Composição Química da
Célula I
por Luiz Philippe Sergio
Composição Química da Célula
Inorgânicos
• Água
• Sais Minerais
Orgânicos
• Vitaminas
• Proteínas
• Lipídios
• Carboidrato...
Composição Química da Célula
hidrogênio (H)
65,4%
oxigênio (O)
25,6%
traços de elementos 0,001%
carbono (C) 7,5%
nitrogênio (N) 1,25%
fósforo (P) 0,24%...
Bases macromoleculares da
constituição celular
Polímeros e a Água
As células são constituídas de
macromoléculas
(ou moléculas de alto peso molecular)
• Macromoléculas são polímeros constit...
Polímeros:
• Homopolímeros: monômeros semelhantes;
• Ex: glicogênio → moléculas de glicose
• Heteropolímeros: monômeros di...
• Biopolímeros:
i. polímeros encontrados nos seres vivos
• Água
• Proteínas
• Enzimas
• Lipídios
• Carboidratos
• Ácidos n...
Água
• 70% da massa de nosso corpo;
→ variam de 20% nos ossos e até 85% no cérebro
• Idosos: baixo metabolismo – pele ress...
Estrutura molecular da
água
• É assimétrica: os 2 átomos de H formam ângulo com 1 O;
- Fórmula: H–O–H, a molécula da água ...
• É reagente, pois favorece reações químicas;
• Faz hidrólise, ou seja, promove a quebra de moléculas;
• Na célula é respo...
POLARIDADE
•A molécula de água é formada por dois átomos de
Hidrogênio e um de Oxigênio (H2
O).
H
H
δ + δ +
δ −
ponte de
h...
ENCONTRA-SE NA CÉLULA
Na forma livre;
Representa 95% da água total, é a parte usada principalmente
como solvente para os ...
Sais minerais
Diversos elementos;
ELEMENTOS MINERAIS
• Representam cerca de 1% do total da composição celular;
• São necessários em concentrações da ordem d...
Característica dos Sais Minerais:
• Composto que na presença de água forma íons.
Como descobrir que é Sal:
• 1. Se o Hidrogênio estiver
sozinho não é sal.
H2SO4
 2. Se o OXIGÊNIO estiver sozinho não é
s...
Como descobrir que é Sal:
• 3. Se o OXIGÊNIO estiver com
o HIDROGÊNIO não é sal.
Ca (OH)2
 4. Oxigenio do lado de um amet...
Sais importantes:
T3 (tri-iodo-tironina)
T4 (tetra-iodo-tironina)
• Encontrado na maresia.
• E no sal iodado (lei governamental).
• O IODO -...
Muito ou pouco, causa bócio endêmico...
• O Ferro é integrante da Hemoglobina;
• O Ferro é integrante do citocromo;
• O Ferro e a Hematose;
Hematose
• Formação dos ossos.
• Contração muscular.
• Coagulação sanguínea.
• Cicatrização.
• Formação dos dentes.
Osso com Esteoporose e Osso Normal
Contração muscular
Coagulação Sanguínea
Resumindo:
 Facilita os outros transportes celulares.
 Transmite estímulos nervosos.
 Participa do processo de excreção;
 Bomba!
Bomba de Na+
e K+
Sódio e Potássio
Impulso Nervoso Saltatório
• Clorofila.
• Parede celular.
• Magnésio (Mg):
- é co-fator de várias enzimas;
- Ativação das enzimas glicolíticas
(quebr...
• Hemocianina.
- Pigmentos encontrados na hemolinfa de insetos
Vitaminas
Funções e Deficiências;
Vitaminas
• Substâncias essenciais para o funcionamento normal do metabolismo;
• O termo vitamina foi utilizado (1911) par...
Classificação
VITAMINAS
LIPOSSOLÚVEIS
Vitamina A
Vitamina D
Vitamina E
Vitamina K
HIDROSSOLÚVEIS
Complexo B não pertence a...
Funções que independem da solubilidade
Lipossolúveis Hidrossolúveis
Estocagem sim não ou mto peq.
Excreção lenta (bile) rá...
Antivitaminas e Antagônicos
• Alteração da estrutura química;
• Alteração da atividade e geração de substância antagônica;...
Antivitaminas e Antagônicos
• Quebrando a tiamina em 2 compostos inertes:
• Tiaminose I
• Carne de peixe cru e na samambai...
Antivitaminas e Antagônicos
• Aminopterina (derivada do Ác. Fólico);
• Anemia, leucopenia, inibe síntese de àcidos nucléic...
