Bioética

20.418 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre Bioética da Quarta NUFESP da Pastoral Familiar da sub-região de Piracicaba

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.418
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15.231
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
172
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bioética

  1. 1. Núcleo de Formação e Espiritualidade NUFESP
  2. 2. Conceitos 2
  3. 3. Ética Estudo Bom - Mau Correto - Incorreto Justo - InjustoAdequado - Inadequado 3
  4. 4. Ética Busca Justificativas para RégrasPropostas pela Moral e pelo Direito Mas... Não estabelece régras. 4
  5. 5. Ética AurélioÉtica é o estudo dos juízos de apreciaçãoreferentes à conduta humana suscetível dequalificação do ponto de vista do bem e do mal,seja relativamente a determinada sociedade, sejade modo absoluto.” 5
  6. 6. Ética HouaissEtimologiasubst. lat. ethìca ética, moral natural, parte dafilosofia que estuda a moral, do adj. gr. éthikós,fem.sing. éthikê ético, relativo à moral, substv. no neutro pl.tà éthicá tratado sobre a moral, ética, conexo com o gr.êthos,eos-ous modo de ser, caráter, costume; ver et(o)-;f.hist. sXV etica, sXV ethica, sXV eetica 6
  7. 7. ÉticaO maior tratado de Ética 7
  8. 8. Ética O maior tratado de ÉticaO decálogoOs dez Mandamentos 8
  9. 9. Ética O maior tratado de Ética A primeira tábua1.º - Amar a Deus sobre todas as coisas;2.º - Não usar o nome de Deus em vão;3.º - Guardar os domingos e festas de guarda; 9
  10. 10. Ética O maior tratado de Ética A segunda tábua 4.º - Honrar pai e mãe - Para que tenhas longa vida; 5.º - Não matar; 6.º - Não pecar contra a castidade; 7.º - Não roubar; 8.º - Não levantar falso testemunho; 9.º - Não desejar a mulher do próximo;10.º - Não cobiçar as coisas alheias; 10
  11. 11. Ética O maior tratado de ÉticaTámuindifíci ! ! ! (Está muito difícil ! ! !)Vamuajeitá ! ! ! (Vamos ajeitar ! ! !) 11
  12. 12. Ética O maior tratado de Ética1.º - Ama a Deus acima de tudo; Primeira tábua;2.º - Ama os outros como você ama a você mesmo; Segunda tábua; 12
  13. 13. 13
  14. 14. BioéticaDo Grego Bios + Ethos Vida + Relativo à ética 14
  15. 15. BioéticaÉ o estudo transdiciplinar entreBiologia, Medicina, Filosofia, (Ética) eDireito (Biodireito) que investiga ascondições necessárias para umaadministração responsável da VidaHumana, animal e responsabilidadeambiental. 15
  16. 16. Bioética HouaissRubrica: biologia, ética.estudo dos problemas e implicações moraisdespertados pelas pesquisas científicas em biologiae medicina [A bioética abrange questões como autilização de seres vivos em experimentos, alegitimidade moral do aborto ou da eutanásia, asimplicações profundas da pesquisa e da prática nocampo da genética etc.] 16
  17. 17. BioéticaQuem criou esse termo? O oncologista norte-americano, Van Reensselaer Potter, da Universidade de Wisconsin, em seu livro “Bhioethics: Bridge to the Future” (Bioética: Ponte para o Futuro), lançado em 1971. 17
  18. 18. BioéticaAssocia diversas disciplinascomprometidas com a vida: Humana Animal Vegetal 18
  19. 19. Bioética Reúne:Advogados; Filósofos;Assistentes Sociais; Médicos;Biólogos; Psicólogos; Sociólogos;Botânicos; Teólogos;Enfermeiros; Veterinários; 19
  20. 20. Bioética Considera:questões onde não existe consensomoral: 20
  21. 21. BioéticaReprodução assistida;Aborto;Clonagem;Eutanásia;Transgênicos;Pesquisas com célula tronco; A responsabilidade moral de cientistas em suas pesquisas e suas aplicações. 21
  22. 22. BioéticaCorrentes de bioética Liberal-radical; Pragmatista; Sociobiológica ou naturalista; Personalista; 22
