Ação daHeparina eCascata deCoagulaçãoAcadêmicos:Alexandre LukasCharles Maximiller
Resumo   A primeira etapa é a formação do ativador    de protrombina.   Uma vez que o ativador de protrombina    tenha s...
Hemostasia1 – Espasmo vascular;2 – Formação do tampão de plaquetas;3 – Coagulação do sangue;4 – Crescimento de tecido fibr...
Espasmo Vascular Quanto mais o vaso é traumatizado, maior é o grau de espasmo.
Formação do Tampão dePlaquetas Naturezadas Plaquetas: Megacariócitos Medula óssea Concentração: 200.000-400.000/mm3
Formação do Tampão dePlaquetas Mecanismo    do tampão plaquetário:    Superfície molhável, como as fibras     colágenas ...
Coagulação no vaso roto   Começa a se formar de 15 a 20 segundos,    nos casos em que o trauma da parede    vascular tenh...
Organização fibrosa docoáguloO fechamento fibroso da lesão são completados dentro de, aproximadamente, 7 a 10 dias.
Mecanismos da CoagulaçãoSanguínea   Primeiro, uma substância chamada de    ativador da protrombina é formada em    respos...
Conversão da Protrombinaem TrombinaA  protrombina é formada continuamente  pelo fígado. Vitamina KA  intensidade da for...
Conversão de fibrinogênio emFibrina – Formação do Coágulo Fibrinogênio Ação da Trombina sobre o Fibrinogênio para formar...
Conversão de fibrinogênio emFibrina – Formação do Coágulo Coágulo    Sanguíneo    O coágulo é formado pela malha dos    ...
Início da Coagulação:Formação do Coágulo1 – Trauma dos tecidos2 – Trauma do sangue3 – Contato do sangue por fora doendotél...
Início da Coagulação:Formação do Coágulo Existem       2 modos básicos para a formação do ativador de protrombina: 1 – pe...
Mecanismo Extrínseco daCoagulação1 – Liberação do Fator Tecidual e dos Fosfolipídeos teciduais2 – Conversão dos fatores de...
Mecanismo Intrínseco daCoagulação Lesão de praticamente todo e qualquer  tipo de sangue, ou o contato do sangue  com colá...
Papel dos íons cálcio nos mecanismosinstrínsecos e extrínsecos Naausência dos íons cálcio, não vai ocorrer coagulação do ...
Via Extrínseca
Via Intrínseca
HeparinaÉ  um polissacarídeo conjugado  encontrado no citoplasma de vários tipos  de células. Liberada pelos mastócitos ...
Mecanismo de Ação da Heparina Impede   a coagulação do sangue quase  que inteiramente por combinar com o  co-fator antitr...
Obrigado!
Ação da heparina e cascata de coagulação
Ação da heparina e cascata de coagulação
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ação da heparina e cascata de coagulação

27.180 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
27.180
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
185
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
138
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ação da heparina e cascata de coagulação

