Apresentacao principais programas minc junho 2015

187 visualizações

Publicada em

Apresentação dos principais programas e ações do MinC (versão 06). Junho de 2015. PNC. SNC. PRONAC. Pro Cultura. PRONATEC. Mais Cultura nas Escolas. Cultura Viva. Vale Cultura. CEUs. SNIIC. SNBP. PNLL. Museus. Bibliotecas. Pontos de Cultura. Brasil de Todas as Telas. Cidadania. Diversidade Cultural. Espírito Santo. Rio de Janeiro.

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
187
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao principais programas minc junho 2015

  1. 1. M i n i s t é r i o d a C u l t u r a p r i n c i p a i s p r o g r a m a s e a ç õ e s Junho 2015
  2. 2. Palácio Gustavo Capanema, RJ, terraço
  3. 3. • Plano Nacional de Cultura • Sistema Nacional de Cultura – SNC e Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais - SNIIC • Programa Cultura Viva • Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca • Patrimônio, Memória Cultural e Museus • Audiovisual • Difusão Cultural • Centros de Artes e Esportes Unificados – CEUs • PRONAC e Pro Cultura • PRONATEC • Mais Cultura nas Escolas
  4. 4. Plano Nacional de Cultura
  5. 5. Sistema Nacional de Cultura - SNC Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais - SNIIC
  6. 6. Com vistas ao atendimento do Artigo 216-A da Constituição Federal, que instituiu o Sistema Nacional de Cultura (SNC), o Ministério da Cultura tem realizado esforços no sentido de obter a adesão dos entes federativos ao SNC, ao mesmo tempo que apoia a implementação de mecanismos e dispositivos que permitam sua operacionalização. Até 14 de abril de 2015, já integram o Sistema Nacional de Cultura 26 estados e o Distrito Federal, bem como um total de 1.946 municípios, representando 34,9% de adesão a nível municipal. Tais números são resultado de ações voltadas a orientar os municípios para integrarem o SNC e para a implementação dos componentes necessários à consolidação dos sistemas municipais de cultura. Consultas: http://www.cultura.gov.br/snc
  7. 7. 14/04/2015
  8. 8. Um elemento constituinte fundamental do SNC é o Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais – SNIIC. É o lugar para se agrupar, organizar, integrar e interoperar um conjunto de sistemas informacionais, bancos de dados, informações, conhecimentos e mapeamentos dispersos nos órgãos da administração pública das três esferas da federação, instituições privadas e da sociedade civil organizada e de quaisquer outras iniciativas de organização de dados, informações e conhecimento do campo cultural. Qualquer cidadão interessado em dados, informação e conhecimento no universo da cultura terá acesso garantido a partir do SNIIC. Será possível oferecer transparência e meios para se monitorar, avaliar e formular as políticas públicas do campo da cultura, fornecendo também insumos para as pesquisas e produção acadêmica, científica e investigativa. Além de um repositório de dados, informações e conhecimento, o SNIIC tem um desenho inovador, fundado nas oportunidades tecnológicas e sociais de se pensar e tratar as políticas públicas na atualidade. Para tanto, o primeiro Módulo do Sistema é para o Mapeamento da Diversidade Cultural Brasileira, e tem por interface o Registro Aberto da Cultura – RAC, um banco de dados alimentado colaborativamente pelo cidadão. Principais eixos do SNIIC: 1- Dados, Informações e conhecimento de fontes oficiais; 2- Mapeamento colaborativo da diversidade cultural brasileira; 3- Plataforma de governança colaborativa e digital.
