Palavra  de  Vida Chiara Lubich - Agosto de 2011
" Eis-me aqui para fazer a tua vontade "   (Hb 10,9).
Este é um versículo do Salmo 40, que o autor da carta aos Hebreus faz com que o Filho de Deus pronuncie num diálogo com o ...
O autor quer sublinhar deste modo o amor com que o Filho de Deus se fez homem para cumprir a obra da redenção em obediênci...
Estas palavras fazem parte de um contexto no qual o autor quer demonstrar a infinita superioridade do sacrifício de Jesus ...
O que diferencia o sacrifício de Jesus destes últimos, onde eram oferecidos a Deus os animais como vítimas ou, em última a...
" Eis-me aqui para fazer a tua vontade "
Esta Palavra nos oferece a chave de leitura da vida de Jesus, ajudando-nos a colher o seu aspecto mais profundo e o fio de...
a sua infância, a sua vida particular, as tentações, as suas escolhas, a sua atividade pública, até a morte na cruz.
Em cada momento, em cada situação Jesus visou uma única coisa: fazer a vontade do Pai; e a cumpriu de modo radical, não mo...
" Eis-me aqui para fazer a tua vontade "
Esta Palavra nos faz compreender a grande lição que Jesus com toda a sua vida nos quer dar.
Isto é, que a coisa mais importante é fazer não a nossa, mas a vontade do Pai; tornarmo-nos capazes de dizer não a nós mes...
O verdadeiro amor a Deus não consiste em belas palavras, ideias e sentimentos, mas na obediência efetiva aos seus mandamen...
" Eis-me aqui para fazer a tua vontade "
Como viveremos então a Palavra de vida deste mês?
Também esta é uma das palavras que ressalta explicitamente o aspecto do Evangelho que vai contra a corrente, porque combat...
Esta Palavra é também uma das que mais se choca com o homem moderno.
Vivemos na época da exaltação do eu, da autonomia da pessoa, da liberdade como fim a si mesma, da autossatisfação como rea...
Mas conhecemos também a que consequências desastrosas esta cultura nos conduz.
Pois bem, esta cultura fundada na satisfação da própria vontade encontra a oposição daquela de Jesus totalmente orientada ...
Procuremos então viver a Palavra deste mês, escolhendo também nós a vontade do Pai e fazendo dela, como Jesus fez, a norma...
Assim vamos nos aventurar numa divina aventura que nos encherá de gratidão a Deus. Graças a ela nos faremos santos e irrad...
“ Palavra de Vida”,  publicação mensal do Movimento dos Focolares. Texto de: Chiara Lubich, dezembro de 1991   Gráfica  An...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palavra de Vida do Mês de Agosto

787 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
787
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
132
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palavra de Vida do Mês de Agosto

  1. 1. Palavra de Vida Chiara Lubich - Agosto de 2011
  2. 2. " Eis-me aqui para fazer a tua vontade " (Hb 10,9).
  3. 3. Este é um versículo do Salmo 40, que o autor da carta aos Hebreus faz com que o Filho de Deus pronuncie num diálogo com o Pai.
  4. 4. O autor quer sublinhar deste modo o amor com que o Filho de Deus se fez homem para cumprir a obra da redenção em obediência à vontade do Pai.
  5. 5. Estas palavras fazem parte de um contexto no qual o autor quer demonstrar a infinita superioridade do sacrifício de Jesus em relação aos sacrifícios da antiga Lei.
  6. 6. O que diferencia o sacrifício de Jesus destes últimos, onde eram oferecidos a Deus os animais como vítimas ou, em última análise, coisas não relativas à interioridade do homem, é que Jesus, impulsionado por um amor imenso, durante a sua vida terrena ofereceu ao Pai a própria vontade, todo o seu ser.
  7. 7. " Eis-me aqui para fazer a tua vontade "
  8. 8. Esta Palavra nos oferece a chave de leitura da vida de Jesus, ajudando-nos a colher o seu aspecto mais profundo e o fio de ouro que liga todas as etapas de sua existência terrena:
  9. 9. a sua infância, a sua vida particular, as tentações, as suas escolhas, a sua atividade pública, até a morte na cruz.
  10. 10. Em cada momento, em cada situação Jesus visou uma única coisa: fazer a vontade do Pai; e a cumpriu de modo radical, não movendo um dedo fora dela e repelindo até as propostas mais sugestivas que não estivessem em pleno acordo com aquela vontade.
  11. 11. " Eis-me aqui para fazer a tua vontade "
  12. 12. Esta Palavra nos faz compreender a grande lição que Jesus com toda a sua vida nos quer dar.
  13. 13. Isto é, que a coisa mais importante é fazer não a nossa, mas a vontade do Pai; tornarmo-nos capazes de dizer não a nós mesmos para dizer sim a Deus.
  14. 14. O verdadeiro amor a Deus não consiste em belas palavras, ideias e sentimentos, mas na obediência efetiva aos seus mandamentos. O sacrifício de louvor que ele espera de nós é que lhe ofertemos tudo o que temos de mais íntimo, o que é radicalmente nosso: a nossa vontade.
  15. 15. " Eis-me aqui para fazer a tua vontade "
  16. 16. Como viveremos então a Palavra de vida deste mês?
  17. 17. Também esta é uma das palavras que ressalta explicitamente o aspecto do Evangelho que vai contra a corrente, porque combate uma tendência profundamente enraizada em nós: satisfazer a nossa vontade, seguir os nossos instintos, os nossos sentimentos.
  18. 18. Esta Palavra é também uma das que mais se choca com o homem moderno.
  19. 19. Vivemos na época da exaltação do eu, da autonomia da pessoa, da liberdade como fim a si mesma, da autossatisfação como realização do indivíduo, do prazer considerado como o critério das próprias opções e o segredo da felicidade.
  20. 20. Mas conhecemos também a que consequências desastrosas esta cultura nos conduz.
  21. 21. Pois bem, esta cultura fundada na satisfação da própria vontade encontra a oposição daquela de Jesus totalmente orientada ao cumprimento da vontade de Deus, com os efeitos maravilhosos que ele nos garante.
  22. 22. Procuremos então viver a Palavra deste mês, escolhendo também nós a vontade do Pai e fazendo dela, como Jesus fez, a norma e a motivação de toda a nossa vida .
  23. 23. Assim vamos nos aventurar numa divina aventura que nos encherá de gratidão a Deus. Graças a ela nos faremos santos e irradiaremos o amor de Deus em muitos corações.
  24. 24. “ Palavra de Vida”, publicação mensal do Movimento dos Focolares. Texto de: Chiara Lubich, dezembro de 1991 Gráfica Anna Lollo em colaboração com Placido D’Omina (Sícilia, Itália) Este comentário sobre a Palavra de Vida é traduzido em 96 línguas e idiomas, e chega a vários milhões de pessoas no mundo inteiro através da imprensa, rádio, TV e via internet. Para maiores informações www.focolare.org Este PPS, em várias línguas, é publicado no site: www.santuariosancalogero.org " Eis-me aqui para fazer a tua vontade “.

×