Idades do Homem de Erikson
7º idade-Generatividade X Estagnação
Disciplina: Psicologia do Desenvolvimento –
Adolescente, A...
Descreve o desenvolvimento Psicossocial ao longo de toda vida humana
Erikson Cada estágio é atravessado por uma crise psic...
1º Idade -> Confiança vs Desconfiança
2º Idade -> Autonomia vs Dúvida/ Vergonha
3º Idade -> Iniciativa vs Culpa
4º Idade -...
7º Idade do Homem-Meia Idade
(Generatividade x Estagnação)
A generatividade é uma etapa essencial do detalhamento
psicosse...
• É um dos mais extensos estágios psicossociais e resume-se no conflito
entre educar, cuidar do futuro, criar e preocupar-...
7º Idade do Homem-Meia Idade
(Generatividade x Estagnação)
As tarefas evolutivas da Meia Idade
 Aceitação do corpo que en...
7º Idade do Homem-Meia Idade
(Generatividade x Estagnação)
Transição e crise na meia idade
 Transição consiste numa avali...
7º Idade do Homem-Meia Idade
(Generatividade x Estagnação)
Família
Profissão
 Meia idade é um momento em que são feitas a...
7º Idade do Homem-Meia Idade
(Generatividade x Estagnação)
Aposentadoria
Medida preventivas
 Em consequência da aposentad...
Conclusão
Caracteriza-se pela necessidade que o indivíduo tem de gerar. Gerar qualquer coisa que faça
sentir produtor e ma...
Referencias bibliográficas
S/A. O Desenvolvimento do Ego, subtítulo: Oito Idades do Homem. S/D, pag. 245 á 247.
FARIAS, Le...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slides fases erikson

321 visualizações

Publicada em

Dourados MS

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
321
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slides fases erikson

