Boletim junho 2013

5.889 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.889
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.634
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim junho 2013

  1. 1. Recordando as festas que se faziam no Bairro Fundo Fomento Habitação, o Projeto Mais Sucesso E5G decidiu reavivar a tradição trazendo os típicos bailes à comunida- de, contando com a ajuda dos jovens e familia- res do Projeto. Tivemos peixe assado, bifanas, sumos, sobremesas e muita, muita música para pôr todos a dançar. Seguem-se alguns testemunhos dos presentes: “A festa foi muito fixe e a organização estava excelente e o grupo de música do Leonardo foi bom” (Rúben Serra, 11 anos). “Eu gostei muito da festa, e da comida, pois far- tei-me de comer” (Leandro Andrade, 10 anos). “Foi altamente, deu para brincar muito, as cadei- ras é que estavam mal, eu mudava-as para poder brincar melhor” (Rafael Miguel, 10 anos). “Queremos mais e mais tempo, acabou muito cedo” (Paulo Caravela). Festa de São Pedro Nós na TV Durante este mês contámos com a visita do Programa Nós da RTP 2. Podemos assim dar a conhecer uma pouco do nosso trabalho, nomeadamente a nos- sa horta e as o Oficinas de Re- ciclagem Criativa dinamizadas pela Joana Rocha, cujos materi- ais serão expostos na futura Loja do Bairro. Link para a entrevista http://www.rtp.pt/play/p1239/ e121240/nos PROJETO MAIS SUCESSO E5G Junho 2013 Edição VI Futebol de Rua 2 Festa do Mójoão 3 Grupo de Voluntári@s 3 Oficina Empreende- dorismo 4 Educação Parental 4 NESTA EDIÇÃO: MOJU apresenta
  2. 2. O meu nome é João Seixal e no dia 18 de junho pelas 4h da manhã, eu e a minha equipa composta por Miguel Amador, Fábio Lena, Tiago Sousa, Rú- ben, Luís Mendes, o nosso treinador Jaime Durão e a responsável Rita Cavaco fizemos a nossa via- gem até Aveiro, na qual demorámos cerca de 9 horas. Neste primeiro dia, almoçámos na Universi- dade da Aveiro e assistimos a uma palestra de mo- tivação. Na quinta durante o dia, fizemos uma ativi- dade para estabelecer laços de amizade com as outras equipas, o que foi muito fixe, pois deu para conhecermos novas pessoas. Chegámos à sexta com grande ansiedade pois estávamos desejosos de começar a jogar e o nosso primeiro jogo foi com o Porto. Jogámos bem mas perto do fim um dos nossos colegas levou um cartão verme- lho e perdemos o jogo por 1 golo. Estamos a falar de uma equipa que foi campeã nas últi- mas duas edições do Futebol de Rua. Con- tudo, no jogo seguin- te alcançámos uma vitória o que animou o pessoal. No sábado não tivemos jogos de manhã e depois do almoço fomos passear pelo rio de moliceiro, um bar- co típico de Aveiro. Após isto voltámos a entrar em campo e tivemos bons resultados. Ficámos tristes pois com a derrota por 1 golo com o Porto não pas- sámos para as meias finais. No domingo jogámos com a equipa da Inglaterra, uma equipa convidada pela organização. Nesse mesmo dia visitámos as sali- nas e vimos as meias finais, a final e a entrega de prémios. Nós ficamos em 8ºlugar, em termos de pontos, podíamos ter ficado em 5ºlugar, mas neste torneio o fair-play também conta e com o cartão vermelho, baixámos do 5ºlugar para o 8ºlugar. Decidi participar neste torneio pois adoro jogar fute- bol e ainda por cima tive a oportunidade de conhecer Aveiro, superou as minhas expectativas, pois estava tudo muito bem organizado e houve muito convívio. Antes da final estiveram uns jogadores de Lisboa e Santarém a cantar, o que achei muito interessante. Pensei por sermos a maioria jovens de bairros sociais que iria haver conflitos o que acabou por ser o contrário, foi muito bom. Depois da com- petição acabar, fico com a sensação que posso ser um dos eleitos a ser chamados para a seleção nacio- nal, mas vamos ver, a qualidade dos jogadores era tremenda. Aconselho todos a participarem nestas iniciativas pois foram momentos brutais, vão ser memórias que vou guardar para toda a minha vida e todos que gostam de futebol deviam passar pelo mesmo. Texto escrito por: João Seixal Futebol de Rua - Final Nacional Site CAIS - Futebol de Rua http://www.cais.pt/ Facebook CAIS http://www.facebook.com/ ASSOCIACAOCAIS PROJETO MAIS SUCESSO E5G Página 2
