A HISTÓRIA DOS MASSUIA DE JACUTINGA
Os filhos de Nicola Mazzuia e Eugenia Caiffo
(O Nicola era filho do Costante Mazzuia e...
IMIGRANTES ITALIANOS EM CAMPINAS – 1900
(NICOLA E FAMÍLIA FORAM PARA CAMPINAS,
INICIALMENTE)
JACUTINGA - MG
Seguindo pelo interior, pelas fazendas de café,
pelos Núcleos de Colonização, e pelas estradas
de ferro, qu...
A UNIÃO DA FAMÍLIA ERA FUNDAMENTAL PARA
ELES
“Oh, como é bom e agradável que os irmãos
vivam em união.
É como o óleo preci...
BARÃO DE JUNDIAÍ – RESTOS DA FIGUEIRA
LENDÁRIA ONDE FICARAM OS PRIMEIROS
ITALIANOS DA CIDADE
FAMÍLIA E TRABALHO ERAM OS VALORES DE
SUSTENTAÇÃO
“Bem-aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos
seus caminhos!
Do t...
UMA QUESTÃO EXISTENCIAL – NOSSAS DÚVIDAS
DE HOJE
Que nome é esse? De onde veio? De onde vieram os meus
pais e antepassados...
O NOME MAZZUIA E MASSUIA
Significa: “O Presente do Senhor Deus”
A origem do nome é hebraica
- A Hipótese Judaica Sefardita...
A HIPÓTESE JUDAICA SEFARDITA
Massuria é o mesmo que Massuia – Registro de Cartório
Massuia é a pronúncia brasileira do Maz...
O MESMO NOME EM LÍNGUAS DIFERENTES
O início do nome:
Nasce o bebê e os pais reconhecem ser “Um presente
de Deus” – “Mat a ...
O “PRIMEIRO MAZZUIA”
Matatias ben Johanan (em hebraico, ‫הן‬ֵ ‫כ‬ֹּ ‫ה‬ַ ‫נן‬ָ‫ח‬ָ ‫ו‬ֹ‫י‬ ‫בן‬ֶּ ‫ו‬ּ‫יה‬ָ‫ת‬ְ ‫ת‬ִּ ‫מ‬ַ...
O GRANDE SACERDOTE MATATHIAS
Medalhão criado em 1565 (aprox)
AS 5 FAMÍLIAS MAZZUIA QUE VIERAM AO BRASIL
Oriundos de Fossalta di Piave – Venécia, filhos do Giuseppe Mazzuia e
Teresa Ma...
ITÁLIA –
O VÊNETO
PROVÍNCIA
DE
VENEZIA
(VENÉCIA)
FOSSALTA
DI
PIAVE
E
MUSILE DI
PIAVE
MUSILE
DI
PIAVE –
MATRIZ
RIO
PIAVE
EM
MUSILE
MUSILE DI
PIAVE
– HOTEL
MUSILE DI PIAVE – PALCO DE BATALHAS
SANDONÀ
E
MUSILE
DI
PIAVE
FOSSALTA DI PIAVE – MONUMENTO AOS BRAVOS CAÍDOS DA
PRIMEIRA E SEGUNDA GUERRA
EMILIO MAZZUIA – O BRAVO CAÍDO NA PRIMEIRA
GUERRA
MUSILE DI PIAVE – PASSEIO DE BICICLETA – RIO
PIAVE
FRAZIONE CROCE , ONDE RESIDIAM ALGUNS MAZZUIA E
FAMÍLIAS COM QUEM ELES SE APARENTARAM. FICA
ENTRE FOSSALTA E MUSILE.
POR QUE DEIXARAM A ITÁLIA?
Milhões de italianos, sobretudo do norte, deixaram a Itália por causa da
miséria em que se enco...
A ITÁLIA ANTES DA EMIGRAÇÃO
- GUERRAS, INJUSTIÇAS E MISÉRIA –
O LAMENTO DE UM ITALIANO
“Que entendeis por uma Nação, Senho...
