Vírus face

333 visualizações

Publicada em

Vírus

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vírus face

  1. 1. VÍRUS
  2. 2. Recordando: Características gerais dos seres vivos: • Possuem organização celular; • Possuem ciclo vital; • Necessitam de alimento; • Têm metabolismo próprio; • Reagem a estímulos do ambiente.
  3. 3. VÍRUS - Características gerais: • Não são formados por células; • Não respiram; • Não se alimentam como outros seres; • Só conseguem se reproduzir no interior de células vivas. Vírus ebola
  4. 4. VÍRUS - Estrutura: • Possuem envoltórios ou cápsulas de proteína que abrigam o material genético.
  5. 5. VÍRUS - Estrutura: • Possuem envoltórios ou cápsulas de proteína que abrigam o material genético.
  6. 6. VÍRUS - Reprodução: • Só se reproduzem quando invadem uma célula e passam a comandar a produção de proteínas.
  7. 7. Vírus bacteriófago
  8. 8. Vírus:Causadores de doenças • Os vírus podem causar doenças nos seres humanos e em outros organismos vivos; • O nosso sistema imunológico entra em ação para nos defender do ataque de vírus; • São utilizada vacinas para a prevenção de algumas doenças virais; • Os soros são utilizados para curar viroses.
  9. 9. VÍRUS – Nossas defesas: • Anticorpos: são substâncias que se ligam aos organismos invasores e ajudam a destruí-los. • Antígenos: local do vírus onde o anticorpo se encaixa.
  10. 10. VÍRUS – Outras defesas: • Antivirais: medicamentos específicos contra certos tipos de vírus.
  11. 11. VÍRUS – Outras defesas: • Vacinas: são usadas para prevenir doenças. Estimulam o organismo a produzir anticorpos com mais rapidez. 1. A vacina, fabricada com partes do agente infeccioso ou com versões mais fracas do microorganismo, é injetada na corrente sanguínea.
  12. 12. VÍRUS – Outras defesas: • Vacinas: são usadas para prevenir doenças. Estimulam o organismo a produzir anticorpos com mais rapidez. 2. Os antígenos da vacina são reconhecidos pelo organismo como invasores. Os glóbulos brancos dão início à produção de anticorpos, que atacam os antígenos. São criadas as células de memória.
  13. 13. VÍRUS – Outras defesas: • Vacinas: são usadas para prevenir doenças. Estimulam o organismo a produzir anticorpos com mais rapidez. 3. Depois da vacinação, se o antígeno real atacar o corpo, o sistema imunológico, nas células de memória, estará preparado para reconhecer o inimigo e combatê-lo.
  14. 14. VÍRUS – Outras defesas: • Soros: diferente da vacina, já contém os anticorpos contra o vírus acelerando o combate a ele. Não proporciona defesa.
  15. 15. Dengue • Transmissão: transmitida pela fêmea do mosquito Aedes aegypti. • Sintomas: febre alta, dores de cabeça, dores nos músculos e nas articulações, dores na barriga, dor nos olhos, indisposição, enjoos, vômitos, falta de apetite, manchas vermelhas na pele. • Tratamento: não há um remédio próprio para curar a doença, apenas medicamentos que aliviam os sintomas, acompanhados de repouso, ingestão de muito líquido e alimentação leve. É muito importante que a pessoa contaminada com o vírus da dengue não faça uso de medicamentos à base de AAS (ácido acetil salicílico), pois podem provocar sangramento.
  16. 16. Dengue • Prevenção: não há vacina.
  17. 17. Raiva ou hidrofobia • Transmissão: A transmissão da raiva ocorre pela mordida, arranhadura e até lambida de animais contaminados com o vírus. • Sintomas: espasmos (contrações involuntárias dos músculos) dos músculos da boca e da faringe, convulsões, alucinações, náuseas, vômitos, ansiedade, raiva, vontade incontrolável de bater ou morder. Por haver contrações musculares nos músculos que fazem a deglutição dos alimentos, o ato de tomar água ou comer se torna muito doloroso.
  18. 18. Raiva ou hidrofobia • Tratamento: As pessoas que forem mordidas ou arranhadas por qualquer animal selvagem ou doméstico não vacinado, devem lavar muito bem o local da ferida com água e sabão e procurar imediatamente um posto de saúde para receber soro, vacina antirrábica, além de outros medicamentos. • Prevenção: vacinação dos animais domésticos.
  19. 19. AIDS • Transmissão e prevenção:
  20. 20. AIDS • Sintomas: os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Logo em seguida um período assintomático e pode durar anos. Depois o organismo fica cada vez mais fraco e vulnerável a infecções comuns. A fase sintomática inicial é caracterizada pela alta redução dos linfócitos e surgem outros sintomas como febre, diarreia, suores noturnos e emagrecimento. A baixa imunidade permite o aparecimento de doenças oportunistas.
  21. 21. AIDS • Tratamento: O acompanhamento médico é essencial, tanto para quem não apresenta sintomas e não toma remédios, quanto para quem já exibe algum sinal da doença e segue tratamento com os medicamentos antirretrovirais, fase que os médicos classificam como AIDS.

×