Hipervitaminose
• Ocasional e esporádico
• Erro de formulação
• Lipossolúveis (A e D)
Avitaminose e Hipovitaminose
• Avitaminose
• ausência
• Hipovitaminose ou deficiência vitamínica
• Antivitaminas e/ou subs...
Estabilidade
• Pontos desfavoráveis;
• Umidade, oxidação, temperatura, pH, minerais, redução, luz, tamanho
da partícula, s...
Premixes
• Vitaminas;
• Individualmente ou em misturas
• Vitaminas lipossolúveis;
• Estabilizante ou antioxidante
• Vitami...
Frutas verduras e legumes
Fontes de Vitaminas
Suplementos
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Auxilia na oxidação dos carboidratos.
Estimula o apetite. Mantém o tônus mu...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Auxilia a oxidação dos alimentos. Essencial à
respiração celular. Mantém a ...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Mantém o tônus nervoso e muscular e o bom
funcionamento do sistema digestór...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Componente da coenzima A, participante de
processos energéticos celulares.
...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Auxilia na oxidação dos alimentos.
Mantém a pele saudável.
SINTOMAS DE DEFI...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Atua como coenzima em processos energéticos
celulares, na síntese de ácidos...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Importante na síntese das bases nitrogenadas e,
portanto, da síntese de DNA...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
É essencial para a maturação das hemácias e para a
síntese de nucleotídeos....
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Mantém a integridade dos vasos sangüíneos e a
saúde dos dentes.
Previne inf...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Necessária para o crescimento normal e para o bom
funcionamento dos olhos, ...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Atua no metabolismo do cálcio e do fósforo.
Mantém os ossos e os dentes em ...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Promove a fertilidade. Previne o aborto. Atua no
sistema nervoso involuntár...
VV
II
TT
AA
MM
II
NN
AA
PRINCIPAL USO NO CORPO
Atua na coagulação sangüínea.
Previne hemorragias.
SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA
...
Vitaminas Fontes
Doenças provocadas pela carência
(avitaminoses)
Funções no organismo
A fígado de aves, animais e cenoura
...
Aula 2 - Composição Química das Células -água, sais e vitaminas
Aula 2 - Composição Química das Células -água, sais e vitaminas
Aula 2 - Composição Química das Células -água, sais e vitaminas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 2 - Composição Química das Células -água, sais e vitaminas

611 visualizações

Publicada em

Passamos a entender quais as composições daquelas estruturas que surgiram em nosso planeta que iriam originar todas as espécies existentes atualmente.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
611
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 2 - Composição Química das Células -água, sais e vitaminas

  1. 1. Composição Química da Célula I por Luiz Philippe Sergio
  2. 2. Composição Química da Célula Inorgânicos • Água • Sais Minerais Orgânicos • Vitaminas • Proteínas • Lipídios • Carboidratos • Ácidos Nucléicos
  3. 3. Composição Química da Célula
  4. 4. hidrogênio (H) 65,4% oxigênio (O) 25,6% traços de elementos 0,001% carbono (C) 7,5% nitrogênio (N) 1,25% fósforo (P) 0,24% enxofre (S) 0,06% sódio (Na), magnésio (Mg), cloro (Cl), potássio (K), cálcio (Ca), manganês (Mn), ferro (Fe), cobre (Cu), iodo (I) alumínio (Al) 6,5% sódio (Na) 2,4% cálcio (Ca) 1,9% ferro (Fe) 1,9% magnésio (Mg) 1,8% potássio (K) 1,4% silício (Si) 21,2 % oxigênio (O) 63% Composição da Terra Composição dos S.V.
