Espiritismo e estudos bíblicos juizes final

817 visualizações

Publicada em

Trabalho desenvolvido em abril a junho de 2015 no NUCLEAE, Núcleo de Estudo Aprofundado do Espiritismo, grupo de estudo no Centro Espírita Yvon Costa em Belém do Pará.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
817
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Espiritismo e estudos bíblicos juizes final

  1. 1. Espiritismo e EstudosEspiritismo e Estudos BíblicosBíblicos NUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de EspiritismoNUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de Espiritismo CENTRO ESPÍRITA YVON COSTACENTRO ESPÍRITA YVON COSTA História do povo Hebreu – Os Juízes
  2. 2. AutojulgamentoAutojulgamento Se te decidires a praticar compreensão, adiantar-te-ás, consideravelmente, no caminho do amor, em direção à paz que se te fará suporte à felicidade. Para isso, é imperioso te situes no lugar dos outros, de modo a que não percas tempo, com qualquer julgamento leviano, capaz de arrojar-te em complicações e enganos, por vezes, de lastimável e longa duração. Se te observares na condição do agressor, imagina quão valioso se te faria o perdão daqueles a quem houvesse ferido, após reconheceres que te desmandaste num momento de desequilíbrio e loucura. Fosses a pessoa encarcerada em penúria e doença e saberias agradecer os gestos espontâneos de quem te doasse alguns minutos de reconforto ou leves migalhas de auxílio. Caso te visses no lugar da pessoa caída em tentação, reflete se poderias haver resistido com mais eficiência, ao assédio ““Não julgueis para que não sejais julgados.”Não julgueis para que não sejais julgados.” Mt 7:1
  3. 3. Estivesses na posição daqueles que controlam a fortuna ou o poder, a influência ou a autoridade e examina, por ti mesmo, qual seria o teu comportamento. Colocando-te na situação dos companheiros em lágrimas que viram partir entes amados, sob a neblina da morte, mentaliza a extensão do sofrimento que te dilapidaria o coração ao perder a companhia daqueles que mais amas. De quando a quando, sujeita-te, no silêncio, aos testes dessa natureza, dialogando intimamente de ti para contigo e descobrirás em ti as fontes de renovação espiritual a te nutrirem os sentimentos com novos princípios de tolerância e humanidade. Realmente, advertiu-nos Jesus: “Não julgueis para não serdes julgados.” O divino Mestre, entretanto, não nos proclamou impedidos de julgar a nós próprios, de modo a revisarmos nossos ideais e atitudes, colocando-nos finalmente a caminho da própria sublimação. ( Emmanuel. Algo Mais. Ed. Ideal. Cap 28 )
  4. 4. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE OSALGUMAS QUESTÕES SOBRE OS HEBREUSHEBREUS NUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de EspiritismoNUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de Espiritismo CENTRO ESPÍRITA YVON COSTACENTRO ESPÍRITA YVON COSTA
  5. 5. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE OSALGUMAS QUESTÕES SOBRE OS HEBREUSHEBREUS NUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de EspiritismoNUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de Espiritismo CENTRO ESPÍRITA YVON COSTACENTRO ESPÍRITA YVON COSTA 1 – Quem eram, qual sua origem? 2 – Quais os Patriarcas? 3 – Quais foram os Juízes?3 – Quais foram os Juízes? 4 – Quais os Reis e os Reinos ?4 – Quais os Reis e os Reinos ? 5 – O que foi “Cativeiro da Babilônia”? 6 – O que foi a Diáspora?
  6. 6. Temas para melhor entender a BíbliaTemas para melhor entender a Bíblia Haroldo Dutra no estudo que faz do Antigo Testamento menciona que a Bíblia tem aproximadamente 60 livros, porém os estudiosos defendem que devemos procurar entendê-la a partir de cinco temas principais: 1) A criação; 2) Aliança; 3) Exílio; 4) Êxodo e 5) Redenção. (DIAS, Haroldo Dutra. Estudo de Gênesis – em 12/02/2015) NUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de EspiritismoNUCLEAE II – Núcleo de Estudo Aprofundado de Espiritismo CENTRO ESPÍRITA YVON COSTACENTRO ESPÍRITA YVON COSTA
  7. 7. É o retorno do judeus à Canaã após um período de escravidão no Egito. ( séc. XIII à XII a.C.)
