Fernando Pessoa   Quando Ela Passa Quando eu me sento à janela P’los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quan...
Lançou-me a mágoa seu véu: - Menos um ser neste mundo E mais um anjo no céu.
Quando eu me sento à janela, P’los vidros que a neve embaça Julgo ver a imagem dela Que já não passa… não passa…
Trabalho realizado por: Fábio Quattrocchi nº5 Gustavo Silva nº6
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Quando Ela Passa

2.332 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quando Ela Passa

  1. 1. Fernando Pessoa Quando Ela Passa Quando eu me sento à janela P’los vidros que a neve embaça Vejo a doce imagem dela Quando passa… passa… passa…
  2. 2. Lançou-me a mágoa seu véu: - Menos um ser neste mundo E mais um anjo no céu.
  3. 3. Quando eu me sento à janela, P’los vidros que a neve embaça Julgo ver a imagem dela Que já não passa… não passa…
  4. 4. Trabalho realizado por: Fábio Quattrocchi nº5 Gustavo Silva nº6

×