Produção de Peixes Ornamentais

1.826 visualizações

Publicada em

Palestra sobre #Peixes Ornamentais na Universidade Federal de #Goiás (UFG), em Goiânia.

Tema: "Produção de Peixes #Ornamentais".

Lecture about #Ornamental Fish at Universidade Federal de Goiás (UFG) in #Goiânia, Brazil.

Theme: "Ornamental #Fish Breeding".

Publicada em: Ciências
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.826
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
56
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produção de Peixes Ornamentais

  1. 1. © Michael Pikis Produção de Peixes Ornamentais Michel Bruno Gestor Ambiental, pós-graduando em Agronegócio
  2. 2. © Rafaela Pereira @ Ronaldo Vilela, Miriaé - MG Vantagens da Piscicultura Ornamental Brasileira ∙ Alto valor dos peixes ornamentais no mercado ∙ Baixo custo de investimento inicial e produção ∙ Clima favorável ∙ Grande biodiversidade de peixes ∙ Grande produtor de insumos ∙ Exigem pequenas áreas de cultivo ∙ Rápido retorno econômico ∙ Recursos hídricos em qualidade e quantidade MB 2 de 20
  3. 3. © aquarama.com.sg O comércio de peixes ornamentais é considerado um dos setores mais lucrativos da piscicultura brasileira e vem se expandindo rapidamente com o aumento na demanda mundial (Lima et al., 2001). Os números do setor de peixes ornamentais no mundo impressionam: a cadeia industrial ultrapassa US$ 15 bilhões (Meyers, 2001), movimentada pelo comércio aproximado de 1.539 espécies (Cato & Brown, 2003). Segundo a FAO, desde 1985 o crescimento médio do comércio internacional de peixes ornamentais de 14% ao ano supera o crescimento da economia que mais cresce no mundo, a chinesa (Cardoso, 2012). MB 3 de 20
  4. 4. Atualmente, o maior pólo produtor brasileiro de peixe ornamental localiza-se no estado de Minas Gerais, na região da Zona da Mata Mineira, sendo o município de Patrocínio de Muriaé seu núcleo (Cardoso, 2012). MB 4 de 20
  5. 5. MB 5 de 20 ESPADA (Xiphophorus hellerii (Heckel, 1848)) © Elzio Leal PLATY (Xiphophorus maculatus (Günther, 1866) & Xiphophorus variatus (Meek, 1904)) © Claus Osche
  6. 6. MOLINÉSIA (Poecilia latipinna(Lesueur, 1821), Poecilia sphenops (Valenciennes, 1846) & Poecilia velifera (Regan, 1914)) MB 6 de 20 © tsamisaquarium.gr GUPPY (Poecilia reticulata) (Peters, 1859) © Michel Bruno
  7. 7. © Michel Bruno @ Elzio Leal, Maceió - AL ∙ Ovovivíparo ∙ Onívoro ∙pH 7 a 8 ∙ Água ligeiramente dura ∙ Temperatura de 22º a 28º C MB 7 de 20 © tsamisaquarium.gr © Michel Bruno
  8. 8. MB 8 de 20 KINGUIO (Carassius auratus (Linnaeus, 1758)) © Goldfish Queen CARPA (Cyprinus carpio(Linnaeus, 1758)) © eldon-koi.com
  9. 9. © Michel Bruno © Michel Bruno @ Mario Porto, Cachoeiras @ Elzio Leal, de Maceió Macacu - AL - RJ MB 9 de 20 © tsamisaquarium.gr © Michel Bruno ∙ Ovíparo ∙ Herbívoro ∙ pH 7,2 a 7,6 ∙ Temperatura de 18º a 22º C
  10. 10. MB 10 de 20 BARBO (Puntius arulius (Jerdon, 1849)) SUMATRA (Puntius tetrazona(Blekker, 1855
  11. 11. ∙ Ovíparo ∙ Onívoro ∙ pH 6 a 7 ∙ Água ligeiramente mole ∙ Temperatura de 20º a 26º C © bluezootv1 @ Chris Watts, EUA MB 11 de 20
  12. 12. BETTA (Betta splendens (Regan, 1910)) COLISA (Trichogaster lalius (F. Hamilton, 1822)) © Jazzy TRICOGASTER (Trichogaster leerii (Bleeker, 1852)) PARAÍSO (Macropodus opercularis (Linnaeus, 1758)) MB 12 de 20
  13. 13. ∙ Ovíparo ∙ Onívoro ∙ pH 6 a 7,5 ∙ Água ligeiramente dura ∙ Temperatura de 22º a 27º C © Michel Bruno @ UENF - RJ MB 13 de 20
  14. 14. PAULISTINHA (Daniorerio(Hamilton-Buchanan, 1822)) DANIO (Danioalbolineatus (Blyth, 1860)) © Tony Terceira MB 14 de 20
  15. 15. ∙ Ovíparo ∙ Onívoro ∙ pH 6,5 a 7,2 ∙ Água mole ∙ Temperatura de 18º a 25º C © Danny .H @ EUA MB 15 de 20
  16. 16. ACARÁ-BANDEIRA (Pterophyllumscalare(Lichtenstein, 1823)) ACARÁ-DISCO (Symphysodon discus (Heckel, 1840)) MB 16 de 20 © petmag.com.br © Chai Discus ∙ Ovíparo ∙ Onívoro ∙ pH 6 a 7,5 ∙ Água ligeiramente dura ∙ Temperatura de 25º a 28º C ∙ Ovíparo ∙ Carnívoro ∙ pH 6,6 a 7,0 ∙ Água mole ∙ Temperatura de 25º a 28º C
  17. 17. © Danny .H @ EUA MB 10 de 25 © Michel Bruno @ Álvaro Magina Junior, RJ
  18. 18. © Danny .H @ EUA MB 10 de 25 © Michel Bruno @ Peter, Muriaé - MG
  19. 19. CARDINAL (Paracheirodonaxelrodi (Schultz, 1956)) NEON (Paracheirodon innesi (Myers, 1936)) © Tony Terceira ∙ Ovíparo ∙ Carnívoro ∙ pH < 7,0 ∙ Água mole ∙ Temperatura de 20º a 25º C MB 19 de 20
  20. 20. MB 45 de 2405 62 9964-2435 michel.bruno@mail.com http://lattes.cnpq.br/1805097858428630 PEIXE-PALHAÇO (Amphiprionocellaris (Cuvier, 1830)) © animais.info

×