  8. 8. Moisés reúne todos os principais das tribos e lhes faz uma exortação e um discurso de despedida. Diz: 31:27 Porque eu conheço o teu espírito rebelde e a tua dura cerviz. Se hoje, enquanto ainda estou vivo convosco, sois rebeldes a Iahweh, quanto mais após a minha morte! ... 31:29 Pois eu sei que após a minha morte ireis vos corromper completamente, desviando-vos do caminho que vos ordenei; então o mal vos sobrevirá no futuro, por terdes praticado o que é mau aos olhos de Iahweh, irritando-o com as obras das vossas mãos.“ ( Deuteronômio 31:27, 29 ) CHEGADA DOS HEBREUS NA PALESTINACHEGADA DOS HEBREUS NA PALESTINA
  9. 9. 614. Que se deve entender por lei natural? “A lei natural é a lei de Deus. É a única verdadeira para a felicidade do homem. Indica-lhe o que deve fazer ou deixar de fazer e ele só é infeliz quando dela se afasta.”
  10. 10. CHEGADA DOS HEBREUS NA PALESTINACHEGADA DOS HEBREUS NA PALESTINA Antes de morrer, logo após ter localizado Canaã, Moisés nomeou Josué, filho de Num, seu sucessor, cumprindo assim, a profecia de que encontraria a Terra Prometida antes de sua morte. (Deuteronômio, 34:1-5) 34 A morte de Moisés — 1 Moisés subiu então das estepes de Moab para o monte Nebo, ao cume do Fasga, que está diante de Jericó. E Iahweh mostrou-lhe toda a terra: de Galaad até Dã, 2 todo o Neftali, a terra de Efraim e Manassés, toda a terra de Judá até ao mar ocidental, 3 o Negueb, o distrito da planície de Jericó, cidade as palmeiras, até Segor. 4 E Iahweh lhe disse: "Esta é a terra que, sob juramento, prometi a Abraão, Isaac e Jacó, dizendo: 'Eu a darei à tua descendência.' Eu a mostrei aos teus olhos; tu, porém, não atravessarás para lá."
  11. 11. GENEALOGIA DE JOSUÉGENEALOGIA DE JOSUÉGenealogia de Josué Moisés Aarão Josué Manassés Efraim Filhos de José Num
  12. 12. Quando os Hebreus chegaram à Canaã, encontraram os Cananeus e Filisteus com os quais tiveram que lutar para conquistar as terras da Palestina.
  13. 13. CananeusCananeus São descendentes de Cam, neto de Noé: os Jebuseus, os Amorreus, os Girgaseus, os Heveus, os Arqueus, os Sineus, os Arvadeus, os Zamareus e os Hamateus (Gênesis 10.15-18). E mais os Filisteus que não era contado como nação mas como império. •Viveram a leste do mar Mediterrâneo, eram grandes comerciantes, suas cidades eram muradas e muitas eram portos, Tiro, Sidon , Berito ( atual Beirute) e Gebal ( Biblos para os gregos ). •Biblos era um importante centro de importação de papiro, por isso os livros feitos de papiro receberam o nome de “bíblia”. •Exportavam cedro, azeite, vinho, etc para Egito, Creta e Grécia e importavam linho do Egito e artesanato grego.
  14. 14. FilisteusFilisteus • Foi um dos mais proeminentes inimigos de Israel, chegaram na Palestina por volta do séc. XIII vindo principalmente do mar Mediterrâneo. Fundaram vários pequenos reinos: Gaza, Asdobe, Asquelom, Gate e Ecrom. (Josué 13.3) • O território ocupado pelos filisteus era chamado de Filístia, de onde deriva o nome Palestina. • Belicosos, eram guerreiros valentes e perigosos. Não deve ter sido por acaso que o seu nome foi dado a toda região conhecida posteriormente por Palestina. • Tinham 3 deuses principais: Dagom, Astarote e Baalzebube. • Eles controlavam a fundição de ferro e mantinham Israel sem ferreiros. (1Sm 13:19-22)
  15. 15. Hebreus chegam à CanaãHebreus chegam à Canaã • Atravessam o rio Jordão e começam a conquista de Canaã pela tomada da cidade de Jericó. • Josué combate os Cananeus e outros povos e se estabelecem na Palestina na cidade de Jericó. • Consolidada a conquista de Canaã, Josué procedeu a divisão das terras entre as 12 tribos do povo hebreu (“os doze filhos de Israel”), que viviam em clãs compostos pelos patriarcas, seus filhos, mulheres e trabalhadores.
