Rota Pritzker

647 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
647
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rota Pritzker

  1. 1. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKER: ARQUITECTURA E OBRA SINGULAR DA “ESCOLA DO PORTO”GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro CURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3 - Porto, 07 de Novembro de 2011
  2. 2. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Índice RESUMO 1. INTRODUÇÃO 2. DESCRIÇÃO DO PROJECTO 3. ANÁLISE COMPARATIVA COM OUTRAS IMPLEMENTAÇÕES 4. CALENDARIZAÇÃO DA IMPLEMENTAÇÃO E MECANISMOS DE CONTROLO 5. CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ANEXO I – ANÁLISE COMPARATIVA ANEXO II – SEQUENCIAMENTO DAS ACTIVIDADES ANEXO III – MAPA DA ROTA ANEXO IV – OBRAS DA ROTA ANEXO V – OUTRAS OBRAS DA ROTA GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 2
  3. 3. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Resumo Este projecto consiste na criação e implementação de uma rota turística de natureza cultural arquitectónica, para a divulgação do destino Porto e Norte de Portugal. Será divulgada em suportes de informação e divulgação de modo inovador e interactivo, entre os quais numa plataforma virtual. A “Rota Pritzker Porto e Norte de Portugal: arquitectura e obra de Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura”, abreviadamente “Rota Pritzker”. The Pritzker Architecture Prize, foi instituído a partir de 1978 e destina-se a laurear um arquitecto vivo distinguindo-o pela sua obra. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 3
  4. 4. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Resumo A rota Pritzker é um dos produtos do Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) : o City Break e o Touring Cultural e Paisagístico As obras dos arquitectos existentes no Porto, Matosinhos e Maia, permitirão a projecção da marca “Porto” no contexto internacional. A “Rota Pritzker” tem a ambição de posicionar-se como um produto turístico de excelência, no contexto global da procura do City Break e o Touring Cultural e Paisagístico, promovendo de forma sustentada o território e as gentes do Grande Porto e Norte de Portugal. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 4
  5. 5. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Introdução 1.1. Enquadramento O prémio Pritzker, considerado o Nobel da arquitectura, visa consagrar anualmente o trabalho/obra de um arquitecto vivo que demonstre ser “…uma combinação de talento, visão e compromisso, que tenha produzido um contributo consistente e significativo para a humanidade através da arte da arquitectura…”, sendo Depois de Álvaro Siza, em 1992, ter recebido o Pritzker Award, em 2011, foi atribuído a Souto de Moura, consagrando a excelência criativa dos mestres da “Escola do Porto”. Ao criar uma rota turística de divulgação do trabalho dos arquitectos Pritzker, pretende- se tirar partido do impacto internacional deste prémio GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 5
  6. 6. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Introdução 1.2. Objectivo O objectivo deste projecto, com a criação da marca “Rota Pritzker”, é a promoção da arquitectura contemporânea portuguesa como um produto turístico. A “Rota Pritzker” insere-se no sistema de valor para o sector das viagens de city break. Terá um carácter único e irrepetível concretizada através de ofertas estruturadas, distintivas e inovadoras, alinhadas vocação natural de cada região. A motivação do city break, por lugares de excepcional interesse cultural, em meio urbano, capazes de providenciar experiências memoráveis de fruição do espaço de cidades turísticas abrem boas perspectivas de sucesso deste projecto. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 6
  7. 7. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Introdução 1.3. Organização e Metodologia Equipa de trabalho de quatro elementos, com actividade profissional em três municípios da área metropolitana do Porto, (Maia, Porto e Matosinhos). Processo de trabalho, pesquisa e desenvolvimento do tema repartido por todos, seguido de um esboço prévio do tema e enquadramento do projecto. Calendarização com prazos curtos de execução entre as diversas fases, e a distribuição de tarefas de pesquisa e análise de dados. Organização do documento materializa a concepção e desenvolvimento em cinco capítulos desde a abordagem conceptual, objectivos a alcançar e conclusões. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 7
  8. 8. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Descrição do Projecto 2.1. Objectivos • Definir uma a rota turística que possa ser realizada em dois dias consecutivos; • Estabelecer parcerias com operadores de transportes; • Estabelecer parcerias com operadores turísticos, (guias interpretes) • Desenvolver uma web page para promover a Rota Pritzker; • Implementar um guia virtual, GPS em pda´s, telemóveis, ipod, etc. • Divulgar a rota turística em mapas, brochuras, desdobráveis, flyers, etc; • Criar e instalar centros interpretativos; • Expor as obras mais relevantes dos dois arquitectos; • Lançar produtos de merchandising • Conseguir obter boa relação de custo benefício GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 8
  9. 9. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Descrição do Projecto 2.2. Caracterização Este projecto, pela sua pertinência, interesse e actualidade, tem com principal característica permitir alavancar a marca Porto e Norte de Portugal, bem como a promoção do destino, informando o mercado externo de novas opções de (re)visitar destinos tradicionais. Caracteriza-se também pela oferta turística e optimização do acolhimento de um público com interesse cultural, ávido de programação dirigida. Assenta numa divulgação inovadora, dirigida a um público-alvo culturalmente esclarecido, recorre a suportes de tecnologia recente. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 9
  10. 10. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Descrição do Projecto 2.2. Caracterização (cont.) Caracteriza-se por tirar partido dos equipamentos culturais existentes e as suas das sinergias, nomeadamente o Museu de Arte Contemporânea, da Fundação de Serralves, e ainda da Faculdade de Arquitectura da UP, face ao carácter académico da divulgação das obras representadas na Rota. É essencialmente um produto turístico contemporâneo, orientado ao segmento de turismo cultural, que procura cidades Europeias em estadias de curta duração. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 10
  11. 11. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Descrição do Projecto 2.3. Organização Projecto de base territorial, supra-municipal, sob a directa responsabilidade dos municípios envolvidos: Porto, Maia e Matosinhos, através dos seus departamentos de turismo nas seguintes acções: • Seleccionar as Obras que fazem parte da Rota Pritzker • Recorrer aos transportes intermodais existentes (efectuar parecerias) • Divulgar a Rota Pritzker, nas entradas tur. (aeroporto, leixões , metro, stcp, cp) • Criar um “guia” áudio, em formato Mp3, com download a partir da web page. • Instalar núcleos ou centros interpretativos da Rota • Criar página na internet e conta na redes sociais, Facebook e Twitter GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 11
  12. 12. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Análise comparativa com outras implementações 3.1. Pesquisa de projectos similares Projectos similares à Rota Pritzker analisados: • Rota Barcelona do Modernismo - obras de Antoni Gaudí • Rota Barcelona Histórica – centro histórico • Rota Barcelona da Modernidade - cidade olímpica • Rota Ensanche Bilbaino, Bilbao – arquitectura emblemática • Rota Abando, Bilbao - Museu Guggenheim e reconversão da frente de água • Rota Berlim Judaico – arquitectura judaica antiga e contemporânea • Rota do Românico, Vale do Sousa • Rota Urbana do Vinho, Porto GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 12
  13. 13. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Análise comparativa com outras implementações Análise SWOT Cidade Rota Pontos fortes Pontos fracos Oportunidades Ameaças Barcelona Rota do -Rota m/ divulgada; Preços - circuitos coinc. ; guias só - visitantes do low cost; turista - outras rotas turísticas Modernismo acessíveis; BarcelonaCard" - inglês catalão e castelhano de cruzeiro; línguas, português, em cidades europeias guia GPS, - horários fixos alemão e o italiano Bilbao Rota - Forte divulgação; bons não existe informação em grande número de visitantes do concorrência de outras "Ensanche meios pedest. e rodoviários; muitas línguas low cost rotas turísticas europeias Bilbaino" Preços acessíveis Berlim Rota de Berlim - muita divulgação; bons Não existe informação em Grande número de visitantes do concorrência de outras Judaico meios pedest e rodoviários muitas línguas low cost rotas turísticas de - Preços acessíveis cidades europeias Vale do Rota do - divulgação; conteúdo Não existe informação em Incremento das viagens de outras rotas turísticas Sousa Românico científico; comun e imagem; muitas línguas cruzeiro; Diversas origens e em cidades do litoral e Interactividade; línguas, português, o alemão e o região do Douro documentação italiano Porto Rota Urbana - histórico cultural ; Imagem - Baixa divulgação - turistas cruzeiro outras rotas na região do Vinho Porto; co-financiado pelo - s/oper de transportes - low cost . FEDER - nível desenvol. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 13
  14. 14. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Análise comparativa com outras implementaçõesDas Rotas pesquisadas, interessam ao projecto os seguintes aspectos: Vantagens a relevar Articulação com sistemas de transportes, Barcelona Card ou o Creditrans e BilbaoCard, Sub-rotas complementares, rotas “Barcelona do Modernismo” e “Barcelona Histórica” Ampla divulgação em vários suportes, Barcelona, Bilbao e Berlim; Circuitos pedestres, com e sem guia conforme sucede com Barcelona e Bilbao Outros modos de transporte, bicicleta e carro com apoio de guia GPS, Berlim e Bilbao; Centros interpretativos/informação a exemplo da Rota do Românico; Descontos associados, entradas em Museus, casos de Barcelona; Bilbao e Berlim,Desvantagens a superar Guias com limitado número de línguas com acontece em todas as rotas Europeias; Limitação de Horários como sucede em Barcelona; Divulgação reduzida como acontece no caso do Porto; GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 14
  15. 15. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Calendarização e mecanismos de controlo 4.1. Actividades e prazos Actividade Duração Custo CustoActividade Caracterização Recursos Humanos Recursos Materiais Precedente (dias) (€) (€) A Definição da rota 15 1 Arq. + 1 Eng 450 papel; software; toner; luz 75 Estab. parcerias c/ sistemas transportes B A 45 1 Chefia + 1 Técnico 600 papel; telefone; e-mail; toner; luz, carro 100 públicos C Definição pontos entrada p/ divulgação A 15 1 Técnico Turismo 40 papel; software; toner; luz 25 D Definição dos Núcleos A 15 1. Arq. + 1 Téc.Turism. 60 papel; software; toner; luz 25 E Estab.parcerias c/ Entidades dinamizadoras D 45 1 Chefia + 1 Técnico 300 papel; telefone; e-mail; toner; luz, carro 100 F Estab.parcerias com operadores turísticos C 45 1 Técnico Turismo 60 papel; telefone; e-mail; toner; luz, carro 50 G Adjudicação da campanha de divulgação B,D,F 90 1 Chefia + 1 Técnico 450 papel; telefone; e-mail; toner; luz, 100 H Estabelecimento parcerias c/ O.A E 20 1 Chefia 200 papel; telefone; e-mail; toner; luz, carro 25 I Design e concepção em sup. digital e papel G 90 Adjudicatário 0 papel; software; toner; luz; 40.000 J Suportes físicos (desdobráveis, cartazes, etc) I 60 Adjudicatário 0 papel, impressão 20.000 L Adjudicação da montagem das exposições D 90 1 Chefia + 1 Técnico 450 papel; telefone; e-mail; toner; luz, 100 M Montagem das exposições nos Núcleos H,L 90 Adjudicatário 0 maquetes, fotos, equipamento 60.000 N Implementação da campanha de divulgação E,J,M 60 1 Chefia + 6 Técnicos 4.000 internet, jornais, radio 15.000 O Apresentação pública da rota N 1 PCM + Chefia+equipa 450 salao nobre 500 GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 15
  16. 16. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Calendarização e controlo Sequenciamento GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 16
  17. 17. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Calendarização da implementação e mecanismos de controlo 4.2. Mecanismos de controlo (financeiros e não financeiros) Como mecanismos de controlo não financeiros pretende-se utilizar dois instrumentos complementares entre si. Isto é, o diagrama de Gantt e as redes PERT/CPM, para monitorização da execução das tarefas e comparação do antes e depois. Controlo do tempo é essencial: reuniões mensais, passando a semanais nas fases mais críticas e recurso a alerta electrónico via Microsoft Office Outlook. O controlo financeiro, uma vez que os custos do presente projecto estão relacionados com os recursos não acumuláveis, tendo em vista a sua melhor afectação e respectivo nivelamento, pretende-se utilizar para o efeito métodos heurísticos. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 17
  18. 18. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Conclusões 5.1. Aspectos críticos do projecto A criação e implementação da rota vai igualmente possibilitar, para as 3 Câmaras envolvidas, dar a conhecer o seu território, a sua identidade e as suas gentes, implicando, uma disponibilização concertada de recursos que só com uma concepção rigorosa e minuciosamente programada pode conduzir ao esperado sucesso. Necessidade de envolvimento da gestão do topo no apoio e valorização do projecto – iniciativa supra-municipal - , cuja concretização depende não só dos apoios financeiros conseguidos mas também dos recursos humanos. Sustentabilidade económico-financeira: recurso a outras fontes de financiamento que não as tradicionais (orçamentos municipais). GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 18
  19. 19. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3Conclusões 5.2. Vantagens e desvantagens para a organização e para a população Iniciativa supra-municipal que permitirá dar a conhecer, em complemento à própria rota, o território, a identidade, a gastronomia e as gentes das 3 Câmaras envolvidas, que não só o centro histórico e as caves do vinho do Porto. Estabelecimento de parcerias com outras regiões de turismo para divulgação da rota junto de outros destinatários, aproveitando-se a publicidade associada ao turismo vinhateiro (Douro Internacional) e ao turismo religioso (Fátima). Projecta-se a visão de que no futuro, este projecto posicionará a Rota Pritzker como produto turístico de excelência, no contexto global da procura do City Break e o Touring Cultural e Paisagístico, promovendo de forma sustentada o território a as gentes do Grande Porto e Norte de Portugal. GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 19
  20. 20. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3AnexosMapa da Rota GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 20
  21. 21. ROTA DOS LAUREADOS PRITZKERCURSO DE GESTÃO PÚBLICA NA ADMINISTRAÇÃO LOCAL | Região NORTE PORTO, Acção 1.3AnexosObras da Rota Pritzker GRUPO 5 Romana Torres, Maria José Costa, António Gonçalves, Manuel Ribeiro 21
  22. 22. GRUPO 5 OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO 22

×