“ELES VIERAM POR CAUSA DA GUERRA” -
A GUERRA DA INDEPENDÊNCIA - GARIBALDI
A PROPAGANDA:
“NO BRASIL VOCÊ
PODERÁ TER O SEU
CASTELO”
A VIAGEM DE MUSILE ATÉ GÊNOVA
AGUARDANDO NO PORTO DE GÊNOVA
O EMBARQUE
A VIAGEM PELO MAR
O VAPOR CARLO R
Foi neste vapor que vieram o Nicola e família
A ROTA MARÍTIMA
CHEGADA EM SANTOS 05/02/1888 –
(A FOTO É POSTERIOR)
CHEGADA EM SÃO PAULO
HOSPEDARIA DOS IMIGRANTES NO BRÁS
NA HOSPEDARIA DOS IMIGRANTES NO BRÁS
REGISTRO DO NICOLA E FAMÍLIA NA HOSPEDARIA EM SÃO PAULO
DETALHE DO REGISTRO DO NICOLA MAZZUJA E FAMÍLIA
NA HOSPEDARIA EM SÃO PAULO
OS NÚCLEOS DE COLONIZAÇÃO – OS MASSUIA DE
JACUTINGA SUBIRAM PELA LINHA MAIS FRACA, À
DIREITA, EM DIREÇÃO A MINAS GERAIS
CULTURA DO CAFÉ
RESUMO DA
HISTÓRIA
DOS
MASSUIA
DE
JUNDIAÍ E
JACUTINGA,
POR MARIO
MAZZUIA
GENEALOGIA DOS MAZZUIA DE JUNDIAÍ E
JACUTINGA
Costante Mazzuia (Petroniglia Zamuner) - Itália
Innocente Mazzuia (Margherit...
DIÁSPORA DOS FILHOS DO NICOLA E EUGENIA
- Jacutinga - MG
- Várzea Paulista - SP
- Maceió - AL
- Angra dos Reis – RJ
- Guar...
A FAMIGLIA
Os italianos e os europeus de um século atrás tinham como valores a
família e o trabalho. Famiglia e Lavoro.
A ...
OUTROS MASSUIAS – OS “MASSUIAS DE
MARAPOAMA – SP”
Os primeiros a chegar ao Brasil, dos Mazzuia, foram aqueles
que se radic...
DESCENDENTES DOS MAZZUIA DE FOSSALTA DI
PIAVE – MASSUIA DE MARAPOAMA - SP
Os Massuia de Marapoama são descendentes do
Gius...
OS MAZZUIA DE JUNDIAÍ
Estes são descendentes do Costante e Petroniglia, assim
como os Massuia de Jacutinga, mas preservara...
OS MASSUIA DE JACUTINGA
De Musile di Piave para Jacutinga
- Antonio Mazzuia
- Maria Mazzuia
- Alberto Costante Mazzuia
- P...
ANTONIO MASSUIA (VIRGÍNIA SCARABELLI) E
FAMÍLIA
ALBERTO COSTANTE MASSUIA E JOSEFINA BUCCIOLLI
- NEISI
PASCOALINA, GABRIELA (NEISI) E MANUELA (NIVA) – DE ALBERTO
COSTANTE MAZZUIA E JOSEFINA BUCCIOLI
DESCENDENTES DO PIETRO GAETANO MASSUIA
OS MAZZUIA DO ESPÍRITO SANTO
Francesco Mazzuia com sua esposa Maria Domenica
Fiorin, mais a mãe dele Augusta Uliana, viera...
PASSAPORTE DO FRANCESCO MAZZUIA
OS MAZZUI E MASSUI DO RIO GRANDE DO SUL
De Treviso para o Rio Grande do Sul.
Alguns mantiveram o Mazzui, outros
passaram a...
MAZZUI E MASSUI DO RIO GRANDE DO SUL –
DANE MARISTELA MAZZUI
OS MAZZUIA E MASSUIA DE OUTROS PAÍSES
- Argentina
- Uruguai
- EUA
- Austrália
- Itália
- África – são Massuia
OS MATSUYA JAPONESES – “CASA DE PINHEIRO”
– REDE INTERNACIONAL DE RESTAURANTES
MAZZUIAS E MASSUIAS HOMENAGEADOS
- O Emilio Mazzuia, morto da Primeira Guerra Mundial, está no
Panteão dos Bravos em Fossa...
O MÁRIO MAZZUIA
O Mário Mazzuia tornou-se Comendador em Jundiaí, ao
receber Comenda (Medalha) pelos destacados
serviços em...
CIDADANIA ITALIANA
Iure Sanguini – Lei na Itália – o direito é pelo sangue.
Ius Soli – Lei no Brasil – o direito é pelo pa...
DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O PROCESSO NA ITÁLIA –
SEXTA GERAÇÃO – JONATHAS MASSUIA, DOS MASSUIA DE
MARAPOAMA
Certidão de ...
A LÍNGUA VÊNETA – “O DIALETO”
A Ida Benedusi falando – na página Familia Mazzuia & Massuia
A Tia que nunca aprendeu portug...
