Simuladão de história para o paebes 9º ano

3.773 visualizações

Publicada em

Simulado de Historia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.773
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simuladão de história para o paebes 9º ano

  1. 1. SIMULADÃO DE HISTÓRIA PARA O PAEBES História Antiga Grécia Antiga 1 – (FGV-SP) Em 594 a.C., Sólon foi indicado como magistrado de Atenas e iniciou reformas, que incluíam: a) A abolição da escravidão e da propriedade privada. b) O ostracismo e abolição da escravidão em Atenas. c) Instituição da escravidão por dívidas e supressão das hipotecas que oneravam os agricultores pobres. d) Supresão das hipotecas que oneravam os agricultores pobres, a abolição da escravidão por dívidas e dividiu a sociedade censitariamente. 2 – (SIMULADÃO) “o governo civil (...) pertence a todos os que são livres e iguais.”(Aristóteles, Política, 1255b.) Sobre a Democracia ateniense podemos afirmar: a) A Democracia foi inaugurada por Drákon. b) A Democracia ateniense, apesar da isonomia (igualdade de todos), excluía as mulheres atenienses, metecos (estrangeiros) e os escravos. c) A Democracia ateniense era aristocrática. d) A Democracia ateniense era representativa, onde os cidadãos votavam em políticos que seriam seus representantes na Eclésia, a assembléia popular. 3 – (SIMULADÃO) Observe as imagens abaixo e marque a alternativa correta:
  2. 2. Lápide Funerária de um pedagogo. (100 a. C.). A agricultura em Atenas. Ânfora do Séc. II. Em relação ao trabalho realizado em Atenas podemos afirmar que: a) Os servos trabalhavam em atividades diversas, mas principalmente na agricultura. b) Os assalariados realizavam trabalhos como de pedagogos, educando as crianças de Atenas.
  3. 3. c) Os escravos trabalhavam somente em atividades agrícolas, já os metecos (estrangeiros) podiam trabalhar na educação das crianças em Atenas. d) Os escravos eram utilizados em trabalhos dos mais diversos como, por exemplo, nas atividades rurais agrícolas e nas urbanas como as de pedagogo, na educação das crianças atenienses. 4 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “Não dará boas provas de si na luta se não for capaz de encarar a morte sangrenta na peleja e de lutar corpo-a-corpo com o adversário. Isso é arete (virtude), este é o título mais alto que um jovem pode alcançar. É bom para a comunidade, que o homem se mantenha com o pé firme frente aos combatentes.”(Poema de Tirteu, poeta Espartano, século V a.C.) Sobre a sociedade espartana podemos afirmar: a) Esparta era uma sociedade democrática, sendo governada por políticos ilustres como Licurgo. b) Esparta era uma sociedade aristocrática e militarizada, sendo governada pelos Esparciatas. c) Esparta era uma sociedade democrática e militarizada, sendo governada pelos eupátridas. d) Esparta era uma sociedade com um governo republicano, sendo liderada por seus senadores 5 - (SIMULADÃO) Em relação ao trabalho realizado em Esparta, podemos afirmar que: a) Os Espartanos trabalhavam em atividades diversas, principalmente no artesanato. b) Os escravos eram predominantes, trabalhavam nas atividades agrícolas e urbanas. c) Os assalariados eram utilizados em trabalhos dos mais diversos como, por exemplo, nas atividades rurais agrícolas e nas urbanas como as de artesãos. d) Os Espartanos não realizavam trabalhos manuais, rurais ou urbanos; estes eram realizados pela população servil relativamente numerosa, conhecida como hilotas, que pertenciam ao Estado. 6 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “Homero e Hesíodo atribuíram aos deuses tudo o que para os homens é vergonha: roubo, adultério e fraudes recíprocas. Mas os mortais imaginaram que os deuses são engendrados, têm vestimentas, voz e forma semelhantes a eles.” (Filósofo grego Xenófones de Cólofon, 580-460 a.C) A partir do texto acima, podemos afirmar sobre a religião da Grécia antiga que:
  4. 4. a) Era Monoteista, pois havia a crença em um Deus. b) Era Teocêntrica, Deus era o cêntro do universo para os gregos antigos. c) Era Politeista, pois havia a crença em um Deus. d) Era Politeista, havia a crença em diversos deuses, e Antropomórfica, pois os deuses, pela forma, se assemelhavam aos homens. Roma Antiga 7 - (SIMULADÃO) “Conta o historiador romano Tito Lívio que o orgulhoso rei Tarqüinio sob um despotismo indisfarçável, perdeu o trono derrubado por uma conjuração patrícia” Sobre o fim da monarquia e o início da República romana é correto: a) Tarqüinio, o Soberbo, foi derrubado do trono por um levante popular plebeu. b) Os patrícios derrubaram o rei e estabeleceram uma ditadura de seis meses. c) O fim da monarquia deccoreu de um golpe aristocrático que instalou em Roma a supremacia do poder senatorial. d) Tarqüinio foi derrubado e foi estabelecida uma República democrática plebéia em Roma. 8 - (UFPA-2001) As conseqüências do expansionismo romano levaram a República ceder lugar ao Império na Roma antiga. Em relação à ordem imperial, afirma-se que: a) Houve a concentração dos poderes de Roma nas mãos do imperador Otávio Augusto. b) A organização do Império contou com a participação popular plebéia. c) O Império nasceu das derrotas da República nas Guerras Púnicas no século II a.C. d) As bases do Império foram, politicamente, sustentadas pelo senado e pelos plebeus romanos. 9 - (SIMULADÃO) “não há felicidade sem uma boa constituição política; não há paz, não há felicidade possível, sem uma sábia e bem organizada República.” (Do senador e cônsul romano Marco Túlio Cícero, 43 a.C., Da República, livro V.) Sobre a República da Roma antiga é correto afirmar:
  5. 5. a) O poder político estava concentrado nas mãos dos reis etruscos, como Tarqüinio, o Soberbo. b) O poder político era exercido pelos tribunos da plebe, como os irmãos Tibério e Caio Graco. c) O poder do Senado sobrepunha-se aos demais, tornando-se órgão máximo da República. d) O poder político estava concentrado nas mãos do Imperador, assim como o militar e econômico. 10 - (Fuvest-2000) Roma expandiu-se consideravelmente pelo Mediterrâneo no período republicano. No século II a.C., foram conseqüências dessa expansão: a) O aparecimento da classe média e o desaparecimento dos latifúndios. b) O afluxo de riquezas e o crescimento do número de escravos. c) O aumento da população rural na Itália e a diminuição da população urbana. d) A formação de pequenas propriedades e o fortalecimento do sistema assalariado. Respostas: 1-d, 2-b, 3-d, 4-b, 5-d, 6-d, 7-c, 8-a, 9-c, 10-b. História Medieval 1 - (SIMULADÃO) Observe a imagem abaixo: A partir da imagem acima, marque a alternativa correta sobre a Europa medieval e o feudalismo: a) havia o trabalho assalariado de homens livres no comércio das cidades.
  6. 6. b) havia o trabalho escravo de negros africanos nas atividades agrárias auto-suficientes dos feudos. c) predominava o trabalho servil dos camponeses nas atividades agrárias auto-suficientes dos feudos. d) predominava o trabalho escravo dos camponeses nas atividades agrárias dos feudos. 2 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “Eu, Luís, rei da França, torno público (...) que em Nantes, o conde Henrique de Champagne concedeu o feudo de Savigny a Bartolomeu, bispo de Beauvais. E por esse feudo o mencionado bispo empenhou a palavra e assumiu o compromisso de cavaleiro de servir com justiça ao conde Henrique.”(Concessão de um feudo ao bispo de Beauvais.) A partir do texto acima, a política e as relações de poder medieval eram: a) Baseadas no Liberalismo político. b) Atribuidas à Igreja Católica, já que o clero exercia o poder excutivo medieval. c) Atribuídas aos servos camponeses pela relação de recebimento de terras e tributos pelos nobres, como a talha e corvéia. d) Baseadas nas relações de suserania e vassalagem, onde os nobres suseranos cediam terras a outros nobres que as recebiam e tornavam-se vassalos fiéis, a partir daí, aos suseranos. 3 - (SIMULADÃO) “A designação deriva de Jacques Bonhomme, que designava genericamente um camponês e era usada pejorativamente”. No mundo medieval, o que foi a Jacquerie: a) O trabalho servil forçado dos camponeses. b) O trabalho dos camponses escravos nos feudos. c) Uma revolta camponesa que ocorreu na França em 1358, contra a opressão sofrida pelos servos. d) Uma guerra entre nobres e camponeses na França, em 1700. 4 - (SIMULADÃO) “Há Um só senhor, uma só fé, um só batismo; Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos.” (Epístola de S. Paulo Apóstolo aos Efésios 4, 5, 6.)
