1
Profª Lúcia de Fátima Marques Peres - 2008
2
PROJETO CONHECER PARA TRANS-FORMAR - 2008
1- Dados da instituição:
1.1- Nome da escola:
Escola Estadual Prof. Celso Henr...
3
2. Dados do Projeto
2.1 - Nome do projeto:
CONHECER PARA TRANS-FORMAR
2.2 - Natureza da ação:
Cultura, Empreendedorismo,...
4
Os tempos mudaram. Hoje nossos alunos vivenciam experiências diversas, as
informações estão sendo trocadas num ritmo cad...
5
2.9 - Desenvolvimento dos alunos:
Os alunos em grupos, desenvolveram as revistas , abordando assuntos gerais. Foi
repass...
6
3. Processo de avaliação de resultados:
Apesar dos entraves ocorridos durante o processo, e principalmente nos dias que
...
7
ALUNO DA E.E. PROF. CELSO HENRIQUE TOZZI VENCE O CONCURSO
LITERÁRIO
DA “1ª FEIRA NACIONAL DE LIVROS DE JAGUARIÚNA”.
Em 2...
8
Gazeta Regional - Circuito Mais
Ultrapassando os limites da escola
Alunos do Tozzi utilizam à tecnologia
Ultrapassando o...
9
10
Há ainda muitos documentos como: imagens, notícia e e-mails, que não foram inseridos devido ao tamanho deste
arquivo.
11
CONCLUSÃO
Ao encerrar esta etapa
repleta de desafios , mas tão gratificante e coroada por tanto brilho,
fico sem as pal...
12
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Plano de Ação Intel 10

810 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
810
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de Ação Intel 10

  1. 1. 1 Profª Lúcia de Fátima Marques Peres - 2008
  2. 2. 2 PROJETO CONHECER PARA TRANS-FORMAR - 2008 1- Dados da instituição: 1.1- Nome da escola: Escola Estadual Prof. Celso Henrique Tozzi 1.2 - Endereço: Rua Marechal Floriano, 261 Bairro: Berlim CEP 13.820.00 Fone: (19) 3867-1570 - 3867-5091 1.3 - E-mail: tozzi.tozzi@itelefonica.com.br 1.4 - Alunos que participam do projeto: Alunos dos 2ºs anos A,B, e C 1.5 - Diretora: Áurea Aparecida Valério Klier Monteiro Vice- diretora: Maria Claudia Sartori Coordenadora: Lucilene de Carla P. Gará Professora: Lúcia de Fátima Marques Peres 1.6 –Disciplina: Língua Portuguesa
  3. 3. 3 2. Dados do Projeto 2.1 - Nome do projeto: CONHECER PARA TRANS-FORMAR 2.2 - Natureza da ação: Cultura, Empreendedorismo, Conhecimento Novas Tecnologias Cidadania e Reflexão. 2.3 - Situação social abordada: A realidade que encontramos na sala de aula das escolas de maneira geral é pouco animadora, pois o desinteresse e alienação de alunos que chegam ao ensino médio, é quase regra geral . O grande desafio que temos em transformar essa realidade, é imenso. Enquanto educadores comprometidos com a educação e tendo muito claro o importante trabalho educacional e social da escola, aceitamos o desafio de transformar essa realidade. Assim, mesclando os conteúdos da Proposta Curricular implantada pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, os conhecimentos adquiridos ao longo da vivência escolar e extra- escolar, tateando daqui e dali, vamos alavancando formas de colaborar na construção de saberes.. Além disso, é fundamental motivar o aluno a compreender a importância da busca pelos conhecimentos, inclusive fora do espaço escolar, utilizando os recursos de Novas Tecnologias e seu emprego consciente. Aliado também ao resgate pelo gosto da pesquisa, a reflexão sobre os valores agregados ou depreciados pela sociedade ao longo da história da humanidade, entre outras, são primícias que sustentam os pilares deste singelo projeto. Este, acima de tudo, busca resultados que demonstrem o desenvolvimento dos alunos. Atualmente, é comum observarmos que os alunos estão bastante envolvidos com o uso do computador. É possível perceber o quanto estão fascinados por este universo. Então é preciso aproveitar esta motivação e canalizar situações de aprendizagem que superem as ações que estão acostumados a executarem e que em muitos casos se restringem ao entretenimento. Despertar o interesse, e o olhar para o mundo, é fundamental. Também, conciliar os conhecimentos adquiridos, colocando-os em prática, possibilitar para que os alunos sintam prazer no que fazem, interajam com a sociedade, busquem saídas, ou façam projetos e consigam concretizá-los é elementar. Que sintam alegria de SER e de poder transformarem metas em projetos, e estes, em realidade. 