o PROÕRAMA AGUA e meu é umA INICIATIVA
vo INSTITUTO NACIONAL vo semníxmoo com o
osnznvo v:  vnscuwz Em SALA v;  ALILA
TEMÁ...
Governo do Brasil

Presidente da República
Dilma Vana Rousseff

Vice-Presidente da República
Michel Miguel Elias Temer Lul...
. l 7 O oUE QUERO DI2ER E QUE A AeUA SE ~-*---

 
 
 
 
  
 
 
 
 
  

, TUDO isso,  :luNTo com movIMENTA DE um LLIeAR PAR...
ENTAO cicERo,  BASTA

   

/ .
,  COMO VOCES m 9 Ó
cUovER E A ABLIA SABEM DE TWO . 
RETORNA PARA O ISSO,  POR QUE UoaE o C...
T __ o u ¡ I ~ I ,  _, «
l l w) Í r' l FNM-l 'UL
7 J RW? ” *ACI
¡rw 7 v_
, - WA l
*Y 2!' vá* I _l V, 
_ . vv Et,  ,l _ _
_...
g5:: 

 

A, 

: x 21cm : vam-roma m» num,  :um ! - agudas», 

r : v nuvens *lmmlirllmviny
A solrmnvfn-sig : v . VI-August...
ENTAO SE EXISTE ESSE _ '  '_
CICLO,  POR QUE FALTA ' FALTA AõuA PORQUE AS 

ÃõüA AS VEZES NA  PESSOAS FAZEM MAH USO VELA, ...
/ : Sã: 

    

PREENCHA A
CRUZAPlNHA
ABAlXO: 

I - PEPPA VE AeuA PA PLANTA PAPA o AP; 
1- LOCAL ONDE SE ARMAZENA A ÁGUA P...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Caminho da Água

411 visualizações

Publicada em

O Programa água e saber é uma iniciativa do Instituto Nacional do Semiárido. O objetivo é trazer para a sala de aula, a discussão de temas relacionados a água no contexto do semiárido brasileiro.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
411
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Caminho da Água

