avaliação da BE
                                    Mais do que uma
                                    aventura ao acaso....
“O valor não é algo
                                                              intrínseco às coisas,
                  ...
“... uma utilização consequente nos vários domínios
       que caracterizam a missão da BE, capaz de produzir
       resul...
A BE «tem de criar e
                                                                   gerir programas …
                ...
Permitindo a partir das evidências observáveis identificar:
 “o caminho que deve seguir com vista à melhoria do seu
desemp...
Novos conceitos e contextos de aprendizagem exigem
       continuamente novas estratégias adequadas à realidade, ao
      ...
“At a fundamental level then,the instructional role of the school
       librarian, in proactively engaging with the curri...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Microsoft Power Point Auto Avaliacao Da Be M Lamas

324 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
324
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Microsoft Power Point Auto Avaliacao Da Be M Lamas

  1. 1. avaliação da BE Mais do que uma aventura ao acaso... ... a identificação do caminho a partir das evidências recolhidas. In -1.bp.blogspot.com/.../biblioteca+escolar.jpg
  2. 2. “O valor não é algo intrínseco às coisas, mas tem sobretudo a ver com a experiência e benefícios que se retira delas...” http://agrupamentocampomaior.drealentejo.pt/biblioteca2.htm http://creazeitao.googlepages.com/nos.jpg/nos-full.jpg
  3. 3. “... uma utilização consequente nos vários domínios que caracterizam a missão da BE, capaz de produzir resultados que contribuam de forma efectiva para os objectivos da escola em que se insere.” http://www.jota7.com/img/noticias/livro_didatic o.jpg http://www.telha.net/portal/images/stories/lire.jpg http://img20.imageshack.us/i/17313312ad2.jpg/
  4. 4. A BE «tem de criar e gerir programas … essenciais para potencializar a aprendizagem dos alunos.» (Eisenberg,2002) mas, não o deve fazer no vazio, nem ao acaso. O Modelo de Auto- avaliação constitui a possibilidade de construir um quadro referencial. http://creazeitao.googlepages.com/cartaz.jpg/cartaz-full.jpg
  5. 5. Permitindo a partir das evidências observáveis identificar: “o caminho que deve seguir com vista à melhoria do seu desempenho” “os pontos fortes e fracos” “Objectivos e prioridades, de acordo com uma perspectiva realista face à BE e ao contexto em que se http://1.bp.blogspot.com/_Bsy34YyTxMc/R39cvMF insere” 7ImI/AAAAAAAAAAw/SELE7af25lU/s320/bib.gif
  6. 6. Novos conceitos e contextos de aprendizagem exigem continuamente novas estratégias adequadas à realidade, ao questionamento,à inquirição, à crítica ao próprio desenvolvimento e obrigam ao desenvolvimento de novas literacias numa aprendizagem contínua. http://www.lerparaver.com/files/imagens/literacia_digital.jpg http://www.planetaeducacao.com.br/novo/imagens/artigos/literatura/dicionario_ingles_02.jpg
  7. 7. “At a fundamental level then,the instructional role of the school librarian, in proactively engaging with the curriculum and learning goals of the school, is formational as well as informational, interventionist and integrative, supportive and service-oriented, and it is both outcomes – oriented and process-oriented.” (RossTodd,2002) http://www.anossaescola.com/cr/im ages/pesquisar.jpg

×