  1. 1. Idades do Homem de Erikson 7º idade-Generatividade X Estagnação Disciplina: Psicologia do Desenvolvimento – Adolescente, Adulto e Envelhecimento Professora: Valéria Alunas:  Bruna Vieira RA: 4997029027  Cristiane Vieira RA: 4997028942  Caroline Lopes RA: 2033005397  Jucimara da Silva RA: 1299540691  Marinilva Sampatti RA: 4997028946  Zilda Lopes RA: 1299540736
  2. 2. Descreve o desenvolvimento Psicossocial ao longo de toda vida humana Erikson Cada estágio é atravessado por uma crise psicossocial (vertente positiva e vertente negativa) O desenvolvimento evolui em oito idades, oito estágios psicossociais, cada estágio contribui para a formação da personalidade total. Cada período de desenvolvimento é caracterizado por certas tarefas e pela experiência de determinado conflito. Erikson
  3. 3. 1º Idade -> Confiança vs Desconfiança 2º Idade -> Autonomia vs Dúvida/ Vergonha 3º Idade -> Iniciativa vs Culpa 4º Idade -> Industria vs Inferioridade 5º Idade -> Identidade vs Difusão/Confusão 6º Idade -> Intimidade vs Isolamento 7º Idade -> Generatividade vs Estagnação 8º Idade -> Integridade vs Desespero As Oito Idades do Homem
  4. 4. 7º Idade do Homem-Meia Idade (Generatividade x Estagnação) A generatividade é uma etapa essencial do detalhamento psicossexual como do psicossocial Acontece entre os 30 aos 60 anos Nesta idade a questão chave é formular varias formas: Será bem sucedido na vida afetiva e profissional? Irá produzir algo com verdadeiro valor? Será um bom pai/mãe? Vertente Positiva Contributo como membro ativo da sociedade desenvolvimento de interesses e atividades produtivas Vertente Negativa Centração em si próprio, desinteresse pelos outros
  5. 5. • É um dos mais extensos estágios psicossociais e resume-se no conflito entre educar, cuidar do futuro, criar e preocupar-se exclusivamente com os seus interesses e necessidades. • Dedicação ao próximo. • Preocupação com as novas gerações. • Fase em que oscila entre a generatividade (produtividade, criatividade) e a estagnação (ficar parado). • Imagem de si próprio agradável. • Sem sentimentos de culpa sobre o que fez na vida. 7º Idade do Homem-Meia Idade (Generatividade x Estagnação)
  6. 6. 7º Idade do Homem-Meia Idade (Generatividade x Estagnação) As tarefas evolutivas da Meia Idade  Aceitação do corpo que envelhece  Aceitação da limitação do tempo e da morte pessoal  Manutenção da intimidade  Reavaliação dos relacionamentos  Relacionamento com os filhos: ir, atingir, igualdade, integrar novos membros  Preparação para velhice
  7. 7. 7º Idade do Homem-Meia Idade (Generatividade x Estagnação) Transição e crise na meia idade  Transição consiste numa avaliação intrapsíquica de todos os aspectos da vida, como tomar decisões.  Níveis de insatisfação de seus potenciais podem preferir a estagnação, acomodação a situações de Insatisfatórias como a fuga de conflitos e evitar o aumento de ansiedade, solução que acarreta a redução da auto estima e quadros depressivos. Alterações físicas  As mudanças físicas, nessa fase, provocam um efeito significativo do ponto de vista psicológico.  Com o envelhecimento, pensamos, sentimos a respeito da idade corporal, falhas de memoria e da capacidade de raciocínio são mais frequentes.  A partir dessa idade, as doenças tornam-se mais proeminentes, bem como as mortes que causam.
  8. 8. 7º Idade do Homem-Meia Idade (Generatividade x Estagnação) Família Profissão  Meia idade é um momento em que são feitas avaliações, incluem particularmente os relacionamentos.  Para muitos casais, o ajustamento sexual é mais satisfatório do que quando eram jovens, pois já conhecem as necessidades e as formas de satisfazê-las.  Com o crescimento dos filhos, a mãe se sente aliviada, pois diminui o trabalho e a responsabilidade, mais sente um vazio enorme em sua vida.  Existem carreiras que chegam ao fim na meia idade.  Alguns indivíduos dessa fase perdem empregos por diferentes razões: mudança no mercado de trabalho, exigências cada vez maiores com a qualificação profissional...
  9. 9. 7º Idade do Homem-Meia Idade (Generatividade x Estagnação) Aposentadoria Medida preventivas  Em consequência da aposentadoria, ocorre uma mudança nos papeis que podem ser acompanhada por sentimentos de inutilidade, diminuição de auto estima.  Muitos mesmo aposentados continuam produzindo, trabalhando e com a auto estima lá em cima.  Manter a saúde física com prevenção das doenças degenerativas.  Independência econômica.  Ter seu próprio espaço de moradia.  Manter um relacionamento intimo com o companheiro.  Praticar exercícios físicos.
  10. 10. Conclusão Caracteriza-se pela necessidade que o indivíduo tem de gerar. Gerar qualquer coisa que faça sentir produtor e mantenedor de algo. Pode ser filhos, negócios, pesquisas, et. O sentimento oposto é o da estagnação. Cada vez mais esta fase tem se ampliado. Até algumas décadas atrás, a forma de viver esta fase era casando e criando filhos, principalmente para a mulher. Hoje, com uma gama maior de escolhas a serem feitas, as formas de expressar a generatividade também se ampliam, de forma que as principais aquisições desta fase, como dar e receber, criar e manter, podem ser vividas em diversos planos relacionais, não somente na família. Segundo os autores, são diversas formas de não se cair no marasmo da lamentação, que Erikson chama de estagnação.
  11. 11. Referencias bibliográficas S/A. O Desenvolvimento do Ego, subtítulo: Oito Idades do Homem. S/D, pag. 245 á 247. FARIAS, Leonardo Bianchine; ARAUJO, Gabriel; PEREIRA, Fernanda. Blog Psicologia do Desenvolvimento. A teoria do desenvolvimento psicossocial de Erik Erikson. Blumenau, Santa Catarina, Brasil, publicado 19 de maio de 2011. Disponível em: http://psicod.blogspot.com.br/2011/05/teoria-do-desenvolvimento-psicossocial.html. Acesso dia: 28/10/2013. RABELLO, Elaine ; PASSOS, José Silveira. Erikson e a Teoria Psicossocial do Desenvolvimento. S/D. Disponível em: http://www.josesilveira.com/artigos/erikson.pdf . Acesso dia: 28/10/2013. ALMEIDA, José Robério de Sousa . A Teoria Do Desenvolvimento Psicossocial De Erik Erikson. Publicado 15/08/2008 . Disponível em: http://www.julianefeldmann.com.br/pdf/ARTIGO%20-%20A%20TEORIA%20DO%20DESENVOLVIMENTO%20PSICOSSOCIAL.pdf. Acesso dia 28/10/2013. EIZIRIK, Claudio Laks; KAPEZINSKI, Flavio; SIQUEIRA, Ana Margareth. O CICLO DA VIDA HUMANA: UMA PERSPETIVA PSICODINÂMICA, subtítulo : Meia Idade. PORTO ALEGRE: Artimed Edtora, publicação 2001.

×