PALAVRAS E EXPRESSÕES EM VÊNETO - TALIAN
"El can de tanti paroni el more da fame".
- O cão de muitos donos morre de fome.
...
PALAVRAS E EXPRESSÕES EM VÊNETO - TALIAN
"La alegria la spanta la malatia".
- A alegria espanta a doença.
 
"La ociosità l...
PALAVRAS E EXPRESSÕES EM VÊNETO - TALIAN
"No ghe ze sabo sensa sol, doménega sensa messa e luni sensa debolessa".
- Não há...
A MÚSICA DOS NONOS
La Bella Polenta
http://italiasempre.com/verpor/labellapolenta2.htm
Reginella Campagnola
https://www.yo...
GENEALOGIA MAZZUIA DE JACUTINGA, DA SEXTA
GERAÇÃO ATÉ O INÍCIO.
José Carlos Massuia Filho, filho de José Carllos Massuia, ...
ÁRVORE GENEALÓGICA DOS MAZZUIA –
PRIMEIRA A TERCEIRA GERAÇÃO
GRATIDÃO A DEUS
Nossa gratidão ao Pai das Famílias,
que preservou nossos
antepassados, em meio a tantos
perigos e dificuld...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A história dos Massuia de Jacutinga terceira edição

351 visualizações

Publicada em

A história dos Massuia de Jacutinga terceira edição

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
351
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
43
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A história dos Massuia de Jacutinga terceira edição

  1. 1. A HISTÓRIA DOS MASSUIA DE JACUTINGA Os filhos de Nicola Mazzuia e Eugenia Caiffo (O Nicola era filho do Costante Mazzuia e Petroniglia Zamuner, nascidos por volta de 1815).
  2. 2. IMIGRANTES ITALIANOS EM CAMPINAS – 1900 (NICOLA E FAMÍLIA FORAM PARA CAMPINAS, INICIALMENTE)
  3. 3. JACUTINGA - MG Seguindo pelo interior, pelas fazendas de café, pelos Núcleos de Colonização, e pelas estradas de ferro, que construíam, eles se instalaram em Jacutinga - MG, onde o Nicola e Eugênia provavelmente viveram seus últimos dias. O Nicola teve seus documentos e registros como Nicola Mazzuja. A pronúncia em italiano é a mesma que Mazzuia. É provável que tenham passado por Jundiaí, por algum tempo, onde residiam os irmãos e descendentes que são os Mazzuia de hoje. Estes conservaram o Mazzuia original.
  4. 4. A UNIÃO DA FAMÍLIA ERA FUNDAMENTAL PARA ELES “Oh, como é bom e agradável que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes. É como o orvalho do Hermon, que desce sobre os montes de Sião. Ali, ordena o Senhor a sua bênção e a vida para sempre”. Salmo 133.
  5. 5. BARÃO DE JUNDIAÍ – RESTOS DA FIGUEIRA LENDÁRIA ONDE FICARAM OS PRIMEIROS ITALIANOS DA CIDADE
  6. 6. FAMÍLIA E TRABALHO ERAM OS VALORES DE SUSTENTAÇÃO “Bem-aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem. Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa. Eis como será abençoado o homem que teme ao Senhor! O Senhor te abençoe desde Sião para que vejas a prosperidade de Jerusalém durante os dias de tua vida, vejas os filhos de teus filhos. Paz sobre Israel!” Salmo 133
  7. 7. UMA QUESTÃO EXISTENCIAL – NOSSAS DÚVIDAS DE HOJE Que nome é esse? De onde veio? De onde vieram os meus pais e antepassados? Que língua falavam? Como viviam? Por que decidiram deixar sua terra e vir para o Brasil? O que aconteceu com eles? Por onde passaram? Onde estão as sepulturas deles? Por que vim parar aqui nesta cidade? Quem são os outros Massuia? E os Mazzuia? Existem documentos? Existem fotos? Ouvi dizer que existem nomes em ruas! Existem Massuias famosos? Quais eram os valores deles? No que acreditavam? O que fizeram de certo e de errado para eu entender o que recebi? O que devo fazer para seguir o bom exemplo deixado? Que história é essa de cidadania? Tenho direito? A essas perguntas responderemos com esta apresentação e com o Livro dos Mazzuia e Massuia, em construção.