  9. 9. O Módulo Plataforma Digital de Governança Colaborativa, ainda a ser implementado, será o ambiente para promover a comunicação entre os cidadãos e os agentes culturais públicos e privados. Uma rede social definitiva da cultura. A ideia é que em pouco tempo a Plataforma Digital de Governança Colaborativa, a partir do banco de dados resultante do Mapeamento da Diversidade Cultural Brasileira e dos conteúdos constantes em outros módulos do SNIIC, torne disponível serviços para que artistas e pesquisadores encontrem seus pares ou saibam, por exemplo, que pesquisa existe de uma determinado tema. Produtores poderão localizar outros produtores em sua cadeia produtiva e a sociedade poderá encontrar espaços para consumir bens culturais. É uma forma de empoderamento do indivíduo que trabalha com arte e cultura, pois oferecerá ferramental para que ele não precise acessar um agente público para obter as informações de monitoramento de sua área ou segmento. O Estado, quando implantar o Módulo Plataforma de Governança Colaborativa e Digital da Cultura, proverá uma estrutura que inaugurará a Rede Social da Cultura e possibilitará, também, a criação de inúmeras redes específicas dos segmentos, setores, categorias, consumidores, patrocinadores e fomentadores. Cadastramento e consultas: http://sniic.cultura.gov.br/
  10. 10. Agentes (pessoas físicas e jurídicas) e objetos culturais já cadastrados no SNIIC, por UF, 09/2014
  11. 11. Agentes (pessoas físicas e jurídicas) e objetos culturais já cadastrados no SNIIC, por UF, 09/2014 ES = 84 RJ = 575
  12. 12. Agentes (pessoas físicas e jurídicas) e objetos culturais cadastrados – Sudeste - 20/05/2015
  13. 13. Agentes (pessoas físicas e jurídicas) e objetos culturais cadastrados – Sudeste - 20/05/2015 ES – 116 agentes; 29 objetos; Total: 145 RJ – 348 agentes; 304 objetos; Total: 652 SP – 1.565 agentes; 839 objetos; Total: 2.404 MG – 762 agentes; 326 objetos; Total: 1.088
  14. 14. Programa Cultura Viva
  15. 15. P r o g r a m a C u l t u r a V i v a n o R J e E S
  16. 16. Programa Cultura Viva no RJ e ES Fórum Estadual PCs ES 2014, Vitória, ES TEIA RURAL – Teia Estadual RJ 2013, S. Pedro da Serra, RJ
  17. 17. Programa Cultura Viva no ES
  18. 18. Programa Cultura Viva no ES
  19. 19. Programa Cultura Viva Espírito Santo
  20. 20. Programa Cultura Viva no RJ
  21. 21. Programa Cultura Viva no RJ
  22. 22. Programa Cultura Viva Rio de Janeiro
  23. 23. Reunião do Fórum dos Pontos de Cultura do Rio de Janeiro, PC do ITAE, em Paraty, 25/05/2015 O Fórum dos Pontos de Cultura do Rio de Janeiro tem encontros mensais, alternando pontos da capital e pontos do interior.
  24. 24. Livro Leitura Literatura Biblioteca
  25. 25. Biblioteca Nacional, RJ Biblioteca Nacional, RJ
  26. 26. Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas http://snbp.culturadigital.br/ Bibliotecas Públicas no Brasil Com o intuito de apoiar o desenvolvimento das políticas culturais nacionais voltadas para bibliotecas públicas municipais e estaduais, o SNBP realiza sistematicamente a atualização dos dados acerca desse tipo de equipamento cultural. A última atualização foi realizada em fevereiro de 2015, dentro do escopo do Projeto Mais Bibliotecas Públicas. São 6.069 bibliotecas públicas municipais, distritais, estaduais e federais, nos 26 estados e no Distrito Federal, distribuídas da seguinte forma: Região Norte: 499 Região Nordeste: 1.837 Região Centro-Oeste: 497 Região Sudeste: 1.947 Região Sul: 1.287 Espírito Santo: 80 Rio de Janeiro: 147 Biblioteca Parque Estadual do RJ
  27. 27. Patrimônio Memória Cultural Museus
  28. 28. Aplicativo Portal do Patrimônio Cultural
  29. 29. Você já conhece o aplicativo Portal do Patrimônio Cultural, do IPHAN? Tenha à mão o mapa dos bens tombados ou registrados no estado do Rio de Janeiro. O Palácio Gustavo Capanema, sede da Representação Regional RJ ES, do Ministério da Cultura, está lá! Instale e aproveite, é gratuito, instrutivo e muito bonito! Donwload: Para Iphone: https://itunes.apple.com/br/app/portal-do- patrimonio/id913756305?mt=8 Para Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.patrimonio.portalpatrimonio
  30. 30. Política Nacional de Museus: 7 eixos programáticos 1. Gestão e Configuração do Campo Museológico, com a implementação do Sistema Brasileiro de Museus; 2. Democratização e Acesso aos Bens Culturais; 3. Formação e Capacitação de Recursos Humanos; 4. Informatização de Museus; 5. Modernização de Infra Estruturas Museológicas; 6. Financiamento e Fomento para Museus; 7. Aquisição e gerenciamento de acervos culturais.