2.4- Metodologia Foram adotadas práticas interdisciplinares do cotidiano da escola, observada a postura do aluno frente aos compromissos com a sua formação escolar, seu futuro profissional, e os contatos externos junto à comunidade, e representantes da mesma. Através da leitura, da reflexão sobre a importância de conquistar a auto-estima. As ações de protagonistas e por conseqüência destes, despertar, destacar e reforçar o espírito empreendedor, de liderança e também o trabalho em equipe. São sementes para que estes alunos possam futuramente estarem mais preparados para seus próprios projetos profissionais. Juntar atividades teóricas e práticas interdisciplinares do cotidiano escolar, visando trans-formar as práticas escolares. Assim, Conhecer, agir, reagir e transformar são as primícias dos pilares que sustentam este projeto. 2.5 - Definição do projeto : Histórico Durante o regime militar (1964-1985), mas principalmente na década de 1970, havia um engajamento da sociedade e dos estudantes, em reconquistar a democracia e a liberdade de expressão no país. Com a redemocratização do país as pessoas passaram a estar mais preocupadas com suas conquistas pessoais do que estarem engajadas em uma causa. A alienação política e social, a falta de perspectivas e a escalada de violência, a falta de estrutura familiar, o desemprego e o desrespeito com os semelhantes assumiram índices elevados. Atualmente, percebe-se que os jovens estudantes em grande parte, têm uma postura alienada e demonstram certa descrença com relação ao futuro. É importante que o aluno tenha dimensão do seu papel na sociedade, do quanto pode fazer acontecer e ser a diferença. É fundamental que estes exerçam seus papéis e sejam protagonistas não só de suas histórias, mas também deixem suas marcas impressas na história da humanidade. 2.6- Diagnóstico da situação trabalhada:
  4. 4. 4 Os tempos mudaram. Hoje nossos alunos vivenciam experiências diversas, as informações estão sendo trocadas num ritmo cada vez mais veloz, principalmente com relação ao uso das ferramentas tecnológicas. Nossos alunos interagem numa realidade, que envolvente, mas há ainda, muitos deles, que estão alienados neste universo, também há os que mesmo tendo certo conhecimento, não o aplica de forma que venha a realmente ser um diferencial na construção do conhecimento. Muitos valores éticos e sociais estão desvirtuados ou em desuso na nossa sociedade. O dês compromisso com o destino político do país, a falta de solidariedade e respeito, a ausência da auto-afirmação e a falta de estrutura nas famílias, levam muitos a buscarem o caminho mais rápido, e em conseqüência acabam optando por escolhas das quais acabam arrependendo-se mais tarde, porém muitas vezes em caminhos sem volta. 2.7 - Objetivos Contribuir para que o aluno possa conhecer e para os que já conhecem, que possam empregá-las além do que habitualmente fazem, ou seja que não fiquem restritos apenas aos jogos, bate-papos, e orkuts ou e-mails, mas sim, que possam ultrapassar estes limites, ampliando para a criação. Resgatar e ou fortalecer a auto estima e a capacidade do aluno perante a realidade e diante do desconhecido , propiciando situações de experiências que o levem a demonstrar suas potencialidades e também superar seus próprios limites; Ultrapassar os limites da escola, estabelecendo relações entre os conteúdos aprendidos e a realidade que o aluno vive e interage. Viajar pelo universo literário, dando especial atenção ao tema abordado pela literatura brasileira sobre o Centenário da Morte de Machado de Assis. Tendo este, grande importância na história da literatura,uma vez que é um marco, um autor admirável. Destacar gêneros literários, tais como: crônicas, parábolas, poemas, inclusive de autoria dos alunos e literatura. Abordar problemas como: dicas de vestibular, drogas, a maternidade precoce, depressão, o uso do piercing, a tatuagem, saúde, anorexia, esportes, artes, culinária, a moda, etc. Buscar parcerias, de modo que estas, venham destacar o poder de argumentação, o caráter