Educacao Fisica

420 visualizações

Publicada em

Educacao Fisica

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
420
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educacao Fisica

  1. 1. PROEX-FUNESO: JUSTIFICATIVAS E OBJETIVOS 1. A União de Escolas Superiores da FUNESO (UNESF) é mantida pela Fundação de Ensino Superior de Olinda (FUNESO), localizada no Campus Universitário da FUNESO, S/N, Jardim Fragoso, Olinda-PE, CEP 53.660-770, instituída pela Lei Municipal n° 3.711, de 07 de julho de 1971. 2. Desde as suas criações as Instituições previam a possibilidade da implantação de Programas de Extensão. No Capítulo II (DAS FINALIDADES DA FUNDAÇÃO), no Artigo 3º, item I do seu Estatuto encontramos: Artigo 3º - A Fundação de Ensino Superior de Olinda – FUNESO tem como finalidade precípua procurar viabilizar a criação e a instalação da UNIVERSIDADE DE OLINDA, bem como: I - criar, instalar e manter unidades de graduação, e pós-graduação e cursos de extensão; No Artigo 45 do Regimento da UNESF podemos ver: Art.45º. Os programas de extensão da UNESF se traduzem por cursos, atividades e serviços, objetivando a preservação, criação, irradiação e difusão de conhecimentos e técnicas vinculadas às diversas áreas do saber, buscando, prioritariamente, solucionar os grandes problemas reais da região e do País. 3. Visando cumprir com seus objetivos, a FUNESO/UNESF criou o PROEX-FUNESO (Programa de Extensão Universitária da FUNESO). Constitui uma modalidade de educação destinada a proporcionar ao estudante com escolaridade compatível conhecimentos que lhe permitam qualificar-se e atualizar-se, além de um possível aproveitamento de disciplinas nos cursos de graduação referenciais da FUNESO ou nos cursos equivalentes de outras Instituições de Ensino Superior devidamente autorizadas pelo MEC, que adotem um programa semelhante. Para isto, o
  2. 2. aluno poderá requerer validação dos conteúdos cursados na forma de extensão a nível superior, amparado na Resolução CFE 05/79, alterada pela Resolução CFE 01/94 e Parecer CES/CNE 247/99 e conforme previsto no Artigo 47, Parágrafo 2º, da Lei de Diretrizes e Bases e nas normatizações internas de cada Instituição. 4. Os estudos de extensão universitária apresentam a seguinte base legal: Lei 9394/96, Artigo 44, inciso IV; Artigo 43, inciso VIII; Artigo 47, parágrafo 2° e Artigo 50. Art. 43. A educação superior tem por finalidade: VII - promover a extensão, aberta à participação da população, visando à difusão das conquistas e benefícios resultantes da criação cultural e da pesquisa científica e tecnológica geradas na instituição. Art. 44. A educação superior abrangerá os seguintes cursos e programas: IV - de extensão, abertos a candidatos que atendam aos requisitos estabelecidos em cada caso pelas instituições de ensino. Art. 47. § 2º Os alunos que tenham extraordinário aproveitamento nos estudos, demonstrado por meio de provas e outros instrumentos de avaliação específicos, aplicados por banca examinadora especial, poderão ter abreviada a duração dos seus cursos, de acordo com as normas dos sistemas de ensino. Art. 50. As instituições de educação superior, quando da ocorrência de vagas, abrirão matrícula nas disciplinas de seus cursos a alunos não regulares que demonstrarem capacidade de cursá-las com proveito, mediante processo seletivo prévio. 5. Os cursos oferecidos neste formato não são CURSOS REGULARES DE GRADUAÇÃO pois, na condição de IES, a UNESF NÃO dispõe de autonomia do MEC para oferecer cursos desta natureza fora da sua sede. 6. Por se tratar de um curso, a nível universitário, é exigida uma escolaridade compatível, ou seja, a conclusão do ensino médio ou equivalente.