  7. 7. O Cristianismo, religião hegemônica na Europa medieval tem como fundamentos: a) O Politeismo, pois era uma religião com diversos deuses, e o Antropocentrismo. b) O Culto a Alá, cujo profeta fora o árabe Maomé. c) O Monoteismo, a crença em um único Deus, e o Teocentrismo, Deus como centro do Universo. d) O Culto a deuses vinculados à natureza, cujo principal deus era Tupã. Respostas: 1-c, 2-d, 3-c, 4-c. História da América Pré-Colombiana 1 - (SIMULADÃO) “Inspecionamos em Chinchao [no atual Peru] 33 índios que estavam encarregados das folhas de coca; eles chegam aqui vindos de todas as colônias...” (Ortiz de Zuñiga. Visita de La Província de Huánaco, Peru, 1562.) A partir do texto acima, é correto afirmar sobre as civilizações americanas pré-colombianas, no aspecto sócio-econômico: a) Incas, Maias e Astecas tinham sua base sócio-econômica baseada na escravidão de tribos rivais. b) Incas, Maias e Astecas tinham sua base sócio-econômica baseada na servidão coletiva de aldeões. c) Os índios Tupinambá escravizavam outras tribos para trabalharem nas aldeias. d) Os Incas escravizaram os Astecas que passaram a serem explorados para trabalhos forçados. 2 - (SIMULADÃO) Observe a imagem abaixo:
  8. 8. A Antropofagia Tupinambá consistia em: a) Uma forma de diminuir a densidade demográfica nas aldeias Tupinambá. b) Um hábito alimentar Tupinambá. c) Um ritual de guerra e vingança Tupinambá. d) Pura selvageria e barbárie dos Tupinambá. 3 - (FGV-1995). Com relação às populações indígenas brasileiras, não é correto afirmar: a) para praticar a agricultura, os tupis derrubavam árvores e faziam queimadas. b) quando os europeus chegaram aqui, encontraram uma população ameríndia homogênea e única em termos culturais e lingüísticos. c) ao longo do período colonial, grupos de tupis uniram-se para enfrentar os invasores europeus. d) feijão, milho, abóbora e mandioca eram plantadas pelas nações indígenas no Brasil. 4 - (SIMULADÃO) Observe a imagem abaixo:
  9. 9. A partir da imagem acima, é correto afirmar sobre as civilizações pré-colombianas: a) Incas e Astecas matavam seres humanos, pois faziam parte de sua dieta alimentar. b) Seres humanos eram sacrificados a fim de diminuir e controlar a densidade demográfica das civilizações pré-colombianas c) Para os Incas e Astecas o sacrifício humano cerimonial e a guerra para capturar vítimas para os sacrificios eram suas atividades religiosas e sócio-políticas centrais. d) Incas e Astecas não realizavam o sacrifício humano, pois consideravam um ato de guerra. Respostas: 1-b, 2-c, 3-b, 4-c. História Moderna 1 - (SIMULADÃO) “O Estado sou Eu” (“L’Etat c’est moi”). Está frase foi dita no século XVII pelo rei conhecido como rei Sol, cujo governo marcaria: a) a implantação do regime Republicano francês com a supremacia política da burguesia. b) a instalação do Socialismo na França. c) o apogeu da centralização política na França durante o governo de Luís XIV. d) a democratização política francesa com forte participação popular através do voto direto. 2 - (UFPA - 2010) Hyacinthe Rigaud foi um artista francês que pintou a mais conhecida tela com a imagem do rei Luís XIV, da França.
  10. 10. Entre os inúmeros símbolos mostrados no quadro está a flor-de-lis, uma figura heráldica muito associada à monarquia e aos reis franceses. Com base na leitura da imagem acima e nos conhecimentos sobre o absolutismo europeu, é correto afirmar: a) Luís XIV foi um rei perdulário apenas interessado na moda, na vida fútil da corte e na riqueza de seus palácios, avesso que era aos negócios de Estado ou à vida política. b) A palavra lis é uma contração de “Louis”, nome de Luís XIV, o primeiro a utilizar o símbolo a flor-de-lis no reino da França. c) O trono real com dossel foi criado por Luís XIV para representar a posição máxima do poder monárquico francês. d) Na mão direita está o cetro; no lado esquerdo, a espada; sobre a almofada, a coroa real, como símbolos de autoridade, poder e legitimidade. 3 - (SIMULADÃO) Segundo Bossuet, “Todo o poder vem de Deus. Os governantes, pois, agem como ministros de Deus e são seus representantes na terra”. (BOSSUET, Jacques. Política Tirada da Sagrada Escritura). Segundo o texto acima, Bossuet afirmava que: a) O poder em uma sociedade deveria ser exercido pelo povo diretamente. b) O poder em uma sociedade deve ser exercido pelos monarcas soberanos, já que eram os verdadeiros representantes de Deus na Terra. c) Como todo poder vem de Deus, é a Igreja Católica que deveria governar as sociedades da época. d) O poder deriva de Deus, logo é o próprio Deus que deve governar a sociedade. 4 - (SIMULADÃO) O Renascimento na Europa possuiu como característica:
  11. 11. a) A valorização do teocentrismo medieval, dando ênfase a elementos do Cristianismo. b) Ajudou a combater o paganismo, sendo assim apoiado diretamente pela Igreja Católica. c) A valorização de uma cultura laica, racional e naturalista, opondo-se a uma cultura exclusivamente religiosa. d) Houve, nas obras renascentistas, representações ligadas à vida no campo, ou seja, revelava uma valorização do mundo feudal europeu. 5 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e responda: “Em Giotto, Cristo é realmente o filho do homem. Os acontecimentos da história sagrada tornam-se acontecimentos terrenais, situam-se bem no mundo humano, e não mais no além.”. (FICHER, Ernst. A necessidade da arte. Rio de Janeiro. Zahar, 1971.) Qual é o elemento indicado no texto acima que confirmam o pintor Giotto como um renascentista? a) O elemento é a valorização da cultura religiosa. b) Em Giotto há a presença da valorização do paganismo em suas obras. c) O elemento é o fato de Cristo ser filho de Deus. d) É o humanismo, a valorização do homem nas obras de Giotto. 6 - (SIMULADÃO) As 95 Teses de Martinho Lutero na Alemanha e o Ato de Supremacia de Henrique VIII na Inglaterra, contribuíram para: a) implantar o catolicismo e fortalecer o poder da Igreja católica nos países citados acima. b) restaurar antigos direitos feudais na Alemanha e na Inglaterra. c) divulgar o paganismo nestes países. d) promover a reforma protestante na Alemanha e a reforma anglicana na Inglaterra respectivamente. 7 - (SIMULADÃO) Leia abaixo uma das 95 Teses de Martinho Lutero e responda sobre o que Lutero esta falando: "21. Erram os pregadores de indulgências quando dizem que pelas indulgências do papa o homem fica livre de todo o pecado e que está salvo." a) Ele está elogiando a Igreja Católica e o perdão dos pecados aos seus fiéis. b) Ele está elogiando o papa e o seu perdão. c) Ele está criticando uma das práticas da Igreja Católica que era a venda das indulgências, ou seja, do perdão do papa dos pecados cometidos pelos fiéis. d) Ele está criticando a Reforma religiosa na Alemanha e as novas Igrejas Protestantes.