  8. 8. O NOME MAZZUIA E MASSUIA Significa: “O Presente do Senhor Deus” A origem do nome é hebraica - A Hipótese Judaica Sefardita - Outras Hipóteses: a Hipótese Romana, a Hipótese Japonesa - Os Mas Uia, os Matsuya, os Mazzui, os Massui, Mazzulli, Mansur e outros.
  9. 9. A HIPÓTESE JUDAICA SEFARDITA Massuria é o mesmo que Massuia – Registro de Cartório Massuia é a pronúncia brasileira do Mazzuia italiano. Mazzuia seria a pronúncia italiana do Matthyia hebraico. No original hebraico: “‫יוהו‬ָ‫וה‬‫ת‬ְ‫הָי‬ ‫ת‬ִּ‫יְת‬ ‫מ‬ַ “. O “Mat” significa “presente” em hebraico, e a pronúncia permaneceu a mesma. “Thyia” significa “do Senhor Deus”. O “th” passou a ser “zz” em italiano. O “y” é pronunciado como “u”. O “ia” permaneceu igual. (Sefarditas (o mesmo que espanhóis) são os judeus da Diáspora que se fixaram na Península Ibérica).
  10. 10. O MESMO NOME EM LÍNGUAS DIFERENTES O início do nome: Nasce o bebê e os pais reconhecem ser “Um presente de Deus” – “Mat a Thyia”, em hebraico, depois “Matthyia”. A língua muda para o grego: “ματθυια”. A língua muda para o espanhol: Mazuia. A língua muda para o vêneto: Mazzuia. A língua muda para o português: Massuia. Observe que a dificuldade ficou no “theta” (θ) que, ao ser escrito em espanhol encontrou o “z” com a mesma pronúncia, mas ao ser escrito em italiano e português foi substituído pelo duplo “zz”, ou duplo “ss”. O “y”original é mistura de “u” com “i”, como em grego, ou francês. O nosso Mazzuja, ou Mazuja, depois Mazzuia, teria vindo diretamente do hebraico, através dos judeus
  11. 11. O “PRIMEIRO MAZZUIA” Matatias ben Johanan (em hebraico, ‫הן‬ֵ ‫כ‬ֹּ ‫ה‬ַ ‫נן‬ָ‫ח‬ָ ‫ו‬ֹ‫י‬ ‫בן‬ֶּ ‫ו‬ּ‫יה‬ָ‫ת‬ְ ‫ת‬ִּ ‫מ‬ַ , transliterando: Matityahu ben Yo anan HaKohenḥ ; morto em 165 AC) foi um Cohen (grande sacerdote) do Templo de Jerusalém, cujo papel na revolta contra os profanadores gregos sírios é relatado no Primeiro Livro dos Macabeus. Este é o mais antigo e famoso a ter o nome “Matathias”, de onde derivou o nome Mazzuia, depois Massuia. Antes dele, outros dois Matathias, de 300 a.c. e 500 a.c., aproximadamente, também tiveram esse nome registrado. Existe entre os apóstolos o Matias cujo nome em grego é Mαθθias”. Significativo é o “Yousef ben Matityahu”, José filho de Matatias, que é o grande historiador dos hebreus Flávio Josefo. Seu nome bem poderia ser José Massuia, no Brasil.
  12. 12. O GRANDE SACERDOTE MATATHIAS Medalhão criado em 1565 (aprox)
  13. 13. AS 5 FAMÍLIAS MAZZUIA QUE VIERAM AO BRASIL Oriundos de Fossalta di Piave – Venécia, filhos do Giuseppe Mazzuia e Teresa Maschio: 1 - Os Massuia de Marapoama – SP – Angelo Mzz e Maria Buratti Oriundos de Musile di Piave – Venécia, filhos de Costante Mazzuia e Petroniglia Zamuner 2 - Os Mazzuia de Jundiaí – SP - Innocente Mazzuia e Margherita Lucchetta 3 – Os Mazzuia de Campinas – SP – Ferdinando Mazzuia e Antonia Piasentin 4 - Os Massuia de Jacutinga – MG – Nicola Mazzuja e Eugênia Caiffo Oriundos de Cappella Magiore - Treviso 5 - Os Mazzuia do Estado do Espírito Santo, filhos do Nicoló Mazzuia e Augusta Uliana – Estes desapareceram pelas doenças e não deixaram descendentes conhecidos.
