Resenha espirita on line 97

441 visualizações

Publicada em

Notícias de Divaldo Franco e Raul Teixeira e o trabalho de divulgação de Espiritismo em todo o mundo.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
441
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resenha espirita on line 97

  1. 1. 31 de outubro de 2013 nº 97 Ano 5 l Resenha Espírita on ine a informação na medida certa 1
  2. 2. D F AGENDA novembro 2013 ivaldo ranco Brasil Espanha 8 a 10 - Brasília (DF) 29 - Madri 14 - Salvador (BA) 30 - Barcelona 15 - Catanduva (SP) 20 - Jaboticabal (SP) 21 - São Carlos (SP) 22 - Campinas (SP) 23 - Amparo (SP) 24 - Araras (SP) 24 - São José do Rio Preto (SP) Brasília - 8 a 10/11/13 Catanduva - 15/11/13 2 Amparo - 23/11/13 3
  3. 3. Divaldo Franco vai à Espanha Divaldo Franco irá à Espanha no final de novembro e início de dezembro, quando, também, participará do XX Congresso Espírita Nacional, que se dará em Calpe. A programação é a seguinte: Madri - 29 de novembro de 2013 Barcelona - 30 de novembro e 6 de dezembro de 2013 Igualada - 1 de dezembro de 2013 4 Calpe Nos dias 06, 07 e 08 de dezembro de 2013, a cidade espanhola de Calpe sediará o XX Congresso Nacional da Espanha. O evento abordará como tema: “El Espiritismo como Filosofia de Vida”. Endereço: Hotel Diamante Beach, Rua Juan Carlos I, 48 CALPE. Os conferencistas serão os renomados: Divaldo Pereira Franco; Juan Miguel Fernández; Olga Ortiz; Miguel Vera; Alfredo Tabueña; Janaina Minelli; Valle Garcia; Carlos Campetti; Claudia Bernardes; María de La Gracia de Ender. Mais nformações através do site www.espiritisme.es ou pelo e-mail jhuete@viajeshispania. es. i Barcelona 5
  4. 4. Espiritismo em Marrakech O pioneirismo de Divaldo Franco estará levando, pela primeira vez na história, a mensagem espírita para o Marrocos, com programação doutrinária na cidade de Marrakech, nos dias 2 e 3 de dezembro de 2013. Marrakech é uma cidade do sudoeste do Marrocos, próxima ao sopé da cordilheira do Alto Atlas, conhecida como a “cidade vermelha”, a “pérola do sul” ou a “porta do sul”. É a capital da prefeiturahomônima, a qual faz parte da região de Marrakech-Tensift-El Haouz. Em 2004 tinha 801 043 habitantes. Possui o maior suq (zoco, mercado tradicional) do país, e uma das praças mais movimentadas da África, a Djemaa El Fna, que abriga acrobatas, vendedores de água, dançarinos, músicos e barracas de comida. À semelhança de muitas cidades norte-africanas e do Oriente Médio, Marrakech possui uma parte fortificada (a Almedina ou Medina) e uma cidade moderna adjacente (chamada Gueliz). É servida pelo Aeroporto Marrakech-Menara. Marrakesh Praça Djemaa El Fna 6 7
  5. 5. Jornada Espírita em Portugal Entre os dias 17 e 27 de outubro de 2013, Divaldo Franco participou de larga jornada doutrinária em Portugal, visitando diversas cidades, divulgando a mensagem espírita, a convite da Federação Espírita Portuguesa, organizadora do evento. A matéria segue ilustrada com fotos de Vitor Mora Féria. AMADORA: 17/10/13 - 20h30. Conferência: Psicologia do Perdão. 250 pessoas. 27/10/13 - 10h às 17h. Seminário: Transtorno depressivo. 200 pessoas ÍLHAVO: 22/10/13 - 20h30. Conferência: Oração da gratidão. 350 pessoas. LEIRIA: SANTARÉM: 18/10/13 - 20h30. Conferência: A justiça divina. 400 pessoas. 23/10/13 - 20h30. Seminário: Mediunidade, faculdade de bem servir. 240 pessoas. SÃO JOÃO DE VÊR: ÉVORA: 19/10/13 - 15h às 18h. Seminário: Vitória sobre a depressão. 420 pessoas. 24/10/13 - 20h30. Conferência: Encontro com a paz e o amor. 125 pessoas. VISEU: QUARTEIRA: 20/10/13 - 10h às 17h30. Seminário: Saúde integral. 400 pessoas. 25/10/13 - 21h. Conferência: O amor como solução. 280 pessoas. COIMBRA: SÃO JOÃO DE ALPORTEL: 26/10/13 - 15h às 18h30. Seminário: Atitudes renovadas. 220 pessoas. 21/10/13 - 20h30. Conferência: Aliança da ciência e da religião. 8 9