  12. 12. 8 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e marque a questão correta: Trecho de Os Lusíadas, obra de Luís de Camões: “As armas e os Barões assinalados Que, da Ocidental praia Lusitana, Por mares nunca d’antes navegados Passaram ainda além da Taprobana [ilha do Índico] Em perigos e guerras esforçados, Mais do que prometia a força humana, E entre gente remota edificaram Novo Reino, que tanto sublimaram; A Fé, o Império, e as terras viciosas [não-católicas] De África e de Ásia andaram devastando...” O texto faz referência: a) Às cruzadas européias da época medieval. b) Ao combate ao paganismo pela Igreja Católica. c) Às Grandes Navegações e conquistas portuguesas pelos mares, no início da Idade Moderna. d) Às Grandes Navegações e conquistas européias no Atlântico, na Idade Média. 9 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta: “Esta terra, Senhor (...) nela, até agora não podemos saber que haja ouro, nem prata, nem coisa alguma de metal ou ferro; nem lho vimos. (...) Porém, o melhor fruto que dela se pode tirar me parece que será salvar esta gente. (...) Quanto mais disposição para nela se cumprir e fazer o que Vossa Alteza tanto deseja, a saber, o acrescentamento da nossa santa fé.” (Seta-feira, 1° de maio de 1500. Carta de Pero Vaz de Caminha ao rei de Portugal). Quais os elementos que influenciaram a expansão marítima portuguesa nos séculos XV-XVI? a) O elemento era a valorização da cultura religiosa. b) O único elemento era o interesse mercantil. c) Era a expansão do catolicismo, já que as grandes navegações eram realizadas pela Igreja Católica. d) Era o interesse mercantil e a expansão e defesa do catolicismo em novas terras. Respostas: 1 - c, 2 - d, 3 -b, 4 -c, 5 - d, 6 - d, 7 - c, 8 - c, 9 - d.
  13. 13. História Contemporânea 1 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta: “87.O homem nasceu, como já foi provado, com um direito à liberdade perfeita e empleno gozo de todos os direitos e privilégios da lei da natureza, assim como qualquer outro homem ou grupo de homens na terra. 95. Se todos os homens são, como se tem dito, livres, iguais e independentes por natureza, ninguém pode ser retirado deste estado e se sujeitar ao poder político de outro sem o seu próprio consentimento..” (LOCKE, John. Segundo Tratado sobre o Governo Civil). O texto acima pertence a um pensador Iluminista, quais ideais este defende e qual o ponto de vista dele em relação a estes ideais? a) Este defendia a liberdade e a igualdade entre os homens e a manutenção de um governo absolutista e centralizador. b) Ele defendia a liberdade, sobretudo, a libertação dos escravos nas colônias norte-americanas. c) Este defende que os homens possuem a liberdade e a igualdade como direitos naturais e que o governo e a sociedade civil servem para preservar tais direitos. d) Este defende que o Estado deve garantir aos cidadãos seus direitos, como de liberdade e igualdade, através de uma divisão equilibrada dos três poderes, o Executivo, o Legislativo e o Judiciário. 2 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e responda sobre o que foi a Independência dos Estados Unidos: “todos os homens nascem iguais; recebem do Criador certos direitos inalienáveis, entre os quais o da vida, o da liberdade e o de buscar a felicidade; sempre que qualquer forma de governo tenda a destruir esses fins, assiste ao povo o direito de mudá-lo ou aboli-lo.” (Declaração de Independência dos Estados Unidos da América, 4 de julho de 1776.) a) Foi o processo de desenvolvimento industrial dos Estados Unidos. b) Foi um processo econômico em que os Estados Unidos se tornaram a grande potência nas Américas. c) Foi o rompimento da Inglaterra com os Estados Unidos da América. d) Foi o rompimento dos norte-americanos com a metrópole (Inglaterra) grande indicador da ruína do Antigo Regime, pondo fim ao pacto colonial. 3 - (UFPA-2009) – Para o historiador Eric Hobsbawm “A Revolução Industrial assinala a mais radical transformação da vida humana já registrada em documentos escritos”. (HOBSBAWM, Eric. Da Revolução Industrial Inglesa ao Imperialismo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1983. p.13)
  14. 14. Sobre esse fenômeno, é correto afirmar que: a) foi estabelecida uma nova forma de organização do trabalho produtivo havendo uma aceleração da produção domiciliar. b) ocorreu uma modificação brusca na vida das sociedades humanas com o aparecimento das primeiras máquinas, que substituíram a manufatura e o trabalho artesanal dos homens. c) expressivo comércio foi estabelecido entre as nações do continente europeu graças à utilização da mão-de-obra escrava ou servil nas fábricas com inovações tecnológicas. d) a substituição da tecelagem pela máquina a vapor, no século XX, deu impulso ao comércio têxtil realizado entre as cidades industriais inglesas e as nações do continente americano. 4 - (SIMULADÃO) Os trabalhadores ingleses com o desenvolvimento industrial passaram a criticar duramente o processo produtivo industrial. Isto ocorreu principalmente porque: a) Os trabalhadores foram submetidos ao trabalho escravo nas indústrias. b) Realizavam-se longas horas de trabalho, com condições subumanas de vida e trabalho e com baixos salários. c) O trabalho industrial absorveu somente a mão-de-obra servil dos camponeses na Inglaterra. d) O trabalho assalariado era bem remunerado, prejudicando os lucros da burguesia proprietária. 5 - (SIMULADÃO) O texto abaixo refere-se ao movimento trabalhista chamado Luddismo: “Nunca deporemos as armas até que a Câmara dos Comuns [Parlamento Inglês] aprove uma Lei para eliminar toda maquinaria prejudicial à Comunidade.. Nós não pedimos mais nada – assim não dá, temos que lutar.” (Assinado pelo General do exército dos Justiceiros, Ned Ludd.) Qual era a proposta deste movimento? a) Ele propunha o estabelecimento de leis para o desenvolvimento industrial na Inglaterra. b) Ele propunha o início de uma guerra na Europa, pois queriam lutar. c) Ele propunha a mecanização do setor têxtil na Inglaterra. d) Ele propunha a destruição de todas as máquinas das fábricas na Inglaterra, pois essas geravam desemprego, exploração e baixos salários. 6 - (SIMULADÃO) Para o historiador Eric Hobsbawm “A Revolução Francesa é um marco em todos os países. Suas repercussões ocasionaram os levantes que levariam à libertação da América Latina depois de 1808”. (HOBSBAWM, Eric. Era das Revoluções. São Paulo: Paz e Terra, 2005. p.85.) Sobre esse fenômeno, é correto afirmar que: a) Esta Revolução estabeleceu uma nova forma de organização do trabalho no mundo ocidental, pois pregava a
  15. 15. libertação dos escravos em todo o mundo. b) Esta Revolução defendeu os interesses e privilégios da nobreza francesa. c) A Revolução Francesa foi promovida pelo Rei Luís XIV que devolveu ao povo francês o direito de participar das eleições na França, a partir de 1889. d) A Revolução Francesa, que defendia o princípio de igualdade e de liberdade, se contrapunha à governos centralizadores e absolutistas. 7 - (SIMULADÃO) A imagem abaixo mostra ingleses em Esfinge no Egito (África), século. XIX: Esta imagem mostra que a política imperialista européia fundamentou-se na: a) Diplomacia amistosa, pois as nações européias buscaram uma relação amigável com as nações africanas. b) Diplomacia do canhão, uma política colonizadora na África conseguida pela força. c) Diplomacia pacífica, uma política de paz. d) Diplomacia humanitária, uma política solidária aos problemas africanos. 8 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “O imperialismo europeu do século XIX encontrou na Índia e na China dois amplos mercados para exploração. Na Índia, produzia-se a droga do ópio que era vendida de forma forçada para um mercado consumidor na China, disseminando o vício entre os chineses e desagradando as autoridades desse país”. No contexto do Imperialismo europeu na Ásia, a Guerra do Ópio (1841-42) representou:
  16. 16. a) O fechamento dos portos da China. b) A eliminação da influência da Inglaterra na China. c) A penetração e o domínio imperialista da Inglaterra na China. d) A penetração e o domínio imperialista da Alemanha na Índia. 9 - (SIMULADÃO) A Primeira Guerra Mundial pôs em conflito: a) A União Européia e os Estados Unidos da América. b) As nações européias e a Rússia czarista. c) A Inglaterra e os Estados Unidos da América. d) Dois blocos político-militares antagônicos, a Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria e Itália) e a Tríplice Entente (Inglaterra, França e Rússia). 10 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “Como se sabe, os jovens nacionalistas sérvios se organizavam em sociedades secretas para combater o governo do Império Austro-Húngaro. Destacou-se a Ujedinjenje ili smrt, conhecida como Mão Negra, que tramou um atentado contra o príncipe herdeiro Francisco Ferdinando, em 1914.” A Primeira Guerra Mundial teve como causas principais: a) As disputas entre Alemanha e Áustria, que disputavam a África. b) Os desentendimentos entre Áustria e Itália, devido à crise Romana. c) As disputas imperialistas das nações européias, o armamentismo e o assassinato do príncipe Francisco Ferdinando, considerado o estopim da guerra. d) O assassinato do príncipe herdeiro Francisco Ferdinando foi a grande causa da guerra. 11 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “Parecia óbvio que o velho mundo estava condenado. A velha sociedade, a velha economia, os velhos sistemas políticos tinham, como diz o provérbio chinês “perdido o mandato do céu”. (...) A Revolução Russa pretendeu dar ao mundo esse sinal. Tornou-se portanto, tão fundamental para a história deste século quanto a Revolução Francesa de 1789 para o século XIX.” (HOBSBAWM, Eric J. A Revolução Mundial. In: Era dos extremos... SP: C&A das letras, 1995. pp. 62-68.) Podemos afirmar que a Revolução Russa corresponde: a) A Revolução de 1917 que derrubara o governo democrático russo, que era dominado pela burguesia soviética, e a
  17. 17. instalação do socialismo na Rússia. b) A derrubada do governo monárquico russo e a instalação de um sistema político democrático. c) As revoluções de 1917: a primeira, a Revolução de Fevereiro, derrubou a monarquia imperial czarista; a segunda, a Revolução Bolchevique ou de Outubro, organizada pelo partido bolchevique contra o governo provisório instalado na primeira fase. d) A Revolução de 1917, liderada pelo partido bolchevique, que derrubou a monarquia imperial czarista da dinastia Romanov. 12 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: "A reorganização da Rússia sobre a base da ditadura do proletariado, sobre a base da nacionalização dos bancos e da grande indústria, da troca de gêneros e de produtos entre as cidades e as cooperativas de consumo dos pequenos camponeses, é perfeitamente possível do ponto de vista econômico. Esta reorganização tornará o socialismo invencível na Rússia e no mundo inteiro(...)". (Sobre a Conclusão de uma paz separada, de Vladimir Lênin (1918). In: MATTOSO, Kátia. Textos e documentos .... SP: Hucitec, 1997. pp. 161-163.) Segundo as palavras de Lênin, podemos afirmar que a Revolução Russa visava estabelecer na Rússia: a) Politicamente, um governo baseado na ditadura do proletariado e, economicamente, na grande indústria capitalista monopolista. b) Politicamente, um governo baseado na ditadura dos camponeses e, economicamente, nas grandes cooperativas de consumo. c) Um governo autoritário, centrado no poder de Lênin, líder do partido bolchevique. d) A ditadura do proletariado e a nacionalização dos meios de produção. 13 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo. “Para o Fascismo, a nação é o bem supremo. O Estado deve ser forte. (...) O Estado será policial e a Justiça estará às suas ordens. O Estado forte encarna-se num chefe, guia e salvador da nação, erguido da massa pelo impulso da sua personalidade; a sua palavra é a lei e a verdade.” (MICHEL, Henri. Os Fascismos. Lisboa: Dom Quixote, 1977. pp. 13-20.) A partir do texto acima podemos afirmar que entre as características do Nazi-Fascismo estão: a) O Socialismo de Estado, marcado pela valorização da nação, e a Ditadura do Proletariado, isto é, uma aliança entre os trabalhadores e seu líder político. b) O Nacional-socialismo, baseado na valorização da nação e do povo, e a Democracia populista, baseada na autoridade do chefe de Estado, eleito pelo povo.
  18. 18. c) O Nacionalismo de Estado, com a nacionalização das indústrias e distribuição de terras para o povo, e o Autoritarismo, marcado pela autoridade do rei. d) O Nacionalismo exarcebado, com a valorização nacional, e o Autoritarismo, marcado pela autoridade suprema dos líderes do Estado. 14 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “Ficam proibidos os casamentos entre judeus e alemães ou pessoas de sangue alemão. As relações sexuais entre judeus e alemães são proibidas”. (Lei para a proteção do sangue e honra alemã, 1935). As Leis de Nuremberg acima, publicadas em 1935, apresentam uma das características mais marcantes do nazismo alemão, esta seria: a) O nacionalismo exarcebado, pois a nação deveria ser o bem supremo para todos os alemães. b) O Anti-semitismo, a perseguição e exclusão dos judeus da vida pública na Alemanha. c) O autoritarismo, um principio postulado no princípio da autoridade. d) O anticomunismo, isto é, a oposição a idéias comunistas, já que a maioria dos comunistas eram judeus. 15 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: "Ao chegar, os prisioneiros eram despidos; todo seu cabelo era cortado. Em seguida eram agrupados e distribuídos como animais. Em vários campos – Auschwitz foi o pior deles – testaram injeções destinadas a produzir esterilidade em mulheres, experiências tão devastadoras, tanto físicas como mentalmente, que as sobreviventes só podiam ser enviadas para os fornos de Birkenau." (FOOT, M.R.D. As atrocidades nazistas. In: Século XX. São Paulo: Abril Editora, 1968. p. 2060) O texto acima faz referência: a) Aos Julgamentos de Nuremberg, quando os líderes nazistas foram julgados pelos seus crimes de guerra. b) À Blitzkrieg (guerra relâmpago) de 1940, quando a Alemanha ocupou a Holanda, Noruega e a França. c) À perseguição exclusiva de judeus, isto é, o anti-semitismo, que levou à morte milhares de judeus em campos de concentração, como Auschwitz-Birkenau. d) À perseguição racista e preconceituosa dos nazistas que incluía, além de judeus, ciganos, comunistas, deficientes, negros, homosexuais, enviados a campos de concentração. 16 - (SIMULADÃO) Observe a imagem abaixo.
  19. 19. Organização das Nações Unidas (ONU) No contexto da Guerra Fria, como o mundo estava organizado: a) O mundo estava dominado pela Alemanha nazista e a Itália fascista. b) O mundo era disputado por blocos econômicos, como o NAFTA (EUA, Canadá, México) e a União Européia. c) O mundo, após 1945, ficou marcado pela oposição entre o socialismo russo-soviético e o capitalismo norte-americano, numa bipolarização política, ideológica e militar. d) O mundo ficou sob a supremacia política, econômica e militar exclusiva dos Estados Unidos da América devido ao seu extraordinário desenvolvimento econômico capitalista. 17 - (UERJ-2008) Observe a charge abaixo. A charge acima resgata o clima na Guerra Fria. Marque a alternativa que aponte aspectos do final da década de 1940 que contribuíram para o início da Guerra e as conseqüências da ordem mundial estabelecidas pela Guerra Fria que se relacione à existência de arsenais nucleares. a) Aspectos: o enfraquecimento da Europa como centro político e econômico mundial e disputas por áreas de influência pela mesma; conseqüências: construção de um equilíbrio mundial pelo terror. b) Aspectos: o enfraquecimento da URSS como potência mundial e disputas por áreas de influência pelos EUA; conseqüências: um equilíbrio mundial pela paz armada e a pacificação total do mundo.
