Os Coentros<br />
Classificação científica:Reino: PlantaeDivisão: MagnoliophytaClasse: MagnoliopsidaOrdem: ApialesFamília: ApiaceaeGénero:Co...
Descrição:Planta herbácea anual com caule erecto, canelado e ramificado, suportando folhas alternas divididas em segmentos...
Origem:Região mediterrânia, sendo muito cultivada no Norte de África, em Marrocos, e na Europa.<br />Utilização medicinal<...
Cultivo<br />São preferidos os solos férteis, profundos, bem drenados e com boa exposição à radiação solar. Devem ser evit...
Uso interno<br />Infusão: 1 colher de sopa de folhas, frutos ou flores picados, por litro de água. <br />Tomar 2 a 3 cháve...
Os coentros
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os coentros

1.395 visualizações

Publicada em

Liliana e Mariana - 5ºC

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os coentros

  1. 1. Os Coentros<br />
  2. 2. Classificação científica:Reino: PlantaeDivisão: MagnoliophytaClasse: MagnoliopsidaOrdem: ApialesFamília: ApiaceaeGénero:CoriandrumEspécie: Coriandrumsativum<br />
  3. 3. Descrição:Planta herbácea anual com caule erecto, canelado e ramificado, suportando folhas alternas divididas em segmentos lineares As folhas têm um aroma forte quando esmagadas, lembrando o cheiro exalado por percevejos. São de coloração verde-brilhante e apresentam-se em duas formas: as inferiores pinadas e as superiores bipinadas. A planta pode atingir de 0,70 a 1,00m de comprimentoPertence à família das Umbelíferas. É nativa em países da Europa.Reproduz-se espontaneamente, sendo encontrada, às vezes, fora de cultura. Esta planta adapta-se melhor aos solos férteis, ácidos, bem drenados, leves e profundos, necessitando de iluminação plena. Prefere climas quentes, sendo sensível a temperaturas baixas. A capacidade de germinação das sementes aumenta muito se ficarem na terra de um ano para o outro. A colheita é delicada, pois devem ser cortadas as umbelas quando entre 50 e 60% dos frutos tiverem mudado da cor verde para amarelada. <br />
  4. 4. Origem:Região mediterrânia, sendo muito cultivada no Norte de África, em Marrocos, e na Europa.<br />Utilização medicinal<br />Estimulante, carminativo, antiespasmódico. As suas propriedades só são conhecidas empiricamente. Na medicina caseira é muito usado para acalmar os males do estômago em infusões. O chá de coentro também possui efeito sedativo.<br />Utilização culinária<br />As folhas com seu aroma intenso é óptimo tempero para saladas, legumes, aves e ainda dá sabor às azeitonas. <br />
  5. 5. Cultivo<br />São preferidos os solos férteis, profundos, bem drenados e com boa exposição à radiação solar. Devem ser evitados solos ácidos e os que retêm muita humidade.<br />Solos ricos em nitrogênio e adubações nitrogenadas intensas devem ser evitadas, pois o excesso de nitrogênio atrasa o amadurecimento das sementes ou prolonga o <br />Período de progressivo amadurecimento e reduz a produção. Adubações com fósforo e potássio no mesmo ano do plantio produzem sementes aromáticas.<br />
  6. 6. Uso interno<br />Infusão: 1 colher de sopa de folhas, frutos ou flores picados, por litro de água. <br />Tomar 2 a 3 chávenas por dia.<br />Curiosidades<br />O coentro é uma excelente fonte de fibras dietéticas, ferro, magnésio e manganês.<br />As sementes de coentro funcionam como um estimulante para o estômago e o intestino, o que faz delas uma iguaria para ser consumida como aperitivo antes das refeições.<br />O coentro é rico em vitamina A, que age em nosso organismo combatendo os radicais livres. <br />Ele contém também linalol, um composto que ajuda a combater as flatulências.<br />

×