Prof. Fernando Modesto
Sergipe, Jan. 2015
A catalogação sob o conceito da
Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas ...
Onde há princípios ou conceitos de Catalogação?
Nos tempos atuais.......
CATALOGAÇÃO
METADADOSREDES SEMÂNTICAS
Linguagens de
marcação
Linked data
Ontologias
URIs
IA
Conte...
Universo Bibliográfico se expande
Não é só livros ou
impressos, mas em
vez disso, muitas
galáxias e mundos de
conteúdos.
T...
Web Semântica e RDA
WEB 1.0
WEB 2.0
WEB SEMÂNTICA
Influência no desenvolvimento da Norma
Catálogos precisam se adaptar ao ...
Informações: dados ligados, e texto de Tim Berners-Lee
em: http://www.w3.org/DesignIssues/LinkedData.html
Web Semântica e ...
Web Semântica e Dados Ligados,
Resource Description Framework (RDF)
Os elementos da RDA são definidos e incorporados a
ini...
Web Semântica e Dados Ligados,
Resource Description Framework (RDF)
Chave de Cores:
Também escreve como
influenciada por /...
http://goo.gl/AnWAZL
Agora! ... Isso deve esclarecer algumas coisas por aqui!
Web Semântica e Dados Ligados
PRINCÍPIOS INTERNACIONAIS DE CATALOGAÇÃO
DECLARAÇÃO DOS PRINCIPIOS INTERNACIONAIS DE CATALOGAÇÃO. http://goo.gl/2yZIfx
Enc...
Obra
Expressão
Manifestação
Item
é realizada por
é incorporada em
é exemplificada por
Nível conceitual
Nível físico
FRBR –...
http://viaf.org/
Virtual International Authority File
Arquivo Virtual Internacional de Autoridade
O objetivo é reduzir o c...
ATLAS
Je suis Bibliothécaire
Archiviste
Muséologue
Consideração Final – I
Compromisso com os Mundo, com as pessoas.
Consideração Final – II
Postura do bibliotecário  Janus – deus romano.
Duas frontes, uma voltada para o passado e a outra...
O que deve fazer para ser um bom bibliotecário?
Missão
Ao exercer a profissão, comprometer-se a fazer o
que a sociedade ne...
Muito Obrigado !
Fernando Modesto
CRB-8/3191
fmodesto@usp.br
www.eca.usp.br/prof/fmodesto
O mundo hoje é:
www.ofaj.com.br
...
Nascido em Campinas/SP. Bacharel em Biblioteconomia e
Documentação e Mestre em Biblioteconomia pela Pontifícia
Universidad...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de bib...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de biblioteconomia

401 visualizações

Publicada em

Palestra proferida no XVIII Encontro Regional de Estudantes de Biblioteconomia, Documentação e Gestão da Informação Norte/Nordeste, de 25 a 31 de janeiro de 2015, na Universidade Federal de Sergipe - UFS. O tema focou a relação da catalogação com a Web Semântica e os Dados Ligados (Linked Data).