  20. 20. c) Aspectos: o enfraquecimento da Europa como centro político e econômico mundial e disputas por áreas de influência entre os EUA e a URSS; conseqüências: construção de um equilíbrio mundial pelo terror e a possibilidade da destruição do mundo. d) Todas as alternativas acima estão erradas. 18 - (SIMULADÃO) Leia o texto: “A Revolução Cubana era tudo: romance, heroísmo nas montanhas, ex-líderes com a desprendida generosidade de sua juventude - os mais velhos mal tinham passado dos 30”. (HOBSBAWN, Eric. Era dos Extremos. SP, 1995, p. 427). Sobre a Revolução Cubana podemos afirmar: a) Foi o conjunto de guerras liderado por Fidel Castro que implantou em Cuba um governo Comunista após o período da Guerra Fria, desafiando a política norte-americana. b) Foi um movimento popular que derrubou o governo ditatorial de Fulgencio Batista e estabeleu um estado comunista na América Latina, liderado por Fidel Castro, no início de 1959 durante a Guerra Fria. c) Foi o conjunto de guerras pela independência nacional de Cuba, liderado por Ernesto Che Guevara que implantou o governo socialista cubano. d) Todas as alternativas acima estão erradas. Respostas: 1 - c, 2 - d, 3 - b, 4 - b, 5 - d, 6 - d, 7 - b, 8 - c, 9 - d, 10 - c, 11 - c, 12 - d, 13 - d, 14 - b, 15 - d, 16 - c, 17 - c, 18 - b. História do Brasil Brasil Colônia 1 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta: Relato de Jean de Léry, Viagem à terra do Brasil: “Uma vez um velho índio perguntou-me: - Por que vindes vós e outros, maíres e perôs [franceses e portugueses], buscar árvore de tão longe para vos aquecer? Não tendes madeira em vossa terra? Respondi que tínhamos muita, mas não daquela qualidade, e que não a queimávamos, como ele supunha, mas dela extraímos tinta para tingir, tal qual o faziam eles com os seus cordões de algodão e suas plumas.” Este texto está falando sobre:
  21. 21. a) A coleta das Drogas-do-Sertão na Amazônia pelos portugueses. b) As conquistas de ouro e prata dos portugueses nas Américas, através das navegações pelos mares. c) A exploração do Pau-Brasil, que era uma riqueza para os portugueses, já que extraíam tinta para tingimento desta árvore. d) A exploração do Pau-Brasil, que era uma riqueza para os portugueses já que queimavam esta árvore para fazer carvão 2 - (SIMULADÃO) “Eu, El-Rei, recomendo aos Padres Jesuítas que penetrem tanto quanto possível nos sertões e façam neles igrejas para cultivar os índios na fé e para que vivam com a decência cristã” (Provisão Régia de 1680). Segundo o texto acima, o objetivo das missões dos padres jesuítas no Brasil colônia era: a) Libertar os índios que viviam nos sertões. b) Escravizar os índios que viviam nos sertões. c) Reunir os índios em aldeamentos e catequizá-los. d) Reunir os índios em aldeamentos e escravizá-los. 3 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta: "As verdadeiras minas do Brasil são o açúcar e pau-brasil, de que V. Majestade tem tanto proveito sem lhe custar um só vintém". (Do governador geral Diogo de Mebeses, ao rei espanhol Felipe III, 1609). a) Ambos os produtos citados no texto, originais das Américas, logo foram explorados comercialmente pelos portugueses. b) Não havia interesse por parte dos portugueses em explorar comercialmente a cana-de-açúcar. c) A exploração da cana-de-açúcar e do pau-brasil pelos portugueses só trouxe benefícios econômicos e ecológicos para o Brasil. d) A exploração extensiva pelos portugueses da cana-de-açúcar, oriunda do oriente, e do pau-brasil, originária da América, levou à destruição da Mata Atlântica do litoral do Brasil. 4 - (UFSC-2000) A lavoura da cana-de-açúcar tornou-se no século XVII a base da economia brasileira. Sobre a lavoura canavieira e suas consequências, é verdadeiro: a) A sociedade que se organizou, na época de apogeu da cana-de-açúcar, possuía um caráter aristocrático, mas era grande a mobilidade social. b) A mineração foi uma atividade dependente da lavoura canavieira, uma vez que o ouro era utilizado para pagar os insumos necessários (ferramentas, mão-de-obra) ao cultivo da cana. c) O crescimento da lavoura canavieira teve, entre outras consequências, o desenvolvimento de uma sociedade mais democrática e liberal. d) A família que se formou nesta época era patriarcal. A mulher, os filhos e todos os que rodeavam o senhor de engenho a ele temiam e obedeciam.
  22. 22. 5 - (MACKENZIE-1999) "O senhor de engenho é um título a que muitos aspiram; traz consigo o ser servido, obedecido e respeitado de muitos". (Antonil, Cultura e opulência no Brasil.). O texto de Antonil retrata a sociedade açucareira brasileira, cujas caracteristicas eram: a) a notável mobilidade social e as grandes possibilidades de ascenção para trabalhadores livres, mestiços e escravos. b) o predomínio da vida urbana e a ausência de relações patriarcais. c) a estrutura social rígida e a autoridade quase sem limites do grande proprietário, estendendo-se aos familiares, dependentes e escravos. d) senhor de engenho e trabalhador assalariado nas posições sociais chaves. 6 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta: Os senhores de engenho, os patriarcas, constituíam-se numa espécie de juízes supremos de todas as pessoas que viviam nos seus domínios. O senhor de engenho dominava seus filhos, parentes, escravos e os agregados de sua casa-grande. Ele era o patriarca do Brasil colonial. (Adaptado de TERAROLLI, Rodolfo. O poder da família do senhor de engenho. 1999.) Quem era a grande autoridade do Brasil colonial? a) Era o rei português, grande patriarca do Brasil, pois o país era colônia de Portugal. b) Sendo uma colônia católica, era o patriarca da Igraja Católica no Brasil, o Arcebispo. c) Eram os patriarcas das famíliades, os grandes proprietários, os senhores de engenho. d) Era o presidente do Brasil na época, pois ele dominava todas as pessoas que viviam ao seu redor. 7 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: "No Brasil colonial, no domicilio, a figura feminina teve destaque. Era a cargo delas que ficavam o asseio e a limpeza da casa, a preparação dos alimentos, o comando das escravas domésticas, além da indústria caseira, pois o trabalho manual doméstico cabia ás mulheres, fazendo travesseiros, redes, etc." (Adaptado de MEZAN, Leila. Famílias e vida doméstica. 1997.) Qual era a função das mulheres no Brasil colonial? a) Sendo filhas ou esposas dos senhores de engenho, a função das mulheres era a de comandar, ao lado do senhor, a sociedade patriarcal. b) As mulheres ocupavam um lugar de destaque, sobretudo, na administração dos negócios das fazendas do senhor de engenho. c) A pesar de ser excluída da organização do âmbito econômico, na sociedade do açúcar as mulheres eram autoridades políticas e sociais.