  5. 5. Bases macromoleculares da constituição celular Polímeros e a Água
  6. 6. As células são constituídas de macromoléculas (ou moléculas de alto peso molecular) • Macromoléculas são polímeros constituídos pela repetição de unidades menores: → monômeros
  7. 7. Polímeros: • Homopolímeros: monômeros semelhantes; • Ex: glicogênio → moléculas de glicose • Heteropolímeros: monômeros diferentes; • Ex: ácidos nucléicos → nucleotídeos
  8. 8. • Biopolímeros: i. polímeros encontrados nos seres vivos • Água • Proteínas • Enzimas • Lipídios • Carboidratos • Ácidos nucléicos
  9. 9. Água • 70% da massa de nosso corpo; → variam de 20% nos ossos e até 85% no cérebro • Idosos: baixo metabolismo – pele ressecada; • Jovens e crianças: porcentagem maior de H²O;
  10. 10. Estrutura molecular da água • É assimétrica: os 2 átomos de H formam ângulo com 1 O; - Fórmula: H–O–H, a molécula da água não é reta; - Tem carga elétrica total igual a zero; - Oxigênio carga negativa e Hidrogênio carga positiva; - A água molha porque ela não tem carga; - É o melhor solvente conhecido; - Faz ponte de H, formando uma tensão;
  11. 11. • É reagente, pois favorece reações químicas; • Faz hidrólise, ou seja, promove a quebra de moléculas; • Na célula é responsável por 70% do volume celular; • Além de transportar materiais na célula; • Faz coesão (união) e adesão (aderência): - permite a capilaridade da água nas plantas;
  12. 12. POLARIDADE •A molécula de água é formada por dois átomos de Hidrogênio e um de Oxigênio (H2 O). H H δ + δ + δ − ponte de hidrogênio O
  13. 13. ENCONTRA-SE NA CÉLULA Na forma livre; Representa 95% da água total, é a parte usada principalmente como solvente para os solutos e como meio dispersante;
  14. 14. Sais minerais Diversos elementos;
  15. 15. ELEMENTOS MINERAIS • Representam cerca de 1% do total da composição celular; • São necessários em concentrações da ordem de miligramas por litro de cultura; • Função: - Atuam principalmente como reguladores da atividade celular; • Encontram-se na forma: • Insolúvel • Dissolvidos em água
  16. 16. Característica dos Sais Minerais: • Composto que na presença de água forma íons.
  17. 17. Como descobrir que é Sal: • 1. Se o Hidrogênio estiver sozinho não é sal. H2SO4  2. Se o OXIGÊNIO estiver sozinho não é sal. Ca O
  18. 18. Como descobrir que é Sal: • 3. Se o OXIGÊNIO estiver com o HIDROGÊNIO não é sal. Ca (OH)2  4. Oxigenio do lado de um ametal e/ou hidrogênio do lado de um metal, pode ser sal. NaH CO3
  19. 19. Sais importantes:
  20. 20. T3 (tri-iodo-tironina) T4 (tetra-iodo-tironina) • Encontrado na maresia. • E no sal iodado (lei governamental). • O IODO - produzir os hormônios da tireóide: T3 e T4. • Fósforo (P): é importante na regulação do metabolismo celular e no fornecimento de fosfatos para a geração de energia. É essencial para a síntese de ácidos nucléicos e adenosina trifosfato (ATP).
  21. 21. Muito ou pouco, causa bócio endêmico...
  22. 22. • O Ferro é integrante da Hemoglobina; • O Ferro é integrante do citocromo; • O Ferro e a Hematose;
  23. 23. Hematose
  24. 24. • Formação dos ossos. • Contração muscular. • Coagulação sanguínea. • Cicatrização. • Formação dos dentes.
  25. 25. Osso com Esteoporose e Osso Normal
  26. 26. Contração muscular
  27. 27. Coagulação Sanguínea
  28. 28. Resumindo:
  29. 29.  Facilita os outros transportes celulares.  Transmite estímulos nervosos.  Participa do processo de excreção;  Bomba!
  30. 30. Bomba de Na+ e K+
  31. 31. Sódio e Potássio
  32. 32. Impulso Nervoso Saltatório
  33. 33. • Clorofila. • Parede celular. • Magnésio (Mg): - é co-fator de várias enzimas; - Ativação das enzimas glicolíticas (quebra da glicose); - Estimula a síntese de ácidos graxos; - Estimula a Bomba Sódio –Potássio.
