Literatura aula 24

1.491 visualizações

Publicada em

Literatura aula 24

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.491
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
779
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Literatura aula 24

  1. 1. O romance passa a girar em torno das diferentes culturas e regiões do Brasil, falando sobre coisas, até então, insignificantes para a Literatura. Roupas e comidas típicas, comportamentos religiosos e culturais de cada região, além do comportamento arcaico de grande parte dos brasileiros que havia sido escondido pela literatura do Romance Urbano.
  2. 2. Fazer com que o homem do interior (o sertanejo) seja agora o representante do elemento nacional e não mais o índio. Divulgar os aspectos locais ignorados pelos outros escritores até então.
  3. 3. O autor muda o foco de sua visão para o homem trabalhador, seus problemas e no final sua vitória. A mulher novamente perde espaço e aparece nas histórias em papéis submissos. O homem é ignorante, rude, trabalha demais, sofre na vida pra ter pelo menos o sustento de sua família. Poucas demonstrações de emoção. Não há histórias de amor nesse momento
  4. 4. O herói das obras sobre o Sertão é o rapaz forte,bonito, jovem, livre, apaixonados demais pela amada e que vive em completa harmonia com o lugar que ele vive.
  5. 5. •O teatro veio fechar o ciclo romântico que visava a formação de uma Literatura Brasileira. •Inicialmente, o teatro foi destinado apenas as pessoas da Corte. As obras eram todas encenadas no RJ. •As questões regionalistas voltam a perder lugar para a abordagem de temas universais.
  6. 6. Foi um dos primeiros gêneros teatrais difundido no Brasil, caracterizando-se por compor tipo e situações de época, enfatizando sempre uma cômica, sátira social. Proporciona uma análise dos comportamentos, da vida amorosa, dinheiro e o desejo de ascensão social. O tom é predominantemente satírico, feito através de diálogos. Martins Pena – o pioneiro no teatro brasileiro

×