Sistema de Vigilância     de Violências      e Acidentes
Dimensão dos acidentes e violências na saúde pública   969.850 internações e 145.093 mortes em 2011 por causas   externas ...
MetodologiaO VIVA (Vigilância de violências e acidentes) é um inquérito que traça operfil epidemiológico das violências e ...
PRINCIPAIS RESULTADOS       DO VIVA
Distribuição de atendimentos em serviços sentinelas de          urgência e emergência, segundo tipo de ocorrência, em     ...
Distribuição das quedas em serviços sentinelas de urgência e  emergência, segundo faixa etária – em capitais e Distrito   ...
Distribuição dos acidentes de transporte, em serviçossentinelas de urgência e emergência, segundo faixa etária, em        ...
Distribuição de atendimentos por violências em serviçossentinelas de urgência e emergência, segundo faixa etária, em      ...
Impacto do consumo de bebida alcoólica entre atendimentos de emergência por acidentes e       violências – VIVA Inquérito ...
Consumo* de bebida alcoólica entre atendimentos por         acidentes e violências, em serviços sentinelas de urgência e  ...
Consumo* de bebida alcoólica entre atendimentos por        acidentes de transporte, em serviços sentinelas de urgência e  ...
Consumo* de bebida alcoólica entre atendimentos por        agressões, em serviços sentinelas de urgência e emergência,    ...
Resultados - Consumo de bebida alcoólica       Distribuição de pacientes que ingeriram bebida alcoólica entre atendimentos...
DESTAQUES • Causas externas – desafio para a saúde pública • VIVA monitora atendimentos leves, moderados e graves • Aciden...
Projeto vida no trânsito – 2012/2013: expansão                                        •   Resposta do Setor Saúde ao Pacto...
Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes

2.527 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.527
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
380
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes

  1. 1. Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes
  2. 2. Dimensão dos acidentes e violências na saúde pública 969.850 internações e 145.093 mortes em 2011 por causas externas (toda causa não natural, como queimadura, quedas, acidentes de transito, afogamento, envenenamento) Mortes no trânsito: 42.425 em 2011 • 38,8% das mortes no trânsito são de homens entre 20 e 39 anos. • 18,3% dos óbitos de homens entre 20 a 39 anos ocorreram no trânsito Mortes por homicídio: 51.330 em 2011 • 31,5% das mortes de homens com idade entre 20 e 39 anos foram por homicídio • 55% das mortes por homicídios são de homens entre 20 a 39 anos
  3. 3. MetodologiaO VIVA (Vigilância de violências e acidentes) é um inquérito que traça operfil epidemiológico das violências e acidentes no país. É umaimportante ferramenta para subsidiar o planejamento e execução demedidas de prevenção, de atenção e proteção às vítimas e depromoção da saúde e da cultura de paz.Pesquisa feita com 47.455 vítimas de violências e acidentes atendidosnos serviços de urgência e emergência do SUSUniverso: 71 serviços de urgência e emergência nas capitais e DFColeta dos dados: setembro de 2011Análise dos dados: 2012
  4. 4. PRINCIPAIS RESULTADOS DO VIVA
  5. 5. Distribuição de atendimentos em serviços sentinelas de urgência e emergência, segundo tipo de ocorrência, em capitais e Distrito Federal, 20111900ral 1900ral1900ral 1900ral1900ral1900ral1900ral 1900ral1900ral 1900ral 1900ral 1900ral 1900ral 1900ral1900ral1900ral queda acidente outros agressão/maus choque contra ferimento por enorse corpo estranho transporte tratos objetos/pessoas objeto perfurocortante
  6. 6. Distribuição das quedas em serviços sentinelas de urgência e emergência, segundo faixa etária – em capitais e Distrito Federal, 2011. 30 25 24.160 20 18.960% 15 10.310 10.530 10 8.739 8.266 6.999 6.534 5.506 5 0 0a1 2a5 6a9 10 a 14 15 a 19 20 a 39 40 a 59 60 a 69 70 e +
  7. 7. Distribuição dos acidentes de transporte, em serviçossentinelas de urgência e emergência, segundo faixa etária, em capitais e Distrito Federal, 2011 60 55.780 50 40% 30 20 17.720 11.690 10 4.632 2.358 3.019 2.343 1.941 .515 0 0a1 2a5 6a9 10 a 14 15 a 19 20 a 39 40 a 59 60 a 69 70 e +
  8. 8. Distribuição de atendimentos por violências em serviçossentinelas de urgência e emergência, segundo faixa etária, em capitais e Distrito Federal, 2011 60 56.860 50 40 % 30 20 17.470 13.060 10 4.371 2.590 1.916 2.266 .591 .879 0 0a1 2a5 6a9 10 a 14 15 a 19 20 a 39 40 a 59 60 a 69 70 e +
  9. 9. Impacto do consumo de bebida alcoólica entre atendimentos de emergência por acidentes e violências – VIVA Inquérito 2011
  10. 10. Consumo* de bebida alcoólica entre atendimentos por acidentes e violências, em serviços sentinelas de urgência e emergência, segundo tipo de atendimento – em capitais e Distrito Federal, 2011 60 50 Total = 16,3% 48.970 40 36.500 % 30 21.170 20 11.050 10 4.319 5.684 0 Acidente de Queda Queimadura Outros acidentes Lesão autoprovocada Agressão transporte*Declaração ou suspeita entre pacientes ≥18 anos de idade.
  11. 11. Consumo* de bebida alcoólica entre atendimentos por acidentes de transporte, em serviços sentinelas de urgência e emergência, segundo tipo de vítima - em capitais e Distrito Federal, 2011 25 22.250 21.390 20 17.720 15 % 10 5 0 Pedestre Condutor Passageiro*Declaração ou suspeita entre pacientes ≥18 anos de idade.
  12. 12. Consumo* de bebida alcoólica entre atendimentos por agressões, em serviços sentinelas de urgência e emergência, segundo meio de agressão - em capitais e Distrito Federal, 2011 70 Total = 49% 60.850 60 50.050 50 46.450 40.500 40 34.530 % 30 20 10 0 Força Arma de fogo Objeto perfurocortante Objeto contundente Outros corporal/espancamento*Declaração ou suspeita entre pacientes ≥18 anos de idade.
  13. 13. Resultados - Consumo de bebida alcoólica Distribuição de pacientes que ingeriram bebida alcoólica entre atendimentos por causas externas, em serviços sentinelas de urgência e emergência, segundo evolução na emergência - em capitais e Distrito Federal, 2011 90 78.280 80 70 66.190 60 50 % 40 30 24.890 20 14.810 10 5.732 6.743 1.030 1.943 .147 .231 0 Alta Internação Enc. ambulatorial Fuga/evasão Óbito Não Sim*Declaração ou suspeita entre pacientes ≥18 anos de idade.
  14. 14. DESTAQUES • Causas externas – desafio para a saúde pública • VIVA monitora atendimentos leves, moderados e graves • Acidentes mais frequentes: quedas e acidentes de transporte • Acidentes de transporte e agressões foram mais frequentes em adolescentes e adultos jovens • Álcool está associado a 21% dos acidentes de trânsito e 49% das violências • Associação entre álcool e causa externa resulta em eventos mais graves com mais internações
  15. 15. Projeto vida no trânsito – 2012/2013: expansão • Resposta do Setor Saúde ao Pacto Nacional pela Redução das Mortes no Trânsito; • Em conformidade com as recomendações da OMS e Resolução da ONU/2010, que instituiu a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011/2020 Repasse de recursos para capitais e SES em 2012 - Total: R$ 12.875.000,00

×