Data center - Instituto Federal Farroupilha

60 visualizações

Publicada em

Apresentação da palestra ministrada no Instituto Federal Farroupilha. Abordados temas como Segurança da Informação, Cloud Computing, Tecnologia da Informação.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
60
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Data center - Instituto Federal Farroupilha

  1. 1. INFRAESTRUTURAINFRAESTRUTURA      DEDE      DATADATA CENTERCENTER Alegrete – 18/08/2016
  2. 2. SOBRE O QUE VAMOS FALAR? ● BIBLIOGRAFIA ● SOBRE O PALESTRANTE ● O QUE É UM DATA CENTER? ● NORMAS APLICÁVEIS ● TIPOS DE DATA CENTER ● SUB­SISTEMAS ● TENDÊNCIAS PARA O FUTURO...
  3. 3. BIBLIOGRAFIA Datacenter ­ Componente Central da  Infraestrutura de TI Edit. Brasport, 2009 Paulo Sérgio Marin Edit. Érica, 2011 Planejamento e Projeto de  Infraestrutura para Datacenter ESR/RNP ­ 2016
  4. 4. SOBRE O PALESTRANTE LUCIANO PEREIRA DE VARGAS (55)9675­0467 – LUCIANOVAR@GMAIL.COM Analista de Tecnologia da Informação – UNIPAMPA (03 Anos) Coca­Cola – Cvi Refrigerantes (13 Anos) Consultoria (6 Anos) Professor no Instituto Duque de Caxias (02 Anos) Programador: Delphi, C/Cc++, Java, Oracle PL/sql, VB Script DBA: Oracle, SQL Server, IBM Db2, Progress DB Sistemas operacionais:  Linux Red Hat, Ubuntu, Windows Server 2012, IBM OS/400 Administrador de ERP: Datasul EMS, Totvs Protheus Business Intelligence:  Salient Margin Minder, Qlikview Dashboard Infraestrutura de Redes e Data Center Auditoria Cidadã da Dívida Pública Governança de TI PampaTec (STARTUP’s) Gestão Pública
  5. 5. O QUE É UM DATA CENTER? ● EXCLUSIVIDADE: é uma instalação (prédio) dedicado a abrigar milhares de servidores de rede que processam grandes quantidades de informação. ● INFRAESTRUTURA: oferecem proteção contra incêndios, refrigeração de precisão, racks, piso elevado, salas especiais. ● REDUNDÂNCIA: circuitos duplicados ou triplicados, a operação não é paralisada nem por imprevistos nem por manutenção (corretiva/preventiva). ● SEGURANÇA: regras rígidas de Segurança da Informação (acessos, horários, dias da semana, câmeras, celulares, roupas, calçados, fornecedores, telecom, biometria, etc).
  6. 6. NORMAS APLICÁVEIS ● ANSI/TIA 942 - Telecommunications Infrastructure Standard for Data Center ● ANSI/BICSI-002 - Data Center Design and Implementation Best Practices ● ABNT NBR 5419 - Proteção contra descargas atmosféricas ● ABNT NBR 5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão ● O QUE ESSAS NORMAS DETERMINAM? ● Determinam os requerimentos desde a construção até a ativação do Data Center. ● TIA 942 - CLASSIFICAÇÃO EM NÍVEIS: ● Redundância ● Telecomunicação ● Arquitetura e estrutural ● Elétrica ● Mecânica
  7. 7. NÍVEIS DE DISPONIBILIDADE (TIA 942) TIER 1 TIER 2 TIER 3 TIER 4 ● Caminho de distribuição único não-redundante ● Componentes de capacidade não-redundantes ● Infraestrutura básica ● Disponibilidade 99,671% ● Infraestrutura com componentes redundantes ● UPS (Uninterruptible Power Supply) redundantes ● Gerador de energia elétrica ● Distribuição de energia não redundante ● Ar condicionado em regime contínuo de 24x7x365 ● Disponibilidade de 99,741% ● Múltiplos caminhos independentes (gerador,UPS, telecom) ● Entrada de energia redundante (concessionárias diferentes) ● Todos os equipamentos de TI com fonte dupla ● Circuitos telecom duplicados ● Disponibilidade de 99,982% ● Todos os sistemas redundantes e isolados (elétrico/lógico/refrigera ção/incêndio/acesso) ● Infra local tolerante a falhas (roteadores, modens, comutadores LAN/SAN redundantes) ● Energia+Telecom conc. diferentes ● Disponibilidade de 99,995% 28,8 horas28,8 horas downtime/anodowntime/ano 22 horas22 horas downtime/anodowntime/ano 1,6 horas1,6 horas downtime/anodowntime/ano 0,4 horas0,4 horas downtime/anodowntime/ano Apenas 12 locais ao redor do mundo!
  8. 8. TIPOS DE DATA CENTER ● TRADICIONAL ● Prédio exclusivo, piso elevado, forro rebaixado ● Plenamente expansível. ● CONTAINER ● Pré-fabricado, possui todos os itens necessários. ● Não permite expansão. ● CONFINADO ● Pré-projetado. Não possui gerador, ideal para ambientes médios ou pequenos. ● Permite expansão modular. ● DATA BUNKER ● Pré-projetado. ● Não possui gerador. Ideal para ambientes pequenos ou com mobilidade. ● Não permite expansão. ● CLOUD COMPUTING (DC-SOFTWARE) ● Conceito inovador onde TODOS os elementos são contratados como serviço!
