A teoria do legoO cubo daactividade da Empresa              Manuel Teixeira - 2004   1
A teoria do legoO cubo da actividade da Empresa                              Clientes (mercados)                          ...
O cubo da actividade da Empresa                    Opções Estratégicas de Base:                                           ...
O cubo da actividade da EmpresaProgredir nos eixos:1- Clientes e produtos (com tecnologiasConstantes).            A) Mudar...
O cubo da actividade da EmpresaProgredir nos eixos:1- Clientes e tecnologia (com produtosConstantes).             A) Mudar...
O cubo da actividade da EmpresaProgredir nos eixos:1- Produtos e tecnologia (com clientesConstantes).            A) Mudar ...
O cubo da actividade da Empresa                    A manobra complexa:             Clientes (mercados)                    ...
Estratégias deInternacionalização Manuel Teixeira - 2004   8
Estratégia de Internacionalização:                  Conceitos BásicosMichael Porter                “A estratégia de inter...
Estratégias deInternacionalização de Empresas    Classificação das estratégias de     internacionalização:      Internac...
Estratégias de internacionalização     como resposta a pressões do ambiente                                      Pressões ...
Objectivos                 Coordenação                           Integração                           Eficiência          ...
Ecs de escala Estratégias                 Ecs de alcance                            Custo dos recursos                 Glo...
Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia InternacionalExtensão do ciclo de vida do produto eda tecnol...
Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia Internacional                       Estratégia Multidoméstic...
Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia GlobalEnfoque na eficiência global.Menores custos, maior qua...
Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia Global                               Estratégia Transnaciona...
Formas Alternativas de       Internacionalização Empresarial   Modalidade de internacionalização mercantil:          A e...
Processo Estratégico de Internacionalização          ONDE?         Pesquisa de               O QUÊ?                COMO?  ...
Manuel Teixeira - 2004   20
Obrigado!Manuel Teixeira - 2004  Manuel Teixeira - 2004   21
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teoria Do Lego

996 visualizações

Publicada em

O cubo da atratividade da empresa.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria Do Lego

  1. 1. A teoria do legoO cubo daactividade da Empresa Manuel Teixeira - 2004 1
  2. 2. A teoria do legoO cubo da actividade da Empresa Clientes (mercados) Produtos (necessidades Satisfeitas, Funções Desempenhadas) Tecnologia Manuel Teixeira - 2004 2
  3. 3. O cubo da actividade da Empresa Opções Estratégicas de Base: •1- Clientes: com produtos e tecnologias Constantes. Ex: Siderurgia, matérias primas etc. •2- Produtos: com clientes e tecnologias Constantes. Ex: electrodomésticos. Clientes (mercados) •3- Tecnologia: com clientes e produtos Constantes. Ex: Industria automóvel. Produtos (necessidades Satisfeitas, Funções Desempenhadas)Tecnologia Manuel Teixeira - 2004 3
  4. 4. O cubo da actividade da EmpresaProgredir nos eixos:1- Clientes e produtos (com tecnologiasConstantes). A) Mudar de produtos para os mesmos clientes, De seguida vender esses produtos a outros clientes. B) Encontrar novos clientes para os seus produtos, Depois vender-lhes outros produtos. C) Mudar clientes e produtos (ex: peugeot i.e. scooters) Manuel Teixeira - 2004 4
  5. 5. O cubo da actividade da EmpresaProgredir nos eixos:1- Clientes e tecnologia (com produtosConstantes). A) Mudar de tecnologia, De seguida vender os produtos a novos clientes. B) Mudar de clientes, Depois vender-lhes os produtos com a nova tecnologia. C) Mudar clientes e tecnologia (ex: não há exemplos) Manuel Teixeira - 2004 5
  6. 6. O cubo da actividade da EmpresaProgredir nos eixos:1- Produtos e tecnologia (com clientesConstantes). A) Mudar de tecnologia, De seguida aplicar esta tecnologia para fazer novos produtos. B) Mudar de produtos, Depois mudar de tecnologia. C) Mudar produtos e tecnologia (ex: com base na marca) Manuel Teixeira - 2004 6
  7. 7. O cubo da actividade da Empresa A manobra complexa: Clientes (mercados) Desenvolver nos três eixos Produtos (necessidades Satisfeitas, Funções Desempenhadas)Tecnologia Manuel Teixeira - 2004 7
  8. 8. Estratégias deInternacionalização Manuel Teixeira - 2004 8
  9. 9. Estratégia de Internacionalização: Conceitos BásicosMichael Porter  “A estratégia de internacionalização corresponde a uma lógica de diversificação geográfica no processo de desenvolvimento da empresa” (Michael Porter, 1986. In: Changing Patterns of International Competition).  Qualquer empresa com operações internacionais tem de escolher a melhor via para balancear os interesses econômicos da integração global com as vantagens comerciais da adequação local. Manuel Teixeira - 2004 9
  10. 10. Estratégias deInternacionalização de Empresas  Classificação das estratégias de internacionalização:  Internacional  Multidoméstica  Global  Transnacional Manuel Teixeira - 2004 10
  11. 11. Estratégias de internacionalização como resposta a pressões do ambiente Pressões do ambiente tecnológico e concorrencialPressões docontextoeconómico Pressões do contexto político e cultural Manuel Teixeira - 2004 11
  12. 12. Objectivos Coordenação Integração Eficiência Global Diferenciação Transnacional Adaptabilidade Flexibilidade MultidomésticaInovaçãoAprendizagem Internacional Manuel Teixeira - 2004 12
  13. 13. Ecs de escala Estratégias Ecs de alcance Custo dos recursos Global Diferenças culturais Transnacional Factores políticos LocalizaçãoAbertura à aprendizagem Redução dos ciclos. Custos de I + D Multidoméstica Internacional Manuel Teixeira - 2004 13
  14. 14. Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia InternacionalExtensão do ciclo de vida do produto eda tecnologia.Exemplos: Pficer, P&G, GE. Manuel Teixeira - 2004 14
  15. 15. Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia Internacional Estratégia MultidomésticaExtensão do ciclo de vida do produto e Ênfase na diferenciação nacional.da tecnologia. Activos e recursos distribuídos.Exemplos: Pficer, P&G, GE. Unidades nacionais auto- suficientes. Exemplos: Unilever, ICI, Philips, Nestlé. Manuel Teixeira - 2004 15
  16. 16. Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia GlobalEnfoque na eficiência global.Menores custos, maior qualidade.Exportação agressiva.Concentração de I+D, produção eoperações chave.Exemplos:Japanese Toyota, Canon, Komatsu,Matsushita.Estratégia Internacional Estratégia MultidomesticaExtensão do ciclo de vida do produto e Ênfase na diferenciação nacional.da tecnologia. Activos e recursos distribuídos.Exemplos: Pficer, P&G, GE. Unidades nacionais auto- suficientes. Exemplos: Unilever, ICI, Philips, Nestlé. Manuel Teixeira - 2004 16
  17. 17. Classificação das estratégiasde InternacionalizaçãoEstratégia Global Estratégia TransnacionalEnfoque na eficiência global. Desenvolvimento simultâneo deMenores custos, maior qualidade. inovação, flexibilidade eExportação agressiva.Concentração de I+D, produção e eficiência.operações chave. Procura de optimização naExemplos: configuração de recursos e deJapanese Toyota, Canon, Komatsu, activos e competências.Matsushita. Exemplos: ABBEstratégia Internacional Estratégia MultidomesticaExtensão do ciclo de vida do produto e Ênfase na diferenciação nacional.da tecnologia. Activos e recursos distribuídos.Exemplos: Pficer, P&G, GE. Unidades nacionais auto- suficientes. Exemplos: Unilever, ICI, Philips, Nestlé. Manuel Teixeira - 2004 17
  18. 18. Formas Alternativas de Internacionalização Empresarial Modalidade de internacionalização mercantil:  A exportação é o meio mais directo de internacionalização.  A exportação directa ocorre quando a empresa vende directamente a um importador de um um país estrangeiro. A exportação indirecta, por sua vez, envolve o recurso a intermediários no país de destino. Vantagens Desvantagens • Maior informação sobre • Maior dificuldade deExportação o mercado; de penetração inicial; • Maior controlo sobre os • Maiores custos de Directa canais de distribuição. estrutura. • Maior facilidade de • Menor controlo eExportação penetração inicial; informação sobre • Menores custos de Indirecta representação. o mercado. Manuel Teixeira - 2004 18
  19. 19. Processo Estratégico de Internacionalização ONDE? Pesquisa de O QUÊ? COMO? mercado e Modos de segmentação Posicionamento entrada internacional  Uma das principais razões para o fracasso de muitos negócios internacionais é a falta de preparo para enfrentar para enfrentar a complexidade e a incerteza decorrentes da intensa integração mundial.  É imprescindível uma investigação prévia à internacionalização.  Cuidado com o paradoxo do Ícaro! Manuel Teixeira - 2004 19
  20. 20. Manuel Teixeira - 2004 20
  21. 21. Obrigado!Manuel Teixeira - 2004 Manuel Teixeira - 2004 21

×