  14. 14. ITÁLIA – O VÊNETO
  15. 15. PROVÍNCIA DE VENEZIA (VENÉCIA)
  16. 16. FOSSALTA DI PIAVE E MUSILE DI PIAVE
  17. 17. MUSILE DI PIAVE – MATRIZ
  18. 18. RIO PIAVE EM MUSILE
  19. 19. MUSILE DI PIAVE – HOTEL
  20. 20. MUSILE DI PIAVE – PALCO DE BATALHAS
  21. 21. SANDONÀ E MUSILE DI PIAVE
  22. 22. FOSSALTA DI PIAVE – MONUMENTO AOS BRAVOS CAÍDOS DA PRIMEIRA E SEGUNDA GUERRA
  23. 23. EMILIO MAZZUIA – O BRAVO CAÍDO NA PRIMEIRA GUERRA
  24. 24. MUSILE DI PIAVE – PASSEIO DE BICICLETA – RIO PIAVE
  25. 25. FRAZIONE CROCE , ONDE RESIDIAM ALGUNS MAZZUIA E FAMÍLIAS COM QUEM ELES SE APARENTARAM. FICA ENTRE FOSSALTA E MUSILE.
  26. 26. POR QUE DEIXARAM A ITÁLIA? Milhões de italianos, sobretudo do norte, deixaram a Itália por causa da miséria em que se encontravam, por causa das sucessivas guerras e de suas terríveis consequências sobre os mais pobres que perdiam os filhos e os bens. A Europa estava com sua economia abalada, sendo difícil para as famílias se manter. As mais pobres buscavam as cidades, sem solução, no entanto. A América estava precisando de gente: Estados Unidos, Argentina, Venezuela, Brasil, precisavam de trabalhadores para substituir o trabalho escravo. A cultura do café aparecia como esperança para muitos. A Europa impulsionava e a América atraía.
  27. 27. A ITÁLIA ANTES DA EMIGRAÇÃO - GUERRAS, INJUSTIÇAS E MISÉRIA – O LAMENTO DE UM ITALIANO “Que entendeis por uma Nação, Senhor Ministro? É a massa dos infelizes? Plantamos e ceifamos o trigo, mas nunca provamos pão branco. Cultivamos a videira, mas não bebemos o vinho. Criamos animais, mas não comemos a carne. Apesar disso, vós nos aconselhais a não abandonarmos a nossa Pátria? Mas é uma Pátria a terra onde não se consegue viver do próprio trabalho?”
  28. 28. “ELES VIERAM POR CAUSA DA GUERRA” - A GUERRA DA INDEPENDÊNCIA - GARIBALDI
  29. 29. A PROPAGANDA: “NO BRASIL VOCÊ PODERÁ TER O SEU CASTELO”
  30. 30. A VIAGEM DE MUSILE ATÉ GÊNOVA
  31. 31. AGUARDANDO NO PORTO DE GÊNOVA
  32. 32. O EMBARQUE
  33. 33. A VIAGEM PELO MAR
  34. 34. O VAPOR CARLO R Foi neste vapor que vieram o Nicola e família
  35. 35. A ROTA MARÍTIMA
  36. 36. CHEGADA EM SANTOS 05/02/1888 – (A FOTO É POSTERIOR)
  37. 37. CHEGADA EM SÃO PAULO HOSPEDARIA DOS IMIGRANTES NO BRÁS
  38. 38. NA HOSPEDARIA DOS IMIGRANTES NO BRÁS
  39. 39. REGISTRO DO NICOLA E FAMÍLIA NA HOSPEDARIA EM SÃO PAULO
  40. 40. DETALHE DO REGISTRO DO NICOLA MAZZUJA E FAMÍLIA NA HOSPEDARIA EM SÃO PAULO
  41. 41. OS NÚCLEOS DE COLONIZAÇÃO – OS MASSUIA DE JACUTINGA SUBIRAM PELA LINHA MAIS FRACA, À DIREITA, EM DIREÇÃO A MINAS GERAIS
  42. 42. CULTURA DO CAFÉ
  43. 43. RESUMO DA HISTÓRIA DOS MASSUIA DE JUNDIAÍ E JACUTINGA, POR MARIO MAZZUIA
  44. 44. GENEALOGIA DOS MAZZUIA DE JUNDIAÍ E JACUTINGA Costante Mazzuia (Petroniglia Zamuner) - Itália Innocente Mazzuia (Margherita Luccheta)  Maria  Giuseppe  Rosa  Angelo Nicola Mazzuia (Eugenia Caiffo)  Antonio  Maria  Alberto Costante  Pietro Gaetano Mazzuia Ferdinando Mazzuia (Antonia Piasentin/Clotilde (Coletti)  Grisante  Pietro Pompeo  Amália  Aurélia
  45. 45. DIÁSPORA DOS FILHOS DO NICOLA E EUGENIA - Jacutinga - MG - Várzea Paulista - SP - Maceió - AL - Angra dos Reis – RJ - Guarulhos - São João da Boa Vista – SP - Mogi-Guaçu – SP - São Paulo – SP - Brasília – DF - São José do Rio Preto – SP - São Vicente – SP - Santa Rita do Passa Quatro – SP - Itu – SP - Ribeirão Pires - SP
  46. 46. A FAMIGLIA Os italianos e os europeus de um século atrás tinham como valores a família e o trabalho. Famiglia e Lavoro. A família era indissolúvel A cultura agrícola precisava das mãos da grande família. Todos trabalhavam. A autoridade era do Pai, “il Capo”. O sobrenome era o do pai. A esposa mantinha o nome de sua família. Se o esposo falecia, ela passava a assinar o sobrenome dele. Só nome e sobrenome pela lei italiana. Não usavam dois sobrenomes. O Iure Sanguini ou Direito de Sangue é o que vale na Itália. Casamentos entre os jovens vizinhos ocorriam muito.
