TerPsíCore
Base de dados de dança e artes performativas
3º fórum do INET-MD
ARQUIVOS DE MÚSICA E DANÇA
2.VII.2016
maria jo...
artes
performativas
dança
produzida em
Portugal
arquivo
documental
TerPsíCore
Base de dados de dança e artes performativas
Início: doações de docentes da Faculdade de
Motricidade Humana (2007)
Materializa-se: plataforma em linha através do
softw...
TerPsíCore
Base de dados de dança e artes performativas
DOCUMENTOS escritos
DOCUMENTOS
iconográficos
DOCUMENTOS fonográfic...
organigrama
INET-md
Arca
Arquivo
docume
ntos em
bruto
TerPsíCore
BD
Docs IMG VID AUD HIB
Arquivo Ícones
Etiquetas
antes
• Arquivo como repositório dos objetos
agora
• Registo (Amplificação)
• Disseminação (na rede)
• Arquivo de acessos ...
Dublin Core® Metadata Initiative (DCMI)
http://dublincore.org/
europeana collections
http://www.europeana.eu/portal/
Dublin Core de
Terpsicore
DC Terpsicore Equivalência Dublin Core Comentários
Identificador organização interna de Weebox
T...
Portal de Entrada
http://weebox.fmh.ulisboa.pt
Pesquisa Avançada
∎ Autoria
∎ Documento
∎ Obra
TerPsíCore
Base de dados de ...
Lista de resultados
após pesquisa
Lista de
resultados
após
pesquisa
por autor
Exemploderegisto
Exemploderegisto
deacesso
Nível de disponibilidade
suporte físico
• instalações do arquivo, que se
localizam no Edifício Esteiros
da Faculdade de Mo...
Objetos
Software
Publico-
alvo
TerPsíCore
Base de dados de dança e artes performativas
Como arquivar a dança?
Como arquivar a dança?
crítica
clip vídeo
Programa
…
testemunho
de
intérprete
conjunto
fotos
entrevista
com o
coreógrafo
Introdução de dados
Extensão do
projeto
Alimentação
constante
Crédito na
documentação
Palavras-chave
Rede de
supervisão
Palavras-chave
vocabulário
controlado
ÁFRICA HUMOR
ÁGUA IMPROVISAÇÃO
ANIMAIS INTENSIFICAÇÃO
ANTROPOFAGIA CULTURAL LITERATU...
backoffice
backoffice
backoffice
vídeos
programas de
espetáculos
críticas de dança
TerPsíCore
Base de dados de dança e artes performativas
Linkar
estruturas
de dança
?
Registar a
experiência
subjetiva
?
Website ?
TerPsíCore
Base de dados de dança e artes perfor...
TerPsíCore
Base de dados de dança e artes performativas
3º fórum do INET-MD
ARQUIVOS DE MÚSICA E DANÇA
2.VII.2016
maria jo...
Terpsícore - Base de dados de dança e artes performativas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Terpsícore - Base de dados de dança e artes performativas

43 visualizações

Publicada em

forum INET-md FMH 02.VII.2016

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
43
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Terpsicore é um arquivo documental dedicado às artes performativas e à dança produzida em Portugal. Na sua origem constituí-se a partir de doações de docentes da Faculdade de Motricidade Humana, sofreu evoluções e hoje pretende ser um repositório em linha que junta acervos sobre o tema.

    Realidade portuguesa
  • Desde 2015, a BD Terpsicore possui uma plataforma em linha através do software Weebox. (http://weebox.fmh.ulisboa.pt)

    Encontra-se ainda numa versão em fase de desenvolvimento e testes, isto é em Versão beta, versão em transformação para tornar mais fácil de utilizar, mais amigável.

  • No Início, em 2007, constituía-se como um repositório de documentos de 4 tipos, escritos, iconográficos, fonográficos e audiovisuais.

    Com o trabalho de vários bolseiros foram sendo inseridos vários documentos,  recursos primários, tais como programas de espetáculos, folhetos, recortes de jornais, críticas publicadas, iconografia e amostras de vídeo, de acordo com um conjunto de campos editáveis em ficheiros do Microsoft Access ou File Maker Pro.