  23. 23. BioéticaCorrentes de bioéticaLiberal-radical:• Absolutiza a liberdade individual; não reconhece o outro como um ser humano que merece ser respeitado.• Essa corrente “ética” se predispõe ao egoísmo, que leva a grandes arbitrariedades como, por exemplo, a liberação do aborto e a fertilização “in vitro”. 23
  24. 24. BioéticaCorrentes de bioéticaPragmatista: Mas o que é pragmatismo? 24
  25. 25. BioéticaCorrentes de bioéticaPragmatismo (do dicionário on line “http://www.dicio.com.br) sm (prágmato+ismo) 1 Ênfase no pensamento filosófico na aplicação das ideias e das consequências práticas de conceitos e conhecimentos; filosofia utilitária. 2 Tratamento dos fenômenos históricos com referência especial às suas causas, condições antecedentes e resultados. 3 Consideração das coisas de um ponto de vista prático. 25
  26. 26. BioéticaCorrentes de bioéticaPragmatismo (do dicionário on line “http://www.dicio.com.br) sm (prágmato+ismo) 1 Ênfase no pensamento filosófico na aplicação das ideias e das consequências práticas de conceitos e conhecimentos; filosofia utilitária. 2 Tratamento dos fenômenos históricos com referência especial às suas causas, condições antecedentes e resultados. 3 Consideração das coisas de um ponto de vista prático. 26
  27. 27. BioéticaCorrentes de bioéticaPragmatista (utilitarista): • Baseia-se no princípio do “custo benefício” e na “ótica utilitarista”. Vale a “utilidade social” da pessoa e não seu valor transcendente. • O idoso, o deficiente, a criança não-nascida, o doente incurável não são “úteis” para a sociedade como força de trabalho. • É a favor do suicídio assistido, da eutanásia, do aborto de fetos malformados. 27
  28. 28. BioéticaCorrentes de bioéticaSociobiológica ou naturalista: • Afirma que “tudo evolui” em função do “bem da espécie” e em função do “bem do gene”. • A moral deve estar subordinada ao avanço do progresso biológico, social e científico; bem como atender a interesses egoístas e soberbas intelectuais que pretendem ocupar o lugar de Deus. Dissociam a liberdade da responsabilidade. 28
  29. 29. BioéticaCorrentes de bioéticaPersonalista: • Respeita a sacralidade da vida humana, criada à imagem e semelhança de Deus. Olha para o homem como pessoa dotada de uma alma espiritual e imortal. Não rejeita os avanços da medicina, mas distingue, cuidadosamente, entre os bons, os maus e os indiferentes. 29
  30. 30. BioéticaQual delas é aceita pela Igreja? Liberal-radical; Pragmatista; Sociobiológica ou naturalista; Personalista; 30
  31. 31. BioéticaQual delas é aceita pela Igreja? Liberal-radical; Pragmatista; Sociobiológica ou naturalista; Personalista; 31
  32. 32. BioéticaNa visão da Igreja “Do momento da concepção até a morte, em qualquer situação de sofrimento ou de saúde, a pessoa humana é o ponto de referência e a medida entre o lícito e o não lícito”. 32
  33. 33. BioéticaPrincipal referência bibliográfica 33
  34. 34. BioéticaIntroduçãoA Bioética surgiu como umaesperança, dentro da sociedademoderna, capaz de harmonizar asconquistas científicas e tecnológicasmais recentes com o respeito pelosvalores fundamentais do ser humano. 34
  35. 35. BioéticaNa raiz de todos os documentos da Igrejaque tratam de temas bioéticos estásempre o amor à pessoa humana, assimcomo o apelo à proteção dos direitos damulher, da pessoa concebida e emgestação, daqueles que sofrem comalguma doença, dos pacientesterminais, das pessoas comdeficiências, ou seja, de todo o serhumano em quaisquer circunstâncias. 35