  31. 31. Audiovisual
  32. 32. Difusão Cultural
  33. 33. Maio 2015
  34. 34. Maio 2015
  35. 35. Centros de Artes e Esportes Unificados – CEU
  36. 36. CEUs e moradias do Minha Casa Minha Vida (MCMV)
  37. 37. CEUs - Rio de Janeiro e Espírito Santo (03/2015) Equipamentos inaugurados: 04 (RJ = 3 / ES = 1) Equipamentos com obras em andamento: 30 (RJ = 22 / ES = 8) Municípios com equipamento inaugurados: RJ: Maricá, Niterói, Petrópolis ES: Colatina CEU de Maricá , RJ CEU de Colatina, ES Municípios com obras em andamento: Rio de Janeiro: Araruama – 1 obra (3000 m2) Belford Roxo – 2 obras (uma de 3000m2 e uma de 700 m2) Cabo Frio – 1 obra (3000 m2) Campos dos Goytacazes – 1 obra (7000 m2) Itaboraí – 1 obra (3000 m2) Itaguaí – 1 obra (3000 m2) Macaé – 1 obra (3000 m2) Magé – 1 obra (3000 m2) Mesquita – 1 obra (3000 m2) Nilópolis – 1 obra (3000 m2) Nova Friburgo – 1 obra (3000m2) Nova Iguaçu – 2 obras (uma de 3000 m2 e outra de 7000 m2) Queimados – 1 obra (3000 m2) Resende – 1 obra (3000 m2) São João de Meriti – 1 obra (3000 m2) São Gonçalo – 2 obras (as duas de 7000 m2) Tanguá – 1 obra (3000 m2) Três Rios – 1 obra (3000 m2) Volta Redonda - – 1 obra (700 m2) Espírito Santo: Cachoeiro do Itapemirim – 1 obra (3000 m2) Cariacica – 1 obra (3000 m2) Guarapari – 1 obra (3000 m2) São Mateus – 1 obra (3000 m2) Serra – 1 obra (7000 m2) Viana – 1 obra (3000 m2) Vila Velha – 1 obra (7000 m2) Vitória – 1 obra (700 m2)
  38. 38. PRONAC & Pro Cultura
  39. 39. MECENATO – estatais 2000 a 2015 (parte 1)
  40. 40. MECENATO – estatais 2000 a 2015 (parte 2)
  41. 41. O Programa Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura (Pro Cultura), previsto para substituir a Lei Rouanet, trará um novo modelo de financiamento federal à cultura e mudanças substanciais no mecanismo de incentivo cultural por meio de renúncia fiscal. O Projeto de Lei 6.772/2010, que institui o Pro Cultura, prevê que o Fundo Nacional da Cultura (FNC) seja o principal mecanismo de financiamento federal à cultura. Para isso, será transformado em um fundo de natureza contábil e financeira e também poderá receber recursos por meio de doações e patrocínios. Na prática, isso tornará possível repassar recursos não utilizados em um exercício para o ano seguinte. Hoje, como o fundo é apenas contábil, o saldo anual precisa ser devolvido ao Tesouro Nacional. O Pro Cultura também estabelece mecanismos de regionalização dos recursos, que serão destinados em parte a fundos estaduais e municipais, com vistas a financiar políticas públicas dos entes federados. Os estados e municípios que aderirem ao Sistema Nacional de Cultura (SNC) e implantarem fundos e planos estaduais ou municipais de cultura e órgão colegiado de gestão democrática de recursos, com participação da sociedade civil, poderão receber repasses diretamente para execução de programas e projetos. Um dos maiores benefícios do Pro Cultura é o fortalecimento institucional do Fundo Nacional de Cultura, composto de uma ampla gama de fontes de receita, e a ampliação dos aportes de recursos do Tesouro Nacional. O programa também permitirá estreitar as relações entre os entes federados e garantir a distribuição equânime dos recursos entre as regiões do país, de modo a atender às demandas da sociedade e da produção cultural brasileira.