  34. 34. • Hemocianina. - Pigmentos encontrados na hemolinfa de insetos
  35. 35. Vitaminas Funções e Deficiências;
  36. 36. Vitaminas • Substâncias essenciais para o funcionamento normal do metabolismo; • O termo vitamina foi utilizado (1911) para designar substâncias com o grupo funcional amina (achava-se que todas eram aminas) • Atualmente o termo “fator alimentar acessório” também é utilizado para esse grupo de substâncias. • O organismo não é capaz de sintetizar a grande maioria das vitaminas, portanto devem ser obtidas através da dieta; • A falta de vitaminas (avitaminoses - total) ou (hipovitaminoses – parcial); • As vitaminas são classificadas em lipossolúveis e hidrossolúveis;
  37. 37. Classificação VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS Vitamina A Vitamina D Vitamina E Vitamina K HIDROSSOLÚVEIS Complexo B não pertence ao Com.B Vitamina C Liberadoras de Energia Hematopoiéticas Outras Piridoxina (B6)Cobalamina (B12) Ácido Fólico (B9)Tiamina (B1) Niacina (B3) Riboflavina (B2) Biotina (B7) Ác. Pantotênico (B5)
  38. 38. Funções que independem da solubilidade Lipossolúveis Hidrossolúveis Estocagem sim não ou mto peq. Excreção lenta (bile) rápida (urina) Controle rígido (A e D) quase ausente Intoxicação sim (A e D) rara Anafilaxia não sim (tiamina) Funções não enzimáticas coenzimáticas hormonais não hormonais Estabilidade mto baixa variável Nunes (1998)
  39. 39. Antivitaminas e Antagônicos • Alteração da estrutura química; • Alteração da atividade e geração de substância antagônica; • Ações: • Interferência na conversão • Vitamina  coenzima • Substituição da coenzima no sítio de combinação da parte proteica da enzima • Combinação com a proteína • Avidina  biotina (impede a ação)
  40. 40. Antivitaminas e Antagônicos • Quebrando a tiamina em 2 compostos inertes: • Tiaminose I • Carne de peixe cru e na samambaia • Compostos antivitamínicos: • Antivitamina K – anticoagulante • Antivitamina comp. B • prevenção coccidiose (aves) • tratamento da malária (antagonismo ao Ác. Fólico – tratamento protozoonoses)
  41. 41. Antivitaminas e Antagônicos • Aminopterina (derivada do Ác. Fólico); • Anemia, leucopenia, inibe síntese de àcidos nucléicos (tratamento da leucemia) • Antivitamina D; • Feno • Tiaminases; • Fungos em pastagens • Melaço (confinamento). • antitiaminas (polioencefalomalacia)
  42. 42. Hipervitaminose • Ocasional e esporádico • Erro de formulação • Lipossolúveis (A e D)
  43. 43. Avitaminose e Hipovitaminose • Avitaminose • ausência • Hipovitaminose ou deficiência vitamínica • Antivitaminas e/ou substâncias antagônicas; • Deficiências nutricionais; • Problemas patológicos; • TGI, Fígado, rins • Defeitos hereditários.
  44. 44. Estabilidade • Pontos desfavoráveis; • Umidade, oxidação, temperatura, pH, minerais, redução, luz, tamanho da partícula, solubilidade, agressões físicas e tempo de estocagem • Técnicas de proteção; • Cobertura de gelatina • CHO´s • Antioxidantes • Formas físicas (spray seco)
  45. 45. Premixes • Vitaminas; • Individualmente ou em misturas • Vitaminas lipossolúveis; • Estabilizante ou antioxidante • Vitaminas hidrossolúveis; • Destruição pelo calor ambiente ou fervura • Mistura em rações. • Pré-mistura, mistura final
  46. 46. Frutas verduras e legumes Fontes de Vitaminas
  47. 47. Suplementos
  48. 48. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Auxilia na oxidação dos carboidratos. Estimula o apetite. Mantém o tônus muscular e o bom funcionamento do sistema nervoso. Previne o beribéri. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Perda de apetite, fadiga muscular, nervosismo, beribéri. PRINCIPAIS FONTES Cereais na forma integral e pães, feijão, fígado, carne de porco, ovos, fermento de padaria, vegetais folhosos.
  49. 49. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Auxilia a oxidação dos alimentos. Essencial à respiração celular. Mantém a tonalidade da pele. Atua na coordenação motora. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Ruptura da mucosa da boca, dos lábios, da língua e das bochechas. PRINCIPAIS FONTES Vegetais folhosos (couve, espinafre, repolho, etc.), carnes magras, ovos, fermento de padaria, fígado, leite.
  50. 50. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Mantém o tônus nervoso e muscular e o bom funcionamento do sistema digestório. Previne a pelagra. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Inércia e falta de energia, nervosismo extremo, distúrbios digestivos, pelagra. PRINCIPAIS FONTES Levedo de cerveja, carnes magras, ovos, fígado, leite.
  51. 51. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Componente da coenzima A, participante de processos energéticos celulares. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Anemia, fadiga e dormência dos membros. PRINCIPAIS FONTES Carne, leite e derivados, verduras e cereais integrais.
  52. 52. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Auxilia na oxidação dos alimentos. Mantém a pele saudável. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Doenças da pele, distúrbios nervosos, inércia e extrema apatia. PRINCIPAIS FONTES Levedo de cerveja, cereais integrais, fígado, carnes magras, leite.
  53. 53. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Atua como coenzima em processos energéticos celulares, na síntese de ácidos graxos e das bases nitrogenadas púricas. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Inflamações na pele e distúrbios neuro-musculares. PRINCIPAIS FONTES Carnes, legumes, verduras e bactérias da flora intestinal.
