Proteja-­‐se	
  com	
  mais	
  segurança	
  nas	
  redes	
  sociais	
  
	
  
...
sociais	
  que	
  crescem	
  mais	
  rapidamente	
  em	
  todo	
  o	
  mundo,	
  com	
  um	
  crescimento	
  de	
  153%	
 ...
 
Preocupe-­‐se	
  com	
  a	
  segurança	
  infantil	
  em	
  caso	
  de	
  incêndio	
  
Se	
  procura	
  por	
  segurança...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proteja-se com mais segurança nas redes sociais

287 visualizações

Publicada em

Pensamos muitas vezes na segurança nas redes sociais, mas a verdade é que passamos cada vez mais do nosso tempo ligados a redes sociais como o facebook ou o twitter sem nos interrogarmos sobre o modo como estas redes sociais mudaram a nossa maneira de comunicar e, pior ainda, mudaram a maneira de os nossos filhos comunicarem entre si.

Para os nossos filhos, os websites mais populares representam simplesmente um meio de interagirem com os amigos através dos computadores e dispositivos móveis. No entanto, muito frequentemente fornecem, sem o saberem, demasiada informação pessoal. As crianças, por seu lado, comentam atitudes que lhes poderão vir a causar problemas ou expõem-se a perigos vários devido ao que partilham na internet.

Saiba como proteger-se nas redes sociais com este artigo do Blog Mais-Seguranca.pt

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proteja-se com mais segurança nas redes sociais

