Atos dos apostolos

7.814 visualizações

Publicada em

Escola Dominical. Estudo ministrado por Marcos Masini na Assembléia de Deus do Jardim Palma (Franca-SP)sobre Atos dos Apóstolos.

Publicada em: Espiritual, Tecnologia
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.814
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.122
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
260
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atos dos apostolos

  1. 1. O verdadeiro discípulo é aquele que supera o mestre Aristóteles<br />
  2. 2. Conteúdo geral de Atos<br />Autor: <br />Lucas: médico, culto e de uma escrita culta, com um poder imenso de relatar fatos, o que nos faz pensar que também era historiador.<br />Data: <br />Entre 61 e 63 D.C<br />Tema: <br />A propagação do Evangelho pelo Poder do Espírito Santo<br />
  3. 3. Propósito do autor<br />1) Relatar o avanço do evangelho, saindo do judaísmo para o mundo gentio. <br />2) Revelar a missão do Espírito Santo na vida e no papel da Igreja na sociedade.<br />3) Continuar o ministério de Cristo na propagação do evangelho.<br />
  4. 4. Os três principais momentos de Atos<br />1) O derramamento do Espírito Santo – igreja inaugurada<br />2) A vida comunitária da Igreja Primitiva em Jerusalém – comunhão, comprometimento<br />3) A expansão da Igreja entre os gentios - evangelização<br />Quem é que conduz esse processo?<br />O Espírito Santo<br />
  5. 5. Lição 1<br />Atos – a ação do Espírito Santo através da igreja<br />Apesar de suas limitações locais, a Igreja de Cristo, sob o poder do Espírito Santo, universaliza-se em suas conquistas e faz-se irresistível como Reino de Deus.<br />
  6. 6. Expansão da Igreja<br />Houve expansão da Igreja em Jerusalém, Judéia e Samaria e entre os gentios.<br />A expansão da Igreja deu-se em duas etapas: de Jerusalém à Samaria de forma espontânea; de Antioquia à Roma, de forma planejada e intencional.<br />E hoje?<br />
  7. 7. Para reflexão<br />Por cerca de 40 dias os discípulos foram ensinados por Jesus sobre o “Reino de Deus” e sua responsabilidade de difundir a mensagem de Jesus até os confins da terra.<br />
  8. 8. Lição 2<br />A ascensão de Cristo e a promessa de Sua vinda<br />Dado importante: os quatro evangelistas (Mateus, Marcos, Lucas e João) afirmaram que Jesus Cristo é O tão esperado Messias de Israel, O seu libertador e O Deus encarnado.<br />
  9. 9. Ascensão de Cristo<br />Se a ascensão (ato de elevar-se, subir) de Cristo não for aceita como um fato historicamente comprovado, não poderá ser recebida como doutrina confiável. Jesus Cristo, de fato, foi assunto ao céu e acha-se à destra de Deus.<br />
  10. 10. Prova da Ascensão<br />Várias pessoas contemplaram Jesus ressurreto em circunstâncias diferentes <br />1) Marina Madalena e outras mulheres – Mt 28. 8-10<br />2) Pedro– Lc 24.34<br />3) Discípulos em Emaús– Mc 16.12<br />4) Discípulos no cenáculo – Lc 24.36-43<br />5) Aos discípulos no dia seguinte – Mc 16.14<br />6) Discípulos no mar da Galileia– Jo 21.1-24<br />7) Apóstolos + de 500 pessoas e Tiago – 1 Co 15.6,7<br />8) 120 que testemunharam a ascensão – Mc 16.19<br />
  11. 11. Lição 3<br />O derramamento do Espírito no Pentecostes<br />Há estudiosos que negam o batismo com o Espírito Santo com a evidência inicial de falar em outras línguas e/ou os dons espirituais.<br />Mas a promessa do Batismo com o Espírito Santo foi<br />confirmada pelo próprio Jesus – At. 1.4-8 <br />
  12. 12. Evidências do Batismo com o Espírito Santo<br />Em Samaria– O batismo com experiência após a conversão – At. 8.14-20<br />Na vida de Paulo – Batismo não apenas em grupos – At. 9.17<br />Na casa de Cornélio - Batismo simultâneo à conversão – At 10.44-48<br />Em Éfeso– batismo e dons espirituais – At19.1-7<br />
  13. 13. Pra quê, por quê?<br />
  14. 14. Lição 4<br />O poder irresistível da Comunhão na Igreja<br />A Igreja é caracterizada pela comunhão que mantém com o Senhor Jesus Cristo e pela unidade espiritual de seus membros<br />
  15. 15. O que é comunhão?<br />Participar das mesmas idéias, crenças e opiniões<br />
  16. 16. A comunhão da igreja não é um mero ajuntamento de pessoas, é o relacionamento espiritual e pessoal dos santos, sob a ação do Espírito Santo.<br /> Deve haver uma unidade doutrinária, entre os irmãos, no partir do pão e nas orações.<br /> A verdadeira comunhão cristã gera frutos na vida da igreja, tornando-a verdadeiramente o Corpo de Cristo.<br />
  17. 17. Lição 5<br />Sinais e Maravilhas na Igreja<br />A igreja evangelizadora e missionária jamais deixará de operar milagres e prodígios, pois o Deus do impossível tem compromisso com os que proclamam as boas novas.<br />
  18. 18. Sinais e milagres<br />Pedro é livre da prisão<br />Prodígios operados pelos discípulos <br />por Intermédio da ação do Espírito <br />Santo.<br />A cura de um coxo<br />