  47. 47. OUTROS MASSUIAS – OS “MASSUIAS DE MARAPOAMA – SP” Os primeiros a chegar ao Brasil, dos Mazzuia, foram aqueles que se radicaram em Marapoama – SP. Angelo Mazzuia e Maria Buratti com seus nove filhos, mais dois que lhes nasceriam no Brasil. O pai dele, que ficou na Itália, se chamava Giuseppe Mazzuia. Eles eram de Fossalta di Piave, 5 km ao norte de Musile di Piave. De Musile vieram os Massuias de Jacutinga e Mazzuias de Jundiaí. Na Itália, todos eram Mazzuia, ou Mazzuja.
  48. 48. DESCENDENTES DOS MAZZUIA DE FOSSALTA DI PIAVE – MASSUIA DE MARAPOAMA - SP Os Massuia de Marapoama são descendentes do Giuseppe Mazzuia e Teresa Maschio, pais do Angelo Mazzuia (Maria Buratti). O Angelo e a Maria vieram ao Brasil, chegando em 08/10/1887. Eles habitam, hoje, no Noroeste do Paraná, Região de Maringá, e Noroeste do Estado de São Paulo, Região de São José do Rio Preto, principalmente.
  49. 49. OS MAZZUIA DE JUNDIAÍ Estes são descendentes do Costante e Petroniglia, assim como os Massuia de Jacutinga, mas preservaram o Mazzuia original. São filhos de dois casais: - Innocente Mazzuia e Margherita Lucchetta - Ferdinando Mazzuia e Antonia Piasentin - (Os Massuia de Jacutinga são filhos do Nicola Mazzuja, irmão do Innocente e Ferdinando)
  50. 50. OS MASSUIA DE JACUTINGA De Musile di Piave para Jacutinga - Antonio Mazzuia - Maria Mazzuia - Alberto Costante Mazzuia - Pietro Gaetano Mazzuia Seus descendentes são todos Massuia, hoje. Chegaram em 05/02/1888. Juntos, vieram, também, o Giovanni e a Giovanna, enteados do Nicola.
  51. 51. ANTONIO MASSUIA (VIRGÍNIA SCARABELLI) E FAMÍLIA
  52. 52. ALBERTO COSTANTE MASSUIA E JOSEFINA BUCCIOLLI - NEISI
  53. 53. PASCOALINA, GABRIELA (NEISI) E MANUELA (NIVA) – DE ALBERTO COSTANTE MAZZUIA E JOSEFINA BUCCIOLI
  54. 54. DESCENDENTES DO PIETRO GAETANO MASSUIA
  55. 55. OS MAZZUIA DO ESPÍRITO SANTO Francesco Mazzuia com sua esposa Maria Domenica Fiorin, mais a mãe dele Augusta Uliana, vieram de Cappella Magiore – Treviso, no Vapor Adria, e desaparecem dos registros, sendo possível que: - Tenham morrido nas pestes ocorridas – mais provável, uma vez que não levaram o passaporte; - Não tenham tido descendentes; - Tenham ido para o Rio Grande do Sul; - Tenham ido para outro país.
  56. 56. PASSAPORTE DO FRANCESCO MAZZUIA
  57. 57. OS MAZZUI E MASSUI DO RIO GRANDE DO SUL De Treviso para o Rio Grande do Sul. Alguns mantiveram o Mazzui, outros passaram a ser Massui. Ainda não temos comprovação de que os Mazzui, os Massula, Mazzuglia sejam da mesma Famiglia Mazzuia.