  1. 1.                       Proteja-­‐se  com  mais  segurança  nas  redes  sociais       http://www.mais-­‐seguranca.pt/blog/seguranca/seguranca-­‐nas-­‐redes-­‐sociais/   Pensamos  muitas  vezes  na  segurança  nas  redes  sociais,  mas  a  verdade  é  que  passamos  cada  vez   mais  do  nosso  tempo  ligados  a  redes  sociais  como  o  facebook  ou  o  twitter  sem  nos  interrogarmos   sobre  o  modo  como  estas  redes  sociais  mudaram  a  nossa  maneira  de  comunicar  e,  pior  ainda,   mudaram  a  maneira  de  os  nossos  filhos  comunicarem  entre  si.     Para   os   nossos   filhos,   os   websites   mais   populares   representam   simplesmente   um   meio   de   interagirem  com  os  amigos  através  dos  computadores  e  dispositivos  móveis.  No  entanto,  muito   frequentemente  fornecem,  sem  o  saberem,  demasiada  informação  pessoal.  As  crianças,  por  seu   lado,  comentam  atitudes  que  lhes  poderão  vir  a  causar  problemas  ou  expõem-­‐se  a  perigos  vários   devido  ao  que  partilham  na  internet.       Para   a   sua   segurança   nas   redes   sociais   converse   com   os   seus   filhos   Devemos  preocupar-­‐nos  com  a  segurança  nas  redes  sociais   Começam   a   surgir   alguns   estudos   sobre   segurança   nas   redes   sociais   que   revelam   números   realmente  assustadores.  Sabia,  por  exemplo,  que  67%  dos  adolescentes  europeus  passa  a  maior   parte   do   seu   tempo   na   internet   e   nas   redes   sociais?   O   facebook   é   um   dos   websites   de   redes   Visite  o  nosso  Blog  em:     http://www.mais-­‐seguranca.pt/blog/  
  2. 2. sociais  que  crescem  mais  rapidamente  em  todo  o  mundo,  com  um  crescimento  de  153%  fora  dos   Estados  Unidos.     Um  inquérito  patrocinado  pelo  McAfee  revelou  que  20%  dos  adolescentes  participaram  em  atos   de   intimidação,   tais   como   a   publicação   de   fotografias   embaraçosas   e   informações   cruéis   ou   prejudiciais  sobre  amigos  ou  conhecidos,  a  difusão  de  rumores  ou  a  divulgação  de  comunicações   privadas,  bem  como  ainda  o  envio  de  mensagens  anónimas  de  correio  electrónico  para  pregar   partidas  de  mau  gosto.   E,  o  que  é  tão  ou  mais  preocupante,  segundo  o  mesmo  estudo,  28%  dos  adolescentes  afirmam   não  saber  como  reagir  se  fossem  assediados  ou  intimidados  na  internet.  Mesmo  assim,  o  perigo   mais  comum  para  os  adolescentes  europeus  parece  ser  a  divulgação,  por  sua  própria  iniciativa,  e   sob  as  mais  diversas  formas  não  pensadas,  de  informação  pessoal.   Assim,   uma   simples   conversa   entre   amigos   pode   estar,   sem   ninguém   o   perceber,   a   divulgar   perante  estranhos  informação  de  carácter  íntimo  e  pessoal.  Por  conseguinte,  todo  o  cuidado  é   pouco  quando  se  trata  de  segurança  nas  redes  sociais.   Por  que  razão  as  redes  sociais  podem  ser  tão  perigosas?   O  maior  problemas  das  seguranças  nas  redes  sociais  é  a  demasiada  informação  (em  inglês  TMI,   isto  é,  “too  much  information”).  Para  uma  maior  segurança  nas  redes  sociais  deve  fazer  os  seus   filhos  compreender  que  se  derem  a  conhecer  demasiadas  informações  sobre  a  sua  vida  pessoal,   isso   poderá   vir   a   causar-­‐lhes   graves   problemas.   Os   perigos   reais   são   vários,   tais   como   vulnerabilidade   relativamente   aos   intimidadores   na   internet,   invasão   de   privacidade,   roubo   de   identidade  e  exposição  a  predadores  online.   Estes  problemas  de  segurança  nas  redes  sociais  não  se  devem  exclusivamente  às  redes  sociais,   dado   que   já   existiam   antes   de   as   próprias   redes   sociais   existirem.   O   problema   de   segurança   coloca-­‐se   agora   em   maior   escala   porque   o   volume   de   utilizadores   e   de   informação   trocada   aumentou  exponencialmente  e  tornou-­‐se  muito  mais  pessoal,  podendo  afetar  qualquer  pessoa,   visto  que  todos,  sem  exceção,  nos  expomos.   Para  aumentar  a  segurança  nas  redes  sociais,  fale  sempre  com  os  seus  filhos  e  estabeleça  limites  e   regras,  sem  problemas.  Limite  o  tempo  que  os  seus  filhos  podem  estar  ligados  à  internet.  Fale-­‐lhe   no  que  é  ou  não  apropriado  partilhar  online  e  lembre  sempre  que,  na  internet,  nada  é  secreto.      
  3. 3.   Preocupe-­‐se  com  a  segurança  infantil  em  caso  de  incêndio   Se  procura  por  segurança  infantil,  provavelmente  também  se  preocupa  com  a  segurança  dos  seus   filhos   noutras   circunstâncias.   Sabia   que,   anualmente,   há   em   Portugal   uma   média   de   7.439   incêndios  em  habitações,  sendo  as  principais  vítimas  as  crianças  e  os  idosos?     Se   se   preocupa   com   a   segurança   do   seu   filho,   preocupe-­‐se   também   com   a   segurança   contra   incêndio  em  sua  casa.  As  crianças  são  as  mais  indefesas,  conjuntamente  com  as  pessoas  idosas.  A   Escola  Nacional  de  Bombeiros  e  a  Proteção  Civil  recomendam  que  todas  as  pessoas  tenham  em   casa  um  extintor  e  uma  manta  ignífuga  (manta  apaga  fogo).     Segundo  estas  entidades,  o  simples  facto  de  ter  um  extintor  em  casa  e  uma  manta  ignífuga  na  sua   cozinha  aumentará  em  muito  a  segurança  contra  incêndio,  evitando,  desse  modo,  elevados  danos   materiais,  feridos  e  vítimas  mortais.  Com  a  utilização  destes  dois  produtos  irá  estar,  seguramente,   a  aumentar  a  segurança  infantil  em  sua  casa.     Leia   o   nosso   post   “Saiba   mais   sobre   detectores   de   incêndio”   e   visite   a   nossa   loja   online,   onde   encontrará  muitas  soluções  e  produtos  de  segurança.  Somos  uma  empresa  certificada  e  em  nós   encontrará  sempre  o  melhor  aconselhamento  pelos  melhores  especialistas.     Palavras-­‐chave:  segurança  nas  redes  sociais   Palavras-­‐chave   secundárias:   redes   sociais,   adolescentes,   crianças,   internet,   segurança,   extintor,   manta  ignífuga,  segurança  contra  incêndio              

×