11.       CONSTRUÇÃO DE SISTEMAS           DE INFORMAÇÃO:            APROXIMAÇÕES          CONTEMPORÂNEAS11.1
SISTEMA DE INFORMAÇÃO                     DESAFIOS AO                      NEGÓCIO       GESTÃO                      SISTE...
PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DIRECÇÃO A TOMAR NO   DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA: • FUNDAMENTAÇÃO LÓGICA • SITUAÇÃO ACTUAL ...
PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1. OBJECTIVO DO PLANO: • DESCRIÇÃO GERAL DO CONTEÚDO DO   PLANO • AS MUDANÇAS À SITUAÇÃO AC...
PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 2. PLANO ESTRATÉGICO DE NEGÓCIO: • SITUAÇÃO ACTUAL • SITUAÇÃO ACTUAL DA EMPRESA • O QUE IRÁ...
PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 3. IDENTIFICAR A SITUAÇÃO ACTUAL: • PRINCIPAIS SISTEMAS DE SUPORTE AO    NEGÓCIO • CAPACIDA...
PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 4. NOVOS DESENVOLVIMENTOS (O NOVO    SISTEMA): • NOVO PROJECTO DO SISTEMA     – DESCRIÇÃO  ...
PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO5. GESTÃO ESTRATÉGICA (GESTÃO DA MUDANÇA)• PLANO DE AQUISIÇÕES• CALENDARIZAÇÃO (MILESTONES &...
PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 6. PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO: • DETALHE DO PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO • ANTICIPAÇÃO DAS DIFICULDAD...
ANALISE EMPRESARIAL    (BUSINESS SYSTEMS PLANNING - BSP)  PRESSUPOSTO BSP - AS NECESSIDADES DE    INFORMAÇÃO DA ORGANIZAÇÃ...
FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO  CIRCUNSTÂNCIAS OU CARACTERÍSTICAS    VERDADEIRAMENTE CRÍTICAS QUE    POTENCIAM O ALCANCE DOS...
FACTORES CRÍTICOS (FCS) &                    OBJECTIVOS EXEMPLO        OBJECTIVO                                        FA...
USO DOS FCS PARA        DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS    • COLIGIR OS FCS COM O APOIO DOS GESTORES    • ANALISAR OS FCS INDI...
ALCANCE (ESPECTRO) DA    MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO • AUTOMATIZAÇÃO: Usar as Tecnologias para   executas as tarefas de uma for...
PARADIGMA DA MUDANÇA  • PARADIGMA É UM MODELO MENTAL    COMPLETO DAS FUNÇÕES “COMO/HOW”    MAIS COMPLEXAS DO SISTEMA  • UM...
RISCOS & RECOMPENSAS   AltoRISCO Baixo11.16     Baixo             Alto                  RETORNO
PRINCIPAIS PASSOS NA           REENGENHARIA DE NEGÓCIOS:1. Desenvolver a visão do negócio, objectivos  do processo2. Ident...
PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO              DE UM SISTEMA•    ANÁLISE DO SISTEMA•    DESENHO•    PROGRAMAÇÃO•    TESTE•    CO...
ANALISE DO SISTEMA    ANÁLISE DO PROBLEMA A SER   RESOLVIDO COM UM SISTEMA DE           INFORMAÇÃO  ESTUDO DE VIABILIDADE:...
VIABILIDADE • TÉCNICA: Avaliar Hardware, Software,   Recursos técnicos • ECONÓMICA: Os Benefícios superam os   custos • OP...
DESENHO DO SISTEMA    DETALHES DE COMO O SISTEMA VAI AO    ENCONTRO DAS NECESSIDADES:  • DESENHO LÓGICO: Componentes, Dado...
ESPECIFICAÇÕES DE DESENHO• OUTPUT   – MEIO; CONTEÚDO; “TIMING”• INPUT   – ORIGENS; FLUXOS; DADOS DE ENTRADA• USER INTERFAC...
ESPECIFICAÇÕES DE DESENHO        • PROCESSAMENTO           – COMPUTAÇÃO           – MODULES DOS PROGRAMAS           – RELA...
DESENHO DAS ESPECIFICAÇÕES        •   CONVERSÃO             – TRANSFERIR FICHEIROS             – INICIAR NOVOS PROCEDIMENT...
PAPEL DOS UTILIZADORES           FINAIS • CONDUZEM OS ESFORÇOS DO   SISTEMA • DEVEM TER O CONTROLO PARA   ASSEGURAR OS REF...
COMPLETAR O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA • PROGRAMAÇÃO: Tradução das   necessidades para código de   programação...
TESTES • TESTAR AS UNIDADES: Testar as   componentes separadamente • TESTES AOS SISTEMAS: Testar a solução   do novo siste...
CONVERSÃO • PARALELO: Velho & Novo a funcionar. Cortem os   mesmos problemas. Dão os mesmos resultados? • DIRECTO: Risco d...
PRODUÇÃO & MANUTENÇÃO • PRODUÇÃO: Revisão constante da   análise da opinião dos utilizadores &   operadores. Atinge os obj...
DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS                 (Resumo)        ACTIVIDADE           DESCRIÇÃO        ANÁLISE DO SISTEMA   IDE...
COMPREENDER O VALOR DO NEGÓCIO DOS             SISTEMAS DE INFORMAÇÃO • ORÇAMENTAÇÃO DO CAPITAL • CASH FLOW LIMITAÇÕES: • ...
ORÇAMENTAÇÃO DO CAPITAL: • PROCESSO DE ANÁLISE, SELECÇÃO   CAPITAL        – Payback Method (Retorno do investimento;      ...
CASH FLOWS: • INFLOW: Investimentos; Vendas    – Aumento de vendas: Novos Produtos;      Qualidade elevada; Aumento de quo...
CUSTOS & BENEFÍCIOS CUSTOS: • HARDWARE • SOFTWARE • SERVIÇOS • PESSOAL                 *11.35
CUSTOS & BENEFÍCIOS BENEFÍCIOS: • AUMENTO DE PRODUTIVIDADE • MENORES CUSTOS DE OPERAÇÃO • REDUÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO • M...
CUSTOS & BENEFÍCIOS  BENEFÍCIOS INTANGÍVEIS:  • CONTROLO DE RECURSOS; PLANEAMENTO  • AUMENTO DE FLEXIBILIDADE  • MAIS INFO...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ismai11

427 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
427
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
76
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ismai11

  1. 1. 11. CONSTRUÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: APROXIMAÇÕES CONTEMPORÂNEAS11.1
  2. 2. SISTEMA DE INFORMAÇÃO DESAFIOS AO NEGÓCIO GESTÃO SISTEMAS DE SOLUÇÕES TECNOLOGIAS INFORMAÇÃO PARA O INFORMAÇÃO NEGÓCIO RISCOS & INCERTEZAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DETERMINAR BENEFÍCIOS (MUITO MAIS ORGANIZAÇÃO INTANGÍVEIS) GERIR A MUDANÇA11.2
  3. 3. PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO DIRECÇÃO A TOMAR NO DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA: • FUNDAMENTAÇÃO LÓGICA • SITUAÇÃO ACTUAL • ESTRATÉGIA DA GESTÃO • PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO • ORÇAMENTO *11.3
  4. 4. PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 1. OBJECTIVO DO PLANO: • DESCRIÇÃO GERAL DO CONTEÚDO DO PLANO • AS MUDANÇAS À SITUAÇÃO ACTUAL • PLANO ESTRATÉGICO DA EMPRESA • O NEGÓCIO ACTUAL DA EMPRESA • ESTRATÉGIA DE GESTÃO *11.4
  5. 5. PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 2. PLANO ESTRATÉGICO DE NEGÓCIO: • SITUAÇÃO ACTUAL • SITUAÇÃO ACTUAL DA EMPRESA • O QUE IRÁ SER ALTERADO • PRINCIPAIS METAS A ATINGIR PARA O NEGÓCIO *11.5
  6. 6. PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 3. IDENTIFICAR A SITUAÇÃO ACTUAL: • PRINCIPAIS SISTEMAS DE SUPORTE AO NEGÓCIO • CAPACIDADES ACTUAIS AO NÍVEL: – HARDWARE – SOFTWARE – BASES DE DADOS – TELECOMUNICAÇÕES • DIFICULDADES ACTUAIS EM ATINGIR OS OBJECTIVOS DO NEGÓCIO • TENTAR ANTECIPAR NECESSIDADES FUTURAS *11.6
  7. 7. PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 4. NOVOS DESENVOLVIMENTOS (O NOVO SISTEMA): • NOVO PROJECTO DO SISTEMA – DESCRIÇÃO – FUNDAMENTOS DO NEGÓCIO • NOVAS NECESSIDADES – HARDWARE – SOFTWARE – BASES DE DADOS – TELECOMUNICAÇÕES11.7 *
  8. 8. PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO5. GESTÃO ESTRATÉGICA (GESTÃO DA MUDANÇA)• PLANO DE AQUISIÇÕES• CALENDARIZAÇÃO (MILESTONES & TIMING)• REALINHAMENTO ORGANIZACIONAL• REORGANIZAÇÃO INTERNA• CONTROLO (GESTÃO) DO PLANO• PRINCIPAIS INICIATIVAS AO NÍVEL DA FORMAÇÃO• ESTRATÉGIA PESSOAL *11.8
  9. 9. PLANO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO 6. PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO: • DETALHE DO PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO • ANTICIPAÇÃO DAS DIFICULDADES • RELATÓRIO DE PROGRESSO 7. ORÇAMENTAÇÃO: • NECESSIDADES • POUPANÇAS POTENCIAIS • FINANCIAMENTOS • CALENDARIZAÇÃO DAS COMPRAS *11.9
  10. 10. ANALISE EMPRESARIAL (BUSINESS SYSTEMS PLANNING - BSP) PRESSUPOSTO BSP - AS NECESSIDADES DE INFORMAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO SÓ PODEM SER COMPREENDIDAS SE ESTUDARMOS A ORGANIZAÇÃO EM TERMOS DE: • UNIDADES ORGANIZACIONAIS • FUNCÕES • PROCESSOS • DADOS AJUDA A IDENTIFICAR AS ENTIDADES CHAVE & ATRIBUTOS NOS DADOS DA ORGANIZAÇÃO *11.10
  11. 11. FACTORES CRÍTICOS DE SUCESSO CIRCUNSTÂNCIAS OU CARACTERÍSTICAS VERDADEIRAMENTE CRÍTICAS QUE POTENCIAM O ALCANCE DOS OBJECTIVOS (PEQUENO NÚMERO, IDENTIFICAM FACILMENTE OS OBJECTIVOS OPERACIONAIS - COMO SE VERIFICA A SUA IMPORTÂNCIA? “Se este factor não correr bem, a organização poderá falhar?”) FORMADAS PELA INDÚSTRIA, GESTÃO, AMBIENTE ACREDITA-SE QUE ASSEGURAM O SUCESSO DA EMPRESA USADAS PARA DETERMINAR AS NECESSIDADES DE INFORMAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO *11.11
  12. 12. FACTORES CRÍTICOS (FCS) & OBJECTIVOS EXEMPLO OBJECTIVO FACTOR CRÍTICO DE SUCESSORELACIONADO GANHOS/QUOTAS INDÚSTRIA AUTOMÓVELCOM O LUCRO RETORNO DO INVESTIMENTO - ESTILO QUOTAS DE MERCADO - SISTEMA DE QUALIDADE DOS DEALER´S NOVOS PRODUTOS - CONTROLO DE CUSTOS - STANDARDS ENERGÉTICOSSEM FINS EXCELENTES CUIDADOS DE SAÚDE INTEGRAÇÃO REGIONAL DOS HOSPITAISLUCRATIVOS IR AO ENCONTRO DOS USO EFICIENTE DOS RECURSOS REGULAMENTO GOVERNAMENTAIS MELHORAR A MONITORIZAÇÃO DA NECESSIDADES DE SAÚDE FUTURAS REGULAMENTAÇÃO 11.12 Source: Rockart “Chief Executives Define Their Own Data Needs” (1979)
  13. 13. USO DOS FCS PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS • COLIGIR OS FCS COM O APOIO DOS GESTORES • ANALISAR OS FCS INDIVIDUALMENTE, AGREGAR • PROMOVER A CONCORDÂNCIA (MESMA OPINIÃO) SOBRE OS FCS DA EMPRESA • DEFINIR OS FCS DA EMPRESA • USAR OS FCS PARA DESENVOLVER AS PRIORIDADES DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO • DEFINIR OS DSS & DATABASES *11.13
  14. 14. ALCANCE (ESPECTRO) DA MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO • AUTOMATIZAÇÃO: Usar as Tecnologias para executas as tarefas de uma forma Eficiente / Efectiva • RACIONALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS: Linhas naturais de SOPs (Standard Operational Procedures); Eliminar “Bottlenecks” / Engarrafamentos • REENGENHARIA NEGOCIAL: Redesenho radical dos processos para melhorar as políticas de custos, qualidade, serviços; maximizar os benefícios das tecnologias • PARADIGMA DA MUDANÇA *11.14
  15. 15. PARADIGMA DA MUDANÇA • PARADIGMA É UM MODELO MENTAL COMPLETO DAS FUNÇÕES “COMO/HOW” MAIS COMPLEXAS DO SISTEMA • UM PARADIGMA DA MUDANÇA ENVOLVE REPENSAR A NATUREZA DO NEGÓCIO, DA ORGANIZAÇÃO; COMPLETA RECONCEPÇÃO DAS FUNÇÕES “COMO O SISTEMA DEVE (SHOULD)” *11.15
  16. 16. RISCOS & RECOMPENSAS AltoRISCO Baixo11.16 Baixo Alto RETORNO
  17. 17. PRINCIPAIS PASSOS NA REENGENHARIA DE NEGÓCIOS:1. Desenvolver a visão do negócio, objectivos do processo2. Identificar os processos que devem ser redesenhados (+ importantes, focar a atenção nos que tem + potencial para gerarem benefícios)3. Compreender e medir as performance dos processos existentes4. Identificar as oportunidades de aplicação das Tecnologias de Informação5. Construir um PROTÓTIPO do novo processo 11.18
  18. 18. PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA• ANÁLISE DO SISTEMA• DESENHO• PROGRAMAÇÃO• TESTE• CONVERSÃO• PRODUÇÃO & MANUTENÇÃO * 11.19
  19. 19. ANALISE DO SISTEMA ANÁLISE DO PROBLEMA A SER RESOLVIDO COM UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO ESTUDO DE VIABILIDADE: PODE O PROBLEMA SER RESOLVIDO DENTRO DOS CONSTRANGIMENTOS? *11.20
  20. 20. VIABILIDADE • TÉCNICA: Avaliar Hardware, Software, Recursos técnicos • ECONÓMICA: Os Benefícios superam os custos • OPERACIONAL: A solução é desejável dentro das condições existentes? • REQUISITOS DE INFORMAÇÃO: Descrição detalhada das necessidades do novo sistema *11.21
  21. 21. DESENHO DO SISTEMA DETALHES DE COMO O SISTEMA VAI AO ENCONTRO DAS NECESSIDADES: • DESENHO LÓGICO: Componentes, Dados conforme as necessidades das aplicações • DESENHO FÍSICO: Localização física das componentes e dados • UTILIZADORES FINAIS: Necessitam de “acompanhamento”no desenho; Tem de ter Input, Compreender como é que a solução vai ao encontro das suas Necessidades *11.22
  22. 22. ESPECIFICAÇÕES DE DESENHO• OUTPUT – MEIO; CONTEÚDO; “TIMING”• INPUT – ORIGENS; FLUXOS; DADOS DE ENTRADA• USER INTERFACE – SIMPLICIDADE; EFICIÊNCIA; LÓGICA – FEEDBACK; ERROS• DATABASE DESIGN – LOGICAL DATA “RELATIONS” – VOLUME, REQUISITOS DE VELOCIDADE – ORGANIZAÇÃO DE FICHEIROS & DESENHO – ESPECIFICAÇÕES DOS REGISTOS *11.23
  23. 23. ESPECIFICAÇÕES DE DESENHO • PROCESSAMENTO – COMPUTAÇÃO – MODULES DOS PROGRAMAS – RELATÓRIOS – TIMING´S DE OUTPUTS • MANUAL DE PROCEDIMENTOS – QUAIS AS ACTIVIDADES – QUEM AS EXECUTA – COMO – AONDE *11.24
  24. 24. DESENHO DAS ESPECIFICAÇÕES • CONVERSÃO – TRANSFERIR FICHEIROS – INICIAR NOVOS PROCEDIMENTOS – SELECCIONAR OS MÓDULOS DE TESTE – PASSAR PARA O NOVO SISTEMA • TREINO / FORMAÇÃO – SELECCIONAR AS TÉCNICAS DE FORMAÇÃO – DESENVOLVER OS MÓDULOS DE TREINO – IDENTIFICAR AS FACILIDADES • ORGANIZAR AS MUDANÇAS – REDESENHO DAS TAREFAS – DESENHO DOS TRABALHOS – DESENHO DOS PROCESSOS – DESENHO DA ESTRUTURA DOS ESCRITÓRIO / ORGANIZAÇÃO – RELATÓRIOS11.25 *
  25. 25. PAPEL DOS UTILIZADORES FINAIS • CONDUZEM OS ESFORÇOS DO SISTEMA • DEVEM TER O CONTROLO PARA ASSEGURAR OS REFLEXOS DO SISTEMA NO NEGÓCIO, PRIORIDADES E NECESSIDADES • UTILIZADORES FUNCIONAIS CONDUZEM ÀS NECESSIDADES DO SISTEMA11.26
  26. 26. COMPLETAR O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA • PROGRAMAÇÃO: Tradução das necessidades para código de programação • TESTES: Os programas produzem os resultados desejados? *11.27
  27. 27. TESTES • TESTAR AS UNIDADES: Testar as componentes separadamente • TESTES AOS SISTEMAS: Testar a solução do novo sistema de informação como um todo. Os módulos funcionam de acordo com o planeado? • ACEITAÇÃO DOS TESTES: Certificação Final • PLANO DE TESTES: Documentação dos testes efectuados. (Após a aceitação dos testes, parte-se da conversão do antigo para o novo sistema*)11.28
  28. 28. CONVERSÃO • PARALELO: Velho & Novo a funcionar. Cortem os mesmos problemas. Dão os mesmos resultados? • DIRECTO: Risco de Conversão para novo sistema • PILOTO: Introduzir em determinada área. Funciona? Sim: Introduzir noutra área. • APROXIMAÇÃO FASEADA: Introdução por fases • PLANO DE CONVERSÃO: Calendarizarão de todo o processo de conversão • DOCUMENTAÇÃO: Descrição de como o sistema funciona *11.29
  29. 29. PRODUÇÃO & MANUTENÇÃO • PRODUÇÃO: Revisão constante da análise da opinião dos utilizadores & operadores. Atinge os objectivos? • MANUTENÇÃO: Manter; Actualizar/ Update; Correcções ao longo do tempo *11.30
  30. 30. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (Resumo) ACTIVIDADE DESCRIÇÃO ANÁLISE DO SISTEMA IDENTIFICAR O(S) PROBLEMA(S) ESPECIFICAR O PROBLEMA ESTABELECER OS REQUISITOS DE INFORMAÇÃO DESENHO DO SISTEMA CRIAR O DESENHO LÓGICO DAS ESPECIFICAÇÕES CRIAR O DESENHO FÍSICO DAS ESPECIFICAÇÕES GERIR A REALIZAÇÃO TÉCNICA DO SISTEMA PROGRAMAÇÃO TRADUZIR DESENHO EM CÓDIGO TESTES UNIDADES SISTEMAS ACEITAÇÃO CONVERSÃO PLANO PREPARAR DOCUMENTAÇÃO TREINO DOS UTILIZADORES & STAFF TÉCNICO PRODUÇÃO & OPERAÇÃO MANUTENÇÃO AVALIAR11.31 MODIFICAR
  31. 31. COMPREENDER O VALOR DO NEGÓCIO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO • ORÇAMENTAÇÃO DO CAPITAL • CASH FLOW LIMITAÇÕES: • Assume que todas as alternativas relevantes; Custos & Benefícios podem ser expressos em $$ • Ignoram benefícios intangíveis11.32
  32. 32. ORÇAMENTAÇÃO DO CAPITAL: • PROCESSO DE ANÁLISE, SELECÇÃO CAPITAL – Payback Method (Retorno do investimento; tempo necessário para pagar o inv/ inicial) – Returno do investimento – Racio de Custos - Benefícios – Net Present Value (Valor actual líquido) *11.33
  33. 33. CASH FLOWS: • INFLOW: Investimentos; Vendas – Aumento de vendas: Novos Produtos; Qualidade elevada; Aumento de quotas de mercado; Custos de produção mais baixo, operações • OUTFLOW: Total dos Custos dos produtos/serviços vendidos; despesas; despesas gerais (overhead) • VALOR DO INVESTIMENTO= INFLOW - OUTFLOW *11.34
  34. 34. CUSTOS & BENEFÍCIOS CUSTOS: • HARDWARE • SOFTWARE • SERVIÇOS • PESSOAL *11.35
  35. 35. CUSTOS & BENEFÍCIOS BENEFÍCIOS: • AUMENTO DE PRODUTIVIDADE • MENORES CUSTOS DE OPERAÇÃO • REDUÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO • MENORES DESPESAS COM COMPUTADORES • MENORES DESPESAS NAS VENDAS • REDUÇÃO DO AUMENTO DAS DESPESAS *11.36
  36. 36. CUSTOS & BENEFÍCIOS BENEFÍCIOS INTANGÍVEIS: • CONTROLO DE RECURSOS; PLANEAMENTO • AUMENTO DE FLEXIBILIDADE • MAIS INFORMAÇÃO ATEMPADA • AUMENTO DO ENSINO • OBTENÇÃO DE REQUISITOS LEGAIS • REALÇA A BOA-VONTADE DOS EMPREGADOS, TRABALHO COM + SATISFAÇÃO, TOMADAS DE DECISÃO, OPERAÇÕES • MAIOR SATISFAÇÃO DOS CLIENTES • MELHOR IMAGEM CORPORATIVA11.37 • *

×