<ul><li>Uma Questão  </li></ul><ul><li>de Amor e Carinho </li></ul>
Foi num dia comum no Japão e numa praça esse acontecido. Nessa primeira foto, não se sabe como o pássaro morreu. Seria um ...
Talvez até por intuição, segundo o relato do fotografo essa ave que  chama o companheiro já sem vida, permaneceu durante o...
A Solicitação   E cantou num tom  triste. O homem imaginou que ela pedia algo. Ela voou até o corpinho, posou como querend...
A Despedida   Num olhar triste tendo a consciência do companheiro morto, como num  último gesto de respeito e talvez até d...
Uma Questão de Amor & Carinho Num ato emocionante todo o bando, segundo o relato de testemunhas,  com dezenas de aves sobr...
Um grito de dor e lamento Aquela ave que fez toda a cerimônia de despedida, quando o bando já ia alto, inesperadamente, vo...
Finalizando,  esses são fatos  que nos mostram  que Deus existe.
Formatação: Guidha Capelo Texto: Marcos Milhazes   Musica:  Enya /  J. S. Bach
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma Questao de Amor

3.517 visualizações

Publicada em

Uma Questao de Amor

Publicada em: Turismo, Tecnologia
2 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • que bien.... esto me sirve para lo de ofimatica que me tiene es mas embolatada.... jejejeje
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Um verdadeiro exemplo para os 'seres racionais'. Desconcertante!



    Se quiseres, vê a minha http://www.slideshare.net/mariaicaires/the-universal-way-to-express e vota 'UP'!



    Obrigada e sê feliz!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.517
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
421
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
194
Comentários
2
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma Questao de Amor

  1. 1. <ul><li>Uma Questão </li></ul><ul><li>de Amor e Carinho </li></ul>
  2. 2. Foi num dia comum no Japão e numa praça esse acontecido. Nessa primeira foto, não se sabe como o pássaro morreu. Seria um fato corriqueiro, mas o fotógrafo fez a grande diferença. A Morte
  3. 3. Talvez até por intuição, segundo o relato do fotografo essa ave que chama o companheiro já sem vida, permaneceu durante o dia todo pousada próximo à ave morta, parecendo pedir algo. Pulava de galho em galho sem temer os que se aproximavam até chegar bem próximo ao fotógrafo. A Solidariedade
  4. 4. A Solicitação E cantou num tom  triste. O homem imaginou que ela pedia algo. Ela voou até o corpinho, posou como querendo levantá-lo e alçou vôo até um jardim próximo. E o homem entendeu. Foi ao meio da rua, retirou a ave morta e colocou no canteiro indicado. Só então a ave solidária levantou vôo e atrás dela todo o bando.
  5. 5. A Despedida   Num olhar triste tendo a consciência do companheiro morto, como num último gesto de respeito e talvez até devoção a ave permanece alguns segundos junto ao corpinho antes dele ser retirado da rua para o jardim. a seu pedido. A foto traduz a eloqüência dos fatos, a essência do entender sem nada precisar pronunciar.
  6. 6. Uma Questão de Amor & Carinho Num ato emocionante todo o bando, segundo o relato de testemunhas, com dezenas de aves sobrevoaram o corpinho do companheiro morto antes de partirem. A foto diz quanta verdade existiu naquele momento de dor e respeito.
  7. 7. Um grito de dor e lamento Aquela ave que fez toda a cerimônia de despedida, quando o bando já ia alto, inesperadamente, voltou ao corpo  e num grito de não aceitação da morte, ainda tenta chamar o companheiro à vida ou uma despedida de amor e carinho como quase não mais existe entre os homens racionais aqui da terra...
  8. 8. Finalizando, esses são fatos que nos mostram que Deus existe.
  9. 9. Formatação: Guidha Capelo Texto: Marcos Milhazes Musica: Enya / J. S. Bach

×