  • Temos neste esquema uma ideia do seu funcionamento inicial
  • A BD Como Arquivo Pressupõe um sistema de organização que remete para o esquecimento um conjunto de materiais que a ele pertencem.
    A Ideia de registar generalizou-se e amplificou-se para aceder noutro tempo diferente daquele do registo. Vivemos uma época em que registamos tudo e disseminamos na rede, podendo considerar a NET como grande repositório (sem acesso total).

    Como são os arquivos hoje? Já não é o repositório dos objetos, pode ser a organização dos acessos. Temos hoje arquivos de acessos.

    Império do registo e império dos acessos facilitados (canais
    Registo pessoal. Acervo pessoal. Como podemos aceder?

    Temos mais artigos
    Será que o crescimento é a sua morte?

  • Seguiu-se uma fase de procura de consenso relativamente aos campos da base de dados BD TerPsíCore de modo a desenvolver e a adaptá-la de acordo com o Dublin Core metadata, o esquema de metadados que visa essencialmente descrever objetos digitais, através do desenvolvimento de vocabulário especializado para descrever fontes e recursos da Web.
    Este processo foi essencial para adequar a BD TerPsicore à Europeana, uma coleção online multilinguagens de milhões de itens digitalizados a partir de museus europeus, bibliotecas, arquivos e coleções multimédia.


    (Iniciativa Dublin Core Metadados) é uma organização dedicada a promover a adoção de padrões de interoperabilidade de metadados e desenvolver vocabulários especializados para descrever fontes e recursos da Web para que os sistemas de busca e recuperação de informações sejam mais rápidos e flexíveis.
  • Temos, então a Base de dados organizada seguindo o protocolo Dublin Core, que inclui nos registos de cada documento a sua descrição física, a descrição do conteúdo, os direitos e autorias associadas.

    a fim de garantir uma melhor acessibilidade, a BD Terpsícore implica a passagem de um máximo de documentos em formato digital!



  • No portal de entrada

    BD terpsicore http://weebox.fmh.ulisboa.pt
    Backoffice da BD Terpsicore http://weebox.fmh.ulisboa.pt/manager

    Mais recentemente a equipa liderada pelo Prof. Daniel Tércio ao questionar-se acerca da função dos documentos está novamente a trabalhar no sentido de propor o acesso à BD apenas por autoria ou obra, assim como apresentará apenas um tipo de pesquisa no portal de entrada, prescindindo da atual pesquisa simples e assumindo imediatamente a pesquisa avançada (autoria e obra).




    BD terpsicorehttp://weebox.fmh.ulisboa.pt
    Backoffice da BD Terpsicore http://weebox.fmh.ulisboa.pt/manager
  • Temos o exemplo de uma pesquisa avançada por todos os acessos, do termo teatro camões em que o ícone da TerPsíCore é assumido para os documentos não disponíveis digitalmente.
  • Os resultados após pesquisa por autoria também deverão sofrer alterações identificando as funções diferenciadas dos autores, por exemplo DT articulista e DT investigador

    Olga Roriz, aparecem várias funções, diretor, coreógrafo, intérprete, ...

    Sagração da Primavera, Obra, problema:
    Em que ponto é que a versão da obra, por exemplo de 2008 e 2012, passa a ser outra obra? Existem critérios como uma percentagem de mudança de elenco, mudança de figuras importantes, décalage temporal 5 anos que permitem a sua catalogação de modo diferenciado?
    E Obras que integram danças tradicionais local, aspetos locais, como a viagem de FILIPA FRANCISCO, é a mesma ou outra obra?

    Ponto de vista do investigador, não faz sentido encontrar 10 viagens da Filipa Francisco ...


  • Exemplo registo
  • Introdução de acessos de objetos

    Exemplo acesso aos filmes do anime, cinemateca digital.

