ISBD CONSOLIDADO
SUMÁRIO ESQUEMÁTICO
SÃO PAULO 2015
Material didático – Disciplina de Representação Descritiva – ECA/USP
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto
ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E P...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apostila Esquemática ISBD consolidada

350 visualizações

Publicada em

Apostila esquemática para introdução a ISBD consolidada em programa de capacitação catalográfica.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila Esquemática ISBD consolidada

  1. 1. ISBD CONSOLIDADO SUMÁRIO ESQUEMÁTICO SÃO PAULO 2015 Material didático – Disciplina de Representação Descritiva – ECA/USP
  2. 2. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 1 Esquema da ISBD Consolidada e Pontuação Organização Prof. Dr. Fernando Modesto Apresentação Apostila esquemática das áreas da ISBD, não substitui a norma integral disponível na internet, especialmente, na versão em inglês e espanhol. No esquema, os números da área e os termos “primeira indicação (menção...)”, “Indicação (menção) seguinte...” e similares sinalizam a ordem na qual se dá a indicação dos elementos na descrição. Nas tabelas das áreas da ISBD, é sinalizado os elementos obrigatórios para a descrição da ISBD, com a letra “O”, na coluna da obrigatoriedade; os elementos obrigatórios no caso da informação estar disponível ou se for aplicável ao recurso é indicado com as letras “OA". Os elementos repetitivos são indicados com a letra “R”. A maioria dos elementos descritivos podem ser acompanhados de elementos paralelos em outros idiomas ou escrituras. ÁREAS DA ISBD Consolidada 1 – ÁREA DE TÍTULO E MENÇÃO DE RESPONSABILIDADE Inclui o título propriamente dito, títulos paralelos, informação complementar do título e menções de responsabilidade. Os elementos estão definidos no glossário da norma. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível Título propriamente dito OA = Título paralelo R : Informação complementar do título R / Menção de Responsabilidade Primeira indicação OA ; Menção de Responsabilidade Segunda indicação R ; Título seguinte do mesmo autor OA R . Título seguinte de diferente Autor OA R
  3. 3. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 2 2 – ÁREA DE EDIÇÃO Refere-se aos exemplares de recursos produzidos substancialmente a partir de um mesmo original e publicado pela mesma entidade, grupo editorial ou pela mesma pessoa. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível Menção de Edição OA / Menção de Responsabilidade relativa edição – Primeira Indicação OA ; Menção de Responsabilidade relativa edição – Segunda Indicação R , Menção adicional de edição OA R / Menção de Responsabilidade que segue a uma menção adicional de edição – Primeira Indicação OA ; Menção de Responsabilidade que segue a uma menção adicional de edição – Segunda Indicação R 3 – ÁREA ESPECÍFICA DE MATERIAL OU TIPO DE RECURSO Contém informação específica para uma classe particular de material ou tipo de recurso, que é detalhado no conteúdo do documento. Para outro tipo de recurso, a informação específica que pode empregar-se em qualquer outra área de descrição, se aplica na área correspondente. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível Dados matemáticos (recursos cartográficos) OA R Menção de escala OA R ; Menção de projeção ( ) Menção de coordenadas e equinócio OA ; Menção de equinócio . Menção de formato musical (música anotada) OA . Numeração (Publicações seriadas) OA . Designação numérica OA ( ) Designação cronológica OA = Sistema alternativo de numeração OA ; Nova sequência de numeração OA
  4. 4. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 3 4 – ÁREA DE PUBLICAÇÃO, PRODUÇÃO, DISTRIBUIÇÃO ETC. A área pretende dar cobertura a todos os tipos de atividades de publicação, produção, distribuição, edição e difusão relacionada com os recursos. A área também é empregada para registrar os dados vinculados à fabricação do recurso, porém diferenciando-os dos relativos à sua publicação, produção, distribuição, etc. ou quando uma mesma pessoa ou entidade pode desempenhar ambas atividades. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível Lugar de publicação, produção e/ou distribuição – Primeiro lugar O ; Lugar de publicação, produção e/ou distribuição – Lugar seguinte R : Nome do editor, produtor e/ou distribuidor O R , Data de publicação, produção e/ou distribuição O ( ) Informação de impressão ou fabricação – Lugar de impressão ou fabricação R : Informação de impressão ou fabricação – Nome do impressor ou fabricante R ,) Informação de impressão ou fabricação – data de impressão ou fabricação 5 – ÁREA DE DESCRIÇÃO DO MATERIAL – R O recurso físico que se descreve é o próprio recurso e como foi publicado pelo editor. Se é conhecido que o recurso foi modificado depois de sua publicação, a informação que se dá na área 5 é a do recurso e como foi publicado, e a informação sobre a modificação que se refere ao exemplar em mãos, se dá na área 7. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível Extensão : Outros detalhes físicos ; Dimensões Formato bibliográfico (recursos monográficos antigos) + Menção de material anexo R
  5. 5. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 4 6 – ÁREA DE SÉRIE E RECURSO MONOGRÁFICO MULTIPARTE ( ) – R A área é utilizada quando o recurso descrito pertence a um recurso bibliográfico maior: série ou recurso monográfico multiparte. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível ( ) Título propriamente dito da Série, Subsérie ou recurso monográfico multiparte OA : Informação complementar da Série ou recurso monográfico multiparte R / Menção de Responsabilidade relativas à Série ou recurso monográfico multiparte - Primeira indicação ; Menção de Responsabilidade relativas à Série ou recurso monográfico multiparte - Indicação seguinte R , Número Internacional Normalizado de uma Série ou recurso monográfico multiparte OA ; Numeração dentro da Série ou Subsérie ou recurso monográfico multiparte OA 7. ÁREA DE NOTAS – R Contém informação descritiva que não se pode incluir nas demais áreas da descrição, porém é considerada importante para os usuários dos registros bibliográficos. As notas ampliam a descrição de outras áreas e podem guardar relação com qualquer aspecto do recurso. As notas podem referir-se também à história bibliográfica do recurso e indicar relações com outros recursos. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível Notas R 8. ÁREA DO IDENTIFICADOR DO RECURSOS E CONDIÇÕES DE DISPONIBILIDADE – AO Os elementos da área são definidos no glossário. Um identificador de recurso é qualquer número ou indicação alfanumérica associada e que identifica um recurso conforme norma internacional pertinente. A área pode repetir-se quando o recurso tem mais de um identificador e se considera importante para os usuários. Pontuação Elemento Obrigatório Repetível Identificador tipográfico (recursos monográficos antigos) OA = Título chave (recursos continuados) OA : Condições de disponibilidade R
  6. 6. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 5 0 – ÁREA DE FORMA DO CONTEÚDO [0.1] E DE TIPO DE MÍDIA [O.2] O propósito da área é indicar ano início do registro a forma ou formas fundamentais em que se expressa o conteúdo de um recurso, e o tipo ou os tipos de suportes utilizados para a transmissão desse conteúdo, com a finalidade de auxiliar os usuários do catálogo na identificação e seleção dos recursos adequados às suas necessidades. 0.1 Forma do Conteúdo: uma categoria que reflete as formas fundamentais pelas quais se expressa o conteúdo de um recurso. O termo ou termos é retirado de uma lista determinada, no idioma escolhido pela agência catalogadora. Recursos de conteúdo misto, onde não há parte predominante (quer dizer, todas as partes são igualmente proeminentes ou importantes), se registram, na ordem alfabética, tantos termos quantos sejam aplicáveis para o recurso que esta sendo descrito. Excepcionalmente, se pode adotar o termo "múltiplas formas do conteúdo" para os recursos que incluam conteúdo misto no qual são aplicáveis três ou mais formas. Para as obras de conteúdo misto, na qual uma parte do recurso é predominante e outro conteúdo é considerado mínimo (Ex. um livro impresso com algumas tantas ilustrações, porém não o suficiente para que seja considerado predominante; a gravação de uma ópera com algo de palavra falada) se omitem as formas de conteúdo que não são predominantes. Em suma, especifica uso da forma de conteúdo expressa pelo recurso, de uso obrigatório na descrição. A adoção do termo ou termos é extraída da lista, no idioma e grafia escolhida pela agência catalogadora. No caso de recursos que mesclam conteúdos sem haver um predominante, registra-se na ordem alfabética todos os termos que sejam aplicáveis para o recurso. (Lista) Termos da Forma de Conteúdo, Definição e Alcance Conjunto de dados Conteúdo expresso por dados codificados digitalmente para processo em computador. Exemplo inclui dados