remédios caseiros

1.766 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.766
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

remédios caseiros

  1. 1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃOINSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ PLANO DE FORMAÇÃO DOCENTE DO ESTADO DO PARÁ CURSO DE LICENCIATURA EM FISICA DISCIPLINA: BIOLOGIA - METODOLOGIA E PRÁTICA Osmarina Ferreira Quézia Couto
  2. 2. TEMA: O Uso deervas Medicinais na fabricação de Remédios Caseiro
  3. 3. “As plantas medicinais, por serem naturais, não fazem mal!”“Se não faz bem, mal também não fará!” Você concorda com e essas afirmações?
  4. 4. O uso de plantas medicinais, muitas vezes como única forma de alternativa terapêutica para as comunidades carentes, na figura do remédio caseiro.Fatores que contribuem para a utilização:A facilidade de acesso,O baixo custoA compatibilidade cultural com as tradições populares
  5. 5. Riscos e benefícios à SaúdeAs plantas medicinais se utilizadas adequadamente,podem manter, recuperar a saúde ou restabelecer oorganismo. Porém Se uma planta medicinal não forutilizada corretamente, poderá comprometer seriamente asaúde do corpo e causar vários problemas ao organismohumano; dentre eles podemos citar: as reações alérgicase os efeitos tóxicos em vários órgãos do corpo humano eaté mesmo a morte.
  6. 6. A manipulação de plantas medicinais requeralguns conhecimentos:1- Verificar a procedência da planta:Existem muitas plantas que crescem nosfundos dos quintais ou em terrenos baldiossem a mínima condição de cultivo e issopode comprometer a quantidade e aqualidade de princípios ativos.
  7. 7. 2- Não confundir a planta:As confusões com relação à identificação deplantas podem trazer diversos problemas como:uso de forma errada, intoxicação com a plantaerrada, compra ou venda da planta errada, plantiode espécie não adequada ao local, etc.
  8. 8. 3- Saber qual parte da planta dever ser usada:Para fim terapêutico é importante saber qual parte daplanta deve ser utilizada, isso porque em algumas delaso princípio ativo está concentrado nas folhas, em outras,nas flores, ou nas raízes.É preciso que a planta seja manipulada de forma apreservar esta quantidade de princípios ativos conferindoo máximo de eficácia.
  9. 9. 4- Conhecer seus princípios ativos:Princípio ativo: Propriedades medicinais outóxicas.Principais: ALCALÓIDES: Atuam no sistema nervoso central: Ação calmante, sedativo, estimulante, analgésico, anestésico. Alguns podem ser cancerígenos e outros antitumorais. Café, Maracujá, Guaraná, Jaborandi, erva-cidreira, anador, etc. Erva –cidreira anador
  10. 10. TANINOS: Adstringentes e antimicrobianos(antidiarréico): encontrados no agrião, aroeira,barbatimão, casca-de-cedro goiabeira, avenca,castanheiro, chá-preto. aroeira barbatimãoÓLEOS ESSENCIAIS: Bactericida, antivirótico,cicatrizante, analgésico, relaxante, expectorante,antiespasmódico. Ex: Alecrim, Erva cidreira,Camomila, Hortelãs, Sálvia, Alfavacão.Alecrim hortelã graúda
  11. 11. PRINCÍPIOS AMARGOS – a propriedade do sabor amargo éencontrada em muitas espécies vegetais. Alcachofra,chicória e boldo são espécies ricas em princípiosamargos. Boldo alcachofraFLAVONÓIDES –Possuem propriedades antioxidante, atrasa oenvelhecimento celular. Tem ação antiespasmódica, ação emdeterminados distúrbios cardíacos e circulatórios e em casosde cólicas estomacais . Ex: Camomila, Marcela, Calêndula,Arruda. arruda camomila
  12. 12. MUCILAGENS: Ação cicatrizantes, anti-inflamatório, laxativo, expectorante e antiespasmódico. Babosa ,malva, Babosa Malva5- Evitar a automedicação:São muitas as plantas que podem causar efeito colateralse não usadas da forma correta. É importante terconhecimento da dosagem e da forma como a plantamedicinal pode ser usada, isto é, se na forma de chá,cataplasma, compressas, xaropes, etc.
  13. 13. 6- Saber qual o melhor horário para colher aplanta:Não é recomendado fazer a coleta à noite, nasprimeiras horas da manhã ou em dia de chuva, issoporque nesses horários há uma grande quantidadede água e menor concentração de princípios ativos.
  14. 14. Conclusão :A crença popular de que as plantas por seremnaturais não fazem mal está incorreta. Por isso,todos os medicamentos, inclusive os “naturais” têmque ser usados com muita prudência, evitando quese coloque em risco a saúde dos seres humanos.

×