o mendigo e o milionário
Estava como de costume sentado  à porta do Templo o Mendigo cego,
aguardando a saída dos fiéis que ao final do Sermão das seis da  tarde costumam demonstrar em toda  a plenitude  seu lado ...
Todos os dias determinado  Bom Samaritano abastado  aproximava-se do pobre Mendigo,
depositando uma moeda em sua latinha.
O infeliz Cego agradecia sempre humildemente a doação e - quando  percebia ser bastante  seguro para não ser notado – joga...
Bem longe, para que nunca mais  pudesse alcançar. Bravejando contra o  avarento milionário, que apenas uma insignificante ...
Com o passar de um ano, o rico Fiel – curioso em saber sobre o Ceguinho –  indagou-lhe  qual fim dera aos seus "valio...
<ul><li>&quot;Ora&quot;, respondeu o Pedinte, &quot;mas afinaal  </li></ul><ul><li>o que poderia eu fazer com uma simples ...
a não ser desfazer-me rapidamente dela, para ninguém notar quanto envergonhado  fico com tamanha humilhação?&quot;
O bom Cristão veio então com uma inesperada lição, que muito fez o Mendigo  conscientizar-se de sua grande ignorância:
<ul><li>&quot;Se tiveste guardado cada moedinha de ouro  </li></ul><ul><li>que lhe dei, hoje terias um quilo do mais  </li...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O mendigo e o milionario

1.692 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.692
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
89
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O mendigo e o milionario

  1. 1. o mendigo e o milionário
  2. 2. Estava como de costume sentado à porta do Templo o Mendigo cego,
  3. 3. aguardando a saída dos fiéis que ao final do Sermão das seis da tarde costumam demonstrar em toda a plenitude seu lado mais misericordioso, através de esmolas aos menos favorecidos.
  4. 4. Todos os dias determinado Bom Samaritano abastado aproximava-se do pobre Mendigo,
  5. 5. depositando uma moeda em sua latinha.
  6. 6. O infeliz Cego agradecia sempre humildemente a doação e - quando percebia ser bastante seguro para não ser notado – jogava fora a moedinha
  7. 7. Bem longe, para que nunca mais pudesse alcançar. Bravejando contra o avarento milionário, que apenas uma insignificante moeda novamente lhe dava.
  8. 8. Com o passar de um ano, o rico Fiel – curioso em saber sobre o Ceguinho – indagou-lhe qual fim dera aos seus &quot;valiosos donativos&quot;.
  9. 9. <ul><li>&quot;Ora&quot;, respondeu o Pedinte, &quot;mas afinaal </li></ul><ul><li>o que poderia eu fazer com uma simples </li></ul><ul><li>moedinha, </li></ul>
  10. 10. a não ser desfazer-me rapidamente dela, para ninguém notar quanto envergonhado fico com tamanha humilhação?&quot;
  11. 11. O bom Cristão veio então com uma inesperada lição, que muito fez o Mendigo conscientizar-se de sua grande ignorância:
  12. 12. <ul><li>&quot;Se tiveste guardado cada moedinha de ouro </li></ul><ul><li>que lhe dei, hoje terias um quilo do mais </li></ul><ul><li>puro ouro, para pagar uma operação </li></ul><ul><li>que te devolveria a visão.&quot; </li></ul>

×