  • BD como arquivo não é apenas um repositório organizado, mas é também um sistema de acesso, um sistema de autorreprodução

    Assim, a BD apresenta diferentes níveis de disponibilidade

    em suporte digital, na vista alargada de cada registo contida na aplicação Electrónica
    em suporte físico nas instalações do arquivo, que se localizam no Edifício Esteiros da Faculdade de Motricidade Humana, ULisboa.
    e dando acesso a outras BD, permite visitar outras BD identificando a dança, dando-lhe relevância


    Será sempre um Arquivo limitado (Diferentes níveis de acesso) na medida em que nunca chegamos ao objeto-dança pela característica intangível das artes performativas

  • BD TerPsíCore que aspira à condição de rodear os objetos transitórios e efémeros e de ser capaz de os evocar através do cruzamento de diferentes materiais.



  • O pensamento arquivístico centra-se principalmente em objetos físicos, delimitados no tempo e espaço, enquanto a dança e as artes performativas têm
    como enfoque principal o corpo em movimento, uma performance efémera em diferentes contextos.

    Partindo da premissa de que O registo videográfico de uma peça não é a própria peça, Como se chega à realidade do objeto?

  • Podemos socorrer-nos de um método de aproximação que recorre a múltiplas fontes.

    A presença do espécime de dança (objeto) está no cruzamento de diversos materiais “rastos”, crítica, clip vídeo, programa, testemunho de interprete, um conjunto fotos, entrevista com o coreógrafo, no sentido de procurar um mapa “cartográfico” no terreno que permita configurar este objeto


  • Chegamos pois à um nível de articulação e complexidade que torna este Projeto extenso, e a necessitar constantemente de ser alimentado.

    Existe o problema de quem introduz os dados, do crédito que se dá ao que está no documento, por exemplo um programa, da atribuição de características mais subjetivas (como as palavras-chave, a rede de supervisão necessária


    Pode haver documentos que não remetem para autoria nem obra, a india dos mistérios, texto jornalístico; 1928, artigo dança africana, refere josefine baker, pesquisa todos, vira, acesso a outra BD
    Pesquisa, não pesquisa pelas palavras-chave,
  • backoffice
  • Atualmente já estão inseridos mais de 3000 documentos, essencialmente distribuídos do seguinte modo: Muitas críticas, bastantes programas de dança e poucos vídeos.
  • As questões de Como não reduzir um arquivo em dança à soma dos objetos físicos produzidos em redor de um espetáculo? Como incluir o público como ator da performance na base de dados? Ou Como documentar os próprios processos de criação? Estão latentes neste processo.

    Vemos como um futuro próximo, algumas possibilidades, como ligar à BD a BD de estruturas de dança, (TKB), encontrar um sistema de busca especializado em dança
    registar a experiência subjetiva do próprio intérprete, por exemplo, e …
  • … pensamos principalmente que a TerPsiCore, deveria ser integrada num website, ESTU(i)OS de DANÇA, de modo a explicar as considerações, o conjunto de reflexões sobre a base de dados, mais especificamente, sobre as relações entre arquivo, salvaguarda e valorização do património artístico português

    É nossa intensão favorecer a investigação sobre a história da dança em Portugal desenvolvendo um repositório articulado de fontes para investigadores, estudantes e outros interessados na área.