  16. 16. As 12 Tribos de IsraelAs 12 Tribos de Israel 1200 à 1050 a.C.1200 à 1050 a.C. • Aser • Neftali • Zabulon • Issacar • Manassés • Efraim • Dã • Gad • Benjamim • Rúben • Judá • Simeão
  17. 17. • Os Patriarcas eram chefes religiosos e não guerreiros. • Pela necessidade do poder e comando estar nas mãos de chefes militares. Foram, escolhidos juízes, que passariam a comandar os hebreus nas lutas pelas reconquistas das terras de Canaã, que à época estavam ocupadas por vários povos e que continuaram a combater com os hebreus.
  18. 18. Morte de JosuéMorte de Josué • Com a morte de Josué, termina um longo período de aristocracia: 40 anos com Moisés e 25 com Josué. • Período de “anarquia” que perdura por algumas décadas, as tribos não se entendem, começa a cisão entre elas. • A tribo de Judá, por ter o maior número de guerreiros, foi escolhida para defender a terra conquistada mas apesar disto não havia união entre elas. • Houve inclusive uma guerra contra a tribo de Benjamim, dizimando a maioria de seus homens. • Em função disto, os hebreus começaram a sofrer ataques dos outros povos. • Começam novamente a serem escravizados.
  19. 19. Os JuízesOs Juízes Interpretação religiosa do período dos Juízes — 11 Então os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos de Iahweh, e serviram aos baals. 12 Deixaram a Iahweh, o Deus de seus pais, que os tinha feito sair da terra do Egito, e serviram a outros deuses dentre os dos povos ao seu redor. Prostraram-se ante eles, e irritaram a Iahweh, 13 e deixaram a Iahweh para servir a Baal e à Astarte. 14 Então a ira de Iahweh se acendeu contra Israel. E os abandonou aos saqueadores que os espoliaram, e os entregou aos inimigos que os cercavam, e não puderam mais oferecer-lhes resistência. •Então Iahweh lhes suscitou juízes que os livrassem das mãos dos que lhes os pilhavam. ( Juizes 2:16 )
  20. 20. Muitos pontos dos Evangelhos, da Bíblia e dos autores sacros em geral só são ininteligíveis, parecendo alguns até irracionais, por falta da chave que faculte se lhes apreenda o verdadeiro sentido. Essa chave está completa no Espiritismo, como já o puderam reconhecer os que o têm estudado seriamente e como todos, mais tarde, ainda melhor o reconhecerão. O Espiritismo se nos depara por toda a parte na antiguidade e nas diferentes épocas da Humanidade. ( Introdução . E.S.E. )
  21. 21. Os JuízesOs Juízes • Inicia-se o período dos Juízes (séc. XII à XI a.C.) • Os juízes procuraram à união das doze tribos, pois ela possibilitaria a realização do objeto comum: O domínio da Palestina. • Os juízes desempenhavam o papel de chefes mililtares, políticos e religiosos que lhe davam poderes pois alguns foram considerados enviados de Deus para liderar a luta. • As principais lideranças deste período foram os juízes: Sansão, Otoniel, Gedeão e Samuel, todos eram considerados enviados de Jeová, para comandar os Hebreus. • Foram 12 os juízes, classificados em maiores e menores.