numéricos, ambientais, etc., utilizados por softwares para calculo de porcentagem, correlações, etc., ou para produzir modelos, etc. Normalmente não se apresentam na sua forma pura. Exclui-se gravações digitais de música [ver música], a língua [ver palavra falada], sons [ver áudios], imagens reproduzidas por computador [ver imagem] e texto [ver texto]. Imagem Conteúdo expresso por meio de linhas, formas, sombras, etc.; uma imagem pode ser fixa ou em movimento, em duas ou três dimensões. Exemplos incluem reproduções de artes, mapas, mapas em alto relevo, fotografias, imagens de teledetecção, estereográficas, películas e litografias. Movimento Conteúdo expresso por meio do movimento, ou seja, o ato ou processo de mudança na posição de um objeto ou pessoa. Exemplos incluem anotação da dança encenada ou coreografia, se exclui as imagens em movimento tais como filmes [ver imagem] Múltiplas formas do conteúdo Conteúdo misto no qual se aplicam três ou mais formas. Música Conteúdo expresso por faixas ou sons ordenados em sequências, em combinação e em relações temporais para produzir uma composição. A música pode ser escrita (anotada), interpretada ou gravada em formatos analógico ou digital, como sons vocais, instrumentais ou mecânicos com
  7. 7. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 6 ritmo, melodia ou harmonia. Exemplos inclui música escrita, como as partituras ou partes e a música gravada, como concertos, óperas e gravações de estúdio. Objeto Conteúdo expresso por meio de entidades de origem natural ou artefatos criados a mão ou fabricados a máquina. Também conhecidos como estruturas tridimensionais ou realia, como exemplos de artefatos inclui esculturas, modelos, jogos, moedas, brinquedos, edifícios, utensílios, roupa, objetos culturais e outros artigos. As entidades de origem natural são, entre outras, fósseis, rochas, insetos, amostras biológicas em diapositivos, etc. Nos objetos cartográficos inclui globos, modelos em relevo e as secções transversais destinadas a se ver de lado na forma tridimensional, porém mapas em alto relevo [ver imagem]. Palavra falada Conteúdo expresso por meio do som da voz humana. Exemplo inclui áudio-livro, emissões de rádio, gravações da historia oral e gravações em áudio de obras, sejam gravações em formato analógico ou digital. Programa Conteúdo expresso por instruções codificadas digitalmente para processo e interpretação em computador. Exemplo inclui sistemas operacionais, aplicações de software, etc. Som Conteúdo expresso por meio de sons de animais, aves, ruídos de origem natural, ou sons simulados pela voz humana ou meio digital (ou analógico). Exemplo inclui gravações de cantos de aves, propaganda de animais e efeitos de som, porém exclui a música gravada [ver música] e gravações de voz humana [ver palavra falada]. Texto Conteúdo expresso por palavras, símbolos e números escritos. Exemplos incluem livros (impressos ou eletrônicos), correspondência, bases de dados de revistas e periódicos microfilmados. Outras formas do conteúdo Se nenhum termo citado é aplicável ao conteúdo do recurso descrito, adotar este termo. 0.1.1 Qualificação do Conteúdo: É possível expandir uma categoria de Forma do Conteúdo usando uma ou mais subcategorias qualificadas de conteúdos, que é aplicável ao recurso descrito. As qualificações do conteúdo especificam o tipo, a presença ou ausência de movimento, dimensão e natureza sensorial do recurso descrito. É fornecido termos extraídos da lista, dados na língua e escrita escolhida pela agência de catalogação. São utilizados tantos termos quanto sejam apropriados para ampliar ou esclarecer a categoria correspondente da forma de conteúdo. As qualificações são dadas quantas sejam as diferentes possibilidades de opções para uma determinada forma de conteúdo, por exemplo: Texto (visual) ou texto (táctil); Imagem (fixa, bidimensional) ou imagem (fixa; tridimensional) 0.1.1.2 Especificação do Tipo de Qualificação do Conteúdo Cartográfico Conteúdo que representa a totalidade ou parte da Terra ou de qualquer corpo celeste em qualquer escala. Inclui mapas, atlas, globos, modelos em relevo, etc. Anotado Conteúdo expresso por meio de um sistema de anotação com objetivos artísticos (exemplo: a música, a dança, encenação) destinado a ser percebido visualmente. Interpretado Conteúdo expresso na forma audível ou visível, em um dado momento, e gravado em um recurso. Incluí gravações de interpretações de música ou movimento, música gerada por computador, etc.
