SIMBOLOGIA ADINKRA
(...) O conhecimento e o desenvolvimento permeiam a História da África, em sistemas
de escrita, avanços...
presença. Antes disso, havia sido patrimônio dos mallan e dos dekyira povos da África
ocidental, que desenvolveram esse si...
Alguns símbolos e seus significados:
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Simbologia Adinkra - Andreia Cândido

1.345 visualizações

Publicada em

Este Artigo tem o objetivo de contextualizar o significados da Simbologia Adinkra

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Simbologia Adinkra - Andreia Cândido

  1. 1. SIMBOLOGIA ADINKRA (...) O conhecimento e o desenvolvimento permeiam a História da África, em sistemas de escrita, avanços tecnológicos, estados políticos sistematizados, tradições epistemológicas1 . Uma dessas tradições é o ADINKRA, conjunto ideográfico estampado em tecido, esculpido em pesos de ouro, talhado em peças de madeira anunciadoras de soberania (...). Adinkra significa adeus, e as pessoas da etnia acã usam o tecido estampado com os adinkra em ocasiões fúnebres ou festivais de homenagem. São mais de oitenta símbolos, destacados pelo conteúdo que trazem como ideogramas. Não só os desenhos do Adinkra são estética e idiomaticamente tradicionais, como, mais importante, incorporam, preservam e transmitem aspecto da história, filosofia, valores e normas socioculturais desses povos de Gana (...) Segundo a tradição, a expressão nasceu por causa de um certo rei, chamado Nana Kifi Adinkra, na atual costa do Marfim, o qual não só detinha o segredo da fabricação do tecido que depois ganhou seu nome, como também o estampava com desenhos do trono de ouro, símbolo maior do poder entre os acã, alegando ser seu verdadeiro dono. Sucede que, um dia, Osi Bonsu, rei dos asante, sentindo-se ameaçado por esse potencial usurpador, declarou-lhe guerra, no que foi bem-sucedido. Morto, como castigo, por sua insolência, Adinkra teve a cabeça arrancada do corpo e levada como troféu. E Osei Bonsu – reza a tradição – levou também as vestes do pretenso conquistador, bem como suas técnicas de fabricação dos tecidos e sua estamparia. Á partir daí o nome do rei morto passou a significar ‘adeus’, ‘despedida’, estendendo-se ao tipo de tecido que usava e aos grafismos nele estampados, dentre seus súditos. (...). Segundo Kabengele Munanga2 , após a derrota de Adinkra, os asante dominaram a arte dos deixada por ele e ampliaram o espaço onde este conjunto de ideogramas impunha sua 1 Epistemologia significa ciência, conhecimento, é o estudo científico que trata dos problemas relacionados com a crença e o conhecimento, sua natureza e limitações. É uma palavra que vem do grego. A epistemologia estuda a origem, a estrutura,os métodos e a validade do conhecimento, e também é conhecida como teoria do conhecimento e relaciona-se com a metafísica, a lógica e a filosofia da ciência. É uma das principais áreas da filosofia, compreende a possibilidade do conhecimento, ou seja, se é possívelo ser humano alcançar o conhecimento total e genuíno,e da origem do conhecimento. A epistemologia também pode ser vista como a filosofia da ciência. A epistemologia trata da natureza, da origem e validade do conhecimento, e estuda também o grau de certeza do conhecimento cientifico nas suas diferentes áreas, com o objetivo principal de estimar a sua importância para o espírito humano. A epistemologia surgiu com Platão, onde ele se opunha à crença ou opinião ao conhecimento. A crença é um ponto de vista subjetivo e o conhecimento é crença verdadeira e justificada. A teoria de Platão diz que conhecimento é o conjunto de todas as informações que descrevem e explicam o mundo natural e social que nos rodeia. A epistemologia provoca duas posições,uma empirista que diz que o conhecimento deve ser baseado na experiência, ou seja, no que for apreendido durante a vida, e a posição racionalista, que prega que a fonte do conhecimento se encontra na razão, e não na experiência. Fonte: www.significados.com . Acesso em 22/05/2015
  2. 2. presença. Antes disso, havia sido patrimônio dos mallan e dos dekyira povos da África ocidental, que desenvolveram esse sistema de escrita em um passado remoto. Kabengele afirma que, a importância desse fato é incomensurável quando observamos que, o academicismo convencional nega à África sua historicidade e a classifica como pré- histórica, com base na alegação que seus povos nunca desenvolveram a escrita. Além dos hieróglifos egípcios, existem vários sistemas de escrita desenvolvidos por outros povos africanos antes da invasão muçulmana, que introduziria a escrita árabe. Hoje em dia, por conta dos significados que a escrita dos símbolos Adinkra transmite e por refletir um sistema de valores humanos universal, como família, integridade, tolerância, harmonia, unidade, determinação, entre outros, os encontramos em diversas situações. Grande parte dos movimentos negros utilizam os símbolos Adinkra como logomarca, estampados em peças do vestuário e ainda, pessoas os usam como tatuagens, com o objetivo de transmitir seus significados e mostrar esta “arte” como parte integrante e importante da história da áfrica deixando claro que sim, há um desenvolvimento de linguagem escrita, vinda dos povos africanos. Fontes: Claro, Regina. Olhar a África: Fontes Visuais para Sala de Aula. 1.ed. – São Paulo: Hedra Educação, 2012. Munanga, Kabengele. A Matriz Africana no Mundo / Elisa Narkin Nascimento (org) – São Paulo: Selo Negro, 2008. Andreia Candido da Silva São Paulo, 03 de Junho de 2015. 2 Kabengue Munanga. Graduado em Antropologia Cultural pela Université Officielle Du Congo à Lubumbashi (1969) e Doutorado em Ciências Sociais (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (1977). Atualmente é Professor Titular da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia das Populações Afro-Brasileiras, atuando principalmente nos seguintes temas: racismo, identidade, identidade negra, África e Brasil.
  3. 3. Alguns símbolos e seus significados:

×