  36. 36. BioéticaNa raiz de todos os documentos da Igrejaque tratam de temas bioéticos estásempre o amor à pessoa humana, assimcomo o apelo à proteção dos direitos damulher, da pessoa concebida e emgestação, daqueles que sofrem comalguma doença, dos pacientesterminais, das pessoas comdeficiências, ou seja, de todo o serhumano em quaisquer circunstâncias. 36
  37. 37. BioéticaNa raiz de todos os documentos da Igrejaque tratam de temas bioéticos estásempre o amor à pessoa humana, assimcomo o apelo à proteção dos direitos damulher, da pessoa concebida e emgestação, daqueles que sofrem comalguma doença, dos pacientesterminais, das pessoas comdeficiências, ou seja, de todo o serhumano em quaisquer circunstâncias. 37
  38. 38. BioéticaNa raiz de todos os documentos da Igrejaque tratam de temas bioéticos estásempre o amor à pessoa humana, assimcomo o apelo à proteção dos direitos damulher, da pessoa concebida e emgestação, daqueles que sofrem comalguma doença, dos pacientesterminais, das pessoas comdeficiências, ou seja, de todo o serhumano em quaisquer circunstâncias. 38
  39. 39. BioéticaNa raiz de todos os documentos da Igrejaque tratam de temas bioéticos estásempre o amor à pessoa humana, assimcomo o apelo à proteção dos direitos damulher, da pessoa concebida e emgestação, daqueles que sofrem comalguma doença, dos pacientesterminais, das pessoas comdeficiências, ou seja, de todo o serhumano em quaisquer circunstâncias. 39
  40. 40. BioéticaNa raiz de todos os documentos da Igrejaque tratam de temas bioéticos estásempre o amor à pessoa humana, assimcomo o apelo à proteção dos direitos damulher, da pessoa concebida e emgestação, daqueles que sofrem comalguma doença, dos pacientesterminais, das pessoas comdeficiências, ou seja, de todo o serhumano em quaisquer circunstâncias. 40
  41. 41. BioéticaNa raiz de todos os documentos da Igrejaque tratam de temas bioéticos estásempre o amor à pessoa humana, assimcomo o apelo à proteção dos direitos damulher, da pessoa concebida e emgestação, daqueles que sofrem comalguma doença, dos pacientesterminais, das pessoas comdeficiências, ou seja, de todo o serhumano em quaisquer circunstâncias. 41
  42. 42. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Procriação Humana, planejamento familiar e métodos contraceptivos? 42
  43. 43. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Reprodução assistida?Inseminação artificial - AI Homóloga - HeterólogaFecundação intracorpórea – GIFTFecundação in vitro – FIVET 43
  44. 44. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Aborto? 44
  45. 45. Bioética Jerôme Lejeune“Não quero repetir o óbvio, mas,na verdade, a vida começa nafecundação. Quando os 23cromossomos masculinos seencontram com os 23 da mulher,todos os dados genéticos quedefinem o novo ser humanoestão presentes. A fecundação éo marco do início da vida”. 45
  46. 46. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Clonagem? 46
  47. 47. Bioética Qual a orientação da igreja sobre: Eutanásia?(grego euthanasía, -as, morte fácil, morte feliz) s. f.1. Morte sem dor nem sofrimento.2. Teoria que defende o direito a uma morte sem dor nem sofrimento a doentes incuráveis.3. Ação que põe em prática essa teoria. (do dicionário on line http://www.priberam.pt/) 47
  48. 48. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Quanto ao tipo de açãoEutanásia ativaEutanásia passiva ou indiretaEutanásia de duplo efeito 48
  49. 49. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Quanto ao tipo de açãoEutanásia ativa: o ato deliberado de provocar a morte sem sofrimento do paciente, por fins misericordiosos.Em: http://www.ufrgs.br/bioetica/eutantip.htm 49
