A ESTRUTURA DA NOTÍCIA NILSON LAGE
<ul><li>A  história da notícia </li></ul><ul><li>Sensacionalismo e imparcialidade </li></ul><ul><li>Gramática da notícia <...
<ul><li>a notícia no rádio e na televisão </li></ul><ul><li>notícia e reportagem </li></ul><ul><li>a política da notícia <...
A SÍNDROME DA ANTENA PARABÓLICA  ética no jornalismo brasileiro BERNARDO KUCINSKI
<ul><li>Jornalismo e sociedade </li></ul><ul><li>mídia da exclusão </li></ul><ul><li>Contexto </li></ul><ul><li>Controle s...
Paradoxos do Jornalismo Econômico <ul><li>Economia </li></ul>“ O jornalismo econômico, mais do que mero instrumento ideoló...
<ul><li>Jornalismo e (falta de) ética </li></ul><ul><li>Episódio das antenas parabólicas </li></ul><ul><li>Autocensura </l...
<ul><li>O jornalismo da Folha de São Paulo   </li></ul><ul><li>‘ rosebud’ </li></ul><ul><li>marketing: amor e ódio </li></...
<ul><li>Paulo Francis   </li></ul><ul><li>personalidade crítica e doentia </li></ul><ul><li>o estilo </li></ul><ul><li>o g...
<ul><li>A arte da difamação   </li></ul><ul><li>distorção das machetes </li></ul><ul><li>linchamento jornalístico </li></ul>
<ul><li>Jornalismo e Democracia   </li></ul><ul><li>eleições de 89 </li></ul><ul><li>manipulação </li></ul><ul><li>polícia...
<ul><li>O príncipe e o sapo   </li></ul><ul><li>mídia: criar e eleger um candidato </li></ul><ul><li>Importância do contex...
A sagração de FHC: a mídia no primeiro turno das eleições de 1998 <ul><li>Com o Real forte…. </li></ul><ul><li>Lula vai ac...
“ Como Deus é grande, e ainda não foi privatizado, o desemprego subiu ” :  má-fé da mídia Utilização de fotografias para d...
<ul><li>A necessidade de desmoralizar - caráter emblemático de sua liderança - povo chegar ao poder </li></ul><ul><li>Prop...
Jornalismo e História Lacerdismo revisitado <ul><li>Combate ao getulismo e sua herença populista </li></ul><ul><li>O Parti...
<ul><li>Críticas de conteúdo e difamação de caráter </li></ul><ul><li>Jango - “Carta Brandi - “corvo” </li></ul><ul><li>Wa...
Chatô: O poder da chantagem <ul><li>“ Barões da imprensa” ou“tycoons” </li></ul><ul><li>Diários Associados, emissoras de r...
<ul><li>Chantagem  - MAM e burguesia </li></ul><ul><li>Início da carreira </li></ul><ul><li>Jornais que aterrorizam a burg...
Uma ruptura no padrão complacente <ul><li>Collorgate :  Veja e Isto É </li></ul><ul><li>Mercado x Ideologia </li></ul><ul>...
A aventura alternativa <ul><li>160 periódicos : oposição ao governo </li></ul><ul><li>Imprensa alternativa – Imprensa nani...
<ul><li>Anarquismo e Existencialismo:  </li></ul><ul><li>Versus, Bondinho, Ex e o Pasquim </li></ul><ul><li>Conflitos huma...
<ul><li>Despesas e vendagens </li></ul><ul><li>Oposição ao capitalismo </li></ul><ul><li>Agregador e desagregador da socie...
<ul><li>Alienação </li></ul><ul><li>O envelhecimento do Pasquim </li></ul><ul><li>Repórter e o terrorismo de banca </li></...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estrutura da Notícia e Síndrome da Antena Parabólica

3.042 visualizações

Publicada em

Apresentação em tópicos sobre os livros Estrutura da Notícia (LAGE, Nilson) e Sínsrome da Antena Parabólica (KUCINSKI, Bernardo). Autoras: Carolina Machado, Heryka Cilaberry, Iasmine Pereira e Lidiane Queiroz

Publicada em: Educação, Tecnologia, Turismo
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.042
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrutura da Notícia e Síndrome da Antena Parabólica