  58. 58. MAZZUI E MASSUI DO RIO GRANDE DO SUL – DANE MARISTELA MAZZUI
  59. 59. OS MAZZUIA E MASSUIA DE OUTROS PAÍSES - Argentina - Uruguai - EUA - Austrália - Itália - África – são Massuia
  60. 60. OS MATSUYA JAPONESES – “CASA DE PINHEIRO” – REDE INTERNACIONAL DE RESTAURANTES
  61. 61. MAZZUIAS E MASSUIAS HOMENAGEADOS - O Emilio Mazzuia, morto da Primeira Guerra Mundial, está no Panteão dos Bravos em Fossalta di Piave. - Em Fossalta existe o Memorial Giuliano Mazzuia. - Os Massuia de Marapoama foram homenageados com um bairro em Monte Aprazível – SP, o Jardim Massuia; com uma avenida em Sarandi – PR, a Avenida Danilo Massuia; e com uma rua em Votuporanga, a Rua Olga Massuia Giacomini. O Angelo Massuia recebe, nestes dias, homenagem em rua, em Marapoama – a “Rua Angelo Massuia”. - Os Massuia de Jacutinga foram homenageados com uma rua em Mogi Guaçu, a Rua João Massuia. - O Mazzuia de Jundiaí foram homenageados com três ruas em Jundiaí: a Rua Ângelo Mazzuia, a Rua Inocêncio Mazzuia e a Rua Comendador Mario Mazzuia.
  62. 62. O MÁRIO MAZZUIA O Mário Mazzuia tornou-se Comendador em Jundiaí, ao receber Comenda (Medalha) pelos destacados serviços em favor daquela Municipalidade. Ele escreveu dois livros sobre a História de Jundiaí: - Jundiaí Através de Documentos - 1976; - Jundiaí e Sua História – 1979. Esses livros são, até hoje, o referencial para as pesquisas sobre Jundiaí. Ele pesquisou e produziu a primeira Genealogia dos Mazzuia.
  63. 63. CIDADANIA ITALIANA Iure Sanguini – Lei na Itália – o direito é pelo sangue. Ius Soli – Lei no Brasil – o direito é pelo país de nascimento. Juntar documentos - Dar entrada num consulado e acompanhar até que se complete o processo ( em torno de 12 anos). - Contratar empresa na Itália, mudar-se para lá, e acompanhar o processo (100 dias), gastando no total R$20.000.
  64. 64. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O PROCESSO NA ITÁLIA – SEXTA GERAÇÃO – JONATHAS MASSUIA, DOS MASSUIA DE MARAPOAMA Certidão de Não Renúncia da Nacionalidade de Ângelo Mazzuia – CNN Certidão de Óbito do Ângelo Massuia Certidão de Óbito da Maria Buratto Certidão de Não Renúncia da Nacionalidade de Augusto Mazzuia – CNN Certidão de Casamento do Augusto e Líbera Certidão de Óbito do Augusto Mazzuia Certidão de Óbito da Libera Scaldelai Certidão de Nascimento do Augusto Massuia Certidão de Nascimento da Alice dos Santos Lima Certidão de Casamento do Augusto e Alice Certidão de Óbito do Augusto Massuia Certidão de Óbito de Alice dos Santos Lima Certidão de Nascimento de Ademir Massuia Certidão de Nascimento de Érica Paulino da Siva Certidão de Casamento de Ademir e Érica Certidão de Nascimento do Jonathas Massuia (Todas as certidões em Inteiro Teor) (As certidões italianas são de responsabilidade do contratado na Itália)
  65. 65. A LÍNGUA VÊNETA – “O DIALETO” A Ida Benedusi falando – na página Familia Mazzuia & Massuia A Tia que nunca aprendeu português – na Internet O Talian , mistura do Vêneto com o Português brasileiro Palavras e expressões Um pouco da História de Veneza – Quando for palestra Fotos de Veneza - Palestra
  66. 66. PALAVRAS E EXPRESSÕES EM VÊNETO - TALIAN "El can de tanti paroni el more da fame". - O cão de muitos donos morre de fome.   "El gato broà, el ga paura, fin de àqua freda". - O gato escaldado, ele tem medo, até de água fria.   "Ghe tiro a chi no vedo e copo chi no credo". - Eu atiro no que não vejo e acerto no que não creio (não imaginava acertar).   "Guadagnà in festa, fora par la finestra". - Ganho em festa, fora pela janela. (O que se ganha com facilidade, perde-se com rapidez) 
  67. 67. PALAVRAS E EXPRESSÕES EM VÊNETO - TALIAN "La alegria la spanta la malatia". - A alegria espanta a doença.   "La ociosità la è la mama de tuti i vìssii". - A ociosidade é a mãe de todos os vícios. “Il saggio non sa niente, l´intelligente sa poco, l´ignorante sa tanto, l´imbecille sa tutto”. - I sábio nada sabe, o inteligente sabe pouco, o ignorante sabe muito, o imbecil sabe tudo . "La sìmia che se grata, la ciama i balini". - Macaco que graceja, chama chumbo.   "Le busie le ga le gambe curte". - As mentiras têm as pernas curtas.
