LATEC - UFF - PALESTRA: DIVERSIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO

143 visualizações

Publicada em

Palestra de Vandré Brilhante Alonso no INOVARSE - 2014: CIEDS: Diversidade para o Desenvolvimento.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LATEC - UFF - PALESTRA: DIVERSIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO

  1. 1. Diversidade para o desenvolvimento Vandré Brilhante Jossy Silva Wangela Caetano Inovarse, novembro 2014
  2. 2. Para onde queremos ir
  3. 3. Diversidade Prosperidade
  4. 4. trazer o Brasil para dentro de casa Os valores diversos A criatividade do povo As culturas e tradições As cores do nosso povo Saberes velhos e novos Os diferentes credos e costumes As minorias e maiorias Os opostos e os diferentes..... Todos juntos formando um valor maior. Para o CIEDS diversidade é...
  5. 5. Um valor para a Cidadania A cidadania é fundada sobre a premissa da igualdade. A igualdade não pode se basear num modelo de padronização das diferenças para que todos se pareçam iguais, mas sim num modelo que considere e valorize as diferenças.
  6. 6. A intolerância e a rejeição do outro provêm, quase sempre:  do medo do diferente que alimenta a ignorância  do desrespeito aos direitos humanos  da falta de acesso ao desenvolvimento humano. Um valor para a Paz
  7. 7. Um diferencial de mercado As diferentes formas de ver o mundo, quando colocadas juntas para um mesmo objetivo, produzem ações mais sustentáveis • Gerando mais participação e pertencimento • Gerando criatividade e inovação • Produzindo com maior agilidade e felicidade • Agregando mais valor aos resultados As chances de acertar aumentam e a prosperidade também.
  8. 8. 10 As diferenças são fundamentais para se formar um ambiente de trabalho criativo e inovador A diversidade como estratégia institucional Diferentes perspectivas e ideias permitem avaliações mais completas e profundas dos problemas Do ponto de vista estratégico é uma ferramenta de inovação Diversidade pode se transformar numa vantagem e num diferencial
  9. 9. Uma cultura de diversidade CAPÍTULO 1 – DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FINS E DURAÇÃO Artigo 1° O CENTRO INTEGRADO DE ESTUDOS E PROGRAMAS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, também designado pela sigla CIEDS, é uma associação, com fins não econômicos, filantrópicos, apartidária, independente, que sem distinção de etnia, naturalidade, gênero, orientação sexual ou religiosa, bem como para com a pessoa com deficiência, dirige suas atividades para (...) Estatuto “A organização pauta sua atuação pela convivência harmoniosa com a diversidade, seja ela de credo, etnia, gênero, orientação sexual, concepção político-ideológica, e/ou condição econômica. Sendo assim, repudia qualquer forma de discriminação, estando tal posicionamento registrado em seu Estatuto. A ação do CIEDS está pautada pela integridade, confiança e lealdade, bem como pelo respeito e valorização do ser humano, em sua privacidade, individualidade e dignidade” Código de Ética “O CIEDS não pratica e não apoia nenhum tipo de discriminação, tanto na contratação quanto na definição das remunerações. A instituição pauta sua atuação pela convivência harmoniosa com a diversidade, seja ela de credo, etnia, gênero, orientação sexual, concepção político- ideológica, e/ou condição econômica. Sendo assim, repudia qualquer forma de discriminação, estando tal posicionamento registrado em seu Estatuto.” Política de RH
  10. 10. Como temos apoiado nossos parceiros  Produção de Mapas da Diversidade  Treinamento de Empresas – Convivendo com a Diversidade  Construção participativa de código de conduta ética;  Recrutamento e seleção de pessoas com deficiência para empregabilidade, com orientação socioprofissional;  Programa Jovem Aprendiz – formação de quadros;  Sensibilização de empresas e construção de políticas para a diversidade.
  11. 11. Um retrato da diversidade Alguns dados 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% S/cargo Administrat Agente Assistente Apoio Gerencia Direção Estagio Professor Serv.Geral Supervisão Gênero e Funções Fem. Masc.
  12. 12. Um retrato da diversidade Alguns dados 3% 35% 48% 14% Etnia Não declararam Brancas Pardas Negros Indígenas Amarelas
  13. 13. Um retrato da diversidade Alguns dados 1% 5% 6% 14% 17% 39% 17% 1% Escolaridade Primeiro Grau Incompleto Primeiro Grau Completo 2° Grau Incompleto 2° Grau Completo Superior Incompleto Superior Completo Pós Graduação Mestrado Doutorado
  14. 14. O que é trabalhar no CIEDS
  15. 15. Qual a sua contribuição para o CIEDS
  16. 16. E se você tivesse que dar conselho sobre diversidade aos gestores aqui presentes
  17. 17. Diversidade na prática Como podemos promover a inclusão social indo além da aplicação de cotas?
  18. 18. Diversidade na prática Como tornar eficazes os projetos de promoção da diversidade sem simplesmente treinarmos os diferentes para que pareçam iguais e assim sejam incluídos?
  19. 19. Os caminhos da diversidade Superar a visão estigmatizada do diferente Acreditar no potencial e na contribuição de cada um Perceber que questões complexas demandam percepções diferentes para suas efetivas soluções Permear toda a estrutura da organização Se efetivar como cultura organizacional Classe social, cor ou preferencia sexual distinta criam um ambiente mais inovador e feliz
  20. 20. Ou entendemos que somos todos diversos e todos temos diferenças, ou só pobres, gays, pessoas com deficiência e negros serão diversos... A diversidade inclui todos!
  21. 21. vbrilhante@cieds.org.br

×