Orações subordinadas adverbiais
Onde estão os advérbios e
as locuções adverbiais?
Onde estão os advérbios e
as locuções adverbiais?
1. Sem dúvida, estudar é um ato revolucionário.
2. Só entrará com autori...
Orações subordinadas adverbiais
Orações subordinadas adverbiais
1. Como sempre estudava português, o aluno foi muito bem
na prova.
2. Sonhos são como cast...
Orações subordinadas adverbiais
8. Assim que cheguei em casa, começou a chover.
9. Seguimos as instruções conforme o técni...
A melhor e a pior coisa do mundo
Fábula de Esopo e a Língua
O que há de melhor do que a língua, senhor? A língua é que
nos une a todos, quando falamos. Sem...
Fábula de Esopo e a Língua
A língua, senhor, é o que há de pior no mundo. É a fonte de todas as
intrigas, o início de todo...
Fábula de Esopo e a Língua
Impressionados com a inteligência invulgar do
serviçal, ambos os senhores calaram-se,
comovidos...
Biografia: Esopo foi um escritor da Grécia
Antiga a quem são atribuídas várias
fábulas populares. A ele se atribui a
pater...
 http://www.vidanet.org.br/mensagens/a-melhor-e-apior-
comida-do-mundo
 http://evolucaohfgm.blogspot.com.br/2010/08/para...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Orações subordinadas adverbiais

333 visualizações

Publicada em

Pra começar, o que é advérbio e locução adverbial?

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orações subordinadas adverbiais

  1. 1. Orações subordinadas adverbiais
  2. 2. Onde estão os advérbios e as locuções adverbiais?
  3. 3. Onde estão os advérbios e as locuções adverbiais? 1. Sem dúvida, estudar é um ato revolucionário. 2. Só entrará com autorização. 3. Hoje não irei lá. 4. O aluno talvez não tenha redigido muito bem. 5. Desde cedo, já havia compradores de ingresso. 6. Sabíamos que ele estava errado sempre que gaguejava. 7. Gonçalves Dias é verdadeiramente poeta. 8. Andou mais depressa.
  4. 4. Orações subordinadas adverbiais
  5. 5. Orações subordinadas adverbiais 1. Como sempre estudava português, o aluno foi muito bem na prova. 2. Sonhos são como castelos de areia. 3. O aluno fez tudo como a professora determinou. 4. A chuva foi tão forte que muitos moradores ficaram desabrigados. 5. Muitos moradores ficaram desabrigados porque a chuva foi tão forte. 6. À medida que a ciência avança, nossa compreensão do universo se expande. 7. A fim de que todos participassem, o prazo de inscrição foi prorrogado.
  6. 6. Orações subordinadas adverbiais 8. Assim que cheguei em casa, começou a chover. 9. Seguimos as instruções conforme o técnico mandou. 10. “Desejo vida longa para meus inimigos para que possam ver minha vitória.” 11. “As palavras não: quanto mais se brinca com elas, mais novas ficam.” 12. Quanto mais estudarmos, mais livres seremos. 13. Estamos aqui para trabalhar.
  7. 7. A melhor e a pior coisa do mundo
  8. 8. Fábula de Esopo e a Língua O que há de melhor do que a língua, senhor? A língua é que nos une a todos, quando falamos. Sem a língua não poderíamos nos entender. A língua é a chave das ciências, o órgão da verdade e da razão. Graças à língua é que se constróem as cidades, graças à língua podemos dizer o nosso amor. A língua é o órgão do carinho, da ternura, do amor, da compreensão. É a língua que torna eterno os versos dos grandes poetas, as ideias dos grandes escritores. Com a língua se ensina, se persuade, se instrui, se reza, se explica, se canta, se descreve, se elogia, se demonstra, se afirma. Com a língua dizemos “mãe”, “querida” e “Deus”. Com a língua dizemos “sim”. Com a língua dizemos “eu te amo”! O que pode haver de melhor do que a língua, senhor?
  9. 9. Fábula de Esopo e a Língua A língua, senhor, é o que há de pior no mundo. É a fonte de todas as intrigas, o início de todos os processos, a mãe de todas as discussões. É a língua que separa a humanidade, que divide os povos. É a língua que usam os maus políticos quando querem nos enganar com suas falsas promessas. É a língua que usam os vigaristas quando querem trapacear. A língua é o órgão da mentira, da discórdia, dos desentendimentos, das guerras, da exploração. É a língua que mente, que esconde, que engana, que explora, que blasfema, que insulta, que se acovarda, que mendiga, que xinga, que bajula, que destrói, que calunia, que vende, que seduz, que corrompe. Com a língua, dizemos “morre”, “canalha” e “demônio”. Com a língua dizemos “não”. Com a língua dizemos “eu te odeio”! Aí está, senhor, porque a língua é a pior e a melhor de todas as coisas!
  10. 10. Fábula de Esopo e a Língua Impressionados com a inteligência invulgar do serviçal, ambos os senhores calaram-se, comovidos, e o velho chefe, no mesmo instante, reconhecendo o disparate que era ter um homem tão sábio como escravo, deu-lhe a liberdade. Esopo aceitou a libertação e tornou-se, mais tarde, um contador de fábulas muito conhecido da antiguidade e cujas histórias até hoje se espalham por todo mundo.
  11. 11. Biografia: Esopo foi um escritor da Grécia Antiga a quem são atribuídas várias fábulas populares. A ele se atribui a paternidade da fábula como gênero literário. Malgrado sua existência permaneça incerta e nenhuma obra tenha sobrevivido aos dias de hoje, muitos contos lhe foram atribuídos através dos séculos e se disseminaram em muitas línguas pela tradição oral. http://kdfrases.comESOPO
  12. 12.  http://www.vidanet.org.br/mensagens/a-melhor-e-apior- comida-do-mundo  http://evolucaohfgm.blogspot.com.br/2010/08/parabola-esopo- e-lingua.html

×