  68. 68. PALAVRAS E EXPRESSÕES EM VÊNETO - TALIAN "No ghe ze sabo sensa sol, doménega sensa messa e luni sensa debolessa". - Não há Sábado sem sol, Domingo sem missa e Segunda sem preguiça.   "Polenta freda fa carità ai poareti". - (Mesmo) polenta fria faz caridade ao pobre.   "Scarpe nove fa mal ai pié". - Sapato novo machuca o pé.   "Sgionfo come un rospo". - Estufado como um sapo. De tanto comer.   "Va piantar patate..!" - Vá plantar batatas..!
  69. 69. A MÚSICA DOS NONOS La Bella Polenta http://italiasempre.com/verpor/labellapolenta2.htm Reginella Campagnola https://www.youtube.com/watch?v=-oLNVxQBO4Q Merica, Merica http://letras.mus.br/folclore-italiano/182024/#radio A música romântica italiana posterior: - Io che amo solo te, Buonanotte amore mio, Testarda Io, Volare, Che un ragazzo que come me, O mio Signore!
  70. 70. GENEALOGIA MAZZUIA DE JACUTINGA, DA SEXTA GERAÇÃO ATÉ O INÍCIO. José Carlos Massuia Filho, filho de José Carllos Massuia, filho de José Florindo, filho de João Florindo Massuia, filho de Pietro Gaetano Massuia, figlio di Nicola Mazzuja, figlio di Costante Mazzuja, figlio di...., figlio di...., figlio di,...., (de 1888, quando chegaram no Brasil, até o ano 70 d.c.. Passaram de 70 d.c. Até 1498 na Espanha, depois, na Itália, até 1888, quando partiram para o Brasil) figlio di Giuseppe, figlio di Matatia, figlio di Amos, figlio di Naum, figlio di Esli, figlio di Naggai, figlio di Maat, figlio di Matatia, figlio di Semèin, figlio di Iosech, figlio di Ioda, figlio di Ionan, figlio di Resa, figlio di Zorobabèle, figlio di Salatiel, figlio di Neri, figlio di Melchi, figlio di Addi, figlio di Cosam, figlio di Elmadàm, figlio di Er, figlio di Gesù, figlio di Eliezer, figlio di Iorim, figlio di Mattàt, figlio di Levi, figlio di Simeone, figlio di Giuda, figlio di Giuseppe, figlio di Ionam, figlio di Eliacim, figlio di Melèa, figlio di Menna, figlio di Mattatà, figlio di Natàm, figlio di Davide, figlio di Iesse, figlio di Obed, figlio di Booz, figlio di Sala, figlio di Naàsson, figlio di Aminadàb, figlio di Admin, figlio di Arni, figlio di Esrom, figlio di Fares, figlio di Giuda, figlio di Giacobe, figlio di Isacco, figlio di Abramo, figlio di Tare, figlio di Nacor, figlio di Seruch, figlio di Ragau, figlio di Falek, figlio di Eber, figlio di Sala, figlio di Cainam, figlio di Arfàcsad, figlio di Sem, figlio di Noè, figlio di Lamech, figlio di Matusalemme, figlio di Enoc, figlio di Iaret, figlio di Malleèl, figlio di Cainam, figlio di Enos, figlio di Set, figlio di Adamo, figlio di Dio.
  71. 71. ÁRVORE GENEALÓGICA DOS MAZZUIA – PRIMEIRA A TERCEIRA GERAÇÃO
  72. 72. GRATIDÃO A DEUS Nossa gratidão ao Pai das Famílias, que preservou nossos antepassados, em meio a tantos perigos e dificuldades, e nos legou os melhores valores, e a brasilidade. Glória a Deus!

×