GANA                              Primeiro país do conti-                              nente a se livrar da co-           ...
Repovoamento de animais                      na Tanzânia O            maior programa de        esforços pela conservação d...
Moçambique vai produzir            eletricidade a partir do lixo                                       montagem de gerador...
Gana, a boa notícia                      que vem da África                                  porte, emprego e moradia.     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal: África em foco (pdf)

654 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
654
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal: África em foco (pdf)

  1. 1. GANA Primeiro país do conti- nente a se livrar da co- lonização, Gana é um exemplo para os outros países. Página 3 MOÇAMBIQUE TANZÂNIARepovoamento de animais já começou!! Página 1 CARTAS DA ÁFRICA Leia as cartas dos nossosleitores vindos de diversos povos desse continente Página 1 CULINÁRIA O maior parque industrialAprenda a fazer uma deli- vai produzir eletricidade ciosa receita de kebab! a partir do lixo Página 2 Página 2
  2. 2. Repovoamento de animais na Tanzânia O maior programa de esforços pela conservação da biodiversidade, mas também repovo amento ani vida animal selvagem da da imagem que a região mal em África dos Tanzânia ao longo de todos passa a nível internacional: últimos 50 anos está, atualmen- estes anos", declarou o presi- "Esta ação vai de encontro te, em curso. Ao todo, 32 rino- dente daquele país, Jakaya ao que se pretende que seja cerontes pretos serão transpor- Kikwete, à Agence France- o renascimento Africano, já tados desde a África do Sul até Presse. "Este acontecimento que estes animais contribu- à Tanzânia, região de onde a es- lembra-nos os erros do passado em para o desenvolvimento pécie é natural e onde foi prati- e dá-nos uma lição acerca do económico através do camente extinta nas décadas de que devemos fazer para que turismo e da proteção do 70 e 80, devido à caça ilegal. nada semelhante volte a acon- nosso capital nacional", tecer", acrescentou. disse o Ministro do Ambien- Os animais serão acolhidos te sul-africano, Buyelwa pelo Parque do Serengueti, No mundo inteiro, existem Sonjica. juntando-se aos outros 70 que apenas 700 exemplares de ainda existem na Tanzânia. rinocerontes pretos. Em Espera-se que, desta forma, os 1991, restavam dois rino- rinocerontes pretos possam cerontes da espécie no reproduzir-se e garantir a Parque de Serengueti. sobrevivência da rara espécie. Por isso, espera-se que esta "Agradeço muito profunda- iniciativa reanime não só a mente a todos os que uniram Tanzânia em termos da sua Pirâmides- Olá, sou o Viagem- Eu fiz uma viagem á Daren, leitor do jornal. áfrica do su l e me apaixonei Gostaria de pedir uma coisa: por um lugar tão maravilhoso e uma matéria so- com uma cultura tão bre as pirâmides do diversificada e povos tão aco- Egito. Obrigada pessoal! lhedores, muito obrigado por Daren - Egito me mostrar um novo mundo!África - Muitas pessoas acham Mariana - São Pauloque a áfrica é Animais- Moro emum lugar ruim é por que nun- Madagascar desde queca, vieram para cá, quero elo- nasci aqui tem uma ENOR-giar o jornal por mostrar o lado Para enviar cartas para ME variedade de animaisbom de nosso continent e. que você poderiam colocar esta coluna envie para:Niara - Congo em uma matéria!! www.redação@africa.com.br Shaira- Madagascar Página 1 Jornal África em Foco