  1. 1. A ESTRUTURA DA NOTÍCIA NILSON LAGE
  2. 2. <ul><li>A história da notícia </li></ul><ul><li>Sensacionalismo e imparcialidade </li></ul><ul><li>Gramática da notícia </li></ul><ul><li>Lead e documentação </li></ul>
  3. 3. <ul><li>a notícia no rádio e na televisão </li></ul><ul><li>notícia e reportagem </li></ul><ul><li>a política da notícia </li></ul><ul><li>críticas </li></ul>
  4. 4. A SÍNDROME DA ANTENA PARABÓLICA ética no jornalismo brasileiro BERNARDO KUCINSKI
  5. 5. <ul><li>Jornalismo e sociedade </li></ul><ul><li>mídia da exclusão </li></ul><ul><li>Contexto </li></ul><ul><li>Controle social </li></ul><ul><li>Agenda </li></ul><ul><li>Jornalistas X Assessores de Imprensa </li></ul><ul><li>Rádios </li></ul>
  6. 6. Paradoxos do Jornalismo Econômico <ul><li>Economia </li></ul>“ O jornalismo econômico, mais do que mero instrumento ideológico de persuasão ou manipulação, parece ter se transformado em discurso articulador da totalidade dos sentidos, ações e políticas públicas na era de implantação do projeto neoliberal”
  7. 7. <ul><li>Jornalismo e (falta de) ética </li></ul><ul><li>Episódio das antenas parabólicas </li></ul><ul><li>Autocensura </li></ul><ul><li>Valores dos jornalistas </li></ul>
  8. 8. <ul><li>O jornalismo da Folha de São Paulo </li></ul><ul><li>‘ rosebud’ </li></ul><ul><li>marketing: amor e ódio </li></ul><ul><li>manipulação da notícia </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Paulo Francis </li></ul><ul><li>personalidade crítica e doentia </li></ul><ul><li>o estilo </li></ul><ul><li>o gênio que não deu certo </li></ul>
  10. 10. <ul><li>A arte da difamação </li></ul><ul><li>distorção das machetes </li></ul><ul><li>linchamento jornalístico </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Jornalismo e Democracia </li></ul><ul><li>eleições de 89 </li></ul><ul><li>manipulação </li></ul><ul><li>polícia +mídia: incidentes </li></ul>
  12. 12. <ul><li>O príncipe e o sapo </li></ul><ul><li>mídia: criar e eleger um candidato </li></ul><ul><li>Importância do contexto nas eleições </li></ul><ul><li>Interesse, manipulação e artificialismo </li></ul>
  13. 13. A sagração de FHC: a mídia no primeiro turno das eleições de 1998 <ul><li>Com o Real forte…. </li></ul><ul><li>Lula vai acabar com plano </li></ul><ul><li>Real entra em crise... </li></ul><ul><li>Só um doutor pode nos salvar </li></ul><ul><li>O preconceito </li></ul><ul><li>Inculto, incompetente, desastrado </li></ul><ul><li>Defeitos evidentes diante da formação acadêmica de FHC </li></ul>
  14. 14. “ Como Deus é grande, e ainda não foi privatizado, o desemprego subiu ” : má-fé da mídia Utilização de fotografias para desqualificar ou engrandecer
  15. 15. <ul><li>A necessidade de desmoralizar - caráter emblemático de sua liderança - povo chegar ao poder </li></ul><ul><li>Propostas do PT fora da pauta jornalística – Oposição sem idéias - campanha morna </li></ul><ul><li>Desigualdade na distribuição dos espaços da mídia e deformação de manchetes para denegrir oposição </li></ul><ul><li>Apoio de Lula sobe - Campanha do bom astral </li></ul>
  16. 16. Jornalismo e História Lacerdismo revisitado <ul><li>Combate ao getulismo e sua herença populista </li></ul><ul><li>O Partido Comunista e o Observatório Econômico </li></ul><ul><li>Luta contra o nazismo </li></ul><ul><li>Preste, Olga e o comunismo – frieza marxista </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Críticas de conteúdo e difamação de caráter </li></ul><ul><li>Jango - “Carta Brandi - “corvo” </li></ul><ul><li>Wainer x Lacerda </li></ul><ul><li>“ Um homem cheio de ódio” </li></ul><ul><li>O político x O jornalista </li></ul>
  18. 18. Chatô: O poder da chantagem <ul><li>“ Barões da imprensa” ou“tycoons” </li></ul><ul><li>Diários Associados, emissoras de rádio e primeira TV do Brasil </li></ul><ul><li>O amigo dos presidentes </li></ul><ul><li>Inescrupulosos, extravagantes, detalhistas, maníacos e movidos por caprichos </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Chantagem - MAM e burguesia </li></ul><ul><li>Início da carreira </li></ul><ul><li>Jornais que aterrorizam a burguesia </li></ul><ul><li>Banditismo </li></ul><ul><li>O poder : jornais constroem e destroem carreiras </li></ul>
  20. 20. Uma ruptura no padrão complacente <ul><li>Collorgate : Veja e Isto É </li></ul><ul><li>Mercado x Ideologia </li></ul><ul><li>Traição da classe média </li></ul><ul><li>1990: Primeiros indícios de corrupção </li></ul><ul><li>1992: Entrevista com Pedro Collor </li></ul><ul><li>Jornalistas demitidos </li></ul>
  21. 21. A aventura alternativa <ul><li>160 periódicos : oposição ao governo </li></ul><ul><li>Imprensa alternativa – Imprensa nanica </li></ul><ul><li>Predominantemente políticos : pedagógico dogmáticos </li></ul><ul><li>Política, Opinião, Movimento, Em Tempo e o Coojornal. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Anarquismo e Existencialismo: </li></ul><ul><li>Versus, Bondinho, Ex e o Pasquim </li></ul><ul><li>Conflitos humanos: homossexualismo e prazer </li></ul><ul><li>Beijo, Opinião e Lampião. </li></ul><ul><li>LSD e revolução: Brasil e Mundo </li></ul><ul><li>Esquerdas + Jornalistas + Intelectuais </li></ul><ul><li>Líder </li></ul><ul><li>Offset e underground </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Despesas e vendagens </li></ul><ul><li>Oposição ao capitalismo </li></ul><ul><li>Agregador e desagregador da sociedade civil </li></ul><ul><li>Grande imprensa: fechamento de jornais e marketing </li></ul><ul><li>Vida breve dos alternativos </li></ul><ul><li>Redemocratização e apropriação de temas alternativos </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Alienação </li></ul><ul><li>O envelhecimento do Pasquim </li></ul><ul><li>Repórter e o terrorismo de banca </li></ul><ul><li>Jornais alternativos hoje: novas formas de cognição e saber </li></ul><ul><li>Homepages </li></ul><ul><li>Natureza, minorias e manifestações culturais: dos partidos políticos às ONGS </li></ul>

×