  3. 3. 7. Para acesso aos cursos do PROEX-FUNESO, o candidato é submetido a um PROCESSO SELETIVO, que não deve ser confundido com o VESTIBULAR das instituições de ensino superior. 8. Compreendendo que os programas de extensão da UNESF-FUNESO buscam “solucionar os grandes problemas reais da Região e do País”, a implantação do projeto ocorre prioritariamente nos municípios desfavorecidos, onde não existam IES oferecendo os cursos equivalentes, na forma de graduação. Tal medida procura salvaguardar os interesses mais imediatos daquelas entidades que foram credenciadas pelo MEC para a oferta de cursos de graduação presenciais e que tiveram todo um investimento financeiro e pedagógico para a liberação dos mesmos. 9. Levando em consideração ainda a realidade econômica de cada município onde o projeto é implantado, são cobrados valores compatíveis com esta realidade, prática esta que contribui para a inclusão social das pessoas e a elevação da sua autoestima. 10. Na sua fase inicial, o PROEX-FUNESO usou como referências os seguintes cursos: Bacharelado em Administração (Portaria de Autorização: 580/98) Licenciatura em Biologia (Portaria de Reconhecimento: 1068/85) Licenciatura em História (Portaria de Reconhecimento: 1068/85) Licenciatura em Letras (Portaria de Reconhecimento: 1068/85) Licenciatura em Matemática (Portaria de Reconhecimento: 870/09) Licenciatura em Pedagogia (Portaria de Reconhecimento: 1068/85) 11. Agora o PROEX-FUNESO parte para uma outra fase, graças a um convênio de Cooperação Técnica firmado com a FAISA-RS e a FACIG –MG, através da UNINACIONAL, usando como referência os cursos:. Bacharelado em Serviço Social da FACIG – MG (Portaria de Autorização: 643/06) Licenciatura em Educação Física da FAISA-RS (Portaria de Autorização: 253/11)
  4. 4. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO Importante: Oferecido em Regime de Cooperação Técnica, conforme Convênio FUNESO e FAISA-RS / UNINACIONAL Base Legal dos Cursos de Extensão: - O aproveitamento dos módulos/disciplinas está amparado na Resolução CFE 05/79, alterada pela Resolução CFE 01/94 e Parecer CES/CNE 247/99 – que garante a legitimidade dos direitos dos Estudantes quanto ao seu capital acadêmico para fins de aproveitamento posterior. - O PROEX – FUNESO é um Programa de Extensão Superior previsto pela Lei 9394/96. Características do Curso de Destino (FAISA/RS): - Autorização: Portaria 253, de 07 de julho de 2011. - O curso de graduação em Educação Física, modalidade Licenciatura, da FAISA/RS tem como objetivo formar profissionais habilitados a exercer a atividade de professor no Ensino Básico. Sob este aspecto, a Educação Física é concebida como um componente curricular do sistema de ensino que tem como especificidade a abordagem sobre o desenvolvimento motor dos indivíduos e a relação com a cultura corporal, promovendo o desenvolvimento de práticas que possibilitam ao aluno vivenciar, entender, produzir, reproduzir, transformar e desfrutar do movimento como patrimônio cultural da humanidade nas suas mais diversas manifestações, levando-o à autonomia e à melhoria da qualidade de vida. - O licenciado em Educação Física desenvolve atividades de regência/docência. Sua intervenção pode ser realizada na Educação Infantil, nos Ensinos Fundamental e Médio, em instituições públicas ou privadas.
