Cibercultura 
Um mundo novo para muitos na educação
Para a educação, urge que implementemos mudanças no 
ensino tradicional, secularmente institucionalizado, 
reconfigurando ...
Mas será que a escola está pronta para receber e 
trabalhar com essas tecnologias? 
Ter acesso às tecnologias é importante...
Nesse sentido, acredito ser de suma 
importância a articulação dos meios 
tecnológicos presentes na escola com o seu 
proj...
A geração que chega às nossas escolas é 
formada por nativos digitais, que veem a 
tecnologia digital como tão natural qua...
Nossos alunos 
carregam em suas 
mochilas não 
somente livros ou 
cadernos, mas 
também 
equipamentos 
tecnológicos como 
...
TABLET E LAPTOP
Em seu vasto repertório, inclui Facebook, Orkut, 
Twitter e outras ferramentas do mundo virtual. 
Como gerenciamos nossas ...
A Cibercultura no entanto não deve ser 
considerada uma cultura ditada pela tecnologia 
Na verdade, o que há na era da cib...
Nossos alunos veem a relação 
com a moderna tecnologia 
digital uma parte integrante e 
indissociável de suas vidas, 
em p...
A Cibercultura resgata manifestações culturais 
baseadas em trocas e influências mútuas, o que 
será chamado eventualmente...
A Cibercultura possibilita ferramentas para esta 
evolução, é o espaço onde a maior parte do 
tempo, estão o nossos alunos...
REFERÊNCIAS: 
Disponível em < https://www.youtube.com/watch?v=5mEwKlovVs8> acesso em 21 de 
agosto. 
Disponivel em < http:...
Tarefa 2ª semana
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tarefa 2ª semana

142 visualizações

Publicada em

Atividade proposta de Informática Educativa1

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
142
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tarefa 2ª semana

  1. 1. Cibercultura Um mundo novo para muitos na educação
  2. 2. Para a educação, urge que implementemos mudanças no ensino tradicional, secularmente institucionalizado, reconfigurando práticas educomunicativas de acordo com o novo cenário sociotécnico atual, frente à emergência de novas formas de comunicação interativa (muitos para muitos) e da miríade de conteúdos informativos na rede. Doravante, acompanhar a evolução midiática e fazer uso tanto dos antigos quanto dos novos recursos comunicativos é um imenso desafio, congênere às peculiaridades de cada contexto educativo (situações ambientais e transformações da consciência coletiva em rede), obviamente, em sentido figurado, tendo em vista que a alfabetização midiática não está disponível a grande parte da população mundial.
  3. 3. Mas será que a escola está pronta para receber e trabalhar com essas tecnologias? Ter acesso às tecnologias é importante, porém o que fazer com essas informações acessadas? A escola sabe como articular sua proposta pedagógica a essas novas informações? E o professor, está preparado para esse novo fazer pedagógico?
  4. 4. Nesse sentido, acredito ser de suma importância a articulação dos meios tecnológicos presentes na escola com o seu projeto pedagógico, possibilitando a aprendizagem em rede e criando novas possibilidades no que concerne à atividade de ensinar e aprender. Para isso o currículo precisa ser redimensionado e transformado.
  5. 5. A geração que chega às nossas escolas é formada por nativos digitais, que veem a tecnologia digital como tão natural quanto o ar que respiram. Para eles, lidar com o mundo digital é intuitivo: testam programas, arriscam-se, erram sem medo, exploram novos espaços com desenvoltura.
  6. 6. Nossos alunos carregam em suas mochilas não somente livros ou cadernos, mas também equipamentos tecnológicos como celular, .
  7. 7. TABLET E LAPTOP
  8. 8. Em seu vasto repertório, inclui Facebook, Orkut, Twitter e outras ferramentas do mundo virtual. Como gerenciamos nossas ações e relações nessas comunidades do espaço virtual ? Essas comunidades popularizam e torna a internet cada vez mais presentes em nosso ambiente.
  9. 9. A Cibercultura no entanto não deve ser considerada uma cultura ditada pela tecnologia Na verdade, o que há na era da cibercultura é o estabelecimento de uma relação íntima entre as novas formas sociais surgidas na década de 60 e as novas tecnologias digitais. Trata-se não apenas de um fenômeno tecnológico, mais de um processo que envolve alem de tecnologia.
  10. 10. Nossos alunos veem a relação com a moderna tecnologia digital uma parte integrante e indissociável de suas vidas, em permanente estado de imersão digital. Educadores e estudantes precisam escrever juntos essa nova era educacional, onde devemos fazer uso destas novas tecnologias no processo ensino aprendizagem.
  11. 11. A Cibercultura resgata manifestações culturais baseadas em trocas e influências mútuas, o que será chamado eventualmente de cultura copyleft Para muitos professores é algo novo, mas como responsáveis em criar uma didática atraente para buscar o melhor desempenho de nossos alunos, devemos evoluir nossas praticas docentes.
  12. 12. A Cibercultura possibilita ferramentas para esta evolução, é o espaço onde a maior parte do tempo, estão o nossos alunos e assim devemos aproveitar estes ambientes para correlacionar com eles e demais professores e formar comunidades educativas para o desenvolvimento da uma inteligência coletiva.
  13. 13. REFERÊNCIAS: Disponível em < https://www.youtube.com/watch?v=5mEwKlovVs8> acesso em 21 de agosto. Disponivel em < http://pdgvirtual.blogspot.com.br/2011/11/o-desafio-de-ensinar-em-tempos-digitais_ 07.html > acesso em 21 de agosto. SANTOS, Edméa. A CIBERCULTURA E A EDUCAÇÃO EM TEMPOS DE MOBILIDADE E REDES SOCIAIS:CONVERSANDO COM OS COTIDIANOS. Volta Redonda: 2014

×