  6. 6. & EMOÇÃO Inteligência psicológico existencial... Inteligência e emoção Na construção dos equipamentos orgânicos para a evolução, a Divindade programou que o hemisfério direito do cérebro seja responsável pela beleza, pela arte, pelos sentimentos, tendo um caráter criativo e holístico, enquanto que o esquerdo responda pelo conhecimento, pela razão e pela lógica, demarcadamente separados pelo corpo caloso. bém responsáveis por males incontáveis e desastres dantes jamais imaginados de se tornarem realidade. Referimo-nos às armas ditas inteligentes com o seu poder de destruição superlativa, assim como as elaboradas quimicamente para matar, as biológicas portadores de epidemias terríveis, ao lado de outras tantas capazes de destruir a flora, a fauna, contaminar as águas e intoxicar a atmosfera com o único objetivo ganancioso do poder arbitrário e egoNa atualidade, não há como negar as tista de governantes desalmados. notáveis conquistas da inteligência, resAo lado das comunicações virtuais de ponsáveis pela Tecnologia e por todos os extraordinários contributos da Ciência, inestimável significado para o progresso tornando a vida na Terra mais confortá- do indivíduo, assim como das massas, vel, com muitos males eliminados ou con- encontra-se a perversa utilização para o tornados, propiciando bem-estar, con- crime de várias expressões, para a dissoforto e facilidades de todo porte. Nada lução dos costumes, para a promiscuidaobstante, não se pode desconhecer que de, para o comércio nefando de vidas em esses instrumentos fabulosos de que se florações, para a drogadição, com todo tem utilizado o conhecimento são tam- o seu cortejo de tragédias, para a expansão da loucura, para a perda do sentido 10 A imaginação exacerbada pelo conhecimento entorpece as emoções elevadas e contribui para as alucinadas fugas da realidade, para o prazer exaustivo e o gozo irrefreável, em nome do moderno, do oportuno e do inadiável. decorrentes de viagens fantásticas, de intercâmbios para o gozo exorbitante, esgota-se na ampulheta dos anos e logo surgem as frustrações atormentadoras, o tédio doentio, a indiferença pela vida e o desprezo dos valores éticos, relegados a plano secundário ou totalmente desconsiderados. Criou-se um quase abismo entre o saber e o sentir, entre a inteligência e a emoção, gerando a perda da comunicação realmente afetiva, do espírito de gentileza e de bondade, do companheirismo, da autoiluminação pela conquista da consciência, reduzindo o ser humano à condição de máquina em funcionamento automático sem controle nem diretriz. Vive-se a epopeia da cultura utilitarista e selvagem em detrimento da harmonia entre a inteligência e a emoção, para que seja possível o desenvolvimento e vivência das aspirações superiores da vida. A existência tem como finalidade precípua a autoconquista, a transformação O tempo gasto na execução do andos instintos violentos em emoções equiseio de estar em todo lugar ao mesmo libradas, da agressividade defensiva em tempo, desfrutando das concessões 11
  7. 7. utilização da energia criadora, e não para o erotismo extravagante, para a fruição dos sentidos no mergulho da escuridão do ego, com total esquecimento do Espírito que se é. quando não é nutrido pelo sentimento ético, conduz à cegueira da razão, que somente se direciona para o imediatismo do prazer e do interesse pessoal, com parcial ou total indiferença pelo que sucede em volta. * Assim tem sido o comportamento da sociedade nesses longos milênios de desenvolvimento da inteligência, na ânsia de ultrapassar os limites das ocorrências e no desespero de solucionar as dificuldades que parecem impedi-la de alçar voos cada vez mais amplos em busca do Infinito... O tradicional conceito em torno da voz do coração torna-se uma necessidade de atualização, por ensejar o aprimoramento dos valores éticos registrados no hemisfério direito, propiciando o seu enriquecimento emocional, que trabalhará em favor da conquista do bem que expressa a vontade e as leis de Deus. A inteligência, portanto, desenvolvida e cultivada sem o controle das emoções radicadas nos princípios valiosíssimos do amor, torna-se