  8. 8. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 7 0.1.1.3 Especificação do movimento: (uso exclusivo com a Forma do conteúdo "imagem"). A forma do conteúdo imagem é qualificada para mostrar a percepção da presença ou ausência do movimento no conteúdo da imagem de um recurso.  Em movimento: Conteúdo de imagem percebida em movimento, geralmente por meio de uma sucessão de rápidas imagens.  Fixa: Conteúdo de imagem percebida como estática. 0.1.1.4 Especificação da Dimensão: (uso exclusivo com a Forma do conteúdo "imagem"). A forma do conteúdo imagem se qualifica para mostrar o número das dimensões espaciais no qual pretende que seja percebido o conteúdo da imagem de um recurso.  Bidimensional: Conteúdo de imagem percebida em duas dimensões.  Tridimensional: Conteúdo de imagem percebida em três dimensões. 0.1.1.5 Especificação Sensorial: Refere-se ao sentido humano por meio do qual se pretende seja percebido o conteúdo de um recurso tal e como se publica.  Auditivo: Conteúdo percebido por meio da audição.  Gustativo: Conteúdo percebido por meio do paladar.  Olfativo: Conteúdo percebido por meio do olfato.  Tátil: Conteúdo percebido por meio do tato/toque.  Visual: Conteúdo percebido por meio da visão.
  9. 9. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 8 0.2 Tipo de Mídia: A categoria indica o tipo ou tipos de suportes utilizados para transmitir o conteúdo do recurso. Reflete, em geral, o formato da mídia de armazenamento e alojamento de um suporte em combinação com o tipo de dispositivo de intermediação necessária para representar, ver, por em funcionamento, etc., o conteúdo de um recurso. Se há um ou vários termos da lista, no idioma e escritura escolhida pela agência catalográfica. Para as obras de mídia misto onde não há parte predominante do recurso (quer dizer, todas as partes são igualmente proeminentes ou importantes), se registram tantos termos quantos sejam aplicáveis ao recurso que se descreve. Excepcionalmente, se pode adotar o termo "múltiplas mídias" para os recursos que incluam mídias mistas nos que são aplicáveis três ou mais tipos de mídias. Para as obras de mídia mista, onde uma parte do recurso é predominante e outros tipos de mídias que se consideram mínima ou incidental, se omitem os tipos de mídia que não são predominantes. Se não se requer nenhum dispositivo de mediação para utilizar ou perceber o recurso, se registra o termo "sem mediação". (Lista) Termos dos Tipos de Mídia – Definição e Abrangência Áudio Para recursos acessíveis mediante reprodutor de áudio. / Mídias utilizadas no armazenamento de som gravado, projetado para uso com dispositivo de reprodução, como: toca-discos, reprodutor de: cassete, CD, MP3 ou iPod. Inclui as mídias utilizadas no armazenamento de som codificado na forma digital ou analógica. Eletrônico Para recursos acessíveis mediante computador. / Mídia utilizada na armazenagem de arquivos eletrônicos, projetados para uso com computadores. Inclui as mídias que são acessadas remotamente por meio de servidores de arquivos, bem como mídias de acesso