  1. 1. Ação daHeparina eCascata deCoagulaçãoAcadêmicos:Alexandre LukasCharles Maximiller
  2. 2. Resumo A primeira etapa é a formação do ativador de protrombina. Uma vez que o ativador de protrombina tenha sido formado, transforma a protrombina em trombina. A trombina age como enzima para transformar o fibrinogênio em filamentos de fibrina que enredam os glóbulos vermelhos e o plasma, para formar o coágulo propriamente dito.
  3. 3. Hemostasia1 – Espasmo vascular;2 – Formação do tampão de plaquetas;3 – Coagulação do sangue;4 – Crescimento de tecido fibroso na regiãodo coágulo.
  4. 4. Espasmo Vascular Quanto mais o vaso é traumatizado, maior é o grau de espasmo.
  5. 5. Formação do Tampão dePlaquetas Naturezadas Plaquetas: Megacariócitos Medula óssea Concentração: 200.000-400.000/mm3
  6. 6. Formação do Tampão dePlaquetas Mecanismo do tampão plaquetário:  Superfície molhável, como as fibras colágenas na parede vascular  Liberam grandes quantidades de ADP  Tampão de plaquetas  Necessidade diária
  7. 7. Coagulação no vaso roto Começa a se formar de 15 a 20 segundos, nos casos em que o trauma da parede vascular tenha sido muito intenso, ou dentro de 1 a 2 minutos, quando não tiver sido. Dentro de 3 a 6 minutos após a lesão do vaso, toda a extremidade seccionada ou rompida do vaso está cheia pelo coágulo. Após período de 20min-1h, ocorre retração do coágulo: isso fecha o vaso ainda mais.
  8. 8. Organização fibrosa docoáguloO fechamento fibroso da lesão são completados dentro de, aproximadamente, 7 a 10 dias.
  9. 9. Mecanismos da CoagulaçãoSanguínea Primeiro, uma substância chamada de ativador da protrombina é formada em resposta à ruptura do vaso ou lesão do próprio sangue. Segundo, o ativador de protrombina catalisa a conversão da protrombina em trombina. Terceiro, a trombina atua como enzima para converter o fibrinogênio em filamentos de fibrina, que enreda os glóbulos vermelhos e o plasma, para formar o próprio coágulo.
  10. 10. Conversão da Protrombinaem TrombinaA protrombina é formada continuamente pelo fígado. Vitamina KA intensidade da formação de trombina, a partir da protrombina, é quase que diretamente proporcional à quantidade existente de ativador de protrombina.
  11. 11. Conversão de fibrinogênio emFibrina – Formação do Coágulo Fibrinogênio Ação da Trombina sobre o Fibrinogênio para formar Fibrina:  A trombina é um monômero da fibrina.  Combinam-se para formar longos filamentos de fibrina.  Fator de estabilização da fibrina
  12. 12. Conversão de fibrinogênio emFibrina – Formação do Coágulo Coágulo Sanguíneo  O coágulo é formado pela malha dos filamentos de fibrina, dispostos em todas as direções, com os glóbulos vermelhos, as plaquetas e até o próprio plasma.  Os filamentos de fibrina aderem às superfícies lesadas dos vasos sanguíneos.  Em consequência o coágulo sanguíneo impede a perda de sangue.
  13. 13. Início da Coagulação:Formação do Coágulo1 – Trauma dos tecidos2 – Trauma do sangue3 – Contato do sangue por fora doendotélio vascular. Cadauma dessas situações produz a formação do ativador de protrombina.
  14. 14. Início da Coagulação:Formação do Coágulo Existem 2 modos básicos para a formação do ativador de protrombina: 1 – pela via extrínseca 2 – pela via intrínseca
  15. 15. Mecanismo Extrínseco daCoagulação1 – Liberação do Fator Tecidual e dos Fosfolipídeos teciduais2 – Conversão dos fatores de coagulaçãoprotéicos presentes no plasma, para aformação do ativador de protrombina3 – O produto dessa reação é o ativadorde protrombina
  16. 16. Mecanismo Intrínseco daCoagulação Lesão de praticamente todo e qualquer tipo de sangue, ou o contato do sangue com colágeno ativa um ou mais de um desses fatores. O resultado é a formação do ativador de protrombina.
  17. 17. Papel dos íons cálcio nos mecanismosinstrínsecos e extrínsecos Naausência dos íons cálcio, não vai ocorrer coagulação do sangue.
  18. 18. Via Extrínseca
  19. 19. Via Intrínseca
  20. 20. HeparinaÉ um polissacarídeo conjugado encontrado no citoplasma de vários tipos de células. Liberada pelos mastócitos basofílicos e células basófilas do sangue.
  21. 21. Mecanismo de Ação da Heparina Impede a coagulação do sangue quase que inteiramente por combinar com o co-fator antitrombina-heparina. Acelera a reação da trombina com esse co-fator em até 1.000 vezes! Resulta em remoção instantânea da trombina do sangue.
  22. 22. Obrigado!

×