  42. 42. Outra mudança prevista com o Pro Cultura é o aumento dos limites de dedução do Imposto de Renda para doações e patrocínios a projetos culturais. Para pessoas físicas e jurídicas, o patamar poderá alcançar até 8% do imposto devido. Hoje, os limites estabelecidos por decreto do Poder Executivo são de 6% para pessoas físicas e de 4% para pessoas jurídicas. Conforme o texto do PL que tramita no Congresso Nacional, doações de pessoas físicas continuarão com teto de 6%, e de empresas com receita bruta anual de R$ 300 milhões, de 4%. O limite, entretanto, poderá subir para 8% se o excedente for destinado a produtores independentes ou de pequeno porte. No caso de empresas com receita superior a R$ 300 milhões, o limite também será de 4%, podendo chegar a 5% caso o excedente seja destinado ao FNC. As faixas de abatimento, que hoje são duas, 60 e 100% sobre o valor do projeto, passam a ser quatro: 30%, 50%, 70% e 100%, de acordo com a pontuação alcançada na avaliação do projeto. O Pro Cultura prevê, ainda, os Fundos de Investimentos Culturais e Artísticos (Ficart), operados por instituições financeiras com a finalidade de investir em atividades com potencial retorno comercial, e o Vale-Cultura, primeira política pública com foco específico no acesso ao consumo e à fruição de bens e serviços culturais. Criado pela Lei 12.761 de 2012, o Vale Cultura já destinou mais de R$ 55 milhões a 264 mil trabalhadores do país.
  43. 43. PRONATEC (parceria MEC/MinC)
  44. 44. PRONATEC - Cultura O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), no âmbito da parceria entre MEC e MinC, tem como intuito aumentar cursos e vagas nas áreas de cultura e artes. São vários cursos de formação inicial em várias vertentes culturais: desenho de moda, cenotecnia, maquiagem cênica, artesanato de biojoias, cerâmica e tecido, desenho de produto gráfico e produto web, edição de áudio, etc. OBJETIVOS DO PRONATEC •Expandir , interiorizar e democratizar a oferta de cursos; •Ampliar as oportunidades educacionais dos trabalhadores por meio da formação profissional; •Profissionalizar pessoas para desenvolverem atividades ligadas a cultura. COMO PARTICIPAR? Verificar com os Institutos Federais, Sistema S (Senai, Sesc, Sesi, Senac) quais são os cursos que eles estão oferecendo, se informar sobre o número de vagas e mobilizar as pessoas para se inscreverem. Caso as vagas sejam poucas ou a rede não esteja ofertando cursos voltados a cultura é importante que vocês prefeitos se mobilizem e façam uma articulação para que sejam ofertadas vagas. Em caso de municípios menores que não tenha Institutos Federais ou Sistema S o prefeito deverá procurar uma cidade polo próxima e articular.