  5. 5. Módulo 1 – Introdução à Educação Física N° DISCIPLINAS Carga Horária (h) CR CÓD. Teórica Prática Total 01 História da Educação Física 60 - 60 04 101 02 Expressão Oral, Escrita e Produção Textual 60 - 60 04 102 03 Metodologia da Pesquisa 60 - 60 04 103 04 Psicologia da Educação 60 - 60 04 104 05 Fundamentos do Atletismo 60 - 60 04 105 06 Experiência Docente e Didática I 68 - 68 04 106 Módulo 2 – Futsal / Ginástica N° DISCIPLINAS Carga Horária (h) CR CÓD. Teórica Prática Total 01 Anatomia Humana Aplicada à EF 30 30 60 04 107 02 Fundamentos Filosóficos e Sociológicos do Movimento Humano 60 - 60 04 108 03 Aprendizagem Motora 60 - 60 04 109 04 Fundamentos do Futsal 30 - 30 04 110 05 Fundamentos da Ginástica 30 - 30 04 111 06 Experiência Docente e Didática II 68 - 68 04 112
  6. 6. Módulo 3 – Futebol de Campo N° DISCIPLINAS Carga Horária (h) CR CÓD. Teórica Prática Total 01 Fisiologia do Exercício e Primeiros Socorros 30 - 30 04 113 02 Atividades Rítmicas e Expressivas 60 - 60 04 114 03 Currículo e Planejamento Escolar 60 - 60 04 115 04 Educação Física Infantil e Anos Iniciais 60 - 60 04 116 05 Fundamentos do Futebol de Campo 30 - 30 04 117 06 Experiência Docente e Didática III 68 - 68 04 118 Módulo 4 – Handebol / Volibol N° DISCIPLINAS Carga Horária (h) CR CÓD. Teórica Prática Total 01 Estrutura e Funcionamento do Ensino 60 - 60 04 119 02 Cinesiologia 60 - 60 04 120 03 Nutrição e Atividade Física 60 - 60 04 121 04 Fundamentos do Handebol 30 - 30 04 123 05 Fundamentos do Voleibol 30 - 30 04 148 06 Experiência Docente e Didática IV 68 - 68 04 124
  7. 7. Módulo 5 – Basquetebol / Lutas e Artes Marciais N° DISCIPLINAS Carga Horária (h) CR CÓD. Teórica Prática Total 01 Jogos, Brinquedos e Esportes Alternativos 60 - 60 04 125 02 Atividades Físicas na Natureza 60 - 60 04 126 03 Organização de Eventos Esportivos e Recreativos 60 - 60 04 127 04 Fundamentos do Basquetebol 30 - 30 04 128 05 Teoria e Prática das Lutas e Artes Marciais 30 - 30 04 129 06 Experiência Docente e Didática V 68 - 68 04 130 Módulo 6 – Natação N° DISCIPLINAS Carga Horária (h) CR CÓD. Teórica Prática Total 01 Práticas Corporais para o Envelhecimento 60 - 60 04 131 02 Atividade Física para Portadores de Necessidades Educacionais Especiais – PNEES 60 - 60 04 132 03 Medidas e Avaliação em Educação Física 60 - 60 04 133 04 Natação 30 - 30 04 134 05 Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS 68 - 68 04 135 06 Experiência Docente e Didática VI 68 - 68 04 136 Práticas Pedagógicas (Experiências Docentes e Didáticas): 400 h (6 x 68h = 408h)
  8. 8. Complementação na Escola de Destino (FAISA/RS) N° DISCIPLINAS Carga Horária (h) CR CÓD. Teórica Prática Total 01 Elaboração de T.C.C. 60 - 60 42 - 02 Estágio Supervisionado em EDF I (Ensino Infantil) - 100 100 04 - 03 Estágio Supervisionado em EDF II (Ensino Fundamental / Anos Iniciais) - 100 100 04 - 04 Estágio Supervisionado em EDF III (Ensino Fundamental / Anos Finais) - 100 100 04 - 05 Estágio Supervisionado em EDF IV (Ensino Médio) - 100 100 04 - Estágios Supervisionados: 400 h Atividades Acadêmicas Científicas Culturais: 200 horas
  9. 9. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA / 1º 60 - OBJETIVOS - Conhecer a evolução histórica da Educação Física. - Analisar o Esporte enquanto fenômeno cultural e expressão da sociedade moderna. - Comparar a situação e o desenvolvimento do Esporte a nível local, regional, nacional e mundial. CONTEÚDOS - Conceitos de Educação e Educação Física. - Concepções de Educação Física e Esporte. - Jogos da Antiguidade. Jogos da era moderna. Jogos olímpicos. - Evolução da Educação Física no Brasil. - Educação física como fenômeno cultural e social na contemporaneidade. - Situação do Esporte, em geral, e da Educação Física, em particular, nos seus diversos níveis (local, regional, nacional e mundial). BIBLIOGRAFIA CASTELLANI FILHO, Lino. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas: Papirus, 1998. OLIVEIRA, V.M. Historia da educação física e do esporte no Brasil: panorama e perspectivas, 3ª ed. São Paulo: Ibrasa, 2006.
