Unidade 7 pnaic.ppt

2.564 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
136
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Unidade 7 pnaic.ppt

  1. 1. PREFEITURA DE SÃO JOÃO DE MERITI SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA HETEROGENEIDADE DIFERENTES PERCURSOS Marilena Oliveira
  2. 2. BOAS VINDAS Objetivos da unidade: • Considerar a heterogeneidade como fenômeno intrínseco aos processos educativos; • Compreender a importância de organizar diferentes agrupamentos em sala de aula; • Planejar o ensino na alfabetização, analisando e criando propostas de organização de rotinas da alfabetização considerando a heterogeneidade; • Compreender a importância da avaliação no ciclo de alfabetização, refletindo sobre a função do diagnóstico no acompanhamento das aprendizagens.
  3. 3. LEITURA DELEITE O Meio do Caminho Carlos Drummond de Andrade No meio do caminho tinha uma pedra Tinha uma pedra no meio do caminho Tinha uma pedra No meio do caminho tinha uma pedra. Nunca me esquecerei desse acontecimento Na vida de minhas retinas tão fatigadas. Nunca me esquecerei que no meio do caminho Tinha uma pedra Tinha uma pedra no meio do caminho No meio do caminho tinha uma pedra.
  4. 4. DINÂMICA " Das diferenças “ PAPEL, LÁPIS OU CANETA DEVOLUTIVA DO PRAZER DE CASA • Projeto iniciado 1 PROFESSOR DE CADA ANO DO CICLO
  5. 5. ESCRITA DOCENTE Escrever uma carta para um professor que no 4º bimestre ainda possui alunos pré-silábicos e silábicos.
  6. 6. REDE DE IDEIAS • Relacionar o estudo de casos entregue com a leitura feita: • Ano 1:Páginas 6 a 8 e de 18 a 20 • Ano 2: Páginas 06 a 15 • Ano 3: Páginas 06 a 17
  7. 7. PRÁXIS •Estudo de Casos comparando com o material lido.
  8. 8. DESTAQUES “... a heterogeneidade é um fenômeno intrínseco ao fenômeno educativo. Jamais teremos uma turma de alunos iguais, com as mesmas experiências anteriores, mesmos interesses, mesmos conhecimentos.” (Ano 1, pág. 14)
  9. 9. Os alunos agrupados em uma mesma sala de aula, apesar de terem, geralmente, a mesma idade ou idades próximas, não aprendem as mesmas coisas, da mesma maneira e no mesmo momento. Como cada aluno é um indivíduo diferente do outro, um ser único, que vivencia experiências extraescolares distintas, é impossível existir uma sala de aula homogênea.” (Ano 2, pág. 6) 
  10. 10. “se entendermos o que cada aluno já sabe e soubermos escolher as melhores opções didáticas para cada um deles, teremos percorrido um longo caminho na nossa profissionalização. Se, além disso, soubermos atuar com todos ao mesmo tempo, atendendo às diferentes demandas e auxiliandoos, teremos construído um belo perfil de professor(a) alfabetizador(a)”. (Ano 3, pág. 10)
  11. 11. É PARA RIR ?
  12. 12. AVALIAÇÃO • Ainda restam pedras no caminho? • O encontro de hoje ajudou a sua prática de sala de aula?
  13. 13. CONCLUINDO “O importante, na democratização do ensino, não é “fazer como se” cada um houvesse aprendido, mas permitir a cada um aprender. Quando não se consegue isso, a solução não é esconder a cabeça na areia, mas reconhecer um fracasso, que é, primeiramente, o da escola, para melhor “retomar o trabalho”. Aí está a verdadeira clivagem: frente a desigualdades de aquisições e de níveis escolares devidamente constatados, uns baixam os braços e invocam a fatalidade e os limites da natureza humana, outros buscam novas estratégias” (PERRENOUD, 1995). Livro: Ano 3
  14. 14. PRAZER DE CASA Registrar durante 1 semana o trabalho realizado com alunos pré-silábicos e silábicos com e sem valor sonoro respondendo a questão: Ainda com voluptuosa heterogeneidade como as minhas intervenções ,enquanto professor(a), pode garantir a aprendizagem dos alunos?
  15. 15. AGENDA PRÓXIMO ENCONTRO 23/10/13

×