  45. 45. PRONATEC Cultura: Brasil Em 2013 foram disponibilizadas 9.576 vagas em 21 estados e em 100 municípios, com investimentos de R$ 6.729.600. Dentre os cursos ofertados destacam-se: Assistente de Produção Cultural, Inglês Básico, Fotógrafo, Costureiro, Agente Cultural, Organizador de Eventos, Espanhol Básico, Músico de Banda e Regente de Coral. Em dois anos de atividades (2013 e 2014), o programa ofereceu 31.667 vagas, que beneficiaram 7.384 alunos em 275 municípios de 24 estados brasileiros e do Distrito Federal. Para 2015, a expectativa é de números ainda melhores – o Ministério da Cultura (MinC) está demandando ao Ministério da Educação (MEC) 62.315 vagas exclusivas para a área cultural. PRONATEC Cultura: Rio de Janeiro e Espírito Santo Número de cursos 2014: 26 (RJ = 23 / ES = 03) Número de vagas 2014: 602 (RJ = 544 / ES = 58 ) Número de municípios 2014: 11 (RJ = 08 / ES = 03) Número de cursos solicitados 2015: 736 (RJ = 578 / ES =158) Número de vagas solicitadas 2015: 19.708 (RJ = 15.688 / ES = 4.022) Número de municípios solicitantes 2015: 49 (RJ = 37 / ES = 12) PRONATEC, Aula Inaugural, Miracema, RJ, 10/2014
  46. 46. Mais Cultura nas Escolas (parceria MEC/MinC)
  47. 47. Beneficiários: 15 mil escolas públicas do Programa Mais Educação e Ensino Médio Inovador, correspondendo a aproximadamente 6 milhões de estudantes de 2012 à 2014. Conceito: Reconhecer e contribuir para a formação de territórios educativos, no qual o saber formal, os saberes comunitários, as práticas artística e cultural estejam integrados. Como participar: Escola e iniciativa cultural parceira constroem juntas o “ Plano de Atividade Cultural ” para vivência e aprendizado em torno de um ou mais dos 9 eixos temáticos propostos pelo programa.
  48. 48. 1. Residências de Artistas para pesquisa e Experimentação nas Escolas 2. Criação, Circulação e Difusão da Produção Artística 3. Promoção Cultural e Pedagógica em Espaços Culturais 4. Educação Patrimonial (Patrimônio Material, Imaterial, Memória, Identidade e Vínculo Social) 5. Cultura Digital e Comunicação 6. Cultura Afrobrasileira 7. Culturas Indígenas 8. Tradição Oral 9. Educação Museal Eixos de atuação do Mais Cultura nas Escolas
  49. 49. Mais Cultura nas Escolas: Rio de Janeiro e Espírito Santo (editais 2013/14) Escolas selecionadas RJ: 229 Municípios com escolas selecionadas RJ: 46 Escolas selecionadas ES: 68 Municípios com escolas selecionadas ES: 24 Total de escolas selecionadas RJ + ES: 297 Total de municípios com escolas selecionadas RJ + ES: 70 RIO DE JANEIRO: Angra dos Reis – 02 Araruama – 07 Armação de Búzios - 01 Barra Mansa – 06 Belford Roxo – 22 Bom Jardim – 01 Cabo Frio – 09 Cachoeiras de Macacu - 01 Campos de Goytacazes – 17 Conceição de Macabu - 01 Duque de Caxias – 19 Guapimirim – 05 Itaboraí – 05 Itatiaia – 05 Japeri – 03 Macaé – 03 Magé – 03 Mangaratiba – 02 Maricá – 02 Mendes – 01 Mesquita – 02 Niterói – 12 Nova Friburgo – 12 Nova Iguaçu – 02 Paracambi – 01 Paraty – 01 Petrópolis – 15 Pinheiral – 