  23. 23. d) Em regra, as mulheres eram consideradas pessoas subalternas em relação aos homens, sendo sua função, sobretudo, os afazeres domésticos. 8 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “A base, a agricultura; as condições, a estabilidade patriarcal da família, a regularidade do trabalho por meio da escravidão, a união do português com a mulher índia, incorporada assim à cultura econômica e social do invasor. Formou-se na América tropical uma sociedade agrária na estrutura, escravocrata na técnica de exploração econômica, híbrida de índio – e mais tarde de negro – na composição." (FREYRE, Gilberto. Casa-grande e senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. 48ª Ed. São Paulo: Global, 2003. pp. 65-79.) Entre as características do Brasil colonial nós temos? a) O Brasil colonial era urbano e escravista, isto é vivia-se nas cidades e havia o trabalho de escravos indígenas e africanos ao lado de assalariados. b) O Brasil colonial era agrário e escravista, isto é vivia-se na área rural, nas fazendas e casa-grande, e havia a exploração sistemática do trabalho de escravos indígenas e africanos. c) O Brasil colonial era agrário e industrial, isto é vivia-se na área rural, nas fazendas e casa-grande, porém trabalhava-se nas indústrias com o uso do trabalho de escravos.. d) O Brasil colonial era agrário e escravista, isto é vivia-se no campo, nas matas, de onde os trabalhadores escravos retiravam a riqueza, da extração florestal, para os seus senhores. 9 - (SIMULADÃO) Na imagem abaixo, um escravo apanha de um feitor, gravura de Debret: Em relação às relações entre senhores e escravos, podemos afirmar que: a) Era uma relação de extrema violência, mas somente por parte do escravo que frequentemente agredia seus senhores com ataques, espancamentos. b) Os escravos, em casos raros, sofriam de alguma violência por parte de seus senhores. c) A violência era utilizada pelo branco como meio de submeter e castigar os escravos, sendo uma das marcas do sistema escravista. d) A violência não era utilizada pelo branco para satisfazer seu ódio contra os escravos, mas somente com uma função educadora. 10 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo:
  24. 24. “Seiscentas peças barganhei – Que pechincha – no Senegal. A carne é rija, os músculos de aço, Boa liga do melhor metal. Em troca dei só aguardente, Contas, latão – um peso morto! Eu ganho oitocentos por cento Se a metade chegar ao porto.” (Heinrich Heine, Apud Alfredo Bosi. Dialética da colonização. São Paulo: C&A das Letras, 1992). Em relação ao texto acima, a que atividade o texto faz referência e qual a idéia central do texto? a) Os versos do poeta fazem referência ao tráfico de índios no Brasil; a idéia central é a de que este comércio era muito lucrativo para os portugueses. b) Os versos do poeta fazem referência ao tráfico de escravos africanos; a idéia central é a de que este comércio não era lucrativo para os portugueses. c) Os versos do poeta fazem referência à imigração européia para o Brasil; a idéia central é a de que esta atividade não era lucrativo para os portugueses. d) Os versos do poeta fazem referência ao tráfico de escravos africanos; a idéia central é a de que este comércio era muito lucrativo. 11 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: “Os escravos pretos lá, Quando dão com maus senhores, Fogem, são salteadores, e Nossos contrários são. Entranham-se pelos matos, E como criam e plantam, Divertem-se, brincam e cantam, De nada têm precisão. Vêm de noite aos arraiais, E com indústrias e tretas, Seduzem algumas pretas, Com promessas de casar. Eis que a notícia se espalha, Do crime e do desacato, Caem-lhe os capitães-do-mato, E destroem tudo enfim.” (De Joaquim José Lisboa, 1806; In: REIS, João J; GOMES, Flavio. Liberdade por um fio – história dos quilombos no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. p. 164-65.) A partir da leitura do texto acima e dos estudos que a história nos proporciona sobre a temática da escravidão, podemos afirma que: a) a fuga foi uma das formas de resistências dos africanos utilizados como mão-de-obra compulsória no Brasil colônia, sendo que, ela significava, na maioria das vezes, a morte pelo desconhecimento que eles tinham da região e pela incompatibilidade de conviver com as nações indígenas que habitavam a floresta. b) negros e índios foram utilizados como mão-de-obra escrava nos trabalhos no Brasil colônia e a fuga se constituiu para eles como um meio de resistência à escravidão, sendo que, a organização desta fuga, foi iniciativa dos negros, que se reuniram muitas vezes em espaços de resistência chamados de mocambos ou quilombos. c) a escravidão era o único traço que unia populações indígenas e africanas no território brasileiro, pois tradições culturais antagônicas dificultavam o contato étnico e não permitiram um maior processo de aculturação das duas etnias.
  25. 25. d) a presença de negros africanos, índios e brancos pobres no Brasil colônia favoreceu as fugas e conflitos entre esses grupos e a formação de guerrilhas rurais, lutas pelo acesso a terra e riquezas no interior do Brasil. Respostas: 1-c, 2 - c, 3-d, 4-d, 5-c, 6-c, 7-d, 8-b, 9-c, 10-d, 11-b. Brasil Império 1 - (Cesgranrio-1994). A transferência do governo português para o Brasil, em 1808, teve ligação estreita com o processo de emancipação política da colônia porque: a) introduziu idéias liberais na colônia, incentivando várias rebeliões. b) reforçou os laços de dependência e monopólio do sistema colonial. c) incentivou as atividades mercantis, contraindo os interesses da grande lavoura. d) instalou no Brasil a estrutura do Estado português, reforçando a unidade e a autonomia da colônia. 2 - (Mackenzie-1999). “A Independência é fruto mais de uma classe do que da nação tomada em seu conjunto.” (Caio Prado Jr). Identifique a alternativa que justifica e complementa o texto. a) a Independência foi liderada pelas camadas populares e acompanhadas de profundas mudanças sociais. b) o movimento de independência foi uma ação da elite, preservando seus interesses e privilégios. c) os vários segmentos sociais uniram-se em função da longa guerra de independência. d) a aristocracia rural não temia a participação da massa escrava no processo, extinguindo a escravidão logo após a independência. 3 - (SIMULADÃO) A Revolução do Porto, em 1820, pode ser considerada decisiva para a Independência do Brasil, porque: a) garantia a economia da Colônia implementada durante a permanência do governo português no Brasil. b) fortalecia os grupos liberais radicais, cada vez mais ativos na Colônia e articulados com os grandes proprietários e levou as Cortes a exigir a permanência de D. Pedro no Brasil. c) impunha à Colônia um programa de reformas liberais, com a proibição do tráfico negreiro.
  26. 26. d) ameaçava os interesses dos grupos brasileiros, tentando reverter várias medidas tomadas por D. João no Brasil, e aumentou a pressão das Cortes para a recolonização do país. 4 - (SIMULADÃO) A primeira Constituição do Brasil Império (1824) estabelecia: a) Um governo Republicano e Presidencialista, no qual o Presidente exerceria o poder executivo e o Congresso Nacional o Legislativo, a submissão da Igreja ao Estado, o voto censitário e descoberto. b) Um governo Democrático e Parlamentar, no qual o poder executivo seria exercido pelo primeiro ministro eleito entre os representantes do povo no Congresso Nacional; o voto censitário e dois poderes: o executivo e o legislativo. c) Um governo Monárquico Imperial, no qual o poder executivo seria exercido pelo Rei de Portugal, a submissão do Estado à Igreja e três poderes: executivo, judiciário e legislativo. d) Um governo Monárquico-Hereditário, no qual o poder executivo seria exercido pelo imperador do Brasil, a submissão da Igreja ao Estado, o voto censitário e descoberto, as eleições indireta e quatro poderes: executivo, judiciário, legislativo e moderador. 5 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo: O período regencial foi um dos mais agitados na história política do país e também um dos mais importantes. Naqueles anos, esteve em jogo a unidade territorial do Brasil, e o centro do debate político foi dominado pelos temas da centralização ou descentralização do poder, do grau de autonomia das províncias da organização das Forças Armadas. (FAUSTO, Boris. História do Brasil, 2ª ed. São Paulo: EDUSP, 1995. p. 161.) Sobre as várias revoltas nas províncias durante o período de Regência, podemos afirmar corretamente que: a) eram levantes republicanos em sua maioria, que conseguiam sempre empolgar a população pobre e os escravos. b) a principal delas foi a Revolução Farroupilha, acontecida nas províncias do Nordeste, que pretendia o retorno do imperador D. Pedro I. c) podem ser vistas como respostas à política centralizadora do Império, que restringia a autonomia financeira e administrativa das províncias. d) em sua maioria, eram revoltas lideradas pelos grandes proprietários de terras e exigiam uma posição mais forte e centralizadora do governo imperial.
