Trabalho teoria da evolução

25.864 visualizações

Publicada em

Teoria da evolução

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
25.864
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
277
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho teoria da evolução

  1. 1. SumárioINTRODUÇÃO ...................................................................... 2 Evolução ............................................................................... 2TEORIA DA EVOLUÇÃO ..................................................... 3DAS ESPECIES...................................................................... 3A teoria de Lamarck ............................................................... 4Teoria de Darwin ..................................................................... 5Bibliografia ............................................................................. 6Andradina, Novembro 2011 Página 1
  2. 2. INTRODUÇÃO EvoluçãoEvolução (também conhecida como evolução biológica, genética ou orgânica), noramo da biologia, é a mudança das características hereditárias de uma população de umageração para outra. Este processo faz com que as populações de organismos mudem aolongo do tempo. Do ponto de vista genético, evolução pode ser definida como qualqueralteração na frequência dos alelos de um conjunto de genes, em uma população, aolongo das gerações. Mutações em genes podem produzir características novas ou alterarcaracterísticas que já existiam, resultando no aparecimento de diferenças hereditáriasentre organismos. Estas novas características também podem surgir da transferência degenes entre populações, como resultado de migração, ou entre espécies, resultante detransferência horizontal de genes. A evolução ocorre quando estas diferençashereditárias tornam-se mais comuns ou raras numa população, que é de maneira não-aleatória através de selecção natural ou aleatoriamente através de deriva genética.Uma espécie pode ser definida como um grupo de organismos que se podem reproduziruns com os outros e produzir descendência fértil. No entanto, quando uma espécie estáseparada em várias populações que não se podem cruzar, mecanismos como mutações,deriva genética e a selecção de características novas, provocam a acumulação dediferenças ao longo de gerações e a emergência de novas espécies. As semelhançasentre organismos sugere que todas as espécies conhecidas descenderam de um ancestralcomum (ou pool genético ancestral) através deste processo de divergência gradual.Andradina, Novembro 2011 Página 2
  3. 3. TEORIA DA EVOLUÇÃO DAS ESPECIESVárias teorias evolutivas surgiram, destacando-se, entre elas, as teorias de Lamarck ede Darwin. Atualmente, foi formulada a Teoria sintética da evolução, tambémdenominada Neodarwinismo, que incorpora os conceitos modernos da genética àsidéias essenciais de Darwin sobre seleção natural.A teoria da evolução é a plataforma científica básica para biólogos e estudantes emgeral que se mostram interessados na compreensão da vida e da variedade de seres vivosexistentes.A maneira mais simples de definir evolução é a que se refere a modificações que osseres vivos experimentaram – e ainda experimentam – ao longo do tempo. Decorredesta afirmação a idéia de que as espécies que hoje existem na Terra não são as quesempre existiram. Mais ainda: as espécies atualmente existentes resultaram de um longoprocesso de mudanças ocorridas em seus ancestrais, mudanças estas que alteraram osseus organismos, permitindo-lhes não só adaptar-se aos ambientes em que viveramcomo sobreviver e dar origem a novas gerações.Andradina, Novembro 2011 Página 3
  4. 4. A teoria de LamarckJean-Baptiste Lamarck (1744-1829), naturalista francês, foi o primeiro cientista apropor uma teoria sistemática da evolução. Sua teoria foi publicada em 1809, em umlivro denominado Filosofia zoológica. Segundo Lamarck, o principio evolutivo estariabaseado em duas Leis fundamentais:Lei do uso ou desuso: o uso de determinadas partes do corpo do organismo faz comque estas se desenvolvam, e o desuso faz com que se atrofiem.Lei da transmissão dos caracteres adquiridos: alterações provocadas emdeterminadas características do organismo, pelo uso e desuso, são transmitidas aosdescendentes.Lamarck utilizou vários exemplos para explicar sua teoria. Segundo ele, as avesaquáticas tornaram-se pernaltas devido ao esforço que faziam no sentido de esticar aspernas para evitarem molhar as penas durante a locomoção na água. A cada geração,esse esforço produzia aves com pernas mais altas, que transmitiam essa característica àgeração seguinte. Após várias gerações, teriam sido originadas as atuais aves pernaltas.A teoria de Lamarck não é aceita atualmente, pois suas idéias apresentam um errobásico: as características adquiridas não são hereditárias.Verificou-se que as alterações em células somáticas dos indivíduos não alteram asinformações genéticas contida nas células germinativas, não sendo, dessa forma,hereditárias.Para Lamarck, modificações no ambiente causam alterações nas necessidades dos seresvivos, o que leva a uma alteração de comportamento. Assim são alteradas a utilização eo desenvolvimento dos órgãos de cada indivíduo, o que, ao longo do tempo interfere naforma das espécies.Andradina, Novembro 2011 Página 4
  5. 5. Teoria de DarwinCharles Darwin (1809-1882), naturalista inglês, desenvolveu uma teoria evolutiva queé à base da moderna teoria sintética: a teoria da seleção natural. Segundo Darwin, osorganismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência do queos menos adaptados, deixando um número maior de descendentes. Os organismos maisbem adaptados são, portanto, selecionados para aquele ambiente.Os princípios básicos das idéias de Darwin podem ser resumidos no seguinte modo: Os indivíduos de uma mesma espécie apresentam variações em todos os caracteres, não sendo, portanto, idênticos entre si. Todo organismo tem grande capacidade de reprodução, produzindo muitos descendentes. Entretanto, apenas alguns dos descendentes chegam à idade adulta. O número de indivíduos de uma espécie é mantido mais ou menos constante ao longo das gerações. Assim, há grande "luta" pela vida entre os descendentes, pois apesar de nascerem muitos indivíduos poucos atingem a maturalidade, o que mantém constante o número de indivíduos na espécie. Na "luta" pela vida, organismos com variações favoráveis ás condições do ambiente onde vivem têm maiores chances de sobreviver, quando comparados aos organismos com variações menos favoráveis. Os organismos com essas variações vantajosas têm maiores chances de deixar descendentes. Como há transmissão de caracteres de pais para filhos, estes apresentam essas variações vantajosas. Assim, ao longo das gerações, a atuação da seleção natural sobre os indivíduos mantém ou melhora o grau de adaptação destes ao meioAndradina, Novembro 2011 Página 5
  6. 6. Bibliografiahttp://educacao.uol.com.br/ciencias/teorias-evolucionistas-lamarck-e-darwin-revolucionaram-a-biologia.jhtmhttp://www.algosobre.com.br/biologia/teorias-da-evolucao.htmlhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Evolu%C3%A7%C3%A3ohttp://www.google.com.br/imgres?q=evidencias+de+fatores+evolutivos&hl=pt-BR&gbv=2&biw=1024&bih=560&tbm=isch&tbnid=yWw6OaJBcCIgNM:&imgrefurl=http://www.adrenaline.com.br/forum/papo-cabeca/159863-voce-acredita-em-deus-topico-infinito-156.html&docid=g8sPXKQqVjN_jM&imgurl=http://img528.imageshack.us/img528/2441/atgaaacuomkd5lszmoeq2h3dg1.jpg&w=550&h=506&ei=8SnOTrCUKOL10gGasKA_&zoom=1&iact=rc&dur=156&sig=102094629853383650388&page=5&tbnh=151&tbnw=164&start=45&ndsp=9&ved=1t:429,r:7,s:45&tx=88&ty=90Andradina, Novembro 2011 Página 6

×