Formação da Terra
  35. 35. Na direção de todos osfenômenos, do nossosistema, existe umaComunidade deEspíritos Puros eEleitos pelo SenhorSupremo doUniverso, em cujasmãos se conservam asrédeas diretoras davida de todas ascoletividadesplanetárias.
  36. 36. Essa Comunidade de seres angélicose perfeitos, da qual é Jesus um dosmembros divinos, ao que nos foi dadosaber, apenas já se reuniu, nasproximidades da Terra, para a soluçãode problemas decisivos daorganização e da direção do nossoplaneta, por duas vezes no curso dosmilênios conhecidos.
  37. 37.  A primeira verificou-se quando o orbe terrestre se desprendia da nebulosa solar, a fim de que se lançassem, no Tempo e no Espaço, as balizas do nosso sistema e da vida na matéria em ignição, do planeta.
  38. 38.  A segunda, quando se decidia a vinda do Senhor à face da Terra, trazendo à família humana a lição imortal do seu Evangelho de amor e redenção.
  39. 39. Etapas da Evolução da TerraSurge a Terra, há 4,5 bilhões de anos. Um enorme bloco de matéria informe, com temperaturas altíssimas, que a sabedoria de Deus deslocara do sol para as mãos augustas de Jesus.
  40. 40. Ao longo de bilhões de anos, a Terra foi esfriando. Por fora, aparece uma crosta fina e sólida (crosta terrestre).
  41. 41. O interior da terra continua muito quente. Bolhasenormes furam a crosta fina. Pipocam vulcões por todaa parte, espalhando materiais incandescentes e vaporde água. Formam-se rochas e nuvens. Chuvastorrenciais caem sobre a terra e ajudam a esfriar maisa superfície.
  42. 42. A crosta terrestre fica coberta de água líquida. Essa água lava materiais das rochas e fica salgada. Movimentos da crosta da terra fazem com que as rochas, que estavam cobertas por águas, apareçam. Formam-se mares e lagos.
  43. 43. Quando serenaram os elementos do mundonascente; quando a luz do sol beijava, emsilêncio, a beleza melancólica dos continentese dos mares primitivos, Jesus reuniu nasalturas os intérpretes divinos do seupensamento. Viu-se então, descer sobre aTerra, das amplidões dos espaçosilimitados, uma nuvem de forçascósmicas, que envolvem o intenso laboratórioplanetário em repouso.
  44. 44.  Algum tempo depois, tanto na crosta solidificada do planeta, como no fundo dos oceanos, podia-se observar a existência de um elemento viscoso que se colocaria por toda a terra. Com essa massa gelatinosa, nascia no orbe o protoplasma e, com ele, lançava Jesus na superfície do mundo o germe dos primeiros homens.
  45. 45. Já se foram mais de um bilhão deanos, na água morna que cobre asuperfície do globo, surgem asprimeiras formas vivas quecomeçaram a transformar o ambienteda Terra.Em terra firme, ainda não há seresvivos, mas o ar já é respirável.
  46. 46. Durante milhões de anos, a vida evolui lentamente,até que surgem imensas florestas de algas nos mares.
  47. 47. Os primeiros animais aparecem na água e são bem simples: esponjas, anêmonas, corais. Muitos possuem conchas. Depois vêm os ouriços.Esponjas
  48. 48. Anêmonas
  49. 49. Corais
  50. 50. Ouriços
  51. 51. Nessa época ocorre a invasão dos trilobita, animais já desaparecidos, semelhantes a pequenos caranguejos.
  52. 52. Alguns tipos de algas passam por muitas modificações, adaptam-se à vida nos pântanos e acabam ocupando a terra firme. É a origem das plantas.
  53. 53.  Surgem os primeiros vertebrados: os peixes encouraçados, com o corpo coberto por placas ósseas. Passam-se milhões de anos, alguns tipos de peixes sofrem modificações e dão origem aos anfíbios, animais que vivem na terra e na água.
  54. 54. Mais algumas centenas de milhões de anos e há florestas e uma grande variedade de insetos.
  55. 55. Aparecem os primeiros animais que põem ovos com casca e tem filhotes capazes de sobreviver em terra firme: os répteis. Bem adaptados, os répteis existem em todos os ambientes da terra. Há grande variedade deles. É a época dos dinossauros gigantescos.
  56. 56.  A natureza torna-se uma grande oficina de ensaios monstruosos. Alguns tipos de répteis se modificam: dão origem aos primeiros pássaros, que tem dentes e o corpo coberto de penas. Os trabalhadores do Cristo vão dando continuidade as suas perseverantes experiências, eliminando da terra os seres estranhos e monstruosos.
  57. 57. Os répteis e insetos sobreviventes evoluem de forma diferente e dão origem aos mamíferos, que espalham-se por todos os ambientes: mamutes, preguiças– gigantes, tigres, baleias, cavalos primitivos e macacos.
  58. 58. Há três milhões de anos, surgem os antepassados dos seres humanos primitivos. O corpo coberto de pelos, tem uma forma parecida com a dos seres humanos atuais. Começam a desenvolver o equilíbrio, podendo ficar sobre os dois pés.
  59. 59. Há apenas cem mil anos, começa a história dos seres humanos. Caminhando sobre os dois pés, com as mãos livres, e o cérebro mais desenvolvido que o de qualquer outro ser vivo. Eles transformam o mundo. Está começando a história da humanidade.
  60. 60. Bibliografia Allan Kardec - O Livro dos Espíritos Allan Kardec - A Gênese André Luiz – Francisco C. Xavier Evolução em dois mundos. Emmanuel – Francisco C. Xavier À Caminho da Luz

×