  3. 3. Moçambique vai produzir eletricidade a partir do lixo montagem de geradores nas onde atualmente o sanea-O maior parque industrial de Moçambique, em duas lixeiras do município da mento chega apenas a 24 Matola, vai utilizar lixo Matola, com capacidade para dos 42 bairros da Matola.para produzir energia elétrica, produzir 15 megawatts, quesegundo disse à Lusa o vereador serão vendidas à Eletricidadedo pelouro de Salubridade, de MoçambiqueLázaro Bambamba. (EDM), a elétrica públicaO projeto de aproveitamento de moçambicana.resíduos sólidos para a produçãode bio-gás e de energia elétrica Esta iniciativa vaifoi apresentado por um grupo de trazer mais umainvestidores estrangeiros ao fonte de energiagoverno da Matola. elétrica para colocar na rede"Para nós, é uma surpresa positi- pública do muni-va, porque parte das cerca de cípio da Matola, e500 toneladas de resíduos sóli- junho será o mêsdos produzidos na Matola passa- da definição dorão a ter valor económico", disse projeto, de acordoo vereador do pelouro de Salu- com Lázaro Bambamba.bridade da Matola à Lusa. O aproveitamento do lixo vaiSegundo explicou Lázaro ainda melhorar a recolha deBambamba, o projeto assenta na resíduos sólidos no território,Receita de KebabOs ingredientes são: Modo de preparo: tomate, o pimentão verde e1 quilograma de costela de terneira; O primeiro passo é fazer o a cebola do mesmo tama-200 gramas de cebola; marinado, no qual será colo- nho da carne.200 gramas de tomates; cada a carne. Pique o alho e100 gramas de pimentão verde; misture-o com o restante dos Retire a carne do marinado1 dente de alho; ingredientes, coloque-os no e coloque-a junto com as200 ml de óleo de oliva; liquidificador até ficar um verduras, intercaladas, nas2 colheradas de vinagre; molho homogêneo. brochetes.suco de meio limão;2 colheradas de molho de tomate; Corte a carne em quadrados Cozinhe-as na prancha ou1 colherada de mostarda; regulares e coloque-a no na grelha e acompanhe-assal; marinado, durante 2 horas, na com arroz cozido.pimenta. geladeira. Depois corte o Página 2 Jornal África em Foco
  4. 4. Gana, a boa notícia que vem da África porte, emprego e moradia. vizinhos da costa oeste.A o decidir comprar sua primeira passagem para a África Voltamos meio século. Em - Nenhuma empresa querSubsaariana como presidente 1957 Gana foi o primeiro investir num país onde odos Estados Unidos, Barack país do continente a se governo retira para si 20%Obama não escolheu um libertar da colonização dos lucros, ou onde odestino aleatório. Voou para inglesa. O processo foi diretor das alfândegas éAccra para prestigiar uma das liderado por Kwane corrupto. Com um gover-democracias mais saudáveis Nkrumah, que tornou-se no melhor e uma socieda-do continente. Gana é hoje presidente do país. Ele de civil emergente, Ganauma inspiração para a África, morreu em 1972, mas até vem demonstrando índicesexemplo de que ela pode, sim, hoje é um ídolo africano do de crescimento notáveis. Ocaminhar com as próprias naipe depernas. E, devagarzinho, se Nelsonsair bem. Mandela. Signifi-Comecemos pelo final da ca tantohistória, nas últimas eleições, por terem 2008. O então presidente, iniciadoJohn Kufuor, respeitado umdentro e fora do país, saiu do processogoverno depois de cumprir a dereeleição a que tinha direito. indepen-Sim, parece simples, óbvio, dênciamas o histórico africano que semostra que um líder deixar o alastroupoder numa boa é raro. por seusKufuor, claro, tinha seu candi- vizi-dato. E numa eleição nhos. O sonho da liberdade povo de Gana tem traba-apertadíssima, com menos de tornou-se possível a partir lhado arduamente para1% de diferença no segundo do exemplo ganês. estabelecer a democraciaturno, o homem do presidente em bases sólidas. A Áfricaperdeu para John Atta Mills. Juntando as duas pontas da não precisa de homensNão houve fraude, jeitinho, história, Gana tornou-se fortes, mas de instituiçõesgolpe, a vontade do povo uma democracia madura e o fortes - discursou Obamasimplesmente foi respeitada. resto do mundo percebe em Accra.Mills assumiu o cargo como isso. Assim, é mais dinheiromanda o figurino e está lá até que entra (principalmente dahoje. Ponto para Gana. China, maior parceiro econômico), mais investi- Jornal elaborado por:Apesar do bom momento de mento, mais possibilidade Marina Perez, LauraGana, Accra sofre com falta de desenvolvimento. O país Manfredini e Paulade saneamento básico, trans- tem, em média, o dobro da Victória, 7ºB renda per capita de seus Página 3 Jornal África em Foco

×