  27. 27. 6 - (Unesp-1999). Leia os versos: Itália bela, mostre-se gentil, E os filhos não a abandonarão, Senão vamos todos para o Brasil, E não se lembrarão de retornar, Aqui mesmo ter-se-ia no que trabalhar Sem ser preciso para a América emigrar. O século presente já nos deixa, O mil e novecentos se aproxima. A fome está estampada em nossa cara E para curá-la remédio não há. A todo momento se houve dizer: Eu vou lá, onde existe a colheita do café. Os versos fazem parte de um contexto no qual: a) os italianos emigravam para o Brasil em decorrência de acordos entre os dois países, envolvendo contratos de trabalho sazonais para a colheita do café. b) as condições econômicas da Itália favoreciam a emigração para as regiões cafeeiras em expansão após a abolição da escravidão no Brasil. c) a industrialização na Itália conduzia o país a uma política internacional de acordos com o Brasil para que os italianos se tornassem cafeicultores. d) a emigração italiana para o Brasil tendia a crescer devido às propagandas de grupos pacifistas realizadas durante as guerras de unificação da Itália. 7 - (UFPE, 1996). Durante o século XIX, a economia brasileira continuou essencialmente agroexportadora. O surgimento de uma nova cultura deslocou o centro econômico do país de uma região para outra, porque: a) a expansão do mercado internacional do algodão deslocou para o Maranhão os capitais aplicados no tráfico negreiro, tornando essa região um grande centro econômico. b) o café, ao se tornar o produto de exportação mais rentável, transformou a região Sudeste no centro econômico mais importante do país. c) a cultura do cacau associada à cana-de-açúcar deslocou para a região Nordeste capitais empregados na exploração das minas. d) o crescimento das exportações do açúcar tornaram a região Nordeste o centro econômico mais produtivo durante esse período. Respostas: 1-d, 2-b, 3-d, 4-d, 5-c, 6-b, 7-b.
  28. 28. Brasil República 1 - (SIMULADÃO) O que foram 1) a Lei do Ventre Livre (7/09/1871), 2) a Lei do Sexagenário (7/09/1885) e 3) a Lei Áurea (13/05/1988), respectivamente? a) 1) Esta libertava os escravos com mais de 60 anos, 2) Esta Lei libertava os negros nascidos desta data em diante e 3) Esta Lei aboliu a escravidão no Brasil. b) 1) As negras escravas gravidas eram libertadas por esta lei a partir desta data., 2) Esta Lei libertava os negros nascidos desta data em diante e 3) Esta aboliu a escravidão no Brasil. c) 1) Esta Lei libertava os negros nascidos desta data em diante, 2) Esta libertava os escravos com mais de 60 anos e 3) Esta Lei aboliu a escravidão no Brasil. d) 1) Esta Lei aboliu a escravidão no Brasil, 2) Esta libertava os escravos com mais de 60 anos e 3) Esta Lei libertava os negros nascidos desta data em diante. 2 - (UFPA - 2010) Em 1888, Juvenal Tavares, militante no abolicionismo paraense, publicou uma série de poemas em comemoração à abolição da escravidão no Brasil. “A ti, ó vil senhor, hoje o que resta? / O que te resta, ó pífia criatura, / Que passavas a vida, rindo, em festa? / Toma da enxada e cava a terra dura; / Come o pão com o suor da tua testa; / Infeliz, acabou-se a escravatura!” (Juvenal Tavares, A um escravocrata.In: Versos antigos e modernos, 1889, p. 27). Com base na leitura dos versos e no conhecimento sobre o abolicionismo, é correto afirmar que: a) os poetas formaram a classe dirigente do processo abolicionista no Brasil e no Pará. b) a poesia abolicionista foi um canal de expressão de grupos letrados contra a continuidade da escravidão no país. c) os artistas se utilizaram do tema da abolição da escravidão para conquistar a mídia da época e alcançar o sucesso. d) o abolicionismo foi um movimento de caráter econômico, pois queria apenas tirar o país do atraso diante das outras nações. 3 - (SIMULADÃO) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta: “No que se refere aos direitos civis, pouco foi acrescentado pela Constituição de 1891. O mesmo se pode dizer dos direitos políticos. Sendo função social antes que direito, o voto era concedido àqueles a quem a sociedade julgava poder confiar a sua preservação. No Império, como na República, foram excluídos os pobres (seja pela renda ou pela exigência da alfabetização), os mendigos, as mulheres, os praças de pré (soldados e marinheiros), os membros de ordens religiosas. Ficava fora da sociedade política a grande maioria da população.” (CARVALHO, José Murilo de. Os bestializados. São Paulo: CIA das Letras, 1989. pp. 43-46.)
  29. 29. Segundo o autor do texto acima, em relação à Constituição de 1891, podemos afirmar que: a) Esta Constituição foi inovadora e revolucionária, mudando radicalmente a estrutura política do país, ampliando totalmente os direitos civis e políticos. b) Esta Constituição era inclusiva, pois ampliava o direito de voto a homens e mulheres. c) Esta Constituição não era excludente, pois ampliou consideravelmente a cidadania política no país. d) Esta Constituição, apesar de democrática e liberal, não contribuiu na constituição de um sistema político democrático que realmente incluísse a maioria da população do país na cidadania política. 4 - (UFRJ-2003) Observe a imagem abaixo e marque a alternativa correta. Charge de Oswaldo Storni, 1927. A dominação dos grandes proprietários rurais durante a República Velha deu origem à expressão “voto de cabresto”, mecanismo eleitoral que resulta de: a) influência política das oligarquias regionais sobre os eleitores. b) adaptação do campesinato à realidade do mundo urbano. c) inconformismo do eleitor nas pequenas cidades do interior. d) submissão dos trabalhadores rurais aos valores soberanos das cidades. 5 - (FUVEST-2000) Os movimentos sociais no Brasil de Canudos (1893-97) e do Contestado (1912-1916): a) Atemorizaram o governo imperial e propuseram a reforma agrária no país, tomando as fazendas dos ricos agricultores. b) Receberam o apoio da Igreja Católica, em especial de padres das localidades próximas. c) Foram liderados por homens desvinculados das tradições locais. d) Liderados por homens vinculados com as tradições locais, atemorizaram os governos republicanos, sendo por esta razão aniquilados.
  30. 30. 6 - (UEPA-2009) Leia os documentos abaixo e marque a alternativa correta. Documento 1 “Em uma série de reportagens, datadas de 1929, Guilherme de Almeida narra um passeio de automóvel real ou imaginário que ele faz em visita aos bairros étnicos de São Paulo, habitados por portugueses, espanhóis, árabes, judeus, japoneses, italianos”. (FAUSTO, Boris. Imigração...In: NOVAIS, Fernando e SCHWARCZ, Lilia Moritz. História da Vida Privada no Brasil 4.S.Paulo: C&A das Letras, 1998.p.23.) Documento 2 “Os estrangeiros, não formavam, é bem verdade, uma frente homogênea, pois as diferentes etnias distinguiam-se umas das outras... Mas tinham em comum uma convicção especial: todos se consideravam gente devotada ao trabalho, os verdadeiros construtores de uma cidade que ia se convertendo em metrópole.” (FAUSTO, Boris. Imigração.. In: NOVAIS, Op. Cit., p.26.) A partir da leitura dos documentos 1 e 2 e dos estudos históricos, afirma-se que: a) várias nacionalidades imigraram para o Brasil, especialmente para o estado de São Paulo, a partir da segunda metade do século XIX e início do XX, objetivando trabalhar inicialmente como colonos nas lavouras do café e depois como operários de uma indústria nascente. b) por ser o Brasil um país de tradição econômica agroexportadora, não possuía mão-de-obra qualificada para trabalhar nas indústrias inauguradas no final do século XIX, o que os levou a buscar o imigrante, principalmente o japonês, na época vindo de grandes centros operários. c) os imigrantes que vieram para o Brasil no início do século XX, europeus ou asiáticos, tinham como finalidade básica trabalhar principalmente nas lavouras do café, produto que, além de gerar riquezas, conferia status social aos colonos. d) os imigrantes, na maioria pobres, engajaram-se em vários tipos de trabalho: extrativismo na Amazônia e indústria nascente no Sudeste, pois exaltavam o trabalho, o que os contrapunha aos nacionais, conhecidos por sua aversão ao trabalho em decorrência dos anos de escravidão. 7 - (PUC-SP-1995) No Brasil, a CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas – foi criada pelo decreto 5452, de 1943, em meio ao governo de Vargas, para reunir e sistematizar as leis trabalhistas do país. Tais leis representaram: a) Conquista do movimento operário sindical e partidariamente organizado desde 1917, responsável pela ascenção de Vargas ao poder. b) Inspiração fascista, que orientou o Estado Novo desde sua implantação em 1930, desviando Vargas de suas intenções nacionalistas. c) A pressão norte-americana, que se tornou mais clara em 1945, para que Vargas controlasse os trabalhadores. d) A participação controladora do Estado como árbitro na mediação das relações entre patrões e trabalhadores.
