Autores pedagógicos

1.128 visualizações

Publicada em

Revisão dos autores pedagógicos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.128
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Autores pedagógicos

  1. 1. MOMENTO DE FORMAÇÃO (Revisão Principais Autores)
  2. 2. ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar.ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998Porto Alegre: Artmed, 1998.
  3. 3. A partir de uma perspectiva de análise e reflexão, o autor propõe pautas e orientações sobre a ação educativa que visam a melhorá-la. O livro traz os seguintes assuntos - A prática educativa - unidade de análise; a função social do ensino e a concepção sobre os processos de aprendizagem; instrumentos de análise; as seqüências didáticas e as seqüências de conteúdo; as relações interativas em sala de aula - o papel dos professores e dos alunos; a organização social da classe; a organização dos conteúdos; os materiais curriculares e outros recursos didáticos e, por fim, a avaliação.
  4. 4. FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessáriosFREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática docente. São Paulo: Paz e Terra, 2008.à prática docente. São Paulo: Paz e Terra, 2008.
  5. 5. O autor nos ensina a ensinar partindo do ser professor, ele reflete sobre saberes necessários à prática educativo-crítica fundamentados numa ética pedagógica e uma visão de mundo alicerçadas em rigorosidade, pesquisa, criticidade, risco, humildade, bom senso, tolerância, alegria, curiosidade, esperança, competência, generosidade, disponibilidade... molhadas pela esperança. Autonomia que faz da própria natureza educativa. Sem ela não há ensino, nem aprendizagem.
  6. 6. COLL, César. O construtivismo na sala de aula. SãoCOLL, César. O construtivismo na sala de aula. São Paulo: Ática, 2006Paulo: Ática, 2006.
  7. 7. “Aprender é construir”. A aprendizagem contribui para o desenvolvimento na medida em que aprender não é copiar ou reproduzir a realidade. Para a concepção construtivista, aprendemos quando somos capazes de elaborar uma representação pessoal sobre um objeto da realidade ou conteúdo que pretendemos aprender Procurar-se-á aqui encontrar nessa frase conceitos do Construtivismo dentro de cada parte dela.
  8. 8. HOFFMANN, Jussara. Avaliar para promover: as setas doHOFFMANN, Jussara. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.
  9. 9. Estão reunidos, nesta obra, princípios essenciais da avaliação, no sentido da efetiva promoção da aprendizagem, de uma ação que se projeta no futuro, embasada em princípios éticos de respeito às diferenças. Estabelecendo relações entre uma concepção dialética de avaliação e os caminhos de aprendizagem, a autora desenvolve questões sempre polêmicas nas escolas: a análise de tarefas avaliativas, o papel dos professores como mediadores em vários momentos de sala de aula, estudos de recuperação, a elaboração de testes, os registros de avaliação e outras.
  10. 10. PERRENOUD, Philippe. 10 novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed,2000.
  11. 11. O autor privilegia as práticas inovadoras e, portanto, as competências emergentes, aquelas que deveriam orientar as formações iniciais e continuas, aquelas que contribuem para a luta contra o fracasso escolar e desenvolvem a cidadania, aquelas que recorrem à pesquisa e enfatizam a prática reflexiva. 1) organizar e dirigir situações de aprendizagem ; 2) administrar a progressão das aprendizagens ; 3) conceber e fazer com que os dispositivos de diferenciação evoluam ; 4) envolver os alunos em suas aprendizagens e em seu trabalho ; 5) trabalhar em equipe ; 6) participar da administração da escola ; 7) informar e envolver os pais ; 8) utilizar novas tecnologias ; 9) enfrentar os deveres e os dilemas éticos da profissão ; 10) administrar a própria formação contínua.
  12. 12. TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 9. ed. Petrópolis:Vozes, 2008
  13. 13. As pesquisas sobre formação e profissão docentes apontam para uma revisão da compreensão da prática pedagógica do professor, que é tomado como mobilizador de saberes profissionais. Considera-se assim que este, em sua trajetória, constrói e reconstrói seus conhecimentos conforme a necessidade de sua utilização, suas experiências, seus percursos formativos e profissionais.
  14. 14. RIOS, Terezinha Azerêdo. Compreender e Ensinar: por uma docência da melhor qualidade. São Paulo: Cortez, 2005.
  15. 15. "Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade" é uma de suas obras, que tem caráter expressivo na área da educação. A obra aborda a qualidade da educação nos tempos atuais. O grande avanço em todas as áreas de uma vida contemporânea forçam a Escola a aprimorar-se para uma conquista democrática efetiva, o que exige um esforço coletivo tanto da escola quanto da sociedade. É vendo o professor como base para a democratização do ensino que se percebe a importância de tais investimentos, valorizando não mais sua formação técnica, mas sim considerando-o como capacitor de decisão própria. Por isso um professor que exerça uma docência de melhor qualidade é indispensável.
  16. 16. GARDNER, Howard; PERKINS, David; PERRONE, Vito eGARDNER, Howard; PERKINS, David; PERRONE, Vito e colaboradores. Ensino para a compreensão. A pesquisacolaboradores. Ensino para a compreensão. A pesquisa na prática. Porto Alegre: Artmed, 2007.na prática. Porto Alegre: Artmed, 2007.
  17. 17. Espacial Interpessoal Lingüística Musical Lógico- matemática Corporal- Cinestésica Naturalis ta
  18. 18. Edgar Morin:Edgar Morin: Sete Saberes Necessários à Educação doSete Saberes Necessários à Educação do Futuro. Ed. CortezFuturo. Ed. Cortez
  19. 19. Os sete saberes são: 1- As cegueiras do conhecimento: erro e a ilusão; 2- Princípios do conhecimento pertinente; 3- Ensinar a condição humana (Identidade); 4- Ensinar a Compreensão Humana; 5- Enfrentar as incertezas; 6- Ensinar a condição planetária; 7- A ética do humano.

×