empreendedor, o espírito de liderança, e contribuindo para que o aluno seja o protagonista destes resultados. Sendo que estes, sejam negativos ou positivos, oportunizarão o aluno a saborearem de antemão experiências do que o mundo fora dos muros da escola oferece, ou seja: fracassos, lutas , conquistas e Vitória. Buscar o reconhecimento da comunidade escolar e externa. Estabelecer atitudes de reconhecimento e respeito por si próprio e pelo outro, tanto pertinentes a comunidade escolar quanto fora deste espaço. Resgatar a memória da Escola Prof. Celso Henrique Tozzi, procurando refletir sobre o passado e o presente, comparando as oscilações entre a evolução e a regressão quanto ao espaço físico. Entrevistar pessoas da comunidade. 2.8 - Planos de ação estabelecidos e efetuados: Um dos maiores desafios deste projeto, seria encerrá-lo com a edição de revistas pelos grupos de alunos. Assim foi implantado o sistema de trabalho em grupo, delegando ações e distribuindo tarefas entre os integrantes. A interação com a comunidade, ocorreu através várias entrevistas, de reportagens, busca de patrocinadores e com destaque para as entrevistas feitas através dos recursos tecnológicos, tais como: e-mail e Skype , com Lúcia Granja, Doutora em Literatura Brasileira e especialista nas crônicas machadianas , atualmente na UNESP de São José do Rio Preto e Rosangela Malachias, Jornalista, especializada em Etnomídia, atualmente cursando especialização em Etnomídia em Mary Land , cidade próxima de Washington , nos Estados Unidos. Esta ,além da entrevista também contribui com uma reportagem de sua autoria, cujo título é: “Obama mudando a América”.
  5. 5. 5 2.9 - Desenvolvimento dos alunos: Os alunos em grupos, desenvolveram as revistas , abordando assuntos gerais. Foi repassado aos mesmos o eixo central, ficando a critério de cada grupo, inserir informações que moldaram e personalizaram cada revista . Assim de modo geral os temas abordados pelos grupos foram:  Cultura,centenário da morte de Machado de Assis;  Memórias;  O jovem empreendedor e o jovem consumidor;  Beleza;  Educação;  Olimpíadas;  O jovem;  Arte;  A febre do Orkut;  Romantismo;  Dicas de vestibular;  DST;  Visão de futuro;  Dicas de livros e filmes;  Guia de profissões;  Os ultra-românticos do nosso tempo;  As tatuagens e suas complicações;  Ao mestre com carinho;  Teatro;  O grande evento:1ª Feira Nacional do Livro de Jaguariúna, os shows e os convidados ilustres que marcaram esta festa;  Consciência ecológica;  A MPB música popular brasileira;  O Biodiesel combustível do futuro;  A reciclagem de materiais diversos;  Estação Cultura de Jaguariúna;  O artesanato;  O Museu da cidade;  A ferroviária e é claro: a Maria fumaça;  A Matriz centenária;  O Parque Santa Maria.  Curiosidades jovens;  Sexualidade precoce;  Aborto;  A obesidade;  O alcoolismo e o tabagismo;  Os direitos da criança e do adolescente;  Puberdade;  Centenário da imigração japonesa no Brasil;  Terra: Planeta água , entre outros.  A reciclagem do lixo e o reuso de diversos materiais;  A consciência negra;  O universo literário machadiano;  Reportagens sobre a participação especial da Escola Prof. Celso Tozzi, nos eventos como as palestras com: Zuenir Ventura, Matthew Shirts e César Obeid entre os outros;
  6. 6. 6 3. Processo de avaliação de resultados: Apesar dos entraves ocorridos durante o processo, e principalmente nos dias que antecederão as entregas das revistas foi possível alcançar excelentes resultados, entretanto, não possível atingir o percentual total dos alunos. 4. Avaliação junto aos alunos participantes: De modo geral os resultados foram surpreendentes. Foi possível depreender dos relatos dos alunos a grande satisfação em planejar, desenvolver, executar e ver os resultados deste trabalho. Os alunos demonstraram, prazer em fazer, deixando claro que não estavam preocupados só com as notas, mas sim com a realização de algo extraordinário em suas vidas. (Tais relatos serão apresentados em anexos). 