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de biblioteconomia

  1. 1. Prof. Fernando Modesto Sergipe, Jan. 2015 A catalogação sob o conceito da Web Semântica e dos Dados Ligados: perspectivas para os bibliotecários e estudantes de biblioteconomia fmodesto@usp.br CRB-8/3191
  2. 2. Onde há princípios ou conceitos de Catalogação?
  3. 3. Nos tempos atuais....... CATALOGAÇÃO METADADOSREDES SEMÂNTICAS Linguagens de marcação Linked data Ontologias URIs IA Conteúdo interpretado por máquinas Modelos de negócios de informação RDA Conhecer Entender
  4. 4. Universo Bibliográfico se expande Não é só livros ou impressos, mas em vez disso, muitas galáxias e mundos de conteúdos. Tillett, B. (2008). Cataloging principles and RDA: Resource description and access. Retrieved from http://www.frbr.org/2008/07/16/barbara-tillett-rda-webcasts
  5. 5. Web Semântica e RDA WEB 1.0 WEB 2.0 WEB SEMÂNTICA Influência no desenvolvimento da Norma Catálogos precisam se adaptar ao ambiente digital, a fim de continuar a ser relevante. Estática; coisas publicadas e lidas. (2004) - interativa. Somos criadores e editores de conteúdo. Pessoas conectadas entre si. (2010) – Computadores interagem entre si. Colocar significados por trás das estruturas e conteúdos dos websites. • Web Semantica = computadores entendendo o significado da informação que compartilham. • Páginas web são codificadas. A máquina acessa uma página da web, os metadados indicam o que o site é e como pode se relacionar com outras páginas web. Fontes: http://goo.gl/Og4ovq
  6. 6. Informações: dados ligados, e texto de Tim Berners-Lee em: http://www.w3.org/DesignIssues/LinkedData.html Web Semântica e Dados Ligados (Linked Data) Tim Berners-Lee (WS) cunhou Tornar passíveis de ligação os dados para que seres humanos e/ou máquinas explorem a web para encontrar outras coisas relacionadas. Quatro princípios: 1. Usar URIs (Uniform Resource Identifier) como identificador de nomes para as coisas. 2. Usar URIs HTTP para que as pessoas procurem esses nomes. 3. Quando alguém procura uma URI, está fornece informações úteis. 4. Incluir links para outros URIs para que se possa descobrir mais coisas. Vídeo de Europeana sobre dados ligados http://goo.gl/0zzYvy
  7. 7. Web Semântica e Dados Ligados, Resource Description Framework (RDF) Os elementos da RDA são definidos e incorporados a iniciativa dos Registros de Metadados Abertos (Open Metadata Registry) – conjunto de vocabulários controlados baseadas em RDF, e parte fundamental da infra-estrutura técnica para a WS. Modelo para a rotulagem de dados de informação e as relações entre eles de uma forma estruturada, usando URI. Projetada para mover dados de biblioteca para WS, tornando compartilhaveis entre diferentes aplicações.
  8. 8. Web Semântica e Dados Ligados, Resource Description Framework (RDF) Chave de Cores: Também escreve como influenciada por / tem influenciado co-autora / publica com ver também relação Catalogação – transforma em um método de Modelar a informação bibliográfica para uma web de datos. BIG DATA. FRBR, FRAD, OBRA, EXPRESSÃO, MANIFESTAÇÃO, ITEM.
  9. 9. http://goo.gl/AnWAZL
  10. 10. Agora! ... Isso deve esclarecer algumas coisas por aqui! Web Semântica e Dados Ligados
  11. 11. PRINCÍPIOS INTERNACIONAIS DE CATALOGAÇÃO DECLARAÇÃO DOS PRINCIPIOS INTERNACIONAIS DE CATALOGAÇÃO. http://goo.gl/2yZIfx Encontrar um recurso. Encontrar conjuntos de recursos que representem todos os recursos: • pertencentes a mesma obra, • contenham a mesma expressão, • exemplifiquem a mesma manifestação, • associados a uma pessoa, familia ou entidade coletiva, • sobre um assunto, • definidos por outros critérios (lingua, lugar de publicação, data de publicação, tipo de conteúdo, tipo de suporte, etc.). identificar um recurso ou agente bibliográfico (confirmar que a entidade descrita corresponde a entidade que se busca). selecionar um recurso bibliográfico que se ajuste às necessidades do usuário. Objetivos e Funções do Catálogo Instrumento eficaz e eficiente que permita ao usuario:
  12. 12. Obra Expressão Manifestação Item é realizada por é incorporada em é exemplificada por Nível conceitual Nível físico FRBR – Entidades do Grupo 1 AACR2 ISBD Consolidada RDA Web Semântica e Dados Ligados, Resource Description Framework (RDF) FRBR, FRAD, OBRA, EXPRESSÃO, MANIFESTAÇÃO, ITEM.
  13. 13. http://viaf.org/ Virtual International Authority File Arquivo Virtual Internacional de Autoridade O objetivo é reduzir o custo e aumentar a utilidade dos arquivos de autoridade das bibliotecas.
  14. 14. ATLAS Je suis Bibliothécaire Archiviste Muséologue Consideração Final – I Compromisso com os Mundo, com as pessoas.
  15. 15. Consideração Final – II Postura do bibliotecário  Janus – deus romano. Duas frontes, uma voltada para o passado e a outra para o futuro. “O bibliotecário deste século, assim como Janus, deverá ter um olhar voltado para o passado, contemplando Alexandria e seu esplendor, e outro para o futuro, contemplando o Vale do Silício, buscando conhecer os avanços tecnológicos, pesquisas e inovações ligadas à tecnologia da informação” Cordélia Robalinho Cavalcanti Tonini, R. S. S. Doze de março, Dia do Bibliotecário. Jornal A Tarde, Salvador, 11/03/2011. p. A3.
  16. 16. O que deve fazer para ser um bom bibliotecário? Missão Ao exercer a profissão, comprometer-se a fazer o que a sociedade necessita. ......desindividualizar-se, ao não decidir suas ações exclusivamente do ponto de vista de sua pessoa, mas do ponto de vista coletivo.... Ortega y Gasset, José. Missão do Bibliotecário. Brasília : Briquet de Lemos, 2006. p.12
  17. 17. Muito Obrigado ! Fernando Modesto CRB-8/3191 fmodesto@usp.br www.eca.usp.br/prof/fmodesto O mundo hoje é: www.ofaj.com.br Outros textos e trabalhos DEPTO. DE INFORMAÇÃO E CULTURA
  18. 18. Nascido em Campinas/SP. Bacharel em Biblioteconomia e Documentação e Mestre em Biblioteconomia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas – PUCCamp. Doutor em Comunicação pela ECA/USP. Pós-Doutorado pela Universidade Carlos III de Madrid, Espanha. Professor de Biblioteconomia. Militante no Movimento Associativo Bibliotecário do Estado de São Paulo. Mais textos interessantes: http://www.ofaj.com.br José Fernando Modesto da Silva http://www.eca.usp.br/prof/fmodesto

×