  19. 19. Reflexão<br />“O segredo do triunfo do Cristianismo não se achava na qualidade dos homens que o pregavam. Mas sim na pessoa de Cristo, por eles pregado e de quem recebiam poder”<br />MyerPearlman- um judeu que se converteu a Cristo<br />
  20. 20. Lição 6<br />A importância da disciplina Cristã na Igreja<br />1) A disciplina é uma prova do amor de Deus<br />2) A disciplina gera intimidade profunda com o Criador<br />3) Todo ato gera uma consequência<br />Disciplina<br />Educar<br />Ensinar<br />Corrigir<br />
  21. 21. Símbolos da disciplina na Bíblia<br />Paciente, prepara a terra, lança a<br />semente, rega, afugenta os predadores e colhe os frutos<br />Perseverante, aguerrido,<br /> atento ao Comando Superior<br />Empenho além das forças,<br />dedicação para conquistar a coroa de louro<br />
  22. 22. Reflexão <br /> O que ama a correção ama o conhecimento, mas o que aborrece a repreensão é um bruto<br />PV 12.1<br />
  23. 23. Lição 7<br />Assistência Social, um importante negócio<br />É o serviço que promove a mudança social buscando a resolução de problemas nas relações humanas, bem como a promoção do bem-estar das pessoas.<br />
  24. 24. Compromisso da Igreja<br />Oração<br />Evangelização<br />Obras de misericórdia<br />Importante trabalho para os diáconos da Igreja<br />
  25. 25. Lição 8<br />Quando a Igreja de Cristo é perseguida<br />“Quando mais nos esmargardes, tanto mais cresceremos, que é semente o sangue dos cristãos”<br />Tertuliano<br />
  26. 26. Quer uma prova? <br />Martírio de Estevão e suas consequências<br />Jornada evangelística de Felipe<br />A conversão de Saulo<br />A viagem missionária de Pedro<br />A fundação da Igreja em Antioquia da Síria<br />
  27. 27.
  28. 28. Como a igreja deve enfrentar a perseguição?<br />Evangelizando<br />Fazendo Missões<br />Jejuando<br />orando...orando...orando...orando...orando e orando<br />Conservar a identidade como povo de Deus<br />
  29. 29. Lição 9<br />A conversão de Paulo<br />Características de Paulo:Homem extremamente religioso; Conhecedor da Lei; Fariseu; Cidadão Romano; Fazedor de tendas. Mas era um sedento espiritualmente. <br />Perceba que religiosidade não significa relacionamento com Deus. Foi necessário um verdadeiro encontro com o Senhor. Uma conversão real.<br />
  30. 30. Moral da história<br />Deus chama e capacita a quem ele quer para ministérios específicos. Ele transforma o mais terrível dos homens num vaso escolhido.<br />
  31. 31. Lição 10 <br />O evangelho propaga-se entre os gentios<br />Definição de gentio: Todo aquele nascido fora da comunidade de Israel, portanto, estranho às alianças que Deus havia estabelecido com o seu povo. Para os judeus, a Humanidade<br />era dividida em duas raças: os judeus; e todo o resto do mundo, os gentios.<br />
  32. 32. Lição 11<br />O primeiro Concílio da Igreja de Cristo<br />Concílio: Reunião em que se trata de assuntos dogmáticos, doutrinários ou disciplinares.<br />Problemática do Concílio de Jerusalém: A conversão dos gentios.<br />
  33. 33. Imposição dos judeus<br />Os judeus queriam impor aos gentios sua maneira de viver, de agir e de adorar a Deus. Falou Paulo, Barnabé, Pedro... mas foi Tiago que se pronunciou de maneira decisiva e definiu para que fossem observadas as recomendações: Não comer carne sacrificada a ídolos; não ingerir sangue, não comer carne sufocada, não praticar relação sexual ilícita.<br />
  34. 34. Lição 12<br />As viagens Missionárias de Paulo<br />Missão: transmissão consciente e planejada das Boas Novas de Cristo além fronteiras nacionais e culturais.<br />Missões estão profundamente enraizadas nas Escrituras, sendo, portanto, parte da natureza da igreja.<br />
  35. 35. Viagens Missionárias de Paulo<br />
  36. 36. Primeira Viagem de Paulo<br />200km<br />
  37. 37. Segunda viagem de Paulo<br />
  38. 38. Terceira viagem de Paulo<br />
  39. 39. Planejamento<br />Paulo era um extraordinário enviado do Senhor. Ele utilizou a infraestrutura do império romano para viajar de cidade em cidade. Não precisava de passaporte. Ele era cidadão romano.<br />
  40. 40. Lição 13 <br />Paulo Testifica de Cristo em Roma<br />A principal e a mais urgente missão da igreja é a evangelização e todos os povos e nações.<br />Paulo soube falar de Cristo ao povo. Mas em Roma enfrentou os poderosos.<br />Roma: a capital política do império. Poderio econômico, social e militar<br />
  41. 41. Deus opera na adversidade<br />Preso por 2 anos – possibilidade de açoite – líderes religiosos enfurecidos (morte) – Trama para matá-lo – Acusações em cima de acusações – governadores sarcásticos.<br />
  42. 42. Reflexão<br />Atos 1.8 é uma ordenança que não pode ser esquecida. Se nos dispusermos a ir, todos os impedimentos ser-nos-ão tirados.<br />

×