4.1- Avaliação da Professora: É fundamental ter consciência da importância de nossa postura mediadora e do nosso papel formador no crescimento dos alunos. É gratificante ver em seus olhos, um brilho especial, algo novo. A busca, as pesquisas feitas em livros ou pela internet, sendo esta ferramenta, vista com outros olhos; não como uma em busca, de um simples entretenimento, sem metas, mas, sim como uma preciosa ferramenta de trabalho em busca de informações úteis,com objetivos palpáveis. Obviamente, que nem tudo é um mar de rosas, então neste conjunto de ações, ocorre também a intersecção com o conjunto de incertezas e dificuldades que acompanha o homem em sua trajetória. Ou seja, os entraves perante as dificuldades, os conflitos que eventualmente surgem com as idéias diferentes e a insegurança diante do novo e do desconhecido. Porém, tais obstáculos não deixam de ser também, a mola propulsora, que vai motivar a não desistir, a lutar até o fim. Vencer as dificuldades, provar suas potencialidades e a glória de demonstrarem do que realmente são capazes: superarem não só nossas expectativas, mas acima de tudo, suas próprias, é gratificante e comovente. É fundamental destacar que todos os profissionais desta instituição de ensino, trabalham com esmero e dedicação. Desde o menor na escala hierárquica até o topo, todos executam seus papéis com extrema responsabilidade e compromisso. O resultado deste trabalho serve para coroar o belo trabalho feito por estes profissionais ao longo de muitos anos. Isto porque, sabemos que a educação não está estanque, ela é o resultado de um longo processo. Por isto, justifico aqui a homenagem que lhes foi dirigida durante o Festival. Sim, pois apesar dos entraves que surgem no cotidiano escolar, há também, muitas alegrias. Quero deixar aqui, um pouco da minha grande alegria. Alegria de estar aqui, de fazer parte deste universo. Alegria de compor este corpo, que acolhe quem chega, com igualdade. Dentro de meus limites, fica a sensação do vácuo da partida, mas a certeza de deixar impressa na memória dos alunos e de todos que contribuíram para a realização deste projeto, divisor de águas para muitos alunos, pois, nunca mais serão os mesmos. 5-Análise documental: Seguem algumas imagens obtidas através jornais, sites, e scanner dos trabalhos executados durante o ano.
  7. 7. 7 ALUNO DA E.E. PROF. CELSO HENRIQUE TOZZI VENCE O CONCURSO LITERÁRIO DA “1ª FEIRA NACIONAL DE LIVROS DE JAGUARIÚNA”. Em 26/10/2008, na 1ª Feira Nacional do Livro de Jaguariúna, foi premiado com o 1º Lugar do Concurso Literário, o aluno José Henrique Carrari, da E.E. "Prof. Celso Henrique Tozzi" que foi orientado por sua professora, Lúcia de Fátima Marques Peres, da 2ª série do ensino médio. Participaram do concurso em torno de 5mil jovens. A publicação do texto premiado se dará no jornal local "Gazeta Regional" na edição do próximo final de semana. PARABÉNS! José Henrique! Você é motivo de orgulho para seus colegas, professores, gestores e demais funcionários! Premiação do aluno e professora pelo organizador do evento Ricardo Azevedo. Mãe, José Henrique, professora Lucia de Língua Portuguesa e Ricardo Azevedo. Professores e família na premiação do aluno. José Henrique sendo entrevistado pelo jornal Gazeta Regional de Jaguariúna. decampinasleste.edunet.sp.gov.br
  8. 8. 8 Gazeta Regional - Circuito Mais Ultrapassando os limites da escola Alunos do Tozzi utilizam à tecnologia Ultrapassando os limites da escola Alunos do Tozzi utilizam à tecnologia em trabalho sobre Machado de Assis JAGUARIÚNA – O aprendizado ultrapassando os limites da sala de aula e proporcionando maior conhecimento. Foi desta maneira que um grupo de alunos da 2ª série da escola estadual Celso Henrique Tozzi conduziu uma pesquisa sobre o centenário de morte do escritor Machado de Assis. O grupo formado por Jéssica Caroline da Silva, José Henrique Carrari Filho, Maria Caroline Marmirolli Tresoldi, Mariane de Souza Ribeiro Rodrigues e Nayla Soares Pereira, conta com a orientação da professora de Língua Portuguesa, Lúcia de Fátima Marques Peres. Além da pesquisa em internet, livros e no diálogo em sala de aula, o grupo teve a possibilidade de utilizar a tecnologia para conhecer mais sobre a obra de Machado de