01 Piraí – 02 Queimados – 01 Resende – 03 Rio Bonito – 01 Rio de Janeiro – 11 Sã Fidélis – 01 São Gonçalo – 04 São João de Meriti – 07 São Pedro da Aldeia – 01 Saquarema – 03 Seropédica – 02 Silva Jardim – 03 Tangué – 01 Teresópolis – 19 Três Rios – 02 Valença – 01 Vassouras – 02 Volta Redonda – 04 ESPIRITOSANTO: Afonso Cláudio - 01 Água Doce do Norte - 01 Alegre – 01 Baixo Guandu - 03 Barra de São Francisco - 01 Cachoeiro de Itapemirim - 04 Cariacica – 09 Ecoporanga - 01 Guaçuí - 04 Itapemirim - 01 Jaguaré - 02 Linhares - 05 Mantenópolis - 02 Marataízes – 01 Montanha - 04 Mucurici - 02 Muqui - 01 Pedro Canário - 01 São Gabriel da Palha - 01 São Mateus - 02 Serra - 09 Vargem Alta - 01 Vila Velha - 08 Vitória - 03
  50. 50. FONTES DE PESQUISA Utilizados em todos os temas: https://contas.tcu.gov.br/econtrole/ObterDocumentoSisdoc?codArqCatalogado=7262659&seAbrirDocNoBrowser=1 http://pt.slideshare.net/BlogDoPlanalto/mensagem-da-presidenta-dilma Plano Nacional de Cultura e Sistema Nacional de Cultura: http://pnc.culturadigital.br/ http://www.cultura.gov.br/documents/10907/963783/livro11-602-para-aprovacao.pdf/d17c52f9-3a60-4196-af5c-a6655f028f3b http://www.cultura.gov.br/documents/10907/1228541/1.+Quantitativo+de+Munic%C3%ADpios+e+Estados+20.2.pdf/dc226004-b812-4888-ab41-f6134ed9df23 http://pt.slideshare.net/paulorubem/sistema-nacional-de-cultura http://www.cultura.rj.gov.br/curso-gestores-agentes/estado-e-cultura-gestores Programa Cultura Viva: https://prezi.com/n1gnobnanljr/programa-cultura-viva-scdc/ Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca: https://www.dropbox.com/s/ftlr62chc07osg4/pnll20062010.pdf?dl=0 http://www.brasil.gov.br/cultura/2012/02/livro-e-leitura-1 http://snbp.culturadigital.br/ Patrimônio, memória cultural e museus: http://www.iphan.gov.br/baixaFcdAnexo.do?id=4384 http://www.brasil.gov.br/cultura/2012/02/livro-e-leitura-1 http://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2010/01/politica_nacional_museus.pdf
  51. 51. Audiovisual: http://www.cultura.gov.br/editais-de-fomento-a-producao-audivisual-brasileira Difusão Cultural: http://www.cultura.gov.br/valecultura CEUs: http://ceus.cultura.gov.br/ http://ceus.cultura.gov.br/images/pdfs/SeminarioCEUS2014/Cidades_CEUs.pdf PRONAC e PROCULTURA: http://sistemas.cultura.gov.br/salicnet/Salicnet/Salicnet.php http://www.forumnacional.org.br/pub/ep/EP0582.pdf http://pt.slideshare.net/redecemec/ii-seminrio-procultura-apresentao-henilton-menezes-minc PRONATEC: http://www.cultura.gov.br/documents/10883/1215332/Relat%C3%B3rio+Gest%C3%A3o+SPC+2014+final+em+31mar2013.pdf/8d1d355f-35f7-4651-afe1- 242e4b360ed6 http://sistemas.cgu.gov.br/relats/uploads/RA201406282.pdf Mais Cultura nas Escolas: http://www.cultura.gov.br/noticias-destaques/-/asset_publisher/OiKX3xlR9iTn/content/4-459-projetos-ja-estao-selecionados-para-o-mais-cultura-nas- escolas/10883