direto, exemplo: fitas e discos de computador. Estereográfico Para recursos acessíveis por um visor estereográfico. / Mídia utilizada na armazenagem de pares de imagens fixas, projetada para uso com dispositivo como um estereoscópio ou visor estereográfico para gerar efeito tridimensional. Microforma Para recursos acessíveis por aparelho leitor de microformas. / Mídia utilizada na armazenagem de imagens reduzidas, não legível a olho humano e projetado para uso com dispositivo de leitura de microfilme ou microficha. Inclui mídias micrográficas transparentes como os opacos. Microscópico Para recursos acessíveis por microscópio. / Mídia utilizada para armazenar objetos diminutos, projetado para uso com dispositivo como o microscópio para revelar detalhes invisíveis ao simples olhar. Múltiplas mídias Para os recursos que compreendem mídias mistas na qual se aplicam três ou mais tipos de mídias. Projetado Para recursos acessíveis mediante projetor. / Mídias utilizadas para o armazenamento de imagens fixas ou em movimento, projetada para uso com dispositivo de projeção como um projetor de película cinematográfica, projetor de diapositivo ou retroprojetor. Inclui as mídias projetadas tanto para imagens bidimensionais e tridimensionais.
  10. 10. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 9 Vídeo Para recursos acessíveis com um reprodutor de vídeo. / Mídia utilizada para armazenagem de imagens fixas ou em movimento, projetada para uso com um dispositivo de reprodução como um aparelho de reprodução de fitas de vídeo ou de DVD. Inclui as mídias utilizadas para a armazenagem de imagens codificadas digitalmente e imagens analógicas. Outras mídias Utiliza-se o termo “outras mídias” se nenhum dos termos citados anteriormente for aplicável ao tipo de suporte e dispositivo de intermediação necessário para transmitir, usar ou perceber o conteúdo dos recursos descritos. Sem mediação Para os recursos em que não é necessário nenhum dispositivo de mediação. TABELA SÍNTESE DA ÁREA 0 Pontuação Elemento Obrigatorio Repetível [0.1] Forma do Conteúdo O R . Forma seguinte do conteúdo no mesmo tipo de mídia R + Forma seguinte do conteúdo em diferente tipo de mídia R ( ) [0.1.1] Qualificação do conteúdo OA ; Qualificação seguinte do conteúdo R : [0.2] Tipo de mídia O Modelo de pontuação: A:Termos de qualificação do conteúdo se colocam entre parênteses logos após os termos da forma do conteúdo (); B: Quando se aplicam diferentes termos qualificativos do conteúdo a uma forma do conteúdo, cada termos qualificativo de conteúdo subsequente é precedido por um espaço, ponto e vírgula, espaço ( ; ); C: O termo tipo de mídia é precedido por um espaço, dois pontos e espaço : ; D: Quando um tipo de mídia contém diferentes formas de conteúdo, cada termo de forma do conteúdo que segue ao primeiro vai precedido de um ponto e espaço ( . ); E: Quando o recurso é composto de diferentes tipos de mídias e contém formas de conteúdo distintas, cada indicação subsequente de forma do conteúdo : tipo de mídia é precedido por um espaço, o símbolo mais e espaço + .