  50. 50. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Eutanásia passiva ou indireta: a morte do paciente ocorre, dentro de uma situação de terminalidade, ou porque não se inicia uma ação médica ou pela interrupção de uma medida extraordinária, com o objetivo de minorar o sofrimento.Em: http://www.ufrgs.br/bioetica/eutantip.htm 50
  51. 51. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Eutanásia de duplo efeito: quando a morte é acelerada como uma consequência indireta das ações médicas que são executadas visando o alívio do sofrimento de um paciente terminal.Em: http://www.ufrgs.br/bioetica/eutantip.htm 51
  52. 52. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Quanto ao consentimento do pacienteEutanásia voluntáriaEutanásia involuntáriaEutanásia não voluntária 52
  53. 53. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Quanto ao consentimento do pacienteEutanásia voluntária: quando a morte é provocada atendendo a uma vontade do paciente.Em: http://www.ufrgs.br/bioetica/eutantip.htm 53
  54. 54. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Quanto ao consentimento do pacienteEutanásia involuntária: quando a morte é provocada contra a vontade do paciente.Em: http://www.ufrgs.br/bioetica/eutantip.htm 54
  55. 55. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Eutanásia?Quanto ao consentimento do pacienteEutanásia não voluntária: quando a morte é provocada sem que o paciente tivesse manifestado sua posição em relação a ela.Em: http://www.ufrgs.br/bioetica/eutantip.htm 55
  56. 56. BioéticaTermos correlatos:Distanásia?s.f. Morte lenta e dolorosa emconsequência de agonia prolongada. Obstinação terapêutica (do dicionário on line “http://www.dicio.com.br) 56
  57. 57. BioéticaTermos correlatos:Cacotanásia? (grego kakothanasía, -as, morte miseável) Morte aflitiva ou com dor. Morte nos corredores dos hospitais. (do dicionário on line http://www.priberam.pt/) 57
  58. 58. BioéticaTermos correlatos:Ortotanásia? (orto- + [eu]tanásia) s. f. Morte natural e sem sofrimento. (do dicionário on line http://www.priberam.pt/) 58
  59. 59. BioéticaTermos correlatos:Cuidados paliativos? 1. adj. Que serve para paliar. 2. s. m. Remédio que não cura mas mitiga a doença. 3. Recurso para atenuar um mal ou adiar uma crise; adiamento. 4. Disfarce. (do dicionário on line http://www.priberam.pt/) 59
  60. 60. BioéticaTermos correlatos:Cuidados paliativos? 1. adj. Que serve para paliar. 2. s. m. Remédio que não cura mas mitiga a doença. 3. Recurso para atenuar um mal ou adiar uma crise; adiamento. 4. Disfarce. (do dicionário on line http://www.priberam.pt/) 60
  61. 61. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Transgênicos? 61
  62. 62. BioéticaQual a orientação da igreja sobre:Pesquisas com célula tronco?Qual célula tronco?Embrionária?Adulta? 62
  63. 63. BioéticaQual a orientação da igreja sobre: A responsabilidade moral de cientistas em suas pesquisas e suas aplicações? 63
  64. 64. BioéticaQual a orientação da igreja sobre: Meio ambiente e ecologia 64
  65. 65. BioéticaPara encerrar:Três casos:1. Infartado necessita transfusão de sangue em caráter de urgência. Por ser Testemunha de Jeová, ele e sua família recusam o procedimento. 65
  66. 66. Bioética2. Índia grávida de gemelares é encaminhada a pré-natal em clinica particular, para evitar que cometa infanticídio contra um deles, como determina sua cultura. Programa de proteção às tribos da região sugere que médico esconda da mãe uma criança. 66
  67. 67. Bioética3. Pais de criança de três anos submetida a quimioterapia pedem suspensão do tratamento para que a criança não sofra. 67
  68. 68. Bioética Sérgio e Adelicesergiopfsjc@yahoo.com.br (12) 3014-0248 (12) 8115-9606 68

×