Assis. Com suporte da equipe gestora formada pela diretora Áurea Valério Klier Monteiro, e por Maria Claudia Sartori e Lucilene Gará, os alunos conseguiram um fato inédito, ou seja, uma entrevista com a professora Lúcia Granja, da UNESP de São José do Rio Preto, com auxílio de recursos tecnológicos, entre eles, o skype (que possibilitou a entrevista à distância). A aluna Maria Caroline comentou que através de pesquisa e assistindo palestras, descobriu que Machado de Assis foi um ícone na Literatura. “A entrevista com a professora Lúcia Granja, graduada em crônica de Machado de Assis, foi muito significativa pelo fato que ela explicou muita coisa surpreendente, e proporcionou uma nova visão sobre o autor”, explica. Maria Caroline ainda destacou que com o uso da tecnologia foi possível aprender mais. “Em sala de aula aprendemos o que está escrito no livro didático e geralmente é muito simples ou todo mundo já sabe, mas ter uma conversa com uma pessoa mais influente e estudada, sem dúvida, foi um aprendizado maior e pudemos formar uma nova visão sobre a obra deste escritor”, conta a aluna. Ela ainda frisou que foi importante porque às vezes, as pessoas vulgarizam o fato dos alunos estudarem numa escola pública achando que não tem recursos tecnológicos. “Mas pelo contrário, pois no Tozzi, tivemos a possibilidade de conhecer um pouco sobre Machado de Assis através da tecnologia”, frisa. O grupo também realizou um trabalho sobre o professor Celso Henrique Tozzi, que é o patrono da escola. “Pesquisamos sobre a sua vida e como era a escola antigamente, e percebi nos depoimentos de parentes e amigos, o saudosismo em lembrar do querido professor Cecé e isso foi muito emocionante. Eu queria ter tido a oportunidade e honra de conhecê-lo porque acredito que esse foi um grande homem”, complementa Maria Caroline. Para o aluno José Henrique o que mais chamou a atenção durante a pesquisa foi a complexidade da obra de Machado de Assis. Já Mariane comentou que antes do trabalho não entendia o autor, mas com a pesquisa e entrevistas, passou a ter várias perspectivas dos personagens. “E realmente, ele merece a homenagem por tudo que fez pela Literatura”. Nayla ainda completou que o processo de pesquisa fez com que adquirisse mais conhecimento e começasse a compreender sua obra. Ela comentou que gosta de ler porque os livros ajudam a formar novos pensamentos e melhora a fala e escrita. E Jéssica disse que foram cerca de três meses de trabalho. Revista A professora Lúcia de Fátima disse que Machado de Assis é um marco fundamental na Literatura Brasileira. “O objetivo do trabalho é fazer com que o aluno ultrapasse as barreiras, as paredes da escola, e que o aprendizado faça sentido na vida deles. Esse ano a proposta do Estado foi bastante diferenciada e coloquei como desafio para os alunos das 2ª séries, como conclusão do ano, o lançamento de uma revista”, explica Lúcia. Antes das férias, a professora conversou sobre a revista e a partir do segundo semestre, os alunos começaram a trabalhar com os textos. “Mais do que ensinar quantidade e conteúdo eu quero que os alunos levem o aprendizado para a vida, por isso estimulo a busca pelo conhecimento. E tento despertar neles esse lado empreendedor”. Cada grupo ficou encarregado de desenvolver um tema para inserir na revista, que deve ser apresentada no Festival de Jovens Talentos, em dezembro.
  9. 9. 9
  10. 10. 10 Há ainda muitos documentos como: imagens, notícia e e-mails, que não foram inseridos devido ao tamanho deste arquivo.
  11. 11. 11 CONCLUSÃO Ao encerrar esta etapa repleta de desafios , mas tão gratificante e coroada por tanto brilho, fico sem as palavras adequadas que possam realmente expressar a alegria deste singelo e tão magnífico trabalho. PARABÉNS! Meus queridos ALUNOS, vocês são o MÁXIMO! Obrigada por tanto empenho e dedicação. Equipe Gestora; Áurea, Maria Claudia e Lucilene , professores, e todos que contribuíram para realização deste projeto, MUITO OBRIGADA!!! Esta etapa, continuará na memória de todos que dela fizeram parte e na cristalização de outros projetos que estão por vir. DEZ/2008
  12. 12. 12

×