PROJECTO
“Os Luvinhas”
"O jogo de futebol na actualidade é, indiscutivelmente a modalidade desportiva de
maior impacto na ...
Com a evolução que o futebol sofreu ao longo dos últimos anos, as responsabilidades do
Guarda-redes aumentaram, assim se a...
 Propor objectivos e conteúdos para cada fase;
 Definir o momento de aplicação e a respectiva duração;
 Seleccionar os ...
Proposta de evolução por escalões
CARACTERÍSTICAS (próprias da idade)
 TÉCNICA: exercícios
 TÁCTICA: o jogo, as decisões...
MODELO DE METODOLOGIA
A formação dos guarda-redes realizar-se-á de uma forma evolutiva dividida em 3
etapas. Essas etapas ...
FASE 2
GESTOS TÉCNICOS GRAU MÉDIO
OBJECTIVOS
- Aperfeiçoamento das capacidades adquiridas na FASE 1.
- Defesa a Cruzamento...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projecto _os luvinhas

181 visualizações

Publicada em

Projeto de Guarda-redes

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
181
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projecto _os luvinhas

  1. 1. PROJECTO “Os Luvinhas” "O jogo de futebol na actualidade é, indiscutivelmente a modalidade desportiva de maior impacto na sociedade, sendo resultado da sua popularidade e da sua universalidade. Todavia, é importante contrastar que a literatura do futebol, quer ao nível da bibliografia, quer ao nível de estudos de investigação aplicada, não ocupa um lugar tão primordial dentro do contexto desportivo, como o que é conferido ao próprio jogo. Esta constatação deve-se fundamentalmente ao abismo demasiado profundo entre a realidade actual do jogo e as fontes que procuram explicar a sua lógica interna." (Castelo, 1996) Tal como a sociedade, o Futebol tem evoluído ao longo da sua história. À semelhança das outras modalidades desportivas colectivas, esta evolução atingiu, nos últimos anos, níveis muito acentuados devido ao desenvolvimento verificado nos diferentes factores que influenciam o rendimento no Futebol (Esteves, 2000). … O Gr moderno está obrigado a intervir no plano técnico - táctica e na organização geral da equipa quer no ataque, quer na defesa. Esta intervenção faz-se, por exemplo, com a solicitação frequente do jogo de pés (quando os seus companheiros se encontram pressionados pelo adversário) ou jogando como libero (dando profundidade ao sector defensivo). Perante este cenário, o Gr moderno terá de se adaptar, alterando os seus hábitos e apostar numa formação que vá de encontro às exigências das tarefas e funções que desempenha no Futebol moderno (Cabezon, 1997). Nos dias de hoje o guarda-redes já não serve só para defender bolas, com as alterações nas leis de jogo, com a aposta dos clubes em treinadores de guarda-redes que melhoraram a sua qualidade de treino os guarda-redes são hoje os primeiros avançados da sua equipa. O guarda-redes é hoje quase um jogador de campo, muito mais participativo no jogo, é o último no aspecto defensivo mas está também presente em todas as fases do jogo, sejam defensivas ou ofensivas, um lançamento rápido de contra-ataque pode dar a vitória a sua equipa. Por vezes não se dá atenção as suas acções mas eles podem colocar algumas acções tácticas ofensivas como um ataque elaborado, como por exemplo a saída de um canto em que o GR defende a bola e executa a saída de bola mediante o aspecto táctico treinado durante a semana, outra das suas acções é o contra-ataque, quantas vezes um pontapé longo e preciso executado com rapidez não apanha a equipa adversária desprevenida, outras das suas acções pode ser as temporizações, como o GR está muitas vezes com a bola e dependendo da situação de jogo, por ex. se está a vencer, pode realizar contemporizações ofensivas, aguentando o máximo possível a bola ganhando assim preciosos segundos ou então esperar que a sua equipa se posicione adequadamente no terreno de jogo.
  2. 2. Com a evolução que o futebol sofreu ao longo dos últimos anos, as responsabilidades do Guarda-redes aumentaram, assim se alterando a forma de ocupar a área ou mesmo a participação no lançamento de contra ataques. Existem, para mim requisitos importantes que um guarda-redes deve ou deverá procurar adquirir na sua formação. São estas (divididos por áreas e por ordem decrescente de importância): Pessoais (Personalidade, carácter,…) 1. Liderança 2. Valentia 3. Decisão 4. Força Psicológica 5. Equilíbrio 6. Comunicação Neurológicas (comportamentos onde o cérebro e os membros coexisteme tornam- se num só, resposta do corpo às ordens cerebrais) 1. Agilidade 2. Coordenação 3. Percepção Espaço-temporal 4. Agressividade 5. Velocidade de reacção 6. Velocidade de execução 7. Acrobacia Físicas Antropométricas: 1. Velocidade 2. Elasticidade 3. Flexibilidade 4. Instantaneidade Podemos então dizer que no treino do G.R. há três aspectos essenciais a considerar: - O treino físico; - O treino táctico e psicológico e; - O treino técnico. Estes três aspectos devem ser relevantes na formulação de um projecto que visa a formação específica de um Guarda-redes. Cuesta (2001) propõe os seguintes elementos com determinantes para um modelo de planificação de treino com jovens, sendo fundamental que o treinador esteja consciente de que não existe uma solução única e universal e que se pode programar correctamente de várias maneiras:  Determinar etapas e fases que se adaptem ao momento evolutivo e que conduzam ao domínio do jogo através da obtenção de êxitos sucessivos;
  3. 3.  Propor objectivos e conteúdos para cada fase;  Definir o momento de aplicação e a respectiva duração;  Seleccionar os métodos adequados;  Eleger as formas de avaliação;  Prever mecanismos de correcção e adaptação do processo.
  4. 4. Proposta de evolução por escalões CARACTERÍSTICAS (próprias da idade)  TÉCNICA: exercícios  TÁCTICA: o jogo, as decisões  FÍSICA: o quanto se pode esticar a corda  PSICOLÓGICA: o erro, a motivação, a força mental  AJUDA no treino: o papel do treinador de Guarda-redes Segundo Hugo Soares: Departamento de GR + Modelo de GR + Metodologia de treino = Guarda-Redes de Qualidade Organização metodológica + Treino adaptado à idade = Guarda-Redes de Qualidade Perante tudo o que foi abordado ao longo deste documento, pretendo implementar um Departamento de Guarda-Redes que englobará uma filosofia. Essa filosofia será:  Modelo de Guarda – Redes  Modelo de Metodologia  Organização  Método  O jogo como referência para a evolução do Guarda-Redes  Técnica/Táctica/Física/Psicológico tornam-se num só elemento  Análise do jogo moderno para preparar o treino  Auto-Avaliação para evoluir, analisando Toda esta filosofia estará em sintonia com o próprio modelo implementado nos escalões de formação.
  5. 5. MODELO DE METODOLOGIA A formação dos guarda-redes realizar-se-á de uma forma evolutiva dividida em 3 etapas. Essas etapas constam e estão devidamente apropriadas mediante a condicionante física e psicológica das diferentes faixas etárias. Assim sendo, o Modelo de Metodologia que proponho é: FASE 1 GESTOS TÉCNICOS DE BASE OBJECTIVOS - Colocação do Gr na baliza (Posição básica); - Colocação das mãos na bola (Recepção: Alta, média, baixa) - Quedas para ambos os lados (Recepção em queda; Alta, média, baixa com encaixe/Desvios: mãos e pés;); Saídas (Deslocamento: frontal, lateral e respectiva mancha) - Reposição da bola em jogo (Reposição: mãos e pés) GESTOS TÉCNICOS GRAU ELEVADO
  6. 6. FASE 2 GESTOS TÉCNICOS GRAU MÉDIO OBJECTIVOS - Aperfeiçoamento das capacidades adquiridas na FASE 1. - Defesa a Cruzamentos (1º poste, 2º poste; bola Alta, média, baixa) - Defesa a bolas paradas (construção da Barreira, posicionamento defensivo e orientação espacial, defesa de penalties) - Atacante adversário isolado com a bola dominada ainda fora da área ou nos seus limites - Bola no Campo do Adversário (comportamento) - Comunicação com a equipa FASE 3 GESTOS TÉCNICOS GRAU ELEVADO OBJECTIVOS - Aperfeiçoamento das capacidades adquiridas na FASE 1 e 2. - Adversidades externas (Clima, estado do terreno, dimensões do terreno) - Dar ao atleta indicações mais aproximadas ao Futebol profissional.

×