  22. 22. Os JuízesOs Juízes JUIZES MAIORESJUIZES MAIORES JUIZES MENORESJUIZES MENORES • Otniel ( 1 ) • Aod ( 2 ) • Débora – Barac ( 4 ) • Gedeão ( 5 ) • Jetfé ( 8 ) • Sansão ( 12 ) • Sangar ( 3 )Sangar ( 3 ) • Tola ( 6 )Tola ( 6 ) • Jair ( 7 )Jair ( 7 ) • Abesan ( 9 )Abesan ( 9 ) • Elon ( 10 )Elon ( 10 ) • Abdon ( 11 )Abdon ( 11 ) Samuel – último dos juízes e responsável pela unção de Saul ( Rei )
  23. 23. Juízes Maiores e MenoresJuízes Maiores e Menores • Os “juízes maiores” são heróis libertadores; sua origem, seu caráter e suas ações variam muito, mas têm um traço em comum: receberam uma graça especial, um carisma, foram escolhidos por Deus para uma missão salvítica. • Os “juízes menores” pertencem a uma tradição diferente. Não é atribuídos a eles nenhum ato salvítico, apenas são dadas informações sobre sua origem, sua família e que “julgaram” Israel durante certo período. Sua autoridade abraçava somente seu distrito ou cidade. • O período dos Juízes foi uma instituição política intermediária entre o regime tribal e a monarquia. • A época dos Juízes durou aprox. 170 anos. ( Bílblia de Jerusalém. Introdução ao livro dos Juízes )
  24. 24. 1) A criação; 2) Aliança; 3) Exílio; 4) Êxodo e 5) Redenção.
  25. 25. Juízes de IsraelJuízes de Israel • Libertou o povo da primeira opressão. (Mesopotâmia) • Mostrou ao povo o seu pecado e o conduziu ao arrependimento e reconciliação com Deus. • Reinou por 40 anos. Otniel : •1º Juíz após a morte de Josué era da tribo de Judá. •Após a morte de Josué, esqueceram de Deus. •Foram oprimidos durante 8 anos.
  26. 26. Juízes de IsraelJuízes de Israel Eúde : •Israel, voltou a pecar, e Deus fortaleceu Eglom, rei dos moabitas tomou a cidade das palmeiras, e oprimiu Israel por dezoito anos. •Os israelitas pediram um salvador a Deus, que foi Eúde, da tribo de Benjamin. •Eúde foi escolhido para levar o tributo de Israel a Eglom. Levou escondido um punhal, e após pagar o tributo esfaqueou Eglon. •Israel alcançou um período de paz por 80 anos.
  27. 27. Juízes de IsraelJuízes de Israel Sangar (Juízes 3:31) •Filho de Anate. •Matou 600 filisteus. •Era um homem do campo, pois seu instrumento de trabalho era uma “aguilhada de bois”, ou seja, uma vara com um ferro na ponta utilizada para conduzir os bois. • Era uma vara forte e pontiaguda. • Embora fosse utilizada na agricultura/pecuária, esse instrumento era capaz de matar pessoas. • Julgou por 10 anos.
  28. 28. Juízes de IsraelJuízes de Israel Débora (Juízes 3:4 ) •Após a morte de Eúde, os judeus abandonaram os caminhos e adoraram muitos dos ídolos. Caíram nas mãos do rei de Canaã, Jabim, cuja residência real era a cidade de Hazor. Foram oprimidos durante vinte anos. •Sísara possuía um exército bem treinado de cavalaria e carros de ferro. • Débora era profetisa e viveu nas montanhas de Efraim. Ela advertia o povo judeu e os exortava a deixar seus maus caminhos e voltar a Deus. • Reorganizou as tribos de Israel, junto com Baraque, para derrotar o rei Jabin e seu comandante Sísara. Após a vitória de Israel, seguiram-se 40 anos de paz.
  29. 29. Juízes de IsraelJuízes de Israel Gideão (Juízes 6:8 ) •Da tribo de Amanassés. •Libertou Israel dos midianitas, povos nômades árabes dos desertos da Síria e da Arábia, oprimiam Israel roubando suas colheitas e também seus animais. • Gideão teve uma visão, onde o Anjo do Senhor o chamou para fazer dele o libertador de Israel ordenou-lhe que derrubasse o altar de Baal e erguesse ali um altar dedicado a Deus. • E com apenas 300 homens surpreendeu os midianitas sob a escuridão da noite. • Considerado herói militar, Israel quis fazer dele um rei, mas Gideão recusou tal oferta. 40 anos.
