Um Natal da minha Infância! (Beatriz Kappke) Inesquecível!!! Felicidade pura!  Alegria ímpar! Indescritível! A árvore de N...
Era um pinheirinho de verdade, plantado numa lata de querosene,que aguávamos e que recebia um “melhoral” para durar mais t...
O presépio (peças pequenas) era montado sob á arvore, colocado sobre o musgo que o Papai Noel trazia do mato. Tudo estava ...
Foi na véspera, à noitinha que Papai Noel deixara os presentes. Era uma alegria só na manhã de Natal! Duas irmãs minhas e ...
As bonecas na época eram de louça...careciam pois de certos cuidados especiais, como por exemplo não podiam ser lavadas, n...
A da minha irmã Lourdes, era linda, era a maior!!!  Meu irmão mais velho , o Elpídio, ganhara uma bola, uma bola de couro ...
Papai aquele homem bom, mas sisudo, que não era dado à brincadeiras, ou seja, não era de brincar com os filhos, estava aí,...
E ouço ainda também, ele dizer à nossa mãe que às vezes reclamava da bagunça que fazíamos:  “Die Weinachte ist die Kinder....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Um Natal da minha infancia

1.773 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.773
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.149
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um Natal da minha infancia

  1. 1. Um Natal da minha Infância! (Beatriz Kappke) Inesquecível!!! Felicidade pura!  Alegria ímpar! Indescritível! A árvore de Natal estava lá, na pequena sala  de estar de nossa casa.
  2. 2. Era um pinheirinho de verdade, plantado numa lata de querosene,que aguávamos e que recebia um “melhoral” para durar mais tempo. As velas eram “reais”, ou seja, na Noite do Natal elas eram acesas. (Não ligadas na tomada) As bolas coloridas eram “quebráveis”, delicadas, mas lindas! Os cordões colocados sobre os galhos da árvore eram reluzentes e coloridos.
  3. 3. O presépio (peças pequenas) era montado sob á arvore, colocado sobre o musgo que o Papai Noel trazia do mato. Tudo estava lindo e nós, eufóricos e ansiosos esperando Papai Noel, pois mesmo com os parcos recursos de que a família dispunha, papai e mamãe sempre faziam com que o bom velhinho trouxesse alguma coisinha para cada um, incluindo sempre alguns doces: barrinhas de chocolate  e doces feitos de suspiros que pendurávamos na  árvore de Natal.
  4. 4. Foi na véspera, à noitinha que Papai Noel deixara os presentes. Era uma alegria só na manhã de Natal! Duas irmãs minhas e eu ganhamos uma boneca.  A minha era uma novinha. Linda!!! Vejo-a na minha imaginação até hoje...era bem moreninha, de cabelos cacheados.
  5. 5. As bonecas na época eram de louça...careciam pois de certos cuidados especiais, como por exemplo não podiam ser lavadas, não devíamos  tirar-lhes os sapatinhos, entre outras coisas mais. A da minha irmã Claudete, existe até hoje. Mas ela escondeu-se da mãe e do pai no dia seguinte, para tirar os sapatinhos e meias de sua boneca, pois queria ver seus pés...também tentou dar banho na sua filhotinha...
  6. 6. A da minha irmã Lourdes, era linda, era a maior!!!  Meu irmão mais velho , o Elpídio, ganhara uma bola, uma bola de couro para jogar futebol!  Imaginem!!! Era a primeira bola de couro que víamos de perto. É lógico que ele teria que brincar com os dois irmãos menores também. Mas qual não foi a surpresa! Na manhã de Natal estavam lá, ele e nosso pai, jogando bola! Nosso pai!!! Brincando, batendo bola...
  7. 7. Papai aquele homem bom, mas sisudo, que não era dado à brincadeiras, ou seja, não era de brincar com os filhos, estava aí, jogando bola. Naquele dia, abriu-se uma exceção!   Ele estava lá, batendo bola com meu irmão. Foi a ÚNICA vez que eu, presenciei tal cena:  Meu pai brincando!
  8. 8. E ouço ainda também, ele dizer à nossa mãe que às vezes reclamava da bagunça que fazíamos:  “Die Weinachte ist die Kinder. Lass sie doch spielen”  (O natal é das crianças.Deixa-as brincarem). Permanece uma lágrima sentida, a dor da saudade, da felicidade da criança que fomos e que muitas vezes parece que lá adiante ficou...mas que, ao procurarmos bem, continua muito viva dentro de nós!  Obrigado Papai e mamãe por nos proporcionar tanta  alegria nos Natais de nossa infância! Com carinho www.mensagensvirtuais.com.br Música : Weier Winterwald Montagem : [email_address] www.pranos.com.br

×