  52. 52. Ministério da Cultura - Gabinete Ministério da Cultura – MinC Esplanada dos Ministérios, Bloco B, sala 401 CEP 70068-900 Brasília – Distrito Federal Telefone Geral: (61) 2024-2000 Ministro de Estado da Cultura Juca Ferreira Tel.: (61) 2024-2486 E-mail: agendaministro@cultura.gov.br Chefe de Gabinete - substituta Angela Inácio Tel.: (61) 2024-2484/2463/2485 Fax: (61) 2024-2482 E-mail: cgm@cultura.gov.br Agenda do Ministro Rita Ribeiro Eterno Tel.: (61) 2024-2470/2497/2461/2164 Fax: (61) 2024-2482 E-mail: agendaministro@cultura.gov.br Assessor Especial Coordenador de Comunicação Social Helenise Brant Tel.: (61) 2024-2412 Fax: (61) 2024-2174 Chefe de Cerimonial Robson Marques Tel.: (61) 2024-2411 Fax.: (61) 3225-2174 E-mail: robson.marques@cultura.gov.br Chefe da Ouvidoria Tel: (61) 2024-2498 E-mail: ouvidoria@cultura.gov.br Assessoria Parlamentar - ASPAR Priscilla Cavalcante Vieira Corrêa Tel.: (61) 2024-2427 Fax: (61) 2024-2175 E-mail: priscilla.correa@cultura.gov.br E-mail: aspar@cultura.gov.br
  53. 53. Ministério da Cultura - Secretarias Secretaria-Executiva João Brant Tel.: (61) 2024-2362 / 2365 E-mail: seagenda@cultura.gov.br Secretaria de Políticas Culturais – SPC Guilherme Varella Endereço: Edifício Parque Cidade Corporate – SCS Quadra 09 Lote C Torre B, 10º Andar CEP: 70308-200 Brasília-DF Tel.: (61) 2024-2144 Secretaria de Articulação Institucional – SAI Vinícius Wu Endereço: Esplanada dos Ministérios Bloco B, 3º andar CEP: 70068-900 Brasília-DF Tel.: (61) 2024 2335 / 2336 E-mail: sai@cultura.gov.br Secretaria de Economia Criativa - SEC Juana Nunes Pereira Endereço: Edifício Parque Cidade Corporate – SCS Quadra 09 Lote C Torre B, 10º Andar. CEP: 70308-200 Brasília-DF Tel.: (61) 2024-2092 Fax: (61) 2024-2633 Secretaria do Audiovisual – SAv Pola Ribeiro Endereço: Edifício Parque Cidade Corporate – SCS Quadra 09 Lote C Torre B, 8º Andar CEP: 70308-200 Brasília-DF Tel.: (61) 2024-2940 Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural – SCDC Ivana Bentes Endereço: Edifício Parque Cidade Corporate – SCS Quadra 09 Lote C Torre B, 9º Andar CEP: 70308-200 Brasília-DF E-mail: gabinete.scdc@cultura.gov.br Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura – SEFIC Carlos Paiva Endereço: Esplanada dos Ministérios Bloco B, 1º andar CEP: 70068-900 Brasília-DF Tel.: (61) 2024-2113 / 2112 Fax: (61) 2024-2116 Serviço de Informações ao Cidadão - SIC Horário de Atendimento Segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18. Armando Ferreira de Almeida Junior Tel.: (61) 2024-2498 E-mail: armando.almeida@cultura.gov.br
  54. 54. Ministério da Cultura Representação Regional do Rio de Janeiro / Espírito Santo Palácio Gustavo Capanema – Rua da Imprensa, nº 16, 2º andar – Centro – CEP: 20030-120 – Rio de Janeiro/RJ Gabinete: (21) 3733-7100 / 7104 / 7105 Editais: (21) 3733-7123 / 7124 Fax: (21) 3733-7129 Facebook: https://www.facebook.com/MinisterioCultura.RR.RJ.ES Funcionamento: 2ª a 6ª feira de 09h às 18h Chefe da Representação: Fábio Lima Peixoto da Silva E-mail Gabinete: gabinete.rj@cultura.gov.br Boletim Informativo: boletim.rj.es@cultura.gov.br 01/05/2015

×