Resumo das aulas de economia de mercado

7.052 visualizações

Publicada em

Resumo das aulas de Economia de Mercado
UNIP unidade Caruaru / disciplina RH

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.052
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
119
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resumo das aulas de economia de mercado

  1. 1. Resumo das aulas de Economia de Mercado UNIP unidade Caruaru / disciplina RH  Economia – é o estudo da forma pela qual a sociedade administra seus recursos escassos.  Equidade – Justa administração da propriedade econômica entre os membros da sociedade.  Necessidades Crescentes e Ilimitadas – dispor de uma renda que é insuficiente para conseguir todos os bens e serviços.  Necessidades: o Básicas e Primarias – Indispensável para nossa sobrevivência. Ex.: alimentação, saúde, habitação, vestuário. o Secundárias – Desejadas pelo convício social. Ex.: educação, transporte, lazer.  Bens econômicos: o Bens de consumo – são todos aqueles bens que já estão aptos a serem consumidos, sem a necessidade de qualquer outra transformação.  Duráveis – que podem ser utilizados por um período mais prolongado. Ex.: automóvel, geladeira.  Não duráveis – que devem ser consumidos imediatamente ou são utilizados apenas uma vez ou poucas vezes. Ex.: alimentos e roupas.  Bens intermediários – bens destinados à fabricação de outros e absorvidos pelo processo de produção. Ex.: matérias-primas, material de escritório, insumos, barras de ferro, peças de reposição, entre outros.  Bens de capital – são bens utilizados na geração de outros bens, mas não se desgastam totalmente no processo produtivo, ou seja, não são absorvidos no processo de produção. Ex.: máquinas, equipamentos e instalações.  Recursos e fatores de produção – são aqueles utilizados no processo produtivo para obter outros bens e serviços, com o objetivo de satisfazer as necessidades dos consumidores. Fator de produção Definição Terra ou recursos naturais Recursos humanos ou trabalho Água, minerais, madeiras, solo para fábricas. Faculdades físicas e intelectuais. Constitui-se daqueles indivíduos que reúnem os capitais para adquirir recursos produtivos e produzir bens e serviços para o mercado. Engloba os bens e serviços necessários para a produção de outros bens e serviços, como máquinas, equipamentos, instalações, dinheiro, ferramentas, capital financeiro. Todos os recursos tecnológicos disponíveis para a empresa. Capacidade empresarial Capital Tecnologia ((Royalties))
  2. 2.  Custo de oportunidades –  Tradeoffs (nada é de graça) – para obter algo que desejamos precisamos abrir mão de outra coisa que gostamos. Tomar decisões exige comparar um objetivo com outro. Ex.: estudar, economia ou recursos materiais?  Sistema econômico – é a forma como a sociedade organiza a sua produção, distribuição e consumo de bens e serviços para que seja alcançado nessa sociedade o maior nível de bem estar possível.  Os sistemas econômicos são classificados em: o Sistema Capitalista – a base desse sistema econômico é a propriedade privada dos bens de produção e do capital, em que predomina a livre iniciativa. A produção é definida pela demanda dos consumidores no mercado e se destina a quem tem renda para pagar o Sistema Socialista – Nessas economias, as decisões sobre o que, quanto, como e para quem produzir são determinadas pelo governo. Os meios de sobrevivência, como roupas, automóveis, eletrodomésticos, móveis, entre outros, pertencem aos indivíduos. As residências pertencem ao Estado. o Economia Mista – surgiu na década de 30 no século XX com a livre iniciativa entre a propriedade privada “governo” e as forças de mercado.  Mercado – é toda instituição social no qual os bens, serviços e fatores de produção são trocados livremente, trocas estas mediadas pela moeda.  Agentes econômicos: o Famílias – proprietárias dos fatores de produção e os fornecem para as empresas, como também consomem. o Empresas – produzem bens e serviços e os fornecem para consumo. o Governo – cuida da segurança da educação, da saúde, da defesa dos cidadãos e seus direitos, asseguram o funcionamento da economia. o Bem inferior – um bem para o qual, tudo o mais mantido constante, a quantidade demandada diminui, quando a renda aumenta. Ex.: pão. o Bens substitutos – dois bens para os quais, tudo o mais mantido constante, um aumento no preço de um deles, aumenta a demanda pelo outro. Ex.: Manteiga por Margarina; Álcool por Gasolina. o Bens complementares – bens para os quais o aumento do preço de um dos bens leva a uma redução na demanda pelo outro bem. Ex.: transporte. o Lei da oferta – Afirmação de que, tudo o mais mantido constante, a quantidade oferecida do bem aumenta quando o seu preço aumenta. o Esquema de oferta – mostra a relação entre o preço de um bem e a quantidade. A relação entre o preço de uma mercadoria e a quantidade oferecida. R$ CASQUINHAS DE SOVETE 0,00 0,50 1,00 1,50 2,00 2,50 3,00 QUANT. OFERTA CASQ. SOVERTE 0 0 1 2 3 4 5
  3. 3. o Lei da demanda – A afirmação que tudo o mais mantido a quantidade demandada de um bem aumenta quando o preço do bem diminui. (quem controla é o povo) o Esquema da demanda – tabela que mostra a relação entre o preço de um bem e quantidade de demanda. R$ CASQUINHAS DE SOVETE 0,00 0,50 1,00 1,50 2,00 2,50 3,00 QUANT. DEMANDA CASQ. SOVERTE 12 10 8 6 4 2 0 R$ CASQUINHAS DE SOVETE 0,00 0,50 1,00 1,50 2,00 2,50 3,00 QUANT. DEMANDA CASQ. SOVERTE 7 6 5 4 3 2 1 R$ CASQUINHAS DE SOVETE 0,00 0,50 1,00 1,50 2,00 2,50 3,00 NICOLAU KATHARINA MERCADO 7 6 5 4 3 2 1 12 10 8 6 4 2 0 19 16 13 10 7 4 1
  4. 4.  PIB – Produto Interno Bruto – valor de mercado de todos os bens e serviços produzidos em um país em um dado período. o PIB=C+I+G+X-M  C = CONSUMO PRIVADO  I = INVESTIMENTO  G= GASTO  X= EXPORTAÇÕES  M= IMPORTAÇÕES o PIB NOMINAL – produção de bens e serviços avaliados a preços correntes o PIB REAL – produção de bens e serviços avaliados a preços constantes. o DEFLATOR DO PIB – medida do nível de preços calculados como razão entre o PIB nominal e o PIB real, multiplicado por 100. ANO PREÇO DO CACHORRO QUENTE QUANT. DO CACHORRO QUENTE PREÇO DO HAMBURGUE QUANT. DO HAMBURGUE 2001 2002 2003 1 2 3 100 150 200 2 3 4 50 100 150 PIB NOMINAL: 2001 --- (1*100)+(2*50)=200 2002 --- (2*150)+(3*100)=600 2003 --- (3*200)+(4*150)=1200 PIB REAL (ANO BASE 2001): 2001 --- (1*100)+(2*50)=200 2002 --- (1*150)+(2*100)=350 2003 --- (1*200)+(2*150)=500 DEFLATOR DO PIB: 2001 --- (200/200)*100=100 2002 --- (600/350) *100=171 2003 --- (1200/500) *100=240  Monopólio – mercado em que existe apenas um vendedor, e este vendedor determina o preço. Ex.: Petrobrás.  Oligopólio – mercado em que existe um pequeno grupo de vendedores, grande quantidades de compradores, os produtores exercem certo tipo de controle sobre os preços. Ex.: posto de gasolina. 

×