  10. 10. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática EXPRESSÃO ORAL, ESCRITA E PRODUÇÃO TEXTUAL / 1º 60 - OBJETIVOS - Conhecer a leitura e a escrita no processo de Ensino de Comunicação e Expressão em Língua Portuguesa. - Fazer uso de recursos expressivos. Usar a leitura, compreensão e transposição do processo de comunicação oral e escrito para interação teoria e prática. - Aplicar os recursos expressivos da linguagem oral e escrita, que possibilitem maior aprendizado das competências básicas da língua portuguesa. CONTEÚDOS - Fundamentação epistemológica. - Histórico da disciplina de Língua Portuguesa no currículo escolar. - Pressupostos teóricos do ensino operacional e reflexivo da linguagem: a linguagem como interação, o texto como enunciado, os gêneros do discurso. - Teorias de leitura, produção textual e letramento. - Prática de análise: estudo de elaborações didáticas de leitura, produção textual e análise linguística. BIBLIOGRAFIA AZEREDO, J. C. (org.) Língua portuguesa em debate. Rio de Janeiro: Vozes, 2002. BAZERMAN, Charles. Gêneros textuais, tipificação e interação. São Paulo, Cortez: 2005.
  11. 11. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática METODOLOGIA DA PESQUISA / 1º 60 - OBJETIVOS - Conhecer o sistema de comunicação na Ciência e diferenciar os canais informal e formal de comunicação. - Conhecer e descrever o processo de elaboração, submissão e tramitação do trabalho científico. - Conceituar Ciência e caracterizar os diferentes tipos de conhecimento científico. - Conceituar pesquisa, caracterizar os diferentes tipos de pesquisa e entender a importância da pesquisa para o desenvolvimento da sociedade. - Diferenciar os métodos científicos. - Entender e elaborar uma resenha crítica, resumo e fichamento. - Descrever e caracterizar as etapas de uma pesquisa. - Elaborar citações e referências a partir das normas da ABNT NBR 10520 e NBR 6023 respectivamente. - Elaborar e apresentar um seminário. CONTEÚDOS - O pesquisador e a Comunicação Científica. - Ciência e Tipos de Conhecimento. - A pesquisa e suas Classificações. - Métodos Científicos. - O Resumo (NBR 6028).
  12. 12. - Elaboração de Citações (NBR 10520) e Referências (NBR 6023). - A Resenha Crítica. - O Fichamento. - As etapas da pesquisa. - Tipos e características dos trabalhos acadêmicos: relatório técnico científico, projeto de pesquisa, monografia, artigo científico. - Apresentação de Seminários. BIBLIOGRAFIA MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos da metodologia científica, 6ª Ed. 7 reimp, São Paulo: Atlas, 2009. MEDEIROS, J. B. Redação científica: a prática de fichamentos, resumos, resenhas, 11ª Ed., São Paulo: Atlas, 2009. SOUZA, F. B.; TORRES, G. R. C.; RIBEIRO, I. J. L. Regimento Interno de trabalho de conclusão de cursos de licenciaturas e bacharelados. Olinda: Fundação de Ensino Superior de Olinda – FUNESO. 87 p., 2012.
  13. 13. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO / 1º 60 - OBJETIVOS - Reconhecer os tipos e etapas da Aprendizagem. - Compreender as principais teorias da Aprendizagem. - Conceituar Cultura e Aprendizagem. - Articular avaliação e aprendizagem. CONTEÚDOS - INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM: conceito; características; tipos, etapas e processos da Aprendizagem. - FATORES QUE INTERFEREM NA APRENDIZAGEM: maturação; condições biopsicossociais da Aprendizagem; sensação e percepção; motivação; emoção; atenção, memória e esquecimento. - CULTURA E APRENDIZAGEM: Aprendizagem e Valores Sociais; Ética na Aprendizagem; Aprendizagem e Pluralidade Cultural. - AVALIAÇÃO E APRENDIZAGEM: êxito e fracasso escolar; intervenção pedagógica frente ao erro; avaliação; produção ou reprodução de conhecimento. - TEORIAS DA APRENDIZAGEM: Albert Bandura – Aprendizagem Social; Burrhus Frederic Skinner – Condicionamento Operante; Carl R. Rogers – Humanista (ensino centrado no estudante ou na educação centrada na pessoa); David Paul Ausubel – Aprendizagem Cognitiva Significativa; Jean Piaget – Teoria do Desenvolvimento Cognitivo; Jerome Bruner – Teoria da Instrução; Lev S. Vigotsky – Teoria Histórico-cultural; Max Wertheimer – Gestalt; Sigmund Freud – Psicanálise. BIBLIOGRAFIA CAMPOS, Dinah M. Souza. Psicologia da aprendizagem. Petrópolis: Editora Vozes, 2012. CARRARA, Kestor e (org.). Introdução à psicologia da educação. Seis abordagens. São Paulo: Avercamp, 2005. DAVIS, Cláudia; OLIVEIRA, Zilma. Psicologia da educação. São Paulo: Cortez, 2007.
  14. 14. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática FUNDAMENTOS DO ATLETISMO / 1º 60 - OBJETIVOS - Conhecer a origem e a evolução das provas atléticas. - Detalhar, tecnicamente, os materiais, instalações e implementos relativos ao Atletismo. - Estudar os processos de iniciação e técnica das corridas, saltos e lançamentos. - Analisar as regras das principais competições. - Relacionar o Atletismo Educacional com o Atletismo de Rendimento. CONTEÚDOS - Histórico das provas atléticas. - Materiais, instalações e implementos relativos ao Atletismo. - Marcação e setorização do campo atlético. - Corridas, saltos e lançamentos: iniciação e técnicas. - Dimensões históricas, socioculturais e pedagógicas do Atletismo. BIBLIOGRAFIA ASSIS, Sávio. Reinventando o esporte: possibilidades da prática pedagógica. SP: Autores Associados, 2001. BARROS, N. & RICIERI, D. Atletismo nas escolas. 3ª Ed. São Paulo: Apoio, 1991. CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO. Regras oficiais de atletismo. Rio de Janeiro: Sprint, 2007.
  15. 15. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática EXPERIÊNCIA DOCENTE E DIDÁTICA I: A ESCOLA - espaços e caracterizações / Teorias da Aprendizagem // 1º 60 - OBJETIVOS - Conhecer a realidade de diferentes escolas. - Reconhecer o papel social da escola. - Identificar o perfil do professor para atuar na contemporaneidade; - Conhecer as diferentes abordagens teóricas e implicações na prática pedagógica. CONTEÚDOS - Conhecimento dos Espaços Escolares: realização de diagnoses, levantamentos e organogramas que permitam estabelecer uma comparação geral entre as escolas públicas e privadas. - Caracterização das Diferentes Escolas: realização de diagnoses, levantamentos e organogramas que permitam estabelecer uma diferenciação entre as escolas do mesmo tipo. - Papel Social da Escola. - Perfil do Professor. - Contextualização e/ou análise das contribuições teóricas. BIBLIOGRAFIA MACEDO, Lino de. Ensaios Pedagógicos: como construir uma escola para todos?. Porto Alegre: Artmed, 2002. IMBERNÓN, Francisco. A Educação no século XXI: os desafios do futuro imediato. Porto Alegre: Artmed, 2000. BRASÍLIA. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional Nº 9394/96.
  16. 16. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática ANATOMIA HUMANA APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA / 2º 30 30 OBJETIVOS Proporcionar um bom entendimento dos fundamentos anatômicos de forma a capacitar o aluno para obter uma base segura que lhe permita compreender outras disciplinas relacionadas com a Educação Física. CONTEÚDOS - Introdução ao estudo da Anatomia. - Sistemas: tegumentar, esquelético, articular, muscular, nervoso, endócrino, respiratório, digestório, circulatório, urinário, genital masculino e genital feminino. - Órgão da visão - Órgão vestíbulo-coclear. BIBLIOGRAFIA DÂNGELO, J. G. & FATTINI, C. A. Anatomia humana sistêmica e segmentar. São Paulo: Atheneu, 2002. ERHART, E. A. Elementos de anatomia humana. São Paulo: Atheneu, 2013. NETO, Gregório João. Atlas da anatomia humana básica. São Paulo: Martinari, 2008.
  17. 17. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS E SOCIOLÓGICOS DO MOVIMENTO HUMANO / 2º 60 60 OBJETIVOS Oferecer subsídios teóricos e metodológicos para o trabalho pedagógico com a disciplina Educação Física Escolar vinculada à orientação humanística e à formação para a cidadania, considerando a perspectiva crítica e aplicativa dos conteúdos propostos. CONTEÚDOS - Evolução da Filosofia e do conhecimento humano e suas relações com a cultura da motricidade humana. - Sociedade: definição e conceito; características essenciais; processos de socialização; ação social; estrutura social. Cultura: definição e conceitos; características e conteúdos; significado e símbolos; corpo e movimento como forma de comunicação e manifestação cultural; o exercício físico e o esporte. - Estudo da contribuição das principais correntes filosóficas ligadas à educação. BIBLIOGRAFIA BRACHT, V. Sociologia crítica do esporte: uma introdução. Vitória: UFES, Centro de Educação Física e Desporte, 1997. CHAUI, Marilena. Iniciação à filosofia. São Paulo: Ática, 2011. DANTAS, E.H.M. Pensando o corpo e o movimento. Rio de Janeiro: Shape, 1994. DEMO, Pedro. Educação e conhecimento: relação necessária, insuficiente e controversa. RJ: Vozes, 2000. Coleção Temas Sociais.
  18. 18. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática APRENDIZAGEM MOTORA / 2º 60 60 OBJETIVOS - Estudar as diferentes fases do desenvolvimento motor humano. - Conhecer as características psicomotoras da criança nas suas diversas fases. - Avaliar os estágios psicomotores. - Estabelecer relações entre o desenvolvimento motor e os fatores sociais. - Diferenciar os níveis de aprendizagem de habilidades motoras. - Caracterizar os movimentos que estão relacionados com o esporte. CONTEÚDOS - Diferentes etapas do desenvolvimento motor. - Caracterização psicomotora da criança nas fases pré-escolar e escolar. - Avaliação dos estágios psicomotores. - Relação entre desenvolvimento motor e fatores sociais. - Níveis de aprendizagem de habilidades motoras. - Movimentos relacionados ao esporte. BIBLIOGRAFIA GALLAHUE, David L.; OZMUN, John C.. Compreendendo o desenvolvimento motor; bebês, crianças, adolescentes e adultos. 2.ed. São Paulo: Phorte Editora Ltda, 2001. MAGILL, A. R. Aprendizagem motora: conceitos e aplicações. São Paulo: Edgard Blücher, 2000. SCHMIDT, Richard A. e WRISBERG, Craig A. Aprendizagem motora: uma abordagem de aprendizagem baseada no problema. 2 ed. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.
  19. 19. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática FUNDAMENTOS DO FUTSAL / 2º 30 30 OBJETIVOS - Estudar aspectos históricos e críticos do futsal. - Conhecer as regras do futsal. - Discutir fundamentos técnicos e táticos envolvendo o futsal. - Apresentar metodologias que favoreçam o ensino do futsal. - Vivenciar os fundamentos do futsal. CONTEÚDOS - Estudo histórico-crítico do futsal. - Fundamentos técnicos e táticos, noções de regras do futsal. - Elementos básicos e aspectos metodológicos do ensino do futsal. BIBLIOGRAFIA FERREIRA, R.L. Futsal e a iniciação. Rio de Janeiro: Sprint, 1998. MUTTI, D. Futsal: da iniciação ao alto nível. São Paulo: Phorte Editora Ltda, 2003.
  20. 20. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática FUNDAMENTOS DA GINÁSTICA / 2º 30 30 OBJETIVOS - Estudar aspectos históricos e críticos da ginástica. - Conhecer fundamentos básicos e a estruturação dos exercícios da Ginástica Geral. - Conhecer fundamentos básicos da Ginástica Artística e da Ginástica Rítmica Desportiva. - Apresentar metodologias relacionadas com a ginástica. CONTEÚDOS - Estudo histórico-crítico da ginástica geral e da ginástica esportiva. - Ginástica Geral: fundamentos básicos, estruturação de exercícios e aspectos metodológicos do processo de ensino-aprendizagem. - Ginástica Artística e Ginástica Rítmica Desportiva: fundamentos básicos e aspectos metodológicos. BIBLIOGRAFIA AYOUB, Eliana. Ginástica geral e educação física escolar. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2003. BREGOLATO, R. Cultura corporal da ginástica. Volume 2. São Paulo: Ícone, 2002. SANTOS, J.C.E. Ginástica geral. São Paulo: Fontoura, 2001.
  21. 21. CURSO: TEORIAS E PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA Modalidade: Extensão Oferta: Fora do Campus Universitário da FUNESO (em regime de Cooperação Técnica com a FAISA – RS) DISCIPLINA /MÓDULO Carga Horária (h) Teórica Prática EXPERIÊNCIA DOCENTE E DIDÁTICA II: A ESCOLA E SEUS ATORES / 2º 68 - OBJETIVOS - Analisar a realidade da escola e dos seus atores, relacionando com os referencias teóricos curriculares. - Conhecer e confrontar o projeto político pedagógico da escola com a realidade escolar identificando os limites e possibilidades de acordo com sua área/curso. - Elaborar projetos de pesquisa educacional objetivando uma escola inclusiva e a inserção do aluno na melhoria do cotidiano escolar. - Analisar os limites e possibilidades da relação da escola e comunidade, confrontando a luz dos referenciais teóricos curriculares. - Diferenciar capacidades, competências e habilidades. - Exercitar a interdisciplinaridade e a contextualização. - Elaborar Planos de Aulas. CONTEÚDOS - Levantamento da realidade escolar; conhecimento e entrevistas com os atores do ambiente escolar. - Projetos Políticos Pedagógicos (PPPs). - Capacidades, Competências e Habilidades. - Interdisciplinaridade e Contextualização. - Planos de Aulas. - Lei 7.853/1989 (Apoio às Pessoas Portadoras de Deficiência). BIBLIOGRAFIA HADJI, Charles. Pensar e agir a educação da inteligência do desenvolvimento ao desenvolvimento da inteligência. Porto Alegre: Artmed, 2002. PERRENOUD Philippe. 10 novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2004. ALVES, Nilda. Pensar e fazer. RJ: Cortez, 2006. FAZENDA, Ivan Corgil, Práticas Interdisciplinares na escola. São Paulo: Cortez, 1993.

×