alucinada, exacerbada pelo egoísmo de que se nutre, em detrimento das necessidades humanas que se movimentam em toda parte. O coração humano é o grande motor responsável pela manutenção da vida física na viagem evolutiva, possuindo 40.000 células nervosas que são responsáveis por ações pensantes, quais se constituíssem um pequeno cérebro no seu conjunto, independendo das funções que são atribuídas ao órgão total. Lentamente, após incontáveis padecimentos, o ser humano vai descobrindo que a inteligência sem a emoção dignificada transforma-se em conquista prejudicial, geradora de conflitos inomináveis e de condutas extravagantes quão alucinadas. Como efeito, surge o impositivo de se trabalhar com a mesma intensidade o hemisfério direito, exercitando os valores da emotividade, da inspiração, do serviço de solidariedade humana, ao mesmo tempo em que se torna impostergável o dever de ampliar a área do afeto, vinculando-se aos ideais de enobrecimento e 12 às pessoas lutadoras que se transformam em líderes do progresso social e moral da humanidade. O conhecimento, que abre as janelas da alma para a percepção da realidade, Desenvolver um programa de realizações internas, caracterizadas pelos sentimentos de compreensão em favor da família humana, torna-se uma urgente necessidade que não deve ser postergada, sem que surjam ocorrências nefastas, angustiantes. Ninguém consegue viver em equilíbrio sem um projeto de existência alicerçado na afetividade, o que implica dizer que ninguém logra realizar-se durante a vida física sem um objetivo psicológico superior. Se esse objetivo é material, imediato, constituído pelos desejos egoicos, o sentido da vida logo desaparece e o ser Enquanto o amor não vicejar nos senderrapa em transtorno de comportamentimentos, contribuindo em favor da harto, mergulhando em melancolia e asfimonia interna, do equilíbrio das emoções xiando-se na depressão. defluentes das sensações, ainda em fase primária de seleção, o sofrimento seguirá Unir, portanto, as aspirações da inteliao lado dos viandantes pelos caminhos gência com as aplicações do sentimento, carnais. deve constituir a primeira meta a caminho dos ideais cósmicos, ínsitos no cerne do ser. * Sem dúvida, a inteligência é responsável pela grande horizontal das conquistas humanas, mas o sentimento é a grande vertical na direção de Deus. No centro em que se encontram as duas vertentes, está o coração pulsando em amor e cantando as glórias do existir. Joanna de Ângelis Psicografia de Divaldo Pereira Franco, 21 de maio de 2013, em Milão, Itália. 13
  8. 8. sef V VII SEMINÁRIO A SEF - Sociedade Espírita Fraternidade, de Niterói, RJ - instituição fundada por Raul Teixeira -, promoveu o VII Seminário. O evento contou com palestras de Sandra Borba e Alberto Almeida, e aconteceu no dia 29 de setembro de 2013, no Clube Português, em Niterói. Raul se fez presente, recepcionando os palestrantes e demais pessoas. As dependências do Clube ficaram lotadas. E nfermidade na família é ensejo de reerguimento do enfermo, mas, sem dúvida, trata-se de elemento impulsionador do aprendizado, como do amadurecimento e da disciplina moral de todos os familiares. Revoltas contra Deus? Jamais, porque será demonstração de infantilidade. Amargura intérmina? Nunca, pois indicará infortunada associação às faixas de piora, com maiores transtornos. Desilusões caprichosas? Por quê? Deus é o Amor e a Verdade que a todos nos atende de acordo com as nossas necessidades e méritos. A confiança em Deus não deverá ser um adorno para quando tudo esteja bem, dentro dos padrões humanos. Outrossim, será luz a fulgir em todos os momentos da vida dos seres, conferindo-lhes euforia íntima para a superação de todos os problemas da saúde nossa ou dos nossos, emancipando-nos para sempre, valendo-nos das pelejas doloridas de agora. Família espírita... Mesmo na quadra difícil da enfermidade, mantenha o seu comportamento espírita. P ida em família lasma, na personalidade em delineamento do filhinho, os hábitos