  31. 31. 8 - Leia o Texto: “Em 1938, o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP), começou a articular uma das mais bem-sucedidas campanhas de propaganda política do país.” Este órgão (o DIP) tinha por objetivo: a) Organizar os meios de comunicação no país. b) Assegurar a liberdade de imprensa e de livre expressão no Brasil durante a Era Vargas. c) Realizar e organizar as propagandas de empresas privadas nos meios de comunicação do país. d) Promover a doutrinação popular, controlar a opinião pública e legitimar o governo Vargas. 9 - (ENEM-2009) O autor da constituição de 1937, Francisco Campos, afirma no seu livro, O Estado Nacional, que o eleitor seria apático; a democracia de partidos conduziria à desordem; a independência do Poder Judiciário acabaria em injustiça e ineficiência; e que apenas o Poder Executivo, centralizado em Getúlio Vargas, seria capaz de dar racionalidade imparcial ao Estado, pois Vargas teria providencial intuição do bem e da verdade, além de ser um gênio político. (CAMPOS, F. O Estado nacional. Rio de Janeiro: José Olympio, 1940 (adaptado).) Segundo as idéias de Francisco Campos, a) os eleitores, políticos e juízes seriam malintencionados. b) o governo Vargas seria um mal necessário, mas transitório. c) Vargas seria o homem adequado para implantar a democracia de partidos. d) Vargas seria o homem capaz de exercer o poder de modo inteligente e correto. 10 - (SIMULADÃO) Observe a imagem a baixo e marque a alternativa correta. Trabalhadores na Esplanada, em 1940, Rio de Janeiro. A imagem demonstra uma característica do Governo de Getúlio Vargas. Que característica é está? a) As críiticas dos trabalhadores contra o governo Vargas. b) A eliminação de direitos trabalhistas pelo governo Vargas que gerava descontentamento entre os trabalhadores do
  32. 32. país. c) A presença de sindicalistas nas esferas do poder durante o governo de Getúlio. d) O trabalhismo foi um dos suportes principais do governo Vargas durante o Estado Novo. 11 - (SIMULADÃO) Observe as imagens abaixo e marque a alternativa correta sobre o Governo Juscelino Kubitschek: a) O governo JK priorizava os esportes, sobretudo o automobilismo. b) O governo JK priorizava as carências da população e não a indústria nacional. c) O governo JK estava voltado para o desenvolvimento da produção de automóveis populares, mais econômicos. d) O governo JK estava mais voltado para o incentivo á indústria automobilística do que para as carências populares. 12 - No contexto do governo do presidente João Goulart (1961-1964), o que foram as Reformas de Base? a) Foi o estabelecimento do Socialismo no Brasil, em 1961. b) Foi um plano que se voltava para o desenvlvimento da indústria automobilística, em 1961. c) Foi um programa de governo com projetos de reforma agrária, tributária, bancária e educacional, em 1963. d) Foi um programa através do qual se estabeleceu a ditadura Militar no Brasil, em 1964. 13 - (SIMULADÃO) Em 1964 foi instaurado no Brasil a ditadura militar. Observe a imagem a baixo:
  33. 33. A imagem demonstra que a ditadura militar no Brasil foi marcada por: a) Um governo liberal e democrático, pois apoiava os avanços da democracia política no país. b) Um governo que procurou se apoiar na classe estudantil e trabalhadora. c) Um governo autoritário e ditatorial, que suprimiu direitos civis da população, perseguiu opositores do regime e proibia críticas e manifestações contra o governo. d) Um governo que, apesar de reprimir manifestações contra o governo, era democrático e liberal pois apoiava os direitos civis e a liberdade de expressão. 14 - (MACKENZIE-99) Em 1968 o movimento estudantil se espalhou por todo o país, sofrendo violenta repressão do governo. Diante das pressões populares, o governo militar reagiu, decretando: a) A deposição do presidente João Goulart. b) O Ato Institucional nº 5, que conferia ao presidente Costa e Silva poderes totais para reprimir as oposições. c) A abertura Democrática, lenta e gradual, que reconduziria o país à democratização. d) A Anistia que, embora não fosse irrestrita, permitiu o retorno de muitos exilados políticos. 15 - (FAAP-96) O Ato Institucional nº 5, editado durante o governo do general Costa e Silva, permitiu a esse presidente, entre outras medidas: a) Convocar uma Assembleia Constituinte, a fim de estabelecer uma nova Constituição democrática. b) Contratar maiores empréstimos no Exterior. c) Criar novos ministérios e empresas estatais.
  34. 34. d) Decretar o recesso parlamentar e promover cassação de mandatos e de direitos políticos. 16 - (SIMULADÃO) Leia as letras das músicas abaixo e marque a alternativa correta: Música 1 Vai minha tristeza e diz a ela que sem ela não pode ser. Diz-lhe numa prece que ela regresse, porque eu não posso mais sofrer. Chega de Saudade, João Gilberto, 1959. Música 2 Caminhando e cantando E seguindo a canção Somos todos iguais Braços dados ou não Nas escolas, nas ruas Campos, construções Caminhando e cantando E seguindo a canção... Vem, vamos embora Que esperar não é saber Quem sabe faz a hora Não espera acontecer...(2x) Para não dizer que não falei de flores, Geraldo Vandré, 1968. Da leitura das letras compreende-se que: a) Ambas as músicas apresentam uma temática romântica, típicas de seus contextos históricos. b) A Música 1 faz uma forte crítica social e política. c) A Música 2 aborda uma temática leve e descompromissada. d) A Música 1 apresenta uma temática romântica e descompromissada; a Música 2, faz uma forte crítica social e política. 17 - (SIMULADÃO) Com o fim da Ditadura (1985), surge a Nova República, marcada pelo Governo Sarney, sobre este período podemos afirmar que: a) Houve um grande desenvolvimento na área econômica e social no Brasil. b) Houve a estagnação na economia, porém ampliaram-se os direitos da cidadania com a Constituição de 1988. c) Houve um forte desenvolvimento na economia e a ampliação dos direitos da cidadania com a Constituição de 1988, como proteção ambiental, direitos dos concumidores e dos povos indígenas. d) Não houve desenvolvimento econômico, social ou político, pois não foram ampliados os direitos do povo com a Constituição de 1988. 18 - (SIMULADÃO) Em relação à política econômica do Governo do presidente Collor podemos afirmar que? a) Estabeleceu o Socialismo no Brasil, promovendo reforma agrária e a estatização de empresas e indústrias. b) Collor procurou isolar o Brasil do mercado mundial, para isso criou o Mercosul (Mercado Comum do Sul), fechando o mercado brasileiro para os negócios com a Europa e Estados Unidos.
  35. 35. c) Collor procurou lançar a economia brasileira numa nova etapa de modernização para a sua “inserção competitiva” no mercado mundial. O passo mais importante foi a constituição do Mercosul (Mercado Comum do Sul), em 1991. d) Collor procurou lançar a economia brasileira numa nova etapa de modernização, para tanto não assinou o Tratado de Assunção, em 1991, pois não concordava com criação do Mercosul (Mercado Comum do Sul). Respostas: 1-c, 2-b, 3-d, 4-a, 5-d, 6-a, 7-d, 8-d, 9-d, 10-d, 11-d, 12-c, 13-c, 14-b, 15-d, 16-d, 17-b, 18-c

×