  9. 9. COMPONENTES INTERNOS PISO ELEVADO CABEAMENTO ESTRUTURADO PISO ACABADO ACESSO RESTRITO FORRO REBAIXADO RACK’S SERVIDORES PROTEÇÃO CONTRA FOGO NOBREAK RACK TELECOM GERADOR CIRCUITOS ELÉTRICOS ARCONDICIONADO PRECISÃO CÂMERAS BIOMETRIA
  10. 10. PISO E FORRO ● PISO ELEVADO ● Altamente resistente ● Acomoda cabos elétricos ● Fibras ópticas ● Cabeamento estruturado ● Refrigeração (entrada) ● Sensor p/ líquidos ● FORRO REBAIXADO ● Iluminação ● Sensor de temperatura ● Sensor de presença ● Câmeras ● Antichama ● Refrigeração (saída) ● MALHA DE ISOLAMENTO ● Isolamento magnético ● Limpeza e pureza ● Mobilidade ● Praticidade ● Expansão ● Resistência ● Anti-vibração ● Sensor de insetos/animais
  11. 11. FORNECIMENTO DE ENERGIA NOBREAK ● Energia imediata ● Tempo determinado CONCESSIONÁRIA ● Energia abundante ● Problemas de transmissão RACKS ● Eficiência energética ● Controle do consumo GERADOR ● Energia com atraso ● Tempo indeterminado ILUMINAÇÃO ● Eficiência energética ● Controle de uso REFRIGERAÇÃO ● Consumo elevado ● Elemento crítico
  12. 12. CLIMATIZAÇÃO ● CORREDOR QUENTE-FRIO ● Ar forçado sob o piso elevado (grelhas) ● Parte frontal absorve ar frio ● Parte posterior devolve ar quente ● ASHRAE (American Society of Heating, Refrigeration and Air Conditioning Enginners) ● MISSÃO CRÍTICA ● Opera 24 x 7 x 365 ● Sem parada ● Sem interrupção ● Split NÃO serve para isso ● MISTURA QUENTE/FRIO ● Quanto maior a mistura, pior ● Menos perda, mais eficiente ● RESFRIAMENTO PRÓXIMO ● Quanto mais próximo, melhor ● Usar recursos já existentes ● MONITORAMENTO ● Sistema deve emitir avisos ● Contrato de manutenção ● Vida útil deve ser respeitada
  13. 13. CABEAMENTO ● CARACTERÍSTICAS ● Estruturas físicas (calhas/canaletas) ● Projeto de cabeamento estruturado ● Certificação ● Fribra óptica ● Telefonia e Pabx ● Telefonia celular ● LOCAIS: ● Sala de equipamentos (ER) ● Sala de telecomunicações (TR) ● Área de trabalho (WA) ● Sala de entrada e infraestrutura de entrada (EF) ● NORMAS: 1) TIA/EIA-TSB 72 – Diretrizes do Cabeamento Centralizado de Fibra Óptica; 2) ANSI/TIA/EIA 607 – Instalação do Sistema de Aterramento de Telecomunicações 3) ANSI/TIA/EIA 606A - Administração dos sistemas de cabeamento 4) ANSI/TIA/EIA 569B – Construção e projeto dentro e entre prédios comerciais 5) ANSI/TIA/EIA 568B – Requerimentos gerais de Cabeamento Estruturado e especificação dos componentes para cabos e fibras
  14. 14. PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO ● PORTA CORTA-FOGO ● Confeccionada em chapa de aço ● À prova de empenamento ● Encaixe envolvente em 4 lados ● Vedação de material cerâmico ● Proteção corta fogo ● Proteção Contra Fumaça ● Norma Din 18095. ● GÁS FM-200 ● Consome todo o oxigênio ● Ação ultra-rápida ● Impede propagação das chamas ● Atua no princípio do sinistro ● Agente limpo, eficaz, ecológico ● Sistema de rede difusora ● SENSORES ● Inúmeros sensores ● Em todos os locais
  15. 15. CONTROLE DE ACESSO ● SEGURANÇA FÍSICA ● Portaria ● Recepção ● Segurança armada ● Integração com polícia ● Biometria ● Reconhecimento facial ● SEPARAÇÃO DE ÁREAS ● Áreas segmentadas ● Áreas para montagem ● Área para descarga ● Área para Telecom ● Área restrita no Computer Room ● Área elétrica ● Área de descarte de peças ● PROCESSOS ● DC não é local público ● Alguém é responsabilizado ● Lista de presença ● Autorização prévia ● Autorizado ou não, registra ● Acesso administrativo ● Acesso Telecom ● Acesso ao Computer Room PORTA DE ACESSO ÚNICO CAMERA CFTV
  16. 16. MONITORAMENTO (DCIM) DATA CENTER INFRAESTRUCTURE MANAGEMENT ● Evidências ● Conforme ITIL e COBIT ● Auditoria de eventos ● All in One ● Todos os sensores em um único local ● Atua 24x7x365 ● Indicadores ● Controle equipes ● Alarmes e alertas ● Telefone/Whats celular/convencional ● SMS/email/SNMP ● Agenda de tarefas ● SLA de ● Check-list
  17. 17. TENDÊNCIAS PARA O FUTURO... http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=43157&sid=97
  18. 18. TENDÊNCIAS PARA O FUTURO... http://computerworld.com.br/falta-de-profissionais-de-ti-na-america-latina-chegara-32-ate-2019
  19. 19. OBRIGADO!

×