salutares. Diante dele, frágil de aparência, tem em mente que se trata de um Espírito comprometido com a retaguarda, que recomeça a experiência a penates, e que muito depende de ti. Nem o excesso de severidade para com ele, nem o acúmulo de receios injustificados, em relação a ele, ou a exagerada soma de aflição por ele. Fala-lhe de Deus sem cessar e ilumina-lhe a consciência com a flama da fé rutilante, que lhe deve lucilar no íntimo como farol de bênçãos para todas as circunstâncias. Ensina-lhe a humildade ante a grandeza da vida e o respeito a todos, como valorização preciosa das concessões divinas. O que lhe não concedas por negligência, ele te cobrará depois. Se não dispões de maiores ou mais valiosos recursos para dar-lhe, ele saberá reconhecer, e, por isso, mais te amará. Todavia, se olvidaste de ofertar-lhe o melhor ao teu alcance também ele compreenderá e, quiçá, reagirá de forma desagradável. Os pais educam para a sociedade, quanto para si mesmos. Examina a tua vida e dela retira as experiências com que possas brindar a tua prole. Thereza de Brito (Livro: Vereda familiar. Thereza de Brito, Cap. 26. Raul Teixeira) 14 Joanna de Ângelis (Livro: Leis morais da vida. Joanna de Ângelis, Cap. 16. Divaldo Franco) 15
  9. 9. Raul TEIXEIRA Divaldo franco VEREDA FAMILIAR: Nesta obra, o LUZ DO MUNDO: São narrações de espírito Thereza de Brito, que em sua última reencarnação teve onze filhos e enfrentou diversos percalços familiares, dentre eles a viuvez precoce e a desencarnação de alguns filhos, e soube manter o equilíbrio e a confiança em Deus, aborda temas relevantes, tais como a educação dos filhos, a convivência ideal entre os casais, ensinando-nos, ainda, quais são os hábitos saudáveis a serem adotados no lar. Uma das características deste livro é o bom-senso e a fidelidade à filosofia espírita ao serem tratados alguns temas delicados, como, por exemplo, a questão do batismo dos filhos, a realização de “casamentos espíritas” e o consumismo exagerado no lar. Certamente será uma leitura agradável e rica de bênçãos, propiciando-nos condutas cristãs dentro do santuário doméstico. 16 acontecimentos envolvendo a figura do Mestre Incomparável, com a beleza poética e pictórica muito típica da inesquecível mestra, escritora, poetisa e periodista baiana. Em cada capítulo – com verdadeira mestria – apresenta detalhes e pinta as paisagens dos lugares onde esses episódios ocorreram. Em Luz do Mundo, a autora oferece-nos vinte e cinco capítulos de rara percuciência psicológica sobre a personalidade do Guia da Humanidade, traduzindo a Sua Sabedoria e grandeza espiritual, na forma como conduzia as questões que Lhe eram apresentadas e como atendia aqueles que O buscavam, portadores de inumeráveis conflitos, de variadas necessidades. N ão temas a morte, nem lamentes os que partiram. Evita a rebeldia e a mágoa diante dela, considerando que somente há vida, embora em níveis vibratórios diferentes e faixas diferenciadas de evolução. Recorda que o momento culminante da vida de Jesus-Cristo foi o da Sua ressureição, somente possível porque, antes, houve a morte. Assim, vive, cada instante, libertando-te das paixões primitivas, até ocorrer a tua morte, certo, porém, de que sobreviverás. A provisionando tantas bênçãos em teu coração, em nome dos teus amores, com toda certeza te prepararás muito bem para que os embates do mundo não te infelicitem, nem te destruam na amargura; tampouco te deixem descoroçoar diante das mais diversas ou conflitivas situações. Assim, então, verás o tempo passar sem te apartares do trabalho do bem, vivendo em abundância, valendo-te das oportunidades valiosas da existência corporal, até que adquira, igualmente, ao longo dos dias, o mérito para retornares ao clima dos teus vínculos amados, com paz e alegria pelo dever cumprido, nas regiões do Mais Além. Joanna de Ângelis Camilo (Livro: Momentos enriquecedores. Joanna de Ângelis, Cap.: 17. Divaldo Franco) (Livro: Nossas riquezas maiores. Diversos, Cap. 10. Raul Teixeira) 17

×