  54. 54. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Importante na síntese das bases nitrogenadas e, portanto, da síntese de DNA e multiplicação celular. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Anemia, esterilidade masculina, na gravidez predispõe a uma malformação do feto conhecida como espinha bífida. PRINCIPAIS FONTES Vegetais verdes, frutas, cereais integrais e bactérias da flora intestinal.
  55. 55. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO É essencial para a maturação das hemácias e para a síntese de nucleotídeos. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Anemia perniciosa; Distúrbios nervosos. PRINCIPAIS FONTES Carne, ovos, leite e derivados.
  56. 56. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Mantém a integridade dos vasos sangüíneos e a saúde dos dentes. Previne infecções e escorbuto. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Inércia e fadiga em adultos; insônia e nervosismo em crianças, sangramento das gengivas, dores nas juntas, dentes alterados. Escorbuto; PRINCIPAIS FONTES Frutas cítricas (limão, lima, laranja), tomate, couve, repolho, vegetais folhosos e pimentão.
  57. 57. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Necessária para o crescimento normal e para o bom funcionamento dos olhos, do nariz, da boca, dos ouvidos e dos pulmões. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Cegueira noturna (xeroftalmia), “olhos secos” em crianças, cegueira total. PRINCIPAIS FONTES Vegetais amarelos(cenoura, abóbora, batata-doce, milho), pêssego, nectarina, gema de ovo, manteiga, fígado.
  58. 58. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Atua no metabolismo do cálcio e do fósforo. Mantém os ossos e os dentes em bom estado. Previne o raquitismo. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Problemas nos dentes, ossos fracos, contribui para sintomas de artrite, raquitismo. PRINCIPAIS FONTES Óleo de fígado de bacalhau, gema de ovo, fígado. Raios Solares (ativa os precursores dessa vitamina)
  59. 59. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Promove a fertilidade. Previne o aborto. Atua no sistema nervoso involuntário, no sistema muscular e nos músculos involuntários. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Esterilidade masculina. Aborto. PRINCIPAIS FONTES Óleo de gérmen de trigo, carnes magras, laticínios, alface, óleo de amendoim.
  60. 60. VV II TT AA MM II NN AA PRINCIPAL USO NO CORPO Atua na coagulação sangüínea. Previne hemorragias. SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA Hemorragias. PRINCIPAIS FONTES Vegetais verdes, tomate, castanha.
  61. 61. Vitaminas Fontes Doenças provocadas pela carência (avitaminoses) Funções no organismo A fígado de aves, animais e cenoura problemas de visão, secura da pele, diminuição de glóbulos vermelhos, formação de cálculos renais combate radicais livres, formação dos ossos, pele; funções da retina D óleo de peixe, fígado, gema de ovos raquitismo e osteoporose regulação do cálcio do sangue e dos ossos E verduras, azeite e vegetais dificuldades visuais e alterações neurológicas K fígado e verduras desnutrição, má função do fígado, problemas intestinais atua na coagulação do sangue, previne osteoporose B1 cereais, carnes, verduras, levedo de cerveja beribéri atua no metabolismo energético dos açúcares B2 leites, carnes, verduras inflamações na língua, anemias, seborréia atua no metabolismo de enzimas, proteção no sistema nervoso. B5 fígado, cogumelos, milho, abacate, ovos, leite, vegetais fadigas, cãibras musculares, insônia metabolismo de proteínas, gorduras e açúcares B6 carnes, frutas, verduras e cereais seborréia, anemia, distúrbios de crescimento crescimento, proteção celular, metabolismo de gorduras e proteínas, produção de hormônios B12 fígado, carnes anemia perniciosa formação de hemácias e multiplicação celular C laranja, limão, abacaxi, kiwi, acerola, morango, brócolis, melão, manga escorbuto atua no fortalecimento de sistema imunológico, combate radicais livres e aumenta a absorção do ferro pelo intestino. H noz, amêndoa, castanha, lêvedo de cerveja, leite, gema de ovo, arroz integral eczemas, exaustão, dores musculares, dermatite metabolismo de gorduras, M ou B9 cogumelos, hortaliças verdes anemia megaloblástica, doenças do tubo neural metabolismo dos aminoácidos, formação das hemácias e tecidos nervosos PP ou B3 ervilha, amendoim, fava, peixe, feijão, fígado insônia, dor de cabeça, dermatite, diarréia, depressão manutenção da pele, proteção do fígado, regula a taxa de colesterol no sangue

×