  1. 1. o PROÕRAMA AGUA e meu é umA INICIATIVA vo INSTITUTO NACIONAL vo semníxmoo com o osnznvo v: vnscuwz Em SALA v; ALILA TEMÁTICAS RELACIONADAS A ÃôLlA NO CONTEXTO vo ssmníwo BRASILEIRO. o PROCESSO oe consreuçío vo MATERIAL vmímco TEM AINDA como 292mm; PROTAGONISTAS CRIANÇAS E vworessowss. ? INSA msnrum uAcmNALw ; mamae m» --w E vw m 'vv-Ex- Av. Francisco Lopes de AImeida, S/ N - Serrotão CEP: 58429-970 Caixa Postal 10057 - Campina Grande (PB). www. ínsa. gov. br É assessoría@insa. gov. br Q 8333155400 O @insamct Apuí: :- VINSA msTxTuTo NACIONAL no SEMIÁRXDO _J I'PROGRAMA É _ L ' 'ü A ^_[" A t¡ I *w Í “I r. , E SABER L, " . - _ í _ PROERAMA ÂSLIA E SABER / INSA I NÚCLEO |7E RECURSOS HÍVRICOS | CARTILHA 0¡ - 10H
  2. 2. Governo do Brasil Presidente da República Dilma Vana Rousseff Vice-Presidente da República Michel Miguel Elias Temer Lulia Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) Ministro de Estado Marco Antonio Raupp Secretário Executivo Luiz Amdnid Rodrigues Elias Subsecretário de Coordenação das Unidades de Pesquisa Arquimedes Diógenes Cllonl MATERIAL. A6PAPECI MENTO ESTE PRIMEIRO voLumE E vEvicAvo As CRIANÇAS no ASSENTAMENTO viróAiA EM k - CAMPINA GRANUE-PE, AS QLIAIS PARTICIPARAM NA coNsrizuçío DESTE hI í; Q QÚL É (LIAMINHO DA WINS/ A lNsTnUTo NACIONAL oo smuuuoo Instituto Nacional do Semiárido (INSA) SARA, voc: VlLi NA TV oiuE ESTAO ERISANDO POR Ae-llA? Diretor Ignacio Hernán Salcedo Diretor Substituto Salomão de Sousa Medeiros BRIBANDO POR AGUA? EXPLICA issol Coordenador de Pesquisa Aldrln Martin Perez Marin e . ..a Coordenador de Administração Vinícius Sampaio Duarte Projeto Gráñco e Ilustrações Wedscley Oliveira de Melo Elaboração e Editoração Daniel Rodrigues Cavalcante Feitosa Claudia Facim Reis Walter Alves de Vasconcelos Luis Felipe Ulloa Salomão de Sousa Medeiros Mirtes Aparecida Almeida Sousa Aldriri Martin Perez Marin Ana Paula Silva dos Santos r* 2 , w , -' l lx¡ , Q SE/ viiAreivo imAei/ IE ouE A QUANTIDADE DE AlsuA NA NoSsA rzEeiAo E A MESMA E AINDA, QUE A _ _ QUANTIDADE PE Apoio Técnico ÁGUA &u; A Rodeildo Clemente de Azevedo Lima _ _ . V @EN-rg u-“UZA Ana Paula Silva dos Santos . ESTÁ AumENT/ ¡Npo A CAPA PIA, . $- n : :i-fi
  3. 3. . l 7 O oUE QUERO DI2ER E QUE A AeUA SE ~-*--- , TUDO isso, :luNTo com movIMENTA DE um LLIeAR PARA o oUTRo o AUMENTO DO NÚMERO ATRAVES DA LVAEQRAÇÃQ DE PESSOAS E 0 PROBLEMA DA POLUIÇÃO DAS AeUAs, ESTA oERANDo DISPUTA PELA AeUA, ESTOU EALANDo Isso PORQUE E o ASSUNTO DO MEU TRABALHO r": - r. _ _ DE UoaE NA i " ESCOLA, _i . A A n z I Ii . ~¡-- l I à; ____ MAs o QUE E " EvAPORAçAO E ESSAS OUTRAS COISAS QUE você FALOU? u( -. ' r"v'~- an; -› 7 -T--l 5/ RANSPIR: "O FORMAÇÃO '. s l Drums. y i q ¡ â í _ r EVAPORACÂD ENTÃO A AEW* NA VERDADE NÃO E I¡ â” l “O” ^C^9^R BEM ASSIM PORQUE - 53v». - cicERoz A r , l WR». ! a1 e v: -. .a ' t' _ PLAAEIA. E ciUANPo , - A ; em , Am , O ESTWO . ..JA A E A UNIAO DESSAS DUAS . . Líaumo em¡ O 5,3050¡ E oUANDo A PLANTA coISAS EORMAM AS NUvENs DEI/ ivo O CALOR , O SOL_ PERDE AeUA PARA o AR. DE oNDE vEM A cUUvA. x
  4. 4. ENTAO cicERo, BASTA / . , COMO VOCES m 9 Ó cUovER E A ABLIA SABEM DE TWO . RETORNA PARA O ISSO, POR QUE UoaE o CICERO E PLANETA? ' o PEDRO IRAo APRESENTAR UM TRABALHO SOBRE ESSE K , . . - , ~ T: _ >H / ” , I “ ¡ ¡ / _ , , m_ «lv I . " l ”*"°1~T“ E ISSO MESMO! QUANDO CHOVE A ÁGUA PODE LAIEILZEALNLIEEEA. &CLQRREKEARLQS mas. oU SER _ agregam PRA eENTE _ ^ BEBER. Sã* . .um E COMO issO VAI ACONTECER AciUI NA CIDADE COM TODAS ESSAS cASAS E RUAS ASFALTADAS; OCORRE DA MESMA EORMA, só QUE DESTA vEz E PRECISO A , l' , .w PARA ESCOAR A AGUA E EVITAR ALASAMENTOS.
  5. 5. T __ o u ¡ I ~ I , _, « l l w) Í r' l FNM-l 'UL 7 J RW? ” *ACI ¡rw 7 v_ , - WA l *Y 2!' vá* I _l V, _ . vv Et, ,l _ _ _» ; H T l ; I ¡raiaraeávsirzoirrai m; giros. , main; E arguida. , r Av : luwlnv *Imwhrlirlavtiy . ÍClflflVáYfñâíâ : v alguien», cmi AIEUIEIIJIIEV, :: sims mi iram. cairam mv excluem m' agulha), ol! :ni mim: a: Mamma Atol . tolheifaardm : Ir¡l'lv: YAãdr: ivI: ., E C' zaáinnlll: ;Yctcirlrlâauairqai o : em o! !! : rgllny A : ill : lira-lim: .usam, vam: “no : :uni ! Àáfdâ ! Iâhw *lâllmf I E M: nas' : Irmváuãñialvlai ãni llflViullbiiâflklhi vara» Atento mol
  6. 6. g5:: A, : x 21cm : vam-roma m» num, :um ! - agudas», r : v nuvens *lmmlirllmviny A solrmnvfn-sig : v . VI-August 1:11 : Euzllvny « um , vzolurqmmn 7 Il: - . ZYGJEVA cms-mm¡ vnlslnlrà N: - 'Iâflflà 5.a¡ : à nurnvnggdrmu. , 5 Im cv raâtnwll; J aos . . uma# em; âYlllmllã ngm : um «ãúLIlKIã - : :v : x má o» um gpmmvm o; A IáIKOB ;1mo~«o¡¡. Eu›: (o; , itaim. uma mma, ã @uma o¡ AuIàHfnãdllcR. .
  7. 7. ENTAO SE EXISTE ESSE _ ' '_ CICLO, POR QUE FALTA ' FALTA AõuA PORQUE AS ÃõüA AS VEZES NA PESSOAS FAZEM MAH USO VELA, OCASIONANPO AS VEZES O MINHA RUA? ? _ ~ / Er RACIONAMENTO, mAS ¡SSO SERÁ ', 9 ' ÉIQESMO ANA. NÉA ' ASSLINTÕO PARA A NoSSA _ m HA RUA TAMB m . PR XIMA AuLA. ,~ FALTA, PoRQuE ISSO E / AcoNTEcE ' x PROFESSORA? T
  8. 8. / : Sã: PREENCHA A CRUZAPlNHA ABAlXO: I - PEPPA VE AeuA PA PLANTA PAPA o AP; 1- LOCAL ONDE SE ARMAZENA A ÁGUA PA CHUVA auE EScoPRE Po TELuAvo PE umA CASA; 3- úauuvo QUE CAI Po céu¡ 4- LocAL No céu PE oNPE vEm A cuuvA; 5- PASSAsEm PA âauA Po ESTAPo Líauuoo PAPA o 6ASOSO; e- LOCAL PAPA oNPE A AsuA DA CHUVA EScoPRE. 2 AJUDE SARA A z' FECHAR A TORNElRA É! III| ã-L “Í í l J "s . H. emu? one/ mamas waAuwA «mas manso »z opmmvau 4 1450652¡

×