  • obrigada
  • Terpsícore - Base de dados de dança e artes performativas

    1. 1. TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas 3º fórum do INET-MD ARQUIVOS DE MÚSICA E DANÇA 2.VII.2016 maria joão alves
    2. 2. artes performativas dança produzida em Portugal arquivo documental TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas
    3. 3. Início: doações de docentes da Faculdade de Motricidade Humana (2007) Materializa-se: plataforma em linha através do software Weebox (2015) Endereço: http://weebox.fmh.ulisboa.pt Versão Beta: Em reestruturação (2016) TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas
    4. 4. TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas DOCUMENTOS escritos DOCUMENTOS iconográficos DOCUMENTOS fonográficos DOCUMENTOS audiovisuais
    5. 5. organigrama INET-md Arca Arquivo docume ntos em bruto TerPsíCore BD Docs IMG VID AUD HIB Arquivo Ícones Etiquetas
    6. 6. antes • Arquivo como repositório dos objetos agora • Registo (Amplificação) • Disseminação (na rede) • Arquivo de acessos (organização) TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas ARQUIVO
    7. 7. Dublin Core® Metadata Initiative (DCMI) http://dublincore.org/ europeana collections http://www.europeana.eu/portal/
    8. 8. Dublin Core de Terpsicore DC Terpsicore Equivalência Dublin Core Comentários Identificador organização interna de Weebox Tipo de registo organização interna de Weebox Título DC Title Subtítulo DC Title Assunto DC Subject Autor (do documento) DC Creator Outras referencias autorais DC Contributor Editor DC Publisher Data DC Date Local "DC qualificado Proveniência" Abrangência DC Coverage Descrição DC Description Palavras chaves sem DC associado Contexto DC Relation Comentários "DC qualificado Comentário" Obra de referência sem DC associado Antevisões relacionadas DC Relation Artigos relacionados DC Relation Críticas relacionadas DC Relation Folhas de sala relacionadas DC Relation Programa de espetáculos relacionados DC Relation Programas relacionados DC Relation Outros documentos relacionados DC Relation Tipo DC Type Complemento tipo DC Type Idioma (objeto) DC Language Suporte DC Format Complemento suporte DC Format Fonte DC Source Origem DC Source Fundo DC Source Acessibilidade DC Rights Identificador DC Identifier Idioma (ficha) DC Language Redactor ficha DC Creator Data de criação DC Date Última data de modificação DC Date Criado em organização interna de Weebox Submetido em organização interna de Weebox Disponibilizado em organização interna de Weebox Modificado em organização interna de Weebox Tamanho organização interna de Weebox Dublin Core® Metadata Initiative (DCMI) http://dublincore.org/ europeana collections http://www.europeana.eu/portal/
    9. 9. Portal de Entrada http://weebox.fmh.ulisboa.pt Pesquisa Avançada ∎ Autoria ∎ Documento ∎ Obra TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas
    10. 10. Lista de resultados após pesquisa
    11. 11. Lista de resultados após pesquisa por autor
    12. 12. Exemploderegisto
    13. 13. Exemploderegisto deacesso
    14. 14. Nível de disponibilidade suporte físico • instalações do arquivo, que se localizam no Edifício Esteiros da Faculdade de Motricidade Humana - ULisboa suporte digital • vista alargada de cada registo contida na aplicação eletrónica • Acesso a outras BD identificando a dança TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas
    15. 15. Objetos Software Publico- alvo TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas
    16. 16. Como arquivar a dança?
    17. 17. Como arquivar a dança? crítica clip vídeo Programa … testemunho de intérprete conjunto fotos entrevista com o coreógrafo
    18. 18. Introdução de dados Extensão do projeto Alimentação constante Crédito na documentação Palavras-chave Rede de supervisão
    19. 19. Palavras-chave vocabulário controlado ÁFRICA HUMOR ÁGUA IMPROVISAÇÃO ANIMAIS INTENSIFICAÇÃO ANTROPOFAGIA CULTURAL LITERATURA ARQUITETURA LUZ ARQUIVO MARIONETA ÁSIA MEMÓRIA BRASIL MORTE COMUNIDADE NATUREZA CONFLITO OBJETOS CONTACTO POLÍTICA EMOÇÕES PORTUGAL ESCULTURA QUEDA ESQUECIMENTO RELIGIÃO EUROPA REPÚBLICA FALHA RESISTÊNCIA FALSO RUÍNAS FESTA SENTIDOS FIGURINO TECNOLOGIA FMH TRANSE GÉNERO VIAGEM GEOMETRIA VOO
    20. 20. backoffice
    21. 21. backoffice
    22. 22. backoffice
    23. 23. vídeos programas de espetáculos críticas de dança TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas
    24. 24. Linkar estruturas de dança ? Registar a experiência subjetiva ? Website ? TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas FUTURO?
    25. 25. TerPsíCore Base de dados de dança e artes performativas 3º fórum do INET-MD ARQUIVOS DE MÚSICA E DANÇA 2.VII.2016 maria joão alves

    ×