O QUE JOSEPH RATZINGER DISSE SOBRE MATEUS 28:19

5.051 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
13 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • @Adelson Fernandes DISSESTE TUDO! PARABÉNS!!!!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • pelo amor que voces tem a Deus, entendam que estas bases UNITARIANAS, o adventista pode até divulgar, porém, está de acordo com as escrituras peshitas mais antigas, lembrem-se que posição evangélica ou católica nenhuma, pode refutar a br'it hadasháh( nova aliança), os discípulos de YESHUA, sempre ensinaram assim, depois disso só temos falácias e achismos. A CONCEPÇÃO DE "TRINDADE" É PAGÃ" ah! não sou adventista!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • vc esqueceu desta pag..'The basic form of our (Matthew 28:19 Trinitarian) profession of faith took shape during the course of the second and third centuries in connection with the ceremony of baptism. So far as its place of origin is concerned, the text (Matthew 28:19) came from the city of Rome.' The Trinity baptism and text of Matthew 28:19 therefore did not originate from the original Church that started in Jerusalem around AD 33. It was rather as the evidence proves a later invention of Roman Catholicism completely fabricated. Very few know about these historical facts.' --- Introduction to Christianity By Joseph Ratzinger. page 82-83. THE 1968 EDITION.

    Tradução:

    'A forma básica da nossa profissão de fé trinitariana (Mateus 28:19) tomou forma durante o curso dos séculos segundo e terceiro em conexão com a cerimônia de batismo. Medida em que o seu lugar de origem está em causa, o texto (Mateus 28:19) veio da cidade de Roma.'
    O batismo da Trindade e texto de Mateus 28:19, portanto, não se originou a partir da Igreja original, que começou em Jerusalém por volta do ano 33. Era um pouco como a evidência demonstra uma invenção posterior do catolicismo romano completamente inventada. Muito poucos sabem sobre estes fatos históricos.' --- Introdução ao Cristianismo por Joseph Ratzinger. página 82-83. Edição de 1968.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • CITAÇÕES DO LIVRO: “EM BUSCA DE IDENTIDADE” (Casa Publicadora Brasileira) – textos a seguir:



    TENTATIVA DE ESTABELECER A TRINDADE: “EM BUSCA DE IDENTIDADE”- CPB - Página 157 – 1º parágrafo (parte):-
    ...o período que vai de 1919 a 1950 houve também TENTATIVAS DE TORNAR O ADVENTISMO MAIS CRISTÃO, especialmente durante a década de 1940. Essa década, por exemplo, testemunhou esforços da parte de alguns de “PURIFICAR” e fortalecer as publicações adventistas. Três áreas ilustram essa tendência. A PRIMEIRA DIZ RESPEITO À TRINDADE.




    1930 – A PRIMEIRA DECLARAÇÃO TRINITÁRIA: “EM BUSCA DE IDENTIDADE”- CPB - Página 158 – 2º parágrafo: -
    A década de 1930 veria uma constante discussão sobre a Trindade. A denominação PUBLICOU PELA PRIMEIRA VEZ uma declaração DE CRENÇAS FUNDAMENTAIS em seu Yearbook (anuário) de 1931. Ela era EXPLICITAMENTE TRINITARIANA. Embora tecnicamente se tratasse de uma declaração não oficial, ela mostrou de maneira definitiva OS RUMOS QUE A LIDERANÇA DA IGREJA ESTAVA TOMANDO.





    URIAS SMITH – REVISADO - 1942 ...”EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 159 – início)
    ... nova edição de um livro de Urias Smith, Daniel and the Revelatrion. Em março de 1942, o corpo diretivo da Associação Geral e os gerentes das editoras adventistas da América do Norte se encontraram e decidiram que a maior parte do livro permaneceria com Smith havia escrito, mas ALGUMAS MUDANÇAS DEVIAM SER FEITAS. Uma delas seria a supressão de declarações antitrinitarianas e semi-arianas do volume, porque “nossa comissão está convencida de que tal ensino não encontra apoio nem na Bíblia nem no Espírito de Profecia”.




    NATUREZA HUMANA DE CRISTO: - “EM BUSCA DE IDENTIDADE” - CPB (Página 159 – 1º Parágrafo): -
    Uma segunda tentativa importante de “LIMPAR” as publicações adventistas para fazer a denominação parecer mais ortodoxa tinha a ver com a natureza humana de Cristo ... a natureza pecaminosa de Cristo: UM PONTO DE VISTA QUE OUTROS CRISTÃOS GERALMENTE REPUGNAVAM.