  30. 30. Juízes de IsraelJuízes de Israel Sansão (Juízes 13:16 ) •O anjo do Senhor aparece à mãe de Sansão e informa que ele seria o libertador de Israel da opressão dos Filisteus e que seria “nazireu”. • As façanhas de Sansão aguçaram a animosidade dos filisteus contra os israelitas. • Distinguia-se por ser portador de uma força sobre-humana, enquanto se mantivesse obediente ao Jeová dos Exércitos. • Sansão não era um modelo de santidade. Nazireu = Nazareno : Faziam voto pela vida, conservar a castidade, abstinência de álcool e a conservação de sua cabeleira. Sansão, Samuel e João Batista eram Nazarenos. ( E.S.E. Introdução. III Notícias Históricas )
  31. 31. Juízes de IsraelJuízes de Israel • Sansão apaixonou-se por Dalila, uma mulher do povo filisteu, a qual o traiu entregando-o aos chefes de sua nação, depois de cortar os cabelos do juiz. • Foi cego pelos filisteus e escravizado. • Sansão morreu sacrificando-se para se vingar de seus inimigos, após ter clamado a Deus pela restituição de sua força para um último e definitivo ato. • Foi juiz por 20 anos.
  32. 32. Juízes de Israel - SamuelJuízes de Israel - Samuel • Mãe de Samuel era estéril e faz um pedido de um filho varão o qual consagraria ao Senhor. • Eli, o juiz, o prepararia para ser seu sucessor. • Eli tinha dois filhos ( Ofni e Finéias ). • Ainda na juventude, Samuel começou a manifestar dons proféticos, sonhando com palavras e visões divinas. • Eli era o juiz à época e certa noite Samuel repousava no templo e o Senhor o chama. • 11 Iahweh disse a Samuel: "Vou fazer uma coisa em Israel que fará tinir ambos os ouvidos de todos os que a ouvirem. 12 Naquele dia, farei cumprir-se contra Eli tudo o que disse acerca da sua casa, do começo até o fim. 13 Tu lhe anunciarás que eu condeno a sua casa para sempre, porque ele sabia que os seus filhos ofendiam a Deus e não os repreendeu. 14 É por isso — eu o juro à casa de Eli — que nem sacrifício nem oferenda jamais expiarão a iniqüidade da casa de Eli."
  33. 33. Juízes de Israel - SamuelJuízes de Israel - Samuel • Samuel informa a Eli que seus dois filhos morreriam no mesmo dia e que o sacerdócio sairia da casa de Eli. • Batalha contra os filisteus ocasiona morte de 4.000 homens de Israel. • Os anciães pedem que a Arca seja levada ao campo de batalha. Os filhos de Eli levam pessoalmente a Arca restaurando com isso a coragem dos israelitas. • Ao saber da presença da Arca: Então os filisteus se encheram de medo, porque diziam: "Deus veio ao acampamento!" E diziam: Ai de nós, porque tal coisa nunca aconteceu antes! Ai de nós! Quem nos livrará das mãos desse Deus poderoso? Foi ele que afligiu o Egito com toda espécie de pragas no deserto. ( I Sm 2:7-8 ) • Mas os filisteus derrotaram os judeus, mais de 30 mil soldados morrem entre eles os filhos de Eli que ao receber a notícia, também morre. • A Arca ficou com os filisteus por 7 meses, período onde enfrentaram grandes calamidades e devolvem a Arca.
  34. 34. • Samuel reaparece 20 anos tendo grande importância para o povo que o viam como sacerdote, profeta, juiz e administrador e recomendava ao povo a abolição das adorações aos deuses estrangeiros. • “Os filhos de Israel lançaram fora, pois, os baals e as astartes, e não serviram senão a Iahweh.” ( I Sm 7:4 ) • Sabendo disto os filisteus se reúnem e decidem atacar novamente Israel. • “Enquanto Samuel estava oferecendo o holocausto, os filisteus atacaram Israel, mas, nesse dia, Iahweh trovejou contra os filisteus com grande fragor e os encheu de pânico, e foram vencidos por Israel.” ( I Sm 7:10) • Em sua velhice, representantes do povo vieram lhe pedir que escolhesse um rei para governar Israel, visto que seus filhos não estavam qualificados para seguir como juízes. • Samuel teve dois filhos que se tornaram juízes mas não seguiram o exemplo de Samuel e o povo pede um Rei.
  35. 35. SamuelSamuel Samuel após solicitação feita pelo povo, unge o primeiro rei de Israel.

×