  11. 11. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 10 A: Forma do conteúdo (qualificador do conteúdo) : tipo de mídia B: Forma do conteúdo (qualificador do conteúdo ; qualificador do conteúdo) : tipo de mídia C: Forma do conteúdo. Forma do conteúdo (qualificador do conteúdo) : tipo de mídia D: Forma do conteúdo (qualificador do conteúdo). Forma do conteúdo (qualificador do conteúdo) : tipo de mídia E: Forma do conteúdo (qualificador do conteúdo) : tipo de mídia + Forma do conteúdo (qualificador do conteúdo) : tipo de mídia Exemplos de Aplicação da Área 0: Conjunto de dados : eletrônico Conjunto de dados (cartográfico) : eletrônico Imagem (cartográfica ; em movimento ; bidimensional) : vídeo Imagem (cartográfica ; fixa ; bidimensional ; táctil) : sem mediação Imagem (cartográfica ; fixa ; bidimensional ; visual) : projetado Imagem (em movimento ; bidimensional) : projetado Imagem (em movimento ; tridimensional) : vídeo Imagem (fixa ; bidimensional ; táctil) : sem mediação Imagem (fixa ; bidimensional ; visual). Movimento (notado ; visual) : sem mediação Imagem (fixa ; bidimensional ; visual) : projetado Imagem (fixa ; tridimensional ; visual). : estereográfico Movimento (notado ; táctil) : sem mediação Movimento (notado ; visual) : sem mediação Múltiplas formas do conteúdo : múltiplas mídias Música (notada ; táctil) : sem mediação Música (notada ; visual) : eletrônico Música (interpretada) : áudio Objeto (cartográfico ; táctil) : sem mediação Objeto (cartográfico ; visual) : sem mediação Objeto (táctil) : sem mediação Programa : eletrônico Sonoros : áudio Palavra falada : áudio Texto. Imagem (cartográfica) : eletrônico Texto (táctil) : sem mediação Texto (visual) : microforma Texto (visual) : sem mediação + Texto (visual) : microforma
  12. 12. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 11 Lista de Elementos da ISBD e Número das Respectivas Regras Forma do Conteúdo 0.1 Qualificação do conteúdo 0.1.1 Tipo de mídia 0.2 Título Título propriamente dito 1.1 Título comum (de título propriamente dito) 1.1.3.7 Título dependente (de título propriamente dito) 1.1.3.7 Designação de título dependente (de título propriamente dito) 1.1.3.7 Título de obra individual do mesmo autor 1.1.5.2 Título de obra individual de diferente autor 1.4.5.11.2 Título paralelo 1.2 Título comum (de título paralelo) 1.2.5.5 Título dependente (de título paralelo) 1.2.5.5 Designação de título dependente (de título paralelo) 1.2.5.5 Informação complementar do título 1.3 Informação complementar do título paralela 1.3.4.7 Menção de Responsabilidade relativa ao título 1.4 Menção de Responsabilidade paralela relativa ao título 1.4.5.10 Menção de edição 2.1 Menção de edição paralela 2.2 Menção de Responsabilidade relativa a edição 2.3 Menção de Responsabilidade paralela relativa a edição 2.3.4 Menção da edição adicional 2.4 Menção de edição adicional paralela 2.4.4 Menção de Responsabilidade relativa a Menção da edição adicional 2.5 Menção de Responsabilidade paralela relativa a Menção da edição adicional 2.5.2 Menção de escala 3.1.1 Menção de Projeção 3.1.2 Coordenadas 3.1.3.1 Longitude e latitude 3.1.3.2 Ascensão reta e declinação 3.1.3.3 Equinócio 3.1.3.4 Menção de formato musical 3.2.1 Menção de formato musical paralela 3.2.2 Designação numérica 3.3.2 Designação cronológica 3.3.3 Sistema paralelo de numeração 3.3.5 Sistema sucessivo de numeração 3.3.7 Lugar de publicação, produção e/ou distribuição 4.1 Acréscimo ao lugar de publicação 4.1.9 Lugar paralelo de publicação, produção e/ou distribuição 4.1.11 Acréscimo ao lugar de publicação paralelo Nome do editor, produtor e/ou distribuidor 4.2 Nome paralelo do editor, produtor e/ou distribuidor 4.2.10 Data de publicação, produção e/ou distribuição 4.3 Lugar de impressão ou fabricação 4.4 Nome do impressor ou fabricante 4.5 Data de impressão ou fabricação 4.6
  13. 13. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 12 Designação específica do material 5.1.2 Extensão 5.1 Paginação 5.1.4 Duração 5.1.5 Composição material 5.2.2 Presença de ilustrações 5.2.3 Presença de cor 5.2.4 Proporção da redução 5.2.5 Presença ou ausência de sons 5.2.6 Alinhamento dos fotogramas 5.2.7.1 Processo ou método de reprodução de imagem fixa 5.2.7.2 Velocidade de reprodução 5.2.7.3 Método de gravação 5.2.7.4 Direção do sulco 5.2.7.5 Tamanho do sulco 5.2.7.6 Número de faixas 5.2.7.7 Configuração das faixas 5.2.7.8 Número dos canais de sons 5.2.7.9 Equalização 5.2.7.10 Redução de ruído 5.2.7.11 Dimensões 5.3 Formato bibliográfico (recurso monográfico antigo) 5.3.2 Menção de material anexo 5.4 Título propriamente dito da série ou recurso monográfico multiparte 6.1 Título comum da série ou recurso monográfico multiparte Título dependente da série o recurso monográfico multiparte Designação de título dependente Título paralelo da série ou recurso monográfico multiparte 6.2 Título comum paralelo da série ou recurso monográfico multiparte 6.2.2 Título dependente paralelo da série ou recurso monográfico multiparte 6.2.2 Designação de título dependente paralelo da série ou recurso monográfico multiparte Informação complementar do título da série ou recurso monográfico multiparte 6.3 Informação complementar do título paralela da série ou de recurso monográfico 6.3.1 Menção de Responsabilidade da série ou recurso monográfico multiparte 6.4 Menção de Responsabilidade paralela da série ou recurso monográfico multiparte 6.4.1 Número normalizado internacional da série ou recurso monográfico multiparte 6.5 Numeração da série ou recurso monográfico multiparte 6.6 Nota 7 Nota sobre forma do conteúdo e tipo de mídia 7.0.1 Nota de referência bibliográfica 7.0.2 Nota de frequência 7.0.3 Nota de requisitos mínimos do sistema 7.0.4 Nota sobre modo de acesso 7.0.5 Nota sobre título propriamente dito 7.1.1 Nota sobre natureza, alcance, forma, propósito ou língua 7.1.2 Nota sobre títulos paralelos e informação complementar do título paralelo 7.1.3 Nota sobre Menção de Responsabilidade 7.1.4 Nota sobre edição e historia bibliográfica 7.2 Nota sobre mudanças na edição 7.2.2 Nota de historia bibliográfica 7.2.3
  14. 14. ISBD Esquemática, material didático, Representação Descritiva – Prof. Dr. Fernando Modesto ESQUEMA DA ISBD CONSOLIDADA E PONTUAÇÃO: APOSTILA DE AULA 13 Nota de relação com outros recursos 7.2.4 Nota de traduções 7.2.4.1 Nota de reprodução 7.2.4.2 Nota de diferentes edições 7.2.4.3 Nota de suplementos, inserções, etc. 7.2.4.4 Nota de suplemento ao de inserido em 7.2.4.5 Nota de outras relações 7.2.4.6 Nota de relação entre recursos continuados 7.2.4.7 Nota sobre tipo de material ou tipo específico de recurso 7.3 Nota sobre publicação, produção, distribuição 7.4 Nota sobre descrição do material 7.5 Nota de série ou recurso monográfico multiparte 7.6 Nota sobre conteúdo 7.7 Nota sobre identificador do recurso e condições de responsabilidade 7.8 Nota sobre encadernação 7.8.2 Nota sobre base da descrição 7.9 Nota de provisão de sumário 7.10.2 Nota de uso ou destinatário 7.10.3 Nota relativa a números 7.10.4 Nota sobre exemplar descrito 7.11 Identificador do recurso 8.1 Identificador normalizado 8.1.2 Nome comercial e número de catálogo 8.1.4 Identificador tipográfico 8.1.5 Esclarecimento para o identificador 8.1.3 Título chave 8.2 Condição de disponibilidade 8.3 Esclarecimento sobre a condição de disponibilidade 8.3.2

×