    TENTAR FAZER PARECER MAIS CRISTÃO O ADVENTISMO: “EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 161 – 1º parágrafo): -
    Talvez a tentativa mais bem-sucedida de fazer O ADVENTISMO PARECER MAIS CRISTÃO (ou pelo menos mais respeitável) veio da pena de F.D.Nichol, diretor do periódico Review and Herald de 1945 a 1966.





    TENTAR DAR MAIS “RESPEITABILIDADE” PARA A DENOMINAÇÃO – “EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 161 – último parágrafo): -
    Outra iniciativa de um adventista PARA DAR RESPEITABILIDADE HISTÓRICA PARA A DENOMINAÇÃO foi a publicação dos quatros alentados volumes de L.E. Froom com o título de Phophetic Faith of Our Fathers (1946-1954).




    APOSTASIA ÔMEGA – A MAIORIA SE AFASTA DOS PRINCÍPIOS – “EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 174 – primeiro parágrafo - parte) :-
    ... a respeito da natureza humana de Cristo. Ao contrário, o ensino do Questions on Doctrine sobre o assunto representa UMA INVERSÃO DO PONTO DE VISTA DA MAIORIA da Igreja Adventista na primeira metade do século. Essa mudança provocaria constante controvérsia.




    1956 – LÍDERES ADVENTISTAS BARGANHAM A FÉ COM OS EVANGÉLICOS – NÃO QUERIAM SER CHAMADOS DE “SEITA” – “EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (página 170, 2º e 3º parágrafos): -
    Em contrapartida, Barnhouse aprovou a “LIDERANÇA SENSATA” da igreja, “QUE ESTÁ RESOLVIDA A PÔR FREIOS EM QUALQUER MEMBRO QUE TENTE APRESENTAR PONTOS DE VISTA DIVERGENTES DOS ADOTADOS PELA LIDERANÇA RESPONSÁVEL DA DENOMINAÇÃO”. Barnhouse concluiu dizendo estar contente em “poder fazer justiça a um caluniado grupo de crentes sinceros, e em nossa mente e coração retirá-los da categoria de rematados heréticos como as testemunhas de Jeová, os mórmons e os cientistas cristãos, para reconhecê-los como irmãos redimidos e membros do corpo de Cristo (Eternity, setembro de 1956, págs. 6,7 e 45).
    Esse anúncio sem precedentes da ortodoxia adventista por parte de um notável líder do movimento evangélico conservador foi resultado de uma série de 18 encontros realizados entre a primavera de 1955 e o verão de 1956 por líderes como Froom, Anderson e W.E.Read (diretor do Instituto de Pesquisas Bíblicas) e Barnhouse e Walter Martim (especialista em seitas norte-americanas comissionado pela Editora Zondervan a escrever um livro sobre o adventismo).
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • INFILTRAÇÃO JESUITAS NAS IGREJAS – 1945:
    https://www.youtube.com/watch?v=qbEfWvShFBs
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.051
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
33
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
116
Comentários
13
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O QUE JOSEPH RATZINGER DISSE SOBRE MATEUS 28:19

  1. 1. 1
  2. 2. * SERÁ QUE ISSO ESTÁ CERTO? * QUER VER O QUE REALMENTE O PAPA ESCREVEU? * ENTÃO PROSSIGA COMIGO
  3. 3. O livro foi escrito originalmente em alemão, com o título: Einführung in das Christentum Traduzido para o inglês, com o título: Introduction to Christianity Traduzido para o português, com o título: Introdução ao Cristianismo
  4. 4. Para compreender e verificar a verdade sobre o assunto, fiz algo que qualquer um pode fazer também: Baixei as versões em alemão, inglês e português do livro Introdução ao Cristianismo. Com o auxílio do Google tradutor, comparei o que está escrito em alemão com o inglês e português. O resultado é o seguinte:
  5. 5. Percebi que a confusão está acontecendo basicamente devido a um problema de INTERPRETAÇÃO DE TEXTO. O texto foi mal interpretado e encontrou ninho no seio daqueles que já vinham abrigando a ideia de que Mateus 28:19 foi adulterado, mesmo com todas as inúmeras evidências dadas pelo Espírito de Profecia de que o texto é original, provindo diretamente do Senhor Jesus, registrado no manuscrito grego Textus Receptus - original da Bíblia.
  6. 6. O texto objeto da polêmica está no capítulo 2, na página 45 do original em alemão, onde o autor tenta explicar o origem e a estrutura do Credo Apostólico, e sua influência nas crenças católicas.
  7. 7. O papa diz: “Talvez seja útil começar a discussão com alguns poucos fatos sobre a origem e estrutura do Credo.” De qual Credo o papa está falando? ►Do Credo Apostólico, como ele mesmo disse no início do capítulo.
  8. 8. ► Esse é o Credo Apostólico, o qual, segundo o papa, é o guia para compreender a base da crença cristã. ► O que o papa disse é que o CREDO APOSTÓLICO, e não Mateus 28:19, foi originado na cidade de ROMA. Ele não estava se referindo ao batismo ou Mateus 28:19, como muitos pensam. Basta ler todo o contexto e analisar atentamente.
  9. 9. Veja o texto em inglês: “The basic form of our profession of faith took shape during the course of the second and third centuries in connection with the ceremony of baptism. So far as its place of origin is concerned, the text came from the city of Rome.” (p. 83). Agora compare com a tradução que fizeram para o português: “A forma básica do nosso símbolo apostólico cristalizou-se no correr do segundo e terceiro século, em nexo com o rito batismal. Trata-se originariamente de uma fórmula nascida na cidade de Roma.” (p. 54).
  10. 10. Naquilo que eu conferi, a tradução para o inglês está de acordo com o original alemão. Mas veja que a tradução para o português não foi fiel ao texto original. ► Profession of faith (profissão de fé), que está se referindo ao texto do Credo, foi traduzidopor símbolo apostólico. ► The text (o texto), foi traduzido por uma fórmula.
  11. 11. O papa prossegue. E nisso ele confirma algumas coisas muito interessantes. Veja primeiro a continuação do texto. “Contudo, seu lugar interno de origem é a liturgia, ou mais exatamente, o batismo. O rito batismal fundamentalmente orientava-se pelas palavras de Cristo: "Ide, fazei discípulos a todos os povos e batizai-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo" (Mt 28, 19).” (p.54).
  12. 12. O que o autor está dizendo aqui? Quando diz “seu lugar interno de origem”, ele está se referindo à origem do Credo católico. Aqui fica claro que o pronome “seu” retoma o substantivo Credo. Isso é simples interpretação de texto. Ele não pode estar se referindo a algo que ainda nem citou, portanto, definitivamente não estava fazendo menção a Mateus 28:19.
  13. 13. Além disso, ele diz que a Igreja foi buscar a base do Credo no rito batismal, citado no texto de Mateus 28:19.
  14. 14. Com isso podemos facilmente concluir que Joseph Ratzinger está, na verdade, confirmando que Mateus 28:19 é autêntico, uma vez que ele diz que esse foi o texto que serviu de base para a Igreja estabelecer o seu Credo. Em momento algum ele diz que o texto não é autêntico ou que a Igreja o adulterou.
  15. 15. Na continuidade do texto, veja como Joseph Ratzinger confirma sua crença na autenticidade de Mateus 28:19: “This again was fundamentally based on the words of the risen Christ recorded in Matthew 28:19: “Therefore go and make disciples of all nations, baptizing them in the name of the Father and of the Son and of the Holy Spirit.” (p. 83) “Isso novamente estava baseado fundamentalmente nas palavras do Cristo ressuscitado, registradas em Mateus 28:19: Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.”
  16. 16. CONCLUSÃO: ►Não podemos acreditar em tudo o que nos dizem sem verificar por nós mesmos se está de acordo com a Palavra de Deus e os Testemunhos. ►Mais uma vez muitos são enganados, por causa de um erro que está baseado em outro grande erro: a incapacidade de harmonizar a Bíblia com o Espírito de Profecia, sem achar que foram mudados.
  17. 17. ►Se não ficou claro para você o que foi explicado aqui, ou tiver dúvidas, por favor, escreva ou ligue-nos, que estaremos abertos a esclarecer o que for necessário.
  18. 18. PROJETO PREPARAR UM POVO Email: prepararumpovo@aol.com Telefone: (51) 8255-3539 - TIM

×