  3. 3. EDIÇÃO VI A nossa associação voltou a celebrar o São João com a sua festa anual, o São Mojuão. Foram mais dois dias de grande festa no Largo do Grémio onde os jovens e adultos puderam celebrar o típico São João. Tivemos direito a sardinhas, bifanas, bebidas, manjericos, música ao vivo e muita, muita alegria Foi a minha primeira vez no Mójuão e adorei a festa, foi muito divertida. O meu trabalho voluntário consistia em vender rifas para angariar fundos para as nossas atividades no Mais Sucesso E5G e estava acompanhado de diversos jovens que contribuí- ram para a realização da festa. Foi uma festa tão boa, que por mim podia ser mais que dois dias, aconselho todas as pessoas aparecer numa próxima edição. Acompanhe o resto das fotos no facebook da nossa associação em facebook.com/associacaomoju Texto escrito por: Rúben Francisco Foi com grande alegria que abracei a ideia de criar, dinamizar e posteriormente for- mar um grupo de voluntári@s. Inicialmente começámos por divulgar este grupo junto das pessoas mais próximas, nomeadamente de estudantes universitários, uma vez que são pessoas que, à partida, estão mais dis- poníveis e com vontade de ganhar experi- ência. Nos primeiros meses estes/as volun- tári@s estiveram a dinamizar uma oficina de expressão dramática – teatro fórum – que culminou numa apresentação sobre problemáticas sentidas pelos jovens. Poste- riormente foi realizado um horário, dentro das suas disponibilidades, para colaborarem nas atividades do projeto: apoio ao estudo, dinâmicas de grupo, workshops, aulas de inglês e de matemática, entre outras. Para que consigamos organizar todas estas atividades, realizamos reuniões praticamente todos os meses e até já temos um grupo no facebook para facilitar a comunicação e a troca de ideias. Atualmente @s voluntári@s encontram-se a organizar várias atividades lúdicas para tornar as férias de Verão ainda mais divertidas! A tod@s @s voluntári@s do projeto Mais Sucesso E5G um muito obrigada e continuação de um excelente trabalho! Texto escrito por : Rita Cavaco (Coordenadora do grupo de voluntári@s) Festa de São Mójoão em Olhão Grupo de Voluntários Página 3 PROJETO MAIS SUCESSO E5G
  4. 4. Endereço do Projeto Mais Sucesso E5G Rua Perpendicular à Rua de Olivença 8700 - Olhão Tel: 289 713 065 Correio electrónico maissucesso.e5g@gmail.com Segue-nos em: maissucessoe5g.blogspot.pt/ www.facebook.com/Mais.Sucesso.E5G MOJU MAIS SUCESSO Oficina de Empreendedorismo Mais uma estimulan- te oficina de empre- endedorismo ofere- cida pelo o projeto Mais Sucesso E5G em parceria com o CRIA da UAlg. Na conjuntura que atravessamos é ne- cessário estimular os jovens a serem criativos e inovado- res e esta oficina atingiu bem os objetivos. Na sessão das competências empreendedoras mostrou-nos qual seria o perfil do empreendedor. Na segunda pudemos assistir a vários exemplos de empreendedorismo social e foi emocionante. Na terceira sessão pude- mos ter contato direto e ao vivo, com um empreendedor da terra que com uma ideia simples hoje já detém 2 marcas próprias. Na sessão de colocar as ideias em prática, pudemos contar com a presença do José Júlio do CRIA que nos deu informações muito úteis e elucidativas. Esta sessão foi de extrema importância dado que nos do- tou de algumas ferramentas para saber por onde começar a criação do nosso próprio negócio. Num balanço positivo só temos a agradecer a este tipo de iniciativa. Parabéns! Texto escrito por: Telma Pinela Página 4 PROJETO MAIS SUCESSO E5G No mês de Julho: - Olhares—Festival Intercultural - Escolhas Portas Abertas - Campos de Férias - Muitas atividades divertidas, praia, piscina, passeios ... Educação Parental Durante o mês de junho iniciou-se o primeiro grupo de pais com alguns dos familiares dos nossos jovens. Nesta primeira fase pretendia-se uma maior aproximação das famílias e permitir um momento de troca de experiências. “Sempre deu para desanuviar e sair um pouco da rotina”, são